História Wanna Love Me? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Avril Lavigne, Chaz Somers, Christian Beadles, Demi Lovato, Justin Bieber, Lily Collins, Pattie Mallette, Ryan Butler
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Tags Drama, Revelaçoes, Romance, Tragedia
Exibições 8
Palavras 576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura

Capítulo 3 - Por favor diga que me ama...


Fanfic / Fanfiction Wanna Love Me? - Capítulo 3 - Por favor diga que me ama...

Lembro-me de anos atrás 

alguém me disse que eu deveria tomar 

cuidado quando se trata de amor

eu tive

[Impossible]  James Arthur 

JÚLIA STORN  Point Of Viem

Mas que droga,minha mente mas meu corpo não me recuso a abrir os olhos ,abraço o travesseiro do meu lado com mais forçar e ouço alguém murmura e como estou groge de sono  acho que  deve ser a mamãe pra  me encher o saco mais  deixa uma hora e cansa de me chamar e vai embora ai! mais que travesseiro duro largo ele e me viro do outro lado ouço um resmungo ela bem que podia deixar eu durmir hoje né e além do mais a faculdade é de noite ouço outra vez ela deve ta me chamando pro café.

-Mãe agora não eu to com sono.

-disse me deitando de barriga pra baixo dado um tapa no travesseiro duro o tapa foi  tão forte que doeu na minha alma mais eu to com sono de mais pra ligar e viro de cara pro lado ao contrario.

-AAAAAAAHHHHHH.-isso não é minha mãe,abro os olhos e viro a cabeça do outro lado vendo meu querido irmão mais novo olhando pro nada assustado eu acho  com a mão na barriga e outra esparramado no colchão o apertando com força curvado respirando fundo varias vezes vira o rosto na minha direção é ele não parece assustado e ele tá assustado não resisto e caio na gargalhada ele continua olhando pra mim sem reação ai caralho acho que vou vou chorar.

-Desculpa eu...eu...te machuquei.-falei entre gargalhadas e gargalhei mais alto ainda quando ele assentiu sorrindo fraco fechou os olhos e respirou fundo e se deitou novamente na cama rindo também viu  até ele admitiu que foi engraçado riamos feito loucos como se não ouvese amanhã até que sessamos os risso e ficamos nos encarando.

-Bom dia.-ele disse calmo matando todo aquele silencio .

-Bom dia.-disse no mesmo tom.-foi muito forte?-pergunto e ele tira a mão da barriga mostrando o vermelho que ficou marcado caramba ficou marcado meus cinco dedos a li e não foi um vermelhinho não foi um vermelhão-ai desculpa-falei com cara de cachorro pidão-ele soltou uma gargalhada acho que que ele me perdoo 

-Sempre Jú-por que ele é tão gentil comigo?

Cheguei mais perto dele e deito a cabeça no seu peito o abraçando de lado e ele corresponde colocando o braço em volta da minha cintura alisando minha costas olho pra cima pra ver se ele é real e ele olha pra mim sorrindo fraco e eu sorrio também alisando seu rosto mais sem malicia e sim como um jesto de carrinho ele tava chegando mais perto bem divagar achei que era pra olhar se tinha alguma coisa no meu rosto o alguma coisa sei lá mais ele continuou vindo entrei em panico quando ele ia me beijar meu corpo entra em ação curvo minhas costas e esparramo minhas mãos no seu peito o olhando assustada.

-Oque você tá fazendo.-digo assustada.

SOTT STORN  Point Of Viem 

A encaro confuso como assim oque eu to fazendo eu ia te beijar não é obvio?balanço a cabeça frustrado.

-Como assim.-digo confuso

-Você ai me beijar-fala assustada

-E-ela pode me explicar pra que isso tudo.

-Como assim e caralho Scott você ia me beijar-diz como se tivesse feito uma descoberta 

-Você não achou isso ruim ontem-digo já estava começando a ficar nervoso como assim ela não me quer? essa ideia me deixa frustrado.

Ela 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...