História Você veio do nada - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Hayes Grier, Nash Grier, Taylor Caniff
Personagens Cameron Dallas
Tags Macgon
Exibições 17
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi moziiis ❤️ Como prometi, na capa do capítulo está nossa maravilhosa: Lucy Stwart! Tudo sobre ela está lá no episódio 21!

Capítulo 32 - Piquenique


Fanfic / Fanfiction Você veio do nada - Capítulo 32 - Piquenique

Cam p.o.v

Gina: Cam, acorda.- ela fala, me acordando, sinto que ela está martelando minha cabeça.

Eu: Mãe para de gritar!

Gina: Mas eu estou sussurrando. Bebeu demais, ontem?

Eu: Mais ou menos.

Gina: Vem, vamos comer.

Eu: Não estou com fome, só quero aspirina.

Gina: Só se você comer uma fruta é um suco!

Eu: Fechado. Só vou me trocar.

Gina: Te espero.- ela sorri e sai, eu entro em um banho rápido e quando saio e coloco uma camiseta branca, calça jeans clara e rasgada, um óculos quadrados escuro e um All Star preto, quando desço, vejo Sierra sentada no sofá assistindo "The Vampire Diaries".

Eu: Tu não cansa dessa série, não?

Sierra: Deixa meu Damon em paz!- rio e pego uma maçã na cozinha e um copo de suco e vou até o sofá ao lado de Sierra e como.

Gina: Aqui está sua aspirina, Cam.- ela me entrega um comprimido e bagunça meu cabelo, sorrindo- E você, querida, não quer comer nada?

Sierra: Quero um café.

Gina: Já te trago.- que tédio, vou chamar a Kate, preciso sair.

 

Whatsapp on

Cam: Oi pequena ❤️

 

Kate p.o.v

Acordo com minha cabeça latejando de dor, espera, como eu cheguei aqui? Que camiseta é essa? Não lembro de ter tirado a maquiagem. Tá, antes de tudo, preciso comer, depois tomar aspirina. Mas antes de tudo, quero catar tudo isso! Desço e acho um bilhete na mesa da cozinha

Bilhete on

"Bom dia, princesa! Vi a hora que chegou, então preferi te deixar dormindo, eu e sua tia fomos correr na praça aqui perto. Antes que se desespere, calma, a Mack não foi sequestrada, trouxemos ela junto, ela tem que fazer amigos! Hahaha, beijos, Papai"

 

Rio com a última parte, acho aspirina e tomo um comprimido, e passo a procurar algo pra comer, acho um Wafer de chocolate, abro o pacote e jogo em um prato, pego um copo de Coca e vou comer na sala, onde ligo a Netflix e coloco em "Pretty Little Liars".

Cece: Comendo essa gordura a essa hora?- ela fala, vindo da cozinha, com algo escondido nas costas, ela mostra, da Wafer de chocolate branco e um copo de Coca, rio e abro espaço para ela se sentar- A ressaca tá foda, né?

Eu: Demais.- falo, quando sou interrompida por uma mensagem do Cam.

 

Whatsapp on

Cam: Oi amor ❤️

Eu: Ooi ��

Cam: Tive uma ideia, quer almoçar comigo?

Eu: Aonde?

Cam: Quero te mostrar um lugar demais.

Eu: Okay então

Cam: Te pego em uma hora

Eu: Tá bom

Cam: Beijos

Eu:Beijoss

Whatsapp off

 

Cece: Vai deixar o Caleb?

Eu: Anda lendo conversar dos outros? E o Caleb é todo meu!

Cece: Fica com ele, sou mais Toby!

Eu: Vou me vestir, bebê.- dou um beijo na bochecha de Cece e subo para meu quarto.penteio meu cabelo, e coloco um tiara fina com pedrinhas é uma sapatilha branca e um macacão leve amarelo. Estava me maquiando quando ouço três batidas na porta.

Ian: Voltamos! É pelo jeito você vai sair.

Eu: Aí paizinho! Vamos jantar juntinhos, tá?

Ian: Mas eu não falei nada!

Eu: Mas eu li seu pensamento! Estou bem?

Ian: Linda, como sempre!- ele me abraça e sai, eu sento na janela, esperando pelo Cam, enquanto lia o livro que a professora de literatura quer lemos, era "O Sol é Para Todos", é muito bom, mas não tenho muito tempo. Meus pensamentos estavam tão concentrados que só vejo que Cam chegou após ele buzinar inúmeras vezes. Corro até o primeiro andar e após mal me despedir de todos, vou até o carro, onde beijo Cam, um beijo longo, quando terminou, ele encosta sua testa na minha e sorri.

Eu: Ahm, amor?

Cam: Sim?- ele fala dando partida.

Eu: Por que você tem um alicate?

Cam: É para abrir o lugar.

Eu: Preciso ficar com medo?

Cam: É claro que não, amor.

Eu: Se tu diz.- ele dirige até um lugar fechado e coberto por cercas que não é possível ver o que tem dentro. Ele pega o alicate e quebra as correntes, quando entramos, era um lugar enorme e abandonado, porém em uma das mesas estava com flores, sanduíches, cookies, bolo, e tudo que eu gosto!- Meu Deus, Cam! Que lindo!

Cam: Que bom que gostou.

Eu: Na verdade, eu estou me sentindo péssima.

Cam: Não gostou?

Eu: Eu nunca fiz nada pra você! Sou uma péssima namorada.- falo, choramingando.

Cam: Esse lugar era tão lindo.- ele fala, olhando ao redor.

Eu: O que isso era?-digo andando até à mesa.

Cam: Um lugar incrível, uma praça, tinha um playground, ah, e foi aqui que eu conheci o Nash, Hayes e Matt, tinha acabado de chegar em Los Angeles, só conhecia o Aaron, e por muitas vezes vinha aqui para pensar.

Eu: Pena que se tornou isso, é um espaço enorme, dava para transformar isso em um supermercado.- digo, acaba de surgir uma ideia genial.

Cam: Eu sei que isso vai soar bem hipocrita, tipo, eu sei que passo muito tempo na internet e que meus aparelhos eletrônicos são essenciais pra mim, mas acho que as pessoas passam muito tempo no celular. Ninguém se interessa em saber como o outro está, apenas acessa as redes sociais e deduz pelo que a pessoa posta. E esse foco no celular tira a concentração das pessoas, e todos nós se tornamos alvos para sermos assaltados e tal, por isso não dá para fazer o que fazíamos na infância.

Eu: Ficar na calçada para conversar , jogar bola ou só ficar olhando um pra cara do outro, lembro que pedia  pra minha mãe mais cinco minutinhos na calçada com meus amigos quando ela me chamava para jantar, e hoje, peço mais cinco minutos para conversar no WhatsApp.- falo, parando pra pensar no que acabara de dizer.

Cam: Exatamente!

Eu: Meu Deus! Amor, eu tenho uma ideia brilhante!- falo, bebendo o último gole do meu suco- Se a prefeitura largou esse lugar, porque nós mesmos não trouxéssemos vida a todo esse espaço? Podemos começar a fazer festas para arrecadar fundos para contratar alguns especialistas e para comprar materiais. Para evitarmos os focos das pessoas apenas no celular, e se imprimíssemos bilhetes com trechos de músicas inspiradoras e formos distribuir no centro? E para resolver o problema de não ficarmos muito na rua, todos os finais de semana, fizéssemos um show ao vivo? Tanto com famosos, como anônimos!

Cam: Eu amei essa ideia, princesa!- ele me levanta e me gira.

 

 

 

 


Notas Finais


Até mais unicórnios!! 💜🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...