História Voicemail - Harry Styles Fanfic - Segunda Temporada - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Drew Chadwick, Harry Styles, Keaton Stromberg, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Wesley Stromberg
Tags Allison Buckerman, Drew Chadwick, Emblem3, Harry Styles, Keaton Stromberg, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Wesley Stromberg
Exibições 195
Palavras 2.336
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, meus amores!

Voltei antes do que vocês imaginavam não é?

Pois é, a vida ta corrida mas, separei um tempinho pra postar para vocês este capítulo MARAVILHOSO.

Lembrando que, esse capítulo possui cenas de sexo explicito e é recomendado para maiores de 18 anos, então se você não curte, sugiro que pule para os 2 últimos parágrafos.

Ah! E eu recomendo ler este capítulo ao som de Maps do Maroon5.

Leitoras novas sejam bem-vindas e sintam-se em casa! Leitoras antigas, mais uma vez obrigada por não me abandonarem!

E não esqueçam que lá nas notas finais, tem indicação e 3 fanfics SENSACIONAIS da minha linda @JackieStyles <3

Leiam e corram contar pra ela o que acharam.

Então, me digam o que acharam aqui nos comentários e nas minhas redes sociais.
E não se esqueçam de ler minhas outras histórias, os links estão nas notas finais.

Dois beijos :*
Redes Sociais:
Twitter: _Palomitcha
Instagram: _Palomitcha
snapchat: Palomitcha22

Capítulo 19 - Im following the map that leads to you


So I wonder where were you

(Então eu me pergunto onde você estava)

When all the roads you took came back to me

(Quando todos os caminhos que você pegou te trouxeram de volta pra mim)

So I’m following the map that leads to you.

(Então estou seguindo o mapa que me guia até você.).

Maps - Maroon5

 

Harry POV

E antes que eu pudesse falar mais alguma coisa, senti os lábios de Allison tocando os meus com brutalidade e suas mãos agarrando meus cabelos. Apertei sua cintura aproximando ainda mais nossos corpos, se aquilo fosse um sonho eu não queria ser acordado nunca mais.

Apertei sua cintura com minhas duas mãos e fui a empurrando em direção à parede. Eu não queria quebrar aquele beijo de maneira nenhuma, ele era meu copo d’água em meio ao deserto.

Esperei longos meses por esse dia e ele estava sendo dez milhões de vezes melhor do que eu podia planejar.

As mãos de Ally deslizavam pelas minhas costas e não apenas pelos meus cabelos e eu também aproveitava cada centímetro de pele que eu podia alcançar. O corpo de Ally se pressionava contra o meu de maneira enlouquecedora, eu já sentia minha ereção ganhando vida.

Passei minhas mãos sobre suas coxas e fui subindo seu vestido, quando minhas mãos chegaram ao seu quadril junto ao seu vestido posicionei minhas mãos por detrás de suas coxas e as impulsionei para cima, fazendo com que suas pernas cruzassem ao redor de minha cintura.

Nesta posição eu sentia seu quadril dela se encaixar no local certo e todo o meu corpo bombeava sangue para uma única parte do meu corpo, minha ereção já começava a me incomodar, mas tudo que eu podia pensar era, em como eu queria que esta noite fosse eterna.

Allison quebrou nosso beijo e agora respirava fundo tentando estabilizar seus batimentos cardíacos.

- Harry... Eu não sei se isso é certo...

Olhei fundo nos seus olhos castanhos e tudo que eu podia ver era o desejo. Seus olhos eram o reflexo dos meus. E eu sabia que ela queria aquilo tanto quanto eu.

- Ally, não pensa demais. Hoje é só eu e você! Vamos resolver nossos problemas quando acordarmos.

E então novamente senti os lábios de Ally colidirem contra os meus, eu jamais forçaria Allison a fazer algo que ela não gostaria e aquele foi meu sinal verde. Ela queria aquela noite tanto quanto eu queria.

 A carreguei em direção ao meu quarto, eu a queria em uma cama. Eu queria sentir cada pedaço de pele dela como na nossa primeira noite.

Quando entramos no quarto a coloquei de pé em minha frente e tirei seu vestido passando por sua cabeça. E eu mal podia acreditar que aquela garota de lingerie preta e pele branca como a neve era a minha Allison.  

