História Wasn't Meant To Be - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho
Tags Amizade Colorida, Exo, Jongin, Kai, Kim Jongin, Menção Chanbaek, Personagem Original
Visualizações 63
Palavras 1.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei com mais um capítulo, e vamos cada vez mais nos encaminhando pro momento em que o idiota do Jongin percebe que tá apaixonadinho <3

Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 4 - That guy from the history course


Fanfic / Fanfiction Wasn't Meant To Be - Capítulo 4 - That guy from the history course

Eu consigo me lembrar claramente da expressão no rosto de Lia, durante aquela quinta-feira, por detrás das colunas de concreto, que tinha um olhar vazio e sem expressão.

Havia uma garota comigo, a tal garota do curso de engenharia com quem eu queria ficar faz séculos, décadas, e que incrivelmente ​me notou. Acho que estive tão distraído me divertindo com Lia que me esqueci completamente de Ah Young.

Então ela me pegou desprevenido quando eu ia encontrar Lia no jardim central do prédio do instituto de artes, e me prensou na parede daquele corredor na parte de fora do prédio, me encarando com seus olhos solícitos.

Eu não neguei quando ela disse que ia me beijar, não me afastei quando ela selou seus lábios nos meus, muito menos quando tentou me puxar para um canto mais afastado, para que ela pudesse me agarrar sem olhares alheios em cima de nós.

O que não foi feito com sucesso, até porque meu olhar, enquanto Ah Young me puxava desesperada, cruzou com o de Lia, que estava de pé perto da varanda, que separava o corredor onde estávamos do jardim no centro do prédio.

Por conta disso, eu evitei olhar nos olhos de Lia durante o almoço, enquanto Chanyeol me provocava, perguntando de onde aquela marca no meu pescoço havia saído, porque eu não estava com ela no primeiro período.

Ela não estava agindo diferente, pelo que eu percebi. Ela continuava rindo com Baekhyun e Luhan sobre algum vídeo que eles compartilharam um com o outro por mensagens.

Então eu resolvi agir normalmente também, afinal, eu não havia feito nada de errado, não é mesmo?

Era uma amizade colorida. Sexo sem compromisso. Sem compromisso. E não um namoro, uma ficante ou algo do gênero.

Pelo jeito que Lia me olhou, quando Luhan me perguntou rindo sobre ela ter me levado para comer frango frito no dia anterior, eu não consegui captar nada no seu olhar.

Lia era muito boa em mascarar seus sentimentos, e nesse momento era o que ela fazia. Ou apenas para ela não havia acontecido nada, e era nessa opção em que eu me agarrava.

Então Baekhyun riu dizendo que eu era um bebê e que Lia me mimava demais, e ela apenas riu, junto com Luhan, me deixando intrigado pelo sorriso no rosto de Lia.

Novamente, algo que eu não conseguia entender. Se era um de seus sorrisos normais, um de seus sorrisos maliciosos, ladinos e pervertidos, ou um de seus sorrisos alegres e felizes, reservados para momentos especiais. E eu não sabia dizer se era algum desses, ou outro que eu não conhecia.

O resto do dia seguiu normal, e eu resolvi me concentrar em minhas aulas, e deixar meus pensamentos sobre Lia longe dali, pelo menos por um momento.

As aulas daquele dia acabaram, e eu me encontrei com Chanyeol no fim da aula, que estava com Oh Sehun, um aluno do primeiro semestre de Artes Visuais.

Logo depois de bater um papo com os dois, resolvi ir pra casa, lembrando quando já estava no ônibus a caminho de casa de que Lia havia me chamado hoje mais cedo, antes de eu me deparar com Ah Young.

Eu havia ficado curioso para saber o que ela queria conversar comigo, já que nas mensagens que ela me enviou ela não deixou nada explícito. Deixei isso de