História Waiting for love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Divergente
Personagens Beatrice "Tris" Prior, Caleb Prior, Christina, Natalie Prior, Personagens Originais, Tobias "Quatro" Eaton, Uriah, Will
Tags Fanficwaitingforlove
Exibições 55
Palavras 1.456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteeei meus amados!!
Aqui esta um capitulo novinho e cheio de emoções pra vocês.
Aaah, la nas notas finais tem uma perguntinha que seria interessante voces responderem.
#BoaLeitura

Capítulo 7 - Nao pode ser!


     Chego mais cedo do que eu esperava na escola. Hoje resolve vim pra faculdade sozinha sem Tobias, pois acho que ele tem se esforçado muito pra me agradar e ele não nega absolutamente nada do que peço. Sento num banco do jardim, pego meu celular e fico mexendo para passar o tempo mais rápido.

              (Tobias Eaton)

      Levanto contra a minha vontade e vou para o banheiro me arrumar para faculdade. Quando vou para o banheiro me arrumar para a faculdade. Quando vou para a cozinha tomar café, escuto batidas na porta, não estou muito afim de falar com ninguem, mas é melhor abrir.

Ao abrir a porta tenho uma surpresa.

- Bom dia Tobias!- Disse-a com a cara mais cínica do mundo.

- Bom dia Evelyn – Falo com rispidez – O que você quer?

- Nossa, nem parece que voce esta falando com a sua mae. Já esqueceu que tem mãe?!

- Você me abandonou com um homem que só sabia me bater por longos anos para se prostituir. O que você esperava? – Cruzo os braços e olho fixamente nos seus olhos- A tendência é ir esquecendo.

- Por favor, Tobias, me deixa expli...
-Serei bem breve com você. Estou atrasado para a faculdade, se quiser venha outra hora e com um bom e verdadeiro motivo. Agora se me der licença...

- Pode ir!

      Fecho a porta e respiro fundo ainda não crendo no que acabou de acontecer.

      Meu dia já não começou das melhores formas. Tomo meu café voando, pego meu material e sigo para a faculdade, tenho certeza de que Tris já deve esta lá.

O sinal já bateu, corro o mais rápido que eu posso para chegar antes dos portões se fecharem.

-TRIIS.. – Grito e ela olha pra trás assustada

- O que houve? – Ela me abraça

- Desculpa... Não ter passado... Na sua casa hoje de manhã! – Falo recuperando o fôlego.

- Não tem problema, resolvi vim sozinha e um pouco mais cedo. Vamos para a aula?

Assinto e assistimos as aulas. Me sinto desconfortável com os olhares de Nita sobre mim. Isso me traz lembranças ruins, bem ruins!.
As três primeiras aulas passarão que eu nem percebi.

- Tris, tem alguém especial para te acompanhar no almoço?

- Meus amigos me chamaram. Se importa de ir tambem? – Ela faz uma cara que não tem como dizer não.

- Claro! – Sorrio para ela e fomos para o refeitório ao ar livre por conta do calor.

- Esse bife com fritas esta me seduzindo- Disse Christina com os olhos semelhantes com os de uma criança que acabou de ganhar de Natal o presente que pediu o ano inteiro.

- Cuidado para não comer o prato junto, Chris! – Todos riram do meu comentário.

- Palhaço! – Ela me da um soco de leve – Se demorar muito vou acabar comendo seu almoço tambem. Te aconselho a comer o quanto antes.

- Estou esperando Tris. Ela estava na fila da sobremesa e ate agora não chegou.

●Vinte minutos depois●

- Ela sumiu da fila e do refeitório tambem- Disse Will assustado e cansado de correr. – So faltou procurar no banheiro feminino.

- Meninas, vao procurar no banheiro e eu e os outros ficamos aqui do lado de fora. Quem achar primeiro manda mensagem para o outro.

- Vamos logo entao. – Marlene fala e Chris e Shauna segue-a.

            (POV BEATRICE)

       A fila da sobremesa esta enorme. Pelo visto todos aqui são viciados nesse mousse de chocolate e eu so estou nessa fila por esse mesmo motivo.

Quando esta faltando uma pessoa na minha frente, uma garota dos cabelos longos loiros, um pouco alta e magra aperta o meu ombro assustada.

- A sua amiga... Christina... – Ela faz uma expressao de quem esta prestes a chorar.

- O que tem ela? – Pergunto nervosa.

- Ela precisa de sua ajuda. Esta no banheiro.

        Largo a bandeja do meu almoço em qualquer lugar e saio correndo na direção do banheiro. Ainda não sei direito o corredor exato do banheiro. Ainda não sei direito o corredor exato do banheiro, quando finalmente chego, entro e vejo que ele esta escuro e a porta fecha e faz um barulho como se estivesse acabado de ser trancada. Mal sinal.