Depois de tocar centenas de corpos imaginando ser ela, finalmente ela estava ali.

Ally começou a tirar meu blazer e desabotoar a minha camisa. Ela me olhava como uma criança que olha para um presente de natal, desembrulhando como se aquilo fosse à coisa mais importante do mundo.

 Quando ela chegou a meu cinto eu via que suas mãos tremiam e eu não sabia dizer se era pelo nervoso da situação ou pela urgência.  E eu gostaria que fosse pela segunda opção.

Ajudei Ally abrindo cinto e já arrancando minha calça e então nós estávamos iguais. Ally me olhava e seus grandes olhos castanhos mediam cada pedaço meu de pele exposta. E ao contrário de quando as outras mulheres me olhavam, com Allison eu não me sentia exposto ou invadido.

 Quando Ally me olhava eu me sentia admirado, amado e era isso com que a fazia a garota mais importante do meu mundo. Ninguém jamais tomaria seu lugar na minha vida e se por acaso do destino Allison não me quisesse nunca mais, eu guardaria essa noite como a melhor noite da minha vida.

Ally passou suas mãos em meu rosto e desceu para meu pescoço e foi descendo.  Seu toque era como fogo e queimava cada canto em que tocava.  Eu sentia que estava prendendo o ar em meus pulmões, mas, quando Ally tocou a barra de minha boxer eu senti todo o ar escapar.

Abri os olhos – que eu nem ao menos havia notado que estavam fechados – e vi Ally ajoelhada me olhando.  Seu olhar pedia permissão e eu simplesmente acariciei seu rosto.

Ela entendeu meu toque como um ok e desceu minha boxer, quando ela atingiu meus tornozelos eu senti seu toque em minha intimidade.

Meu pulmão se encheu de ar mais uma vez e eu tinha que levar meus pensamentos a qualquer lugar do mundo, para que eu não parecesse um menino de 12 anos recebendo uma punheta pela primeira vez e gozasse em menos de 15 segundos.

Mas, era praticamente impossível fugir dali. Sonhei com aquele toque por longos meses e eu mal podia acreditar que todas as minhas preces haviam sido atendidas.

Por um momento passava pela minha mente que todos os desejos de felicidade dos meus fãs finalmente começavam a fazer efeito, meu maior sonho estava ali e era Allison.

Quando estava prestes a atingir meu ápice puxei Allison pelos ombros e a beijei.

Em meio a nosso beijo desesperado e urgente eu levei minhas mãos até suas costas e abri seu sutiã.

Parti nosso beijo e ataquei seu pescoço e seu maxilar e fui descendo meus beijos enquanto a direcionava para a enorme cama no centro do meu quarto.

Eu não queria pressa. Ally era como um bom vinho, ela merecia ser degustada lentamente. Eu queria sentir todo o seu sabor em minha língua.

Deitei Ally na cama e desci meus beijos para os seus seios e sua barriga, eu ouvia sua respiração descompassada e podia ouvir os batimentos do seu coração cada vez mais acelerado.

Desci uma trilha de beijos até chegar à última peça que nos separava, sua calcinha.

Por um momento olhei em seus olhos e me perdi na intensidade deles. Ela era uma obra de arte feita exclusivamente para mim, nos encaixávamos tão perfeitamente que era impossível não acreditar que éramos desenhados um para o outro.

E seus olhos me deram o sinal que eu estava esperando.  Desci sua calcinha e a arremessei para algum lugar daquele quarto.  Acariciei suas pernas desde seus tornozelos até sua virilha.

Ally respirava fundo tentando controlar seus batimentos. Ela ansiava pelo meu toque, assim como eu ansiava por toca-la. Beijei sua barriga enquanto meus dedos tocaram finalmente seu ponto de prazer e eu a ouvi gritar.

O que eu mais amava em Allison era a entrega dela quando estávamos na cama. Ela não tentava se conter, ou até mesmo fingir. Ally era transparente como água. Quando sentia prazer não tentava esconder e seus gritos e gemidos soavam como música para os meus ouvidos.

