História War of harmones - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 373
Palavras 927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meio tarde né?
Mas eu ainda estou acordada lalalalala
Dá um oii aii

Capítulo 3 - ...


Fanfic / Fanfiction War of harmones - Capítulo 3 - ...

Acabei não a encontrando e eu não conhecia mais ninguém na escola, estava nervosa mas tentei não transparecer e deixar a minha cara sonolenta de sempre e continuei aflita o meu caminho para o refeitório.
[...]
Lá como sempre lotado de estudantes, e mais uma vez nenhuma mesa pra mim. Dei uma olhada pelo refeitório a procura de Sen Hun mas a única coisa que eu achei foi uma mesa com sete idiotas sentados nela como se fossem normais. Não deu nem tempo e o tal "mestre" logo me avista e se levanta vindo em minha direção, desviei o olhar e me virei para ir pegar o meu almoço.
[...] 
Mesmo passando alguns minutos na fila era incrível como o refeitório não estava mais vazio e sim muito mais cheio, andei pelas mesas a procura de um lugar antes que meu almoço esfriasse como as panquecas de hoje mais cedo. Mais alguns passos e o garoto irritante de cabelos negros para em minha frente me impedindo de continuar a caminhar.

-Da licença?

-Menina da calcinha bonita!-ele segura em meu queixo ignorando totalmente as minhas palavras de antes-Você está sozinha não é mesmo?-olhou por cima de mim como se  estivesse a procura de alguém e logo virando a minha cabeça  com brutalidade para a mesa dele e dos outros seis garotos-Que tal se juntar a nós?

Nem esperou a minha resposta apenas me puxou para a mesa

-Ei!-me ignorou mais uma vez e me colocou sentada ao lado do de cabelos ruivos e o de cabelos platinados que se não me engano se chama Namjoon, o que havia esbarrado em Sen Hun hoje cedo no café.

Fiquei paralisada e eles comiam me olhando de canto de vez enquando, eu mantinha cabeça baixa com as minhas mãos inquietas puxando a barra da saia por conta do meu nervosismo momentâneo.

-Não vai comer?-um garoto alto me perguntou, levantei meu olhar e concordei com a cabeça e direcionei uma das minhas mãos ao copo com suco de melancia e dei um pequeno gole 

Eles começaram a cochichar uns com os outros o que me gerou mais desconforto ainda se possível. Estava extremamente incomodada, quando fui abrir a minha boca para protestar algo eu fui interrompida 

-Ela é verde água-o tal "mestre" falou do nada, esse menino realmente tem sérios problemas mentais, os sete começaram a rir e foi a gota d'água pra me dar a coragem Pra falar algo novamente.

-Po-porque estão rindo?-perguntei dando mais um gole no suco gelado 

-Verde é minha cor favorita!-falou o de sorrisos largos me olhando com um dos sorrisos me olhando com uma car de malícia bem explícita.

-Da sua calcinha ué-ele respondeu o tal "mestre" de cabelos negros simplista como se fosse a coisa mais normal do mundo um assunto desses-Do que mais estaríamos falando?-voltou a sua atenção para seu prato de comida levando mais uma grafada em direção a boca, da forma que ele comia até parecia que a comida estava boa como aparentava.

Eu não penso duas vezes e me levanto na intenção de ir embora, mas sou supreendida por um ato inesperado do garoto de cabelos ruivos que levanta a minha saia dando uma boa visão tanto da minha calcinha quando do meu bumbum, corei mais ainda e agarrei com força o cabelo do ruivo

-Não encosta em mim!-quase grito de raiva entre dentes puxando os cabelos do maior com muita força.

Em um movimento rápido meu corpo se choca de leve na parede do refeitório e o ruivo pressionava seu corpo contra o meu me deixando sem saída da parede amarelada do refeitório atraindo alguns olhares das mesas mais próximas a nós.

-Vai fazer o que sua tampinha?- disse ele enterrando sua cabeça em meio ao meu pescoço e cabelos respirando fundo

O empurrei para longe de mim e sai andando rápido, conseguia escutar as risadas deles e de provavelmente todo o refeitório junto. Nos corredores sai empurrando a todos na minha frente estava sem paciência alguma e com um último pingo de esperança que ainda me restava ainda tentava procurar a Sen Hun, ela me deve altas explicações por ter sumido do nada. Agora que eu mais preciso dela...
[...]
Fui em direção ao prédio dos dormitório femininos e subi as escadas até o quarto andar aonde ficava o meu dormitório e o da Sen Hun. Entrei com voracidade batendo à porta, logo em seguida me tacando na cama de costas me mexia irritada com os ocorridos dessa semana, a semana mal começou imagine o que me espera daqui pra frente? Por que comigo? Tantas garotas nessa bendita e rígida escola e esses absurdos vão ocorrer justo comigo?  Pensando em tantas coisas acabei pegando no sono.
[...]
Acordei por volta de umas 14:30, me levantei esfregando os olhos e bocejando caminhando em direção ao banheiro, parei no espelho como qualquer mulher e me olhei, bufei em reprovação 

-Parabéns S/N você não só consegui acordar com uma cara de panda como também consegui amassar a sua blusa do uniforme, você é realmente incrível me surpreende mais a cada dia- bati palminhas para mim mesma me olhando no reflexo do meu espelho.

Tomei um banho rápido para ir para a aula de futsal que me realmente me deixava cansada, fui em direção ao meu armário para pegar meu uniforme e outras coisas para ir para a aula. Abri a minha gaveta de roupas íntimas e automaticamente percebi que faltavam TODAS as minhas peças intimas eu não tinha mais nenhuma calcinha ou sutiã se quer, não sobrou nenhum nem pra contar história.


Notas Finais


obrigada por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...