História Do you promise me? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 15
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OI! E mais uma vez vim eu aqui querendo ser odiada :v (mentira) Ok. Como sempre: Espero que gostem, me desculpem pelos erros :v
~talvez o titulo do capítulo seja referencia a letting go do day6

Capítulo 8 - Te Deixando ir.


~Cassie P.O.V~

Ele me bloqueou?! Ok. Eu magoei ele e talz...mas, não precisava fazer esse drama.

Estava pensando no que tinha acontecido, até que...

-CASSIE - Era minha mãe. - O MARK QUER FALAR COM VOCÊ - Suspirei, contei até três, e desci as escadas, as quais eu quase cai pois haviam acabado de ser enceradas.

Fui para a varanda - onde Mark estava - e percebi que o garoto estava com a boca cortada, o rosto um pouco roxo, e os braços arranhados, ainda com um pouco de sangue.

-Você se meteu em uma briga? - Ele ficou calado me encarando - Me diga ou eu irei embora - Ele permaneceu calado, então me virei para a porta e dei alguns passos, até que finalmente, ele me respondeu.

-Espere. - Me virei voltando para o lugar que estava antes na varanda - Cassie eu... - O loiro se aproximou e tentou pegar minha mão, fazendo com que eu me afastasse - Me descul...

-Calado. - É difícil pra ele entender que eu não o amo? - Sinto falta do Mark Young, meu amigo, não Mark Young, o garoto que fica como um louco tentando segurar minha mão.

-Cassie, as pessoas mudam.

-Elas mudam, e eu não gosto disso.

-Você deveria entender que as pessoas mudam. Sabia?

-E você deveria entender que eu não amo você.

Ele ficou calado, me encarando. Ok. Cassie Louise Marshall, você é oficialmente uma idiota. Mais uma vez, eu deixo ele triste. E oficialmente, eu perdi um amigo.

Depois que eu disse isso, seus olhos ficaram marejados, e ele saiu correndo, eu sou um monstro. YOU CAN CALL ME MONSTER.

~Mark P.O.V~

Ela disse isso, me magoou, e agora aqui estou eu, trancado no quarto triste. 

Pareço uma garota de alguma série após um término de namoro.

Por que quando alguém magoa seus sentimentos doí tanto? Sempre é ao contrário, a garota que leva um fora e ela fica triste, nessa história, a garota sou eu.

Deveria desbloquear ela e conversar? Ou deveria simplesmente a ignorar? É melhor pra mim a ignorar, eu acho. Pelo menos amanhã minha irmã vai vir me visitar, já que meus pais - provavelmente - nunca vão voltar daquela viagem. Acho que Tiffany se importa comigo.

~~~~~

Estava aqui, deitado, até que, eu percebi uma coisa. Ano passado, eu e Cassie havíamos feito uma promessa. É. A promessa foi quebrada. Eu sabia desde o inicio que não daria certo.

Tenho medo de fazer promessas. Eu me lembro de várias promessas que eu e Brooke fizemos. Isto é, antes dela se suicidar. Eu e Brooke eramos muito próximos, já que Tiffany, estava ocupada demais na época com sua namorada, então nem dava atenção aos seus irmãos. Depois que Tiffany e Anastasia terminaram - Já que Anastasia estava traindo Tiffany com uma garota chamada Julia -, Tiffany fugiu, e deixou nós, os irmãos mais novos, sozinhos. Até que, Brooke se suicidou, e eu fiquei sozinho. Até Cassie começar a falar comigo, mas parece que eu voltei a ser o garoto solitário de antes. 

Por que o amor machuca tanto?

Por que as pessoas nos abandonam?

Por que eu nunca consigo ser amado?

~Cassie P.O.V~

Sozinha. Consciência pesada. Triste. Tem como piorar? Já rejeitei várias pessoas, mas, por que rejeitar o Mark doí tanto? Não gosto de o deixar triste, me deixa triste também. Eu queria saber como ele está agora...vou mandar mensagens...não pera, ele me bloqueou. Fudeu. O que eu faço agora? Ir a casa dele não é uma boa ideia agora...ou será que eu vou?

E agora? Eu vou ou não?

Eu vou.

~~~~~

Caminhei até lá, no frio. Chegando na casa do garoto, eu bati na porta, mas ninguém atendeu. Esperei mais alguns segundos, sem resposta. Fui para casa, e escrevi uma carta a ele, para deixar na frente.

Mark.

Me desculpe, não queria te magoar, não era minha intenção, você é uma boa pessoa que eu gosto muito, mas, não no sentido que você quer...eu acho que deveria, te deixar ir, é o melhor a se fazer, não quero te magoar mais do que já magoei. Não me procure novamente, não fale comigo. Vai ser o melhor não só para você, mas como pra mim também. Busque novos amigos, novas garotas que você ame, sei que nenhuma delas vai ser igual a mim - já que é algo que você mesmo diz -, mas tente pelo menos uma vez, achar alguém melhor que eu no mundo. Existem várias garotas melhores que eu...tantas que te merecem, mais que eu...tantas que podem te fazer muito feliz. Espero que entenda o motivo que eu quero te deixar ir, é necessário. Me desculpe.

-Cassie.

 

Terminei de escrever a carta, coloquei um envelope, e deixei na casa dele. Me machuca ter que fazer isso. Mas é preciso. Infelizmente.


Notas Finais


ESCLARECENDO ALGO: A Tiffany é bissexual.
Avisinho rápido: Tem 4 promessas feitas pelo Mark e pela Cassie na fanfic inteira. 1° que é aquela que é mostrada no capítulo "Passado", e que foi quebrada nesse capítulo, a 2° vai demorar um pouco, 3° que vai ser mais ou menos perto do final, e a 4° promessa, também conhecida como, a tal promessa mostrada na sinopse. Nem todas serão quebradas.
Ah, já ia esquecendo. Eu realmente queria qualquer hora falar algumas curiosidades sobre a fanfic, tem várias. Se quiserem, avisem ^^
Até o próximo capítulo <3 Saranghae <3
~desculpem-me se ficou curto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...