História Voltei Da Morte - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Park Bom, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, T.O.P, V
Tags Bts, Romance
Exibições 12
Palavras 658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Steampunk, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom dia, tenham uma boa aula ehsheshehshe
Bjs

Capítulo 10 - Que?


Ouvimos um barulho vindo da sala. 

- Jin, chama um pastor para orar nessa casa - disse levantando as mãos pro alto. 

- FILHA, JIN... - era minha mãe gritando lá da sala. 

- Eles chegaram - sorri, bati nas costas de Jin - Vamos Lá. 

Sai arrastando Jin pela manga da camisa.Meu padrasto e minha mãe finalmente tinha chegado.Abracei ela. 

- Tava com tanta saudade - apertei ela. 

- Filha, eu não fiquei meses fora - ela riu. 

- Mesmo assim, conviver com Jin é um inferno - susurrei a ela. 

- Você não deveria está na escola? - perguntou meu padrasto, filha da mãe. 

- Não vou hoje, vamos tomar café.Depois eu explico - arrastei eles cortando o rumo da conversa. 

[...]

- Então, já pode dizer o motivo da falta na escola - disse minha mãe séria. 

- Eu passei mal ontem, o médico disse para mim ficar de repouso - disse. 

- Está tudo bem? - perguntou ela. 

- Sim, só tive um sangramento no nariz.O médico fez alguns enxames que logo terá resultado - revirei os olhos. 

- Você deveria ter me falado - começou ela a indagar. 

- MÃE, JACK TÁ VINDO MORAR AQUI - gritei de uma vez, melhor do que nada. 

Minha mãe ficou pálida, pensei até que iria infartar. 

- Se tá bem? - perguntei segurando a mão dela. 

- O que seu irmão vai vim fazer aqui? - perguntou ela tentando respirar. 

- Fazer uma nova faculdade - disse - Ele é muito burro, está quase terminando a outra. 

- Vou matar aquele garoto - disse ela - Quando ele chega? 

- Não sei, liga pra ele e pergunta - no mesmo instante ela fez isso. 

Ela subiu a escada com o celular na mão,o pai de Jin seguiu ela.Comecei a rir. 

- O que foi peste? - perguntou Jin. 

- Ela diz que eu dou trabalho.Não sabe você o quanto Jack é encrenquero - ri - Por isso ela teve esse surto. 

Jin enfiou um pedaço de torrada na minha boca. 

- Fica quieta - riu ele - Você fala demais. 

Cuspi a torrada e grudei com os dentes no braço dele.

- Está me machucando, me solta - ele parecia desesperado. 

- Você é só o osso - ri tirando minha boca do braço dele. 

- Mais você ama minha comida né? - sussurrou Jin no meu ouvido. 

Senti um calor subindo e empurrei ele. 

- Saí fora, eu te odeio - fui pro quarto. 

Estava deitada quando meu celular tocou.Peguei ele e atendi. 

- Hello, quem fala? - perguntei. 

- Sou eu, a Bom - ah sim. 

- Oi, como conseguiu meu número? - perguntei rindo. 

- Com a diretora - ela riu - Você vai hoje? 

- Não, estou doente - disse fazendo voz de doente. 

- Então eu também não vou, onde você mora? - perguntou ela. 

Passei o endereço para ela. 

- Chego ai daqui a pouco - disse ela. 

- Ok - sorri como se ela pudesse me ver. 

Desci e vi Jin de costas lavando a louça.Abracei ele por trás, ele realmente era muito magro mais comia como um boi. 

- Que isso criança? - perguntou ele rindo. 

- Não sou criança, o senhor vovô - disse rindo - Faz um favor pra mim? 

- Qual? - perguntou ele. 

- Faz um lanche, é que eu vou receber uma amiga - fui direto ao assunto. 

- Tá bom - ele disse... Que? 

- Você vai mesmo fazer? - perguntei rindo. 

- Sim, não é todo dia que você faz amizades - ele riu. 

Insolente, eu faço amizade sim.Eu era uma formiga, então batia um pouco abaixo do peito de Jin, o gigante. 

- Obrigado - dei um beijo no rosto dele - Você é o melhor. 

- Eu sei, eu sei - ele riu alto, aparecido. 

Me joguei no sofá e fui assistir uma série em quanto Bom não chegava. 

 

 


Notas Finais


Ai, esses dois viu rsrs.
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...