História Voluntary | Harry Styles | - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~NikkiVillar

Postado
Categorias Harry Styles, One Direction
Personagens Harry Styles
Tags One Direction
Visualizações 428
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas maravilhosas!!!
Eu e a linda @maditheam trazemos a vcs essa fanfic fresquinha!

**O capítulo de hoje, cronologicamente, acontece um pouco mais pra frente, então vamos acompanhar o decorrer da história até esse momento (quando esse momento se encaixar no capítulo, avisaremos)
** Nossos personagens principais são Rose Backer e Harry Styles
** Se tudo der certo vamos postar nas segundas, quartas e sextas
** Cada uma vai postar um capítulo
** Se vocês gostarem, pretendemos realizar uma segunda temporada
** Perdoem os errinhos e qualquer crítica construtiva é bem vinda
** Adoramos comentários (vamos interagir <3)

Boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo 01


Abro os olhos lentamente, piscando diversas vezes até meus olhos se adaptarem à luz do ambiente. Minha cabeça lateja fortemente e eu me sinto tonta e fraca. Levo a mão até o topo da cabeça e sinto algo molhado e pegajoso. Era sangue. Eu estava sangrando.

Olho em volta, estava tudo escuro exceto pela lâmpada incandescente que liberava uma fraca luz amarelada ao ambiente. Tudo aqui tinha cheiro de mofo. Mexo-me desconfortavelmente no chão de pedra, só então percebendo que uma de minhas mãos estava algemada a um cano grosso que percorria toda a extensão da parede. Meu peito arde, meu coração se acelera e se torna difícil respirar. Pânico.

Ouço um ranger alto e logo o barulho estridente de salto altos contra o piso de madeira.

- Até que enfim a bela adormecida acordou - aquela voz conhecida me atinge em deboche.

Puxo meu braço com força, tentando, em vão, me libertar das algemas.

- O que você fez com ele? - minha voz falha, ecoando no ambiente vazio. Essa era a única coisa que me ocorria além da dor que eu sentia se alastrar por meu corpo. Ele.

Recebo em resposta uma risada alta, o salto se chocando contra o chão novamente até ficar debaixo da luz da lâmpada.

- De onde ele nunca deveria ter saído - uma pausa - Da minha cama! - seus olhos ardem em lascívia.

- Você não pode fazer isso! - grito - Não pode machucá-lo mais! Tudo aquilo não foi suficiente?!

De repente uma mão firme puxa meus cabelos, fazendo meu machucado pulsar. Eu arfo.

- Quem você pensa que é para me dizer o que eu posso ou não fazer?! - grita ao pé do meu ouvido - Ele é meu, você me ouviu?

- Me solta! - grito novamente, sentindo o apertão se tornar ainda mais forte enquanto tento me libertar de sua mão. Eu estava fraca demais.

- Você nunca deveria ter aparecido e se metido entre nós! - continua, ainda em alto tom.

- Ele me ama e nós vamos ficar juntos! - retruco, sentindo um choque se alastrar por minha espinha enquanto sinto minha nuca contra a parede fria. Um gosto de ferro invade minha boca, minha visão se turva.

- Cala a boca, sua vagabunda! - grita - Não seja tão estúpida para acreditar numa mentira dessas!

- Ele te odeia - murmuro, sentindo a bochecha esquerda arder.

- Eu disse para calar a boca!... Você vai pagar por ter cometido a burrada de ter tentado tirar ele de mim! Ele nunca vai ser seu!... Nunca vai amar alguém que não seja eu! - continua a gritar, suas palavras martelando em minha cabeça enquanto eu tento me manter alerta. Minhas pálpebras estão pesadas. É muito difícil respirar.

De repente, suas mãos frias alcançam minha mão algemada, girando uma pequena chave. Pelos cabelos, me arrasta como um saco de batatas pelo chão instável e gelado, arranhando minha pele clara exposta, enquanto sinto que meu corpo mal responde aos meus comandos. Eu queria resistir, sair correndo, ao menos gritar. Mas minhas forças estavam se esvaindo a cada milésimo de segundo. Respiro pesadamente enquanto tento me debater com o que restava da minha força. Minha cabeça pende ao chão e eu não sou rápida o suficiente para evitar o atrito, sentindo meu crânio zumbir.

- Você vai se arrepender... - repete enquanto os saltos fazem barulho para lá e para cá.

Sinto seu peso sobre meu corpo, mal consigo focar minha visão em sua figura. Sua mão alcança meu pescoço, apertando minha traqueia. Estou ficando sem ar.

Eu vou morrer.

Subitamente, uma voz soa como um anjo protetor que veio para me salvar.

- Solta ela!

Me perdoa, você chegou muito tarde...

 

E tudo se torna escuro novamente.


Notas Finais


Até a próxima!
Xoxo, NikkiVillar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...