História Warrior - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Atena, Dionísio, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper Mclean, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Will Solace
Tags Acampamento Meio Sangue, Deusas, Deuses, Hdo, Jasiper, Maldição, Percabeth, Pjo, Semideuses, Solangelo
Visualizações 34
Palavras 1.580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Oie, tudo bom?

Gentee do céu, eu acabei esquecendo de postar domingo e só fui perceber hoje quando entrei aqui '-'

Minhas aulas começaram essa semana o que me deixa muito sem tempo, como estudo a tarde perco a grande parte de meu dia.

E se lembram do que escrevi em alguns capitulos atrás? Então irei ter que mudar...

Por não ter tanto tempo agora, deixarei para postar todas as quartas-feiras já que, eu tenho que fazer os capítulos afinal, eles ainda não estão prontos

Então deixarei para postar todas as Quartas, está bem?

E já que estou aqui deixe-me agradecer a todos que favoritaram e comentariam nos capítulos, tenho certeza que todos vocês sabem o quanto cada comentário e favoritos deixam nós, escritores felizes!

Cada palavrinha que leio, abro um grande sorriso afinal, vejo que vocês estão gostando!

Então, muito obrigado mesmo a todos vocês!

Capítulo 7 - Uma atividade no acampamento?


Estava andando a alguns minutos porém ainda não consegui encontrar Beatriz, escuto uma voz conhecida e me viro para olhar 

"LANE!"

A garota morena estava correndo em minha direção e estava agora a poucos centímetros de distância, quando estamos frente a frente ela para sorrindo 

-Onde você estava? Estava te procurando -pergunto enquanto caminhamos lado a lado 

-Um filho de Deméter foi me pedir ajuda, então como você estava entretida com Dani sai sem avisar, pensei que voltaria antes que vocês notassem, porém quando voltei lá perguntei por você e ele me disse que você já havia saído, desde então comecei a te procurar

-Ah sim, mas então agora vamos para onde? 

-Venha comigo -caminhamos em silêncio até chegarmos em uma típica arena com, arquibancadas que preenchiam todas as paredes, o centro era plano e lá se encontrava Perseu, sentados conversando estavam Annabeth, Piper, Jason e Léo o idiota, o moreno estava com sua espada em mãos lutando contra... 

Uma garotinha? Sim, ele devia ter no máximo nove anos, com olhos multicolores assim como Piper, cabelos em um ruivo chamativo, sua pele era clara e sua estatura baixa, o garoto empurra o punho de sua espada sobre o cabo do objeto cortante que a garota usava 

A espada é jogada para longe e a pequenina fica indefesa, eu já iria me intrometer porém Beatriz me interrompe 

-Lane, é apenas treinamento! -relaxo observando atentamente 

-Ei pequenina, você tem que segurar o punho firmemente, não pode deixar ninguém tira-lá de você e se por acaso isso acontecer, tenha outra arma em mãos, nunca se deixe ficar desarmada! 

-Está bem Percy! -a garotinha passa por mim pulando alegremente, vejo um pequeno sorriso orgulhoso crescer no rosto do garoto, assim que nos vê acena nos fazendo aproximar 

-Trouxe Alana para ter aulas com você Percy -assim que ouve meu nome, a loira azeda, julgo Annabeth olha para trás fazendo careta 

-Antes de começarmos, temos que arrumar uma espada para você, venham comigo -o garoto começa a caminhar para fora da arena, vejo Piper chamar a atenção da filha de Atena, antes de sair completamente do local consigo ver o olhar irritado da loira sobre mim

Nós três caminhamos até nos aproximarmos dos chalés, paramos próximos a um muito bem decorado, continha mármore branco ornado com grossas colunas torcidas em tranças e alguns galhos de uma árvore que não consegui reconhecer, contém uma coruja esculpida sobre a porta 

Porém ao invés de irmos para os chalés desviamos indo para um velho galpão, adentramos e a primeira visão que tenho é mesas e prateleiras repletas de muitas armas mortais 

Espadas, arcos e flechas, adagas, lanças, escudos e até algumas armas de fogo o que acabou me deixando surpresa, caminhamos até pararmos em frente a parede onde continha espadas presas sobre prateleiras 

-Escolha uma para você, mas tenho que te alertar, a espada tem que ter o peso ideal, não pode ser muito pesada pois dificultará os movimentos o que irá te deixar lenta e torna-lá um alvo fácil. Mas também não pode ser muito leve, já que facilitará derruba-lá o que te deixaria indefesa e sem proteção. Entendeu? 

-Sim! -balanço a cabeça enquanto seguro a primeira espada em minhas mãos, sua lâmina era reluzente, seu punho revestido em madeira, porém essa era muito pesada, quase não consegui a levantar 

Todas aquelas armas brilhantes eram diferenciadas, tamanhos, formatos, mas infelizmente nenhuma se enquadrou ao meu peso ideal 

-Vejo que teremos um problema -Perseu exclama me olhando, abaixo a cabeça envergonhada, eu era tão inútil que não conseguia achar uma simples espada adequada!- Ei não se preocupe, podemos pedir para Léo e seu chalé criarem uma para você, enquanto isso, pegue alguma que seja leve, só para quebrar um galho até que você tenha a sua própria 

-Okay! -pego uma com o punho revestido em vermelho, sua lâmina era totalmente negra, caminhamos para fora do galpão em direção a arena

Quando chegamos, Beatriz vai se sentar na arquibancada enquanto Perseu e eu caminhamos até o centro do local, vejo Léo ir em direção a morena, eles conversam por pouco tempo e logo em seguida vejo a garota ir rumo aos outros três junto do idiota 

-Tenho quase certeza de que você nunca manuseou uma espada, estou certo? -Perseu começa parando em minha frente, tenho que olhar para cima para poder encara-lo, balanço a cabeça respondendo sua pergunta- Então iremos começar desde o começo. Primeiro de tudo você tem que aprender a se defender

-Como assim me defender? Não é apenas segurar a espada e golpear? 