Desci meus beijos para sua intimidade, enquanto minha língua tocava seu clitóris em movimentos circulares, meus dedos lhe penetravam.  E eu sentia Ally puxando meus cabelos e empurrando seu corpo em direção a meu rosto.

Era como uma dança que já sabíamos toda a coreografia, tínhamos uma sincronia perfeita. E quando Ally respirou mais fundo eu sabia que seu orgasmo estava mais próximo e então intensifiquei meu toque.

Em alguns segundos Ally explodiu em um orgasmo intenso puxando meus fios de cabelo, mas eu não sentia dor, pelo contrário tudo que eu sentia naquele momento era o prazer de ter seu gosto preso a minha língua.

Subi meus beijos, trilhando um caminho até sua boca enquanto Ally acariciava minhas costas ainda se recuperando.

Quando cheguei a sua boca a beijei, partilhando com ela seu próprio gosto.  E ao contrário de Kendall que sentia “nojo” disso, Ally me beijou de forma intensa e foi empurrando seu quadril em direção a minha ereção que estava a ponto de explodir.

Quando finalmente quebramos o beijo Ally olhou nos meus olhos e me disse exatamente o que eu queria ouvir.

- Harry, eu quero você dentro de mim! Agora, por favor!

E aquela frase quase me levou ao orgasmo e antes que eu explodisse alcancei a gaveta do criado mudo enquanto Allison se endireitava na cama.

Quando eu já havia vestido de forma correta o preservativo e fui em direção a ela.

A penetrei lentamente e eu observei suas reações.  Eu quase podia chegar ao orgasmo só de vê-la mordendo o lábio e arranhando minhas costas enquanto eu a invadia.

E quando eu já estava completamente dentro dela comecei a me movimentar lentamente, estávamos a muito tempo longe um do outro então eu queria encontrar um ritmo certo e se eu acelerasse eu iria atingir o orgasmo antes do que eu gostaria.

Mas, como sempre Allison me surpreendia. E ao contrário do que eu podia imaginar, Ally mudou nossas posições ficando por cima.

Quando minhas mãos se encaixaram em seu quadril ela começou a rebolar.  E então desceu sua boca em direção a minha e olhou nos meus olhos.

- Styles, amor você faz com sua mulher. Isso é sexo e eu quero o melhor que você pode me dar.

Aquela frase me levou a loucura, Ally achava que entre ela e eu era apenas sexo, mas eu iria mostrar a ela que era muito mais que isso.

- Ally, amor até hoje eu só fiz com uma pessoa. Que foi você! Mas, se você quer sexo, vou te dar o melhor da sua vida e nenhum outro vai ser como eu. 

Enquanto eu falava eu apertava seu quadril guiando seu rebolado sobre o meu pau, eu queria marca-la, eu queria que ela nunca mais esquecesse aquela noite.

Sentei-me na cama e agarrei mais forte, desta forma tudo ficaria mais intenso para eu e para ela, pois, eu tocaria o ponto certo e ela sentiria a penetração mais intensa.

Puxei seus cabelos e encostei meus lábios em seu ouvido.

- Você vai se lembrar dessa noite todos os dias, você pode até transar com aquele idiota, mas, vai ser de mim que você vai lembrar. Você vai lembrar-se do meu toque, do meu cheiro até do meu gosto. E tudo que você vai querer é que ele coma você do meu jeito, mas ninguém vai conseguir. Sabe por quê?

Eu conseguia ouvir sua respiração cortada e seus batimentos acelerados. Eu daria a ela tudo que tinha e eu arrancaria até o ultimo orgasmo dela.

Senti meu orgasmo se aproximando então mudei de posição, a coloquei de barriga para baixo na cama e ela entendeu o recado se posicionando de quatro, agarrei seus longos cabelos que caiam sobre suas costas e quando voltei a penetra-la ouvi sua respiração.

Curvei-me e encostei minha boca em seu ouvido e pude ouvir sua respiração acelerada.

- Ninguém vai conseguir te comer do meu jeito, porque ninguém é capaz de amar você, como eu te amor.

Voltei a ficar reto e a admirava, ela estava linda ali de quatro. Aquela posição era a minha favorita porque me deixa com a visão perfeita de todo seu corpo, em especial da sua bunda.

