História Você se lembra, Ib? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ib
Personagens Personagens Originais
Tags Garry, Ibxgary, Mary, Originais
Exibições 53
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii
EU PASSEI DIRETO AUFBALVKEFJDJWJNCKW
nem acredito
tirei 10 em português, 8,8 em ciências e 9,85 em matemática I CAN'T BELIEVE IT
Bem, escrevi na maior rapidez aqui no celular só pra vcs n ficarem seu capítulo, pq eu prometi que assim que eu entrasse de férias ia escrever bastante :3
Eu ia postar a sinopse da minha fanfic de BTS ao invés dessa, mas fiquei com pena shjausha
Agr minhas fanfics saem todo domingo :3
Bem, espero que gostem, até domingo :D

Capítulo 4 - Gueterna


Você se lembra, Ib? - Capítulo 3 - Gueterna

Em um canto, Maya estava beijando; ou melhor, engolindo; Garry, que se debatia para se soltar.

Em um movimento involuntário, a ruiva se levantou e andou furiosa até os dois.

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-

A garota, então, parou na frente dos dois. Encarou-os por um tempo, que pelo momento já haviam percebido a presença dela. Gary parecia aliviado, já Maya... Nem tanto assim. 
Só então Ib percebeu o que estava fazendo. Não sabia o que falar, seu corpo se mexeu involuntariamente. Agora, estava parada na frente dos dois que nem uma retardada sem saber o que falar.
_ Pense, Ib... Que desculpa dar? _ ela pensou _ Ah, o que deu em mim para vir aqui?!

- Ib! - Maya sorriu, claramente forçado - O que está fazendo aqui?

- Ah, eu, vi o professor Gary aqui e....- Pensou - e... Eu queria que ele me ajudasse com um trabalho.

- Oh, estava perguntando a mesma coisa para ele! - A loira sorriu.

_Ela não percebeu que eu vi ela o beijando?!_ Pensou Ib.

- Uh... Bem, não parecia. - Falou Ib - Bem, Gary, posso falar com você?

- Uh, sim, claro. - Falou o azulado, desconfortável.

Os dois se afastaram de Maya, que os olhava atentamente.

- Se você tem algo para falar, fale logo. - Ele disse, frio.

- Por que você está sendo assim comigo? Você era bem gentil no museu...

- As coisas mudam, Ib.

- Sim, eu percebi. - Ela voltou a pensar no beijo - Mudando de assunto, você tem idéia do que acabou de fazer?! Beijar uma aluna menor de idade! Você pode ser expulso no seu 1° dia!

- Não foi minha escolha. - Gary suspirou - A garota me dá calafrios. Estávamos conversando, quando ela me agarrou do nada e quase me engoliu!

- Eu sei, eu vi essa cena muito bem. Mas por que você não fez nada?

- Eu também estaria violando as regras da escola.

- Mas você teria seus próprios motivos!

- Você veio aqui só para falar isso, Ib? Se não tem nada de interessante para falar, simplesmente vá embora. Eu não sou seu filho para você me dar lições de moral. - Ele virou as costas e saiu.

_O que deu nele? Será que nesse tempo em que não nos vimos algo aconteceu e ele ficou frio assim?_ Pensou Ib _ Bem, eu não aguento mais esse lugar... Melhor eu sair daqui.

_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_

A garota acordou, com sua cabeça latejando. Algo que era bem normal para ela, afinal, ela era uma garota introvertida e não suportava multidões. Quando olhou pro lado, viu Aria ainda dormindo. Preferiu deixa-la descansando, pensando que ela teve uma noite claramente agitada. 
 Começou a arrumar sua mochila, mas só então se lembrou do feriado. Então, desejando ar livre, ela saiu do quarto em direção ao jardim do campus, que, para sua felicidade, estava vazio.
_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_