-Não, não adianta nada você apenas golpear, se o adversário perceber pode te golpear e você não conseguirá se defender. Se pensar assim, perderá uma luta rapidamente. A vida de um semideus não é brincadeira, tem que estar atento a tudo, sempre disposto a lutar por sua alma ou ela irá parar no submundo junto de Hades 

-Hades? Ele é o deus dos mortos não é mesmo? -pergunto curiosa mudando completamente de assunto, esse também é um de meus defeitos, sou muito distraída 

-Sim Alana, ele é quem comanda o submundo, ou seja as almas -o garoto abre um leve sorriso- Bom continuando, mantenha sempre seus joelhos flexionados, espada sempre em sua frente pronta para desviar qualquer golpe! Faça tudo o que eu faço, está bem? 

-Sim! 

Perseu flexiona levemente os joelhos como havia dito, colocando a espada em frente ao seu rosto no rumo de seu nariz, faço o mesmo como pedido 

-A espada tem que estar em um angulo bom na qual possa mover para todos os lados, veja 

Dá passos para trás  se afastando um pouco, porém deixando a mesma postura de antes, em um rápido movimento o garoto balança seu braço levando a espada junto, para baixo, para cima, de um lado, para o outro. 

-Tente você 

Balanço a cabeça em concordância então faço o mesmo, porém a espada em um dos movimentos se solta de minha mão caindo no chão 

-Percebeu o que eu disse? A espada tem que ser do peso exato, se não acontecerá isso e você ficará desarmada, vamos lá, pegue-a e vamos continuar! 

(...)

-Mas que droga, eu só péssima em tudo! -reclamo quando escuto o som do metal se chocando contra o chão, não sei quantas vezes Perseu conseguiu me desarmar,  aquela maldita espada também não ajuda em nada 

-Calma, tudo é questão de prática! -o garoto coloca uma mão sobre meu ombro em uma falha tentativa de me acalmar 

-Não Perseu, sou péssima em arco e flecha, agora em espada, falta o que? -reviro meus olhos e o escuto rir levemente 

-Tem muitas atividades aqui no acampamento que você possa testar, mas quer uma notícia que vai te animar? 

-Nada me animaria agora! -o moreno abaixa seu rosto para sussurrar em meu ouvido 

-Pense, você pelo menos sabe que não é filha de Apolo e muito menos de Ares, olha que sorte -acabo rindo levemente, o garoto me olha com um sorriso doce nos lábios 

-Por que não seria? 

-Apolo é o deus do arco e flecha, enquanto Ares o deus das guerras, lutas brutas, se você não é boa no arco e nem na espada, pode descartar esses dois deuses, seria sorte sua ninguém merece os aturar -um alto trovão ecoa no céu limpo- Viu? Estressadinhos 

-Você sabe que se por acaso eu for, você estaria insultando meu pai não é? 

-Você se irritaria? 

-Não, não -abro um grande sorriso na qual é retribuído

-Bom, venha mais tarde me ver, ficarei aqui o dia inteira então podemos tentar mais uma vez -ele sorri, meu bom humor acaba quando a loira se aproxima 

-Qual a piada? Conte para nós também podermos rir -reviro os olhos e logo vejo os outros se aproximando, Perseu encara a garota com a expressão confusa 

-Uma piada na qual você não precisa saber, afinal acho difícil você sorrir -a garota me olha com tanta raiva que eu acho que se estivéssemos sozinhas ela teria me matado, esse pensamento me faz sorrir irônica 

-Vamos Bia? -a morena assente como se concordasse- Até qualquer hora pessoal -aceno saindo do local com Beatriz ao meu lado

1 Alana - 0 Annabeth 

-Por que você e Annie não se dão bem? 

-Não sei, sempre que estou por perto ela fica incomodada, só não entendo o por que, mas se ela não gosta de mim o sentimento está se tornando reciproco 

A trombeta ecoa por todo o acampamento anunciando o almoço 

-Vamos logo, estou morrendo de fome -a garota sorri enquanto caminhamos rumo ao pavilhão, quando chegamos vamos direto para a mesa de Hermes, o local continha poucas pessoas por enquanto, penso no que quero comer e logo vejo uma grande prato de macarronada aparecer em minha frente. 

Me levanto indo em direção a fogueira onde queimo parte de minha refeição aos deuses, volto para a mesa me sentando, o pavilhão nesse momento já se encontrava lotado. 

O barulho de cascos pesados ecoam pelo local, todos param suas conversas para prestarem atenção no centauro 

-Campistas, estou aqui para lhes avisar sobre a caça a bandeira, irá acontecer amanhã após o almoço, montem seus times e estejam prontos para vencer! -com essas palavras o homem desaparece do meu campo de visão deixando pessoas animadas 

"O que será a tal caça a bandeira? Será a mesma que costumava jogar nas aulas de educação física? Por que todos ficaram tão animados? " 

Decido continuar a comer, depois pergunto para Beatriz sobre o que se trata



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...