História Vondy : o reencontro - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Dulce María, Maite Perroni, Rebelde, Rebelde (RBD)
Personagens Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chavez, Christopher Uckermann, Dulce Maria, Maite Perroni, Personagens Originais
Tags Alfonso Herrera, Amor, Anahi, Chaverroni, Christian Chavéz, Christopher Uckermann, Dulce Maria, Maite Perroni, Novela, Ponny, Rbd, Rebelde, Reencontro, Relação, Romance, Vondy
Exibições 93
Palavras 857
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde! Espero que gostem desse capítulo.
Boa leitura!!!

Capítulo 16 - Corrigindo um erro


Fanfic / Fanfiction Vondy : o reencontro - Capítulo 16 - Corrigindo um erro


- Você não tem que pedir desculpas. Fui eu quem causei tudo isso, é meu dever concertar esse erro que cometi. - Fui até o quarto do Pablo, eu tinha a obrigação de reparar o mal e o sofrimento que estava causando.

- Pablo, eu posso explicar o que você viu! - falei, receosa.
- Depois conversamos, Dul! Eu vou tomar um banho. - respondeu.
- Quando me pediu em namoro, eu disse que gostava de você como um amigo, você sabia que eu não era apaixonada por você. - continuei. - Eu te agradeço pelo apoio que me deu, por esses momentos que passamos juntos, mas não podemos nos enganar, não podemos continuar com isso.
- E porque não terminou comigo antes? Porque aceitou esse namoro? Você gosta do Ucker, não gosta? - ele me interrogou.
- Eu pensei que fosse melhor assim, pensei que esqueceria o Christopher, mas eu amo ele, jamais posso esquecê-lo.
- Porque mentiu quando te perguntei se gostava do Ucker e você disse que não? - perguntou.
- É que eu não queria dar esperanças pra ele e... - Pablo me interrompeu.
- E por não querer machucá-lo, preferiu me machucar?
- Me perdoe, Pablo. Agora vejo a burrice que eu cometi, mas não podemos continuar com esse namoro. Estou me machucando ainda mais.
- Já se explicou! Será que pode sair do meu quarto? - disse ele, se virando de costas para mim. Saí de lá e fui para meu quarto, onde o Christopher ainda me esperava.

- E aí, Dul? Como foi a conversa? - ele perguntou, desesperado.
- Não foi nada amigável! Ele praticamente me ignorou.
- Me perdoe, Dul! Me perdoe, eu não deveria ter te beijado. Eu sei que errei, mas...
- Você não teve culpa, sou eu quem tive. - respondi, calando ele com meu indicador em seus lábios. - Eu estou causando todo esse sofrimento.
- Se não se importa, vou lá falar com ele. - Ucker saiu do meu quarto e foi procurar o Pablo.

- Que bom que está aqui, Pablo! Preciso muito falar com você. - disse ele.
- Ucker, eu quero tomar banho. Depois conversamos. - Pablo respondeu.
- Me perdoe, Pablo, eu não queria beijar a Dulce, não sei o que aconteceu comigo. - se desculpou. - Ela veio me procurar pra dizer o que sentia e acabamos nos deixando levar pelo momento.
- Ucker, vocês se amam, cara! - ele afirmou. - A Dulce errou sim, mas agora está vendo o erro que cometeu. Ela jamais vai me amar como te ama, vocês tem uma história muito linda juntos, conviveram uma vida toda juntos e isso eu não posso tirar de vocês. Eu gosto muito de vocês dois, vocês são os melhores amigos que alguém possa ter, mas eu não posso mais fica aqui, não vou suportar ver vocês de mãos dadas pelo colégio. Vai lá e se declara pra ela, está perdendo tempo aqui e o tempo é a coisa mais preciosa que temos.
- O que quer dizer? Vai se mudar? - Christopher perguntou.
- Eu vou me mudar o mais rápido que puder. Quem sabe eu não me acostume com essa ideia quando voltar? - disse ele. - Vai lá, Ucker! Diz pra ela o que sente de verdade.
- Obrigado, Pablo! Fico feliz que pense assim. Vai tomar seu banho que eu vou procurar a Dul. - Ucker foi para o quarto da Dulce, tinha necessidade de falar com ela, precisava dela pra sobreviver e aproveitou a oportunidade que o Pablo tinha lhe dado de ser feliz com a mulher que amava. Ele apareceu no quarto sorridente, alegre, parecia ter tirado um elefante das costas, se sentia mais leve, mas vivo.
- Ucker? O que houve? Porque está tão feliz? - Dulce perguntou, vendo o estado em que ele se encontrava.
- O Pablo é um grande amigo, Dul! - exclamou. - Ele permitiu que eu viesse aqui falar com você, que eu dissesse o que realmente sentia, mas ele vai mudar de colégio.
- Como? Porque ele vai se mudar? - ela perguntou, confusa.
- Ele vai se mudar sim, disse que não suportaria ver nós dois juntos! - confirmou. - Ele te ama, Dulce. O maior erro que cometeu em toda a sua vida foi ter aceitado namorá-lo.
- Eu sei que foi um erro, mas estou muito arrependida, Christopher! - disse ela. - O que eu mais temia aconteceu. Sem querer, acabei causando o sofrimento. Não quero fazer isso de novo, não quero que mais ninguém sofra com isso.
- Dul, me aceita de volta? - ele perguntou. - Eu te amo muito, Dulce Maria! Quer namorar comigo? - ela não respondeu, não esperava ouvir aquilo, não esperava que o Christopher fizesse aquela pergunta.
- Chris, eu causei muito sofrimento, não quero que isso se repita, não quero te ver sofrer! - respondeu, com dificuldade.
- Você não vai me fazer sofrer, Dulce. - disse ele. - Vamos sofrer se continuarmos fingindo que esse amor não existe, vamos sofrer se continuarmos fingindo que não nos amamos. Então, aceita ser minha namorada?


Notas Finais


Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...