- Sala da Diretoria -

- Mas, Pai...
- Nada de mais, Garry. Eu não sei o que você tem contra esse museu, mas todas as turmas já confirmaram que irão à essa viagem, então você tem que ir também.
- Você não pode escolher outro professor? Tipo, o de artes? Porque eu, o professor de Física?
- Porque essa é a mesma exposição que você foi há 7 anos. Você sabe bastante dela, não sabe?
- Até demais... - Disse Garry, tentando não parecer chocado.
- Então esta decidido. Você será o professor responsável pela viagem escolar da turma B para a exposição de Gueterna do museu nacional. - Disse o diretor, estufando o peito. - Agora você já pode ir.
- Sim, pai. - Disse o azulado, se levantando da pequena cadeira e saindo da salinha.
-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-

A morena observou, de longe, o professor sair da diretoria e andando pelo vasto campus. Já que estava vazio, a pequena achou uma ótima oportunidade para falar com ele.

- Gary! - gritou, e recebeu um olhar assustado do mesmo do outro lado do jardim. Correu até ele.

- O que você quer?

- Qual é o seu problema? O que aconteceu com você durante esses anos?

- Você já me perguntou isso. 

Grosso.

- Mas eu quero saber! O que aconteceu com você?

- Porque isso te interessaria? Você é só uma conhecida minha!

- Eu me interesso porque você é meu amigo!

Gary olhou a pequena, surpreso. Ficou quieto por um tempo, enquanto Ib apreciava seu momento de vitória. O azulado fez uma careta, depois bufou.

- Pode me contar agora? - Perguntou Ib, sorridente.

Silêncio.

- Gary, eu me importo com você, se algo aconteceu, eu-

A garota se assustou quando sentiu seu corpo envolvido pelos braços de Gary. Um abraço sincero e quente. Ib se sentiu acolhida, se sentiu segura, um velho sentimento que sentiu pela última vez há 7 anos. Seus braços involuntariamente envolveram o de Gary também. Não havia malícia no abraço, apenas saudade. Se não estivessem em um local público, e se não fossem aluna e professor, poderiam ficar ali para sempre.

- Ib! Cadê você, Ib? - Pode-se ouvir uma voz de longe. Rapidamente desfizeram o abraço. - Oh, aí está você! - Era Mike.

- Entendeu, Ib? - Gary falou. - A matéria é simples, só falta você entender. - A garota ficou confusa, mas depois entendeu.

- Sim, claro, professor Gary. - Mike, que agora estava ao lado dos dois, sorriu cumprimentou o azulado - Muito obrigado Gary.

- Então eu já vou indo. Mike, Ib, até mais. - Gary falou, saindo rapidamente.

Os dois jovens que permaneceram se olharam.

- Então Ib, eu percebi que você foi embora cedo da festa. 

- Ah sim...

- Você estava doente? Eu vi você sair com a mão na cabeça.

- Ah, é porque eu não gosto de locais muito cheios.

- Ah, sim. - O garoto sorriu - Bem, agora que eu já chequei que você está bem, eu já vou indo. 

Ib riu.

- Obrigada por se importar comigo. Você é um garoto muito legal. - Ib assistiu, rindo, o garoto ficar pálido, e depois, extremamente vermelho, e sair correndo.
-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-

*Gary*

Chegando em seu dormitório, tomou um susto. 

- Eu já mandei você sair daqui... como você consegue entrar aqui? - Falou, irritado - Esse é o dormitório dos professores. Se alguém nos ver... o que você quer comigo, afinal?

- Ah, Gary, você fala demais... um saco.

- Se pensa isso de mim, então vá embora! Eu mal te conheço direito, há dois anos você fica me perseguindo.

- Acredite em mim, você me conhece até demais. Eu vim terminar o que começamos ontem. Você não pode negar que estava gostando.

- Saia do meu quarto. Ou eu chamo algum segurança.

- Ai, como você é chato. Se você insiste...

A garota andou em direção a porta, e saiu.

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-


Notas Finais


Espero que tenham gostado, me desculpem se ficou muito pequeno, e como eu escrevi no celular deve estar cheio de erros ortográficos, me desculpem por isso também audhau
Agora eu prometo que posto com mais frequência :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...