-Christina... – Silêncio – Chris, fala comigo!

Começo a abrir a porta de todos os banheiros e nada nem ninguem. NÃO TENHA MEDO TRIS. Sobrou apenas três portas, estou morrendo de medo de achar minha amiga morta ou algo assim, mas so vou saber depois que eu abrir. NÃO TENHA MEDO TRIS. Sem hesitar, abro a porta. NÃO TENHA MEDO TRIS.

- Achei que tinha coragem... – Fala Nita encostada nas divisórias de mármore lixando as unhas.

- Quem você pensa que é?

- Cala a boca, garota! – Ela sai e vai na direçao dos lavatórios com um olhar de ameaça. – Desde pequena quem delegava ordena sempre era eu e não vai ser agora que sera diferente.

- Cadê a Christina?

- Pensei que fosse inteligente suficiente para saber que isso foi uma farsa– Ela se aproxima de mim debochando – Vou ser mais clara: A piranha mordeu a isca – Ela sussurra a ultima palavra.
- A única piranha aqui é você. – Minha raiva tao forte que eu dou passo a frente para dar um tapa nessa insuportável.

Sou interrompida pelo estrondo que a porta fez ao ser arrombada. Devido a poeira, só consigo enxergar duas sombras, tenho certeza de que são o Diretor e a Diretora.

- Tris? – Reconheço essa voz. É a voz da minha amiga.

Ela não esta sozinha, Marlene esta do seu lado e logo elas entendem o clima.

- Posso saber o que esta acontecendo aqui? – Marlene diz se posicionando ao meu lado e Christina faz o mesmo.

- Só vim da um recado e fico agradecida por ter mais duas pra ouvir. A amiguinha de vocês é bem lerda.

Essa garota esta me deixando sem paciência. Sem pensar duas vezes, dou um tapa forte na cara dela. Foi tão forte mais tão forte que sinto a palma da minha mão queimar.

- Vai precisar de um outro desse pra falar? Pensei que fosse direta nos seus objetivos – Disse debochada.

- Se você chegar perto do Tobias, juro que vai se arrepender da sua existencia... – Ela diz massageando suas bochechas.

- Não, não farei nada do que você mandar, afinal você não é ninguem para me mandar ficar longe dele.

Eu já estou bem alterada, tenho certeza de que todos os corredores estao ouvindo a minha voz. Minhas amigas tentam me acalmar, mas é em vão.

- Queridinha esta vendo esse anel aqui? Brilhante né? – Ela estende a mão direita. NÃO, NÃO PODE SER O QUE ESTOU PENSANDO – Foi tão caro sabia? – Ela anda na minha direçao olhando hipnotizada para o anel. PELO AMOR DE DEUS QUE NÃO SEJA O QUE EU ESTOU PENSANDO. – Sabe quem me deu isso para simbolizar compromisso? Tobias Eaton... E eu sou capaz de dar a minha vida por ele custe o que custar.

- SOME DA MINHA FRENTE!!!

- Eu estou um pouco enjoada de olhar pra sua cara, vou indo mesmo  - Ela se vira e quando chega na porta ela me olha torto – Mato e morro pelo amor da minha vida.

        Sem hesitar desabo no chao e começo a chorar.
Minhas amigas me abraçam e falam que vai ficar tudo bem na tentativa de me acalmar, mas é em vão. Eu so quero ir para a casa, tomar um calmante, um banho frio. Não tenho mas cabeça pra voltar a estudar.

- Me leva pra casa, por favor? – Falo prendendo meu cabelo de qualquer jeito, mas mesmo assim ele continua bastante bagunçado.

- Claro. Marlene, pode pegar a bolsa dela na sala?

- Ta bom, te encontro no carro.
Sou encarada pela a faculdade inteira quando eu passo pelo corredor. Me sinto humilhada e derrotada e quando eu penso que não pode piorar, Tobias aparece na minha frente. Não sei porque estou sentindo ódio dele nesse momento e em relaçao ao que a Nita disse... “Ele não tem nada comigo, entao porque disso” penso

- Oi. O que aconteceu – Ele me abraça e eu não retribuo. – Posso te levar pra...

-Não. Muito obrigada, dispenso com o maior prazer! – Começo a andar.

- Mas pelo menos me explica.
- Agora não,Tobias... – Diz Christina e eu agradeço mentalmente.

   Chego casa, tomo banho e um remedio para relaxar. Sei que fiquei 5 minutos conversando com a Chris, o que rolou depois desses cinco minutos?  Pergunto a ela depois.


Notas Finais


Genteee, algumas de voces gostam da série pll? Respondam nos comentarios Olhaa, eu to pirando com essa série kkkkkk
Ate o proximo capitulo, beijoooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...