Ally jogava seu corpo para trás em direção da minha ereção e eu queria preenche-la de todas as formas, então eu a toquei de uma forma que sabia que ela não havia sido tocada por ninguém.

Enquanto eu a penetrava pela frente, meu dedo indicador circulava um local que eu sabia que pelos preconceitos de Allison jamais havia sido tocado por ninguém.

Quando ela sentiu onde meu dedo tocava, ela parou de rebolar.

- Harry... Não... Eu nunca.

Dei um tapa em sua bunda. Não queria fosse forte, mas a minha mão estava marcada sobre sua pele branca.

- Eu não faria nada que você não quisesse Ally, mas, confie em mim e continue rebolando essa bunda maravilhosa.

E então ela continuou a rebolar em minha direção, minha mão esquerda tocava o local onde ninguém havia tocando, enquanto minha mão direita tocava seus seios e descia para seu clitóris.

Quando alcancei seu ponto G, fiz movimentos acompanhando a penetração. E eu podia ouvir Ally chamando meu nome e apertando meu travesseiro, era uma cena linda de observar. Ela estava se entregando a mim e pensar nisso me deixou mais próximo do meu orgasmo e eu não aguentaria muito mais.

- Vamos amor, goze junto comigo!

- Harry... Eu quero. Mas...

Percebi que Ally estava focada demais em pensar e não estava aproveitando as sensações que estavam sendo despertadas em seu corpo.

Intensifiquei minhas caricias em suas entradas e em seu clitóris e a penetrei mais forte e então ouvi Ally gritar.

- Pare de pensar Allison, apenas sinta. Esquece o mundo lá fora, esquece nossos problemas. Aqui somos apenas eu e você. Aqui estamos apenas eu você e o nosso amor. Eu amo você Allison.

E quando eu terminei a frase eu senti Ally explodir e ao ouvir seu corpo correspondendo ao meu, eu cheguei ao meu orgasmo um instante depois dela. 

Joguei-me na cama e retirei o preservativo dando um nó em sua ponta e jogando ao lado da cama.  Puxei Ally para deitar-se sobre o meu peito e senti sua respiração acelerada e seu coração batia rapidamente.

- Harry, nós precisamos conversar. Eu... Você... Isso aqui é tudo muito errado.

Peguei seu queixo e beijei seus lábios calando Ally por alguns instantes.

- Ally eu não menti, eu amo você. E eu nunca vou amar outra garota como eu amo você. Sim, nós temos que conversar. Tudo isso é errado, mas, tudo que realmente precisamos agora é dormir. Podemos conversar quando acordarmos.

E então ao contrário do que eu imaginava, Ally apenas me beijou e deitou seu rosto em meu peitoral.  Continuei acariciando seus cabelos até que pude ouvir sua respiração e aquele era o sinal de que ela havia caído em um sono tranquilo.

Puxei o lençol cobrindo nossos corpos que ainda estavam entrelaçados e então me permiti cair em um sono tranquilo, eu dormi como há muitos meses eu não conseguia dormir.

Allisson era a minha paz. 


Notas Finais


Eita, quem mais está com calor além de mim?

O que foi esse capítulo hein? Acho que a Tia Pah aqui estava bem inspirada!

Mas e agora? O que será que vai acontecer com nosso casal? E Kendall e Wes?

Me contem nos comentários o que vocês acharam deste capítulo.

Indicações:
Wonderwall - First Season by @JackieStyles ( Harry Principal Finalizada)
https://spiritfanfics.com/historia/wonderwall--first-season-3019427

Wonderwall - Second Season by @JackieStyles ( Harry Principal - Em andamento)
https://spiritfanfics.com/historia/wonderwall--second-season-6051110

Like Im Gonna Lose You - (Liam / Louis Principal - Em andamento)
https://spiritfanfics.com/historia/like-im-gonna-lose-you-4877101


Link da minha song fic já finalizada ( Harry Styles como principal também):
https://spiritfanfics.com/historia/still-into-you-5662826
Voicemail - Primeira temporada - Finalizada ( Short fic Harry como principal):
https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-one-direction-voicemail--harry-styles-fanfic-5051345

Juro que volto antes de vocês soletrarem Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose.
Xx.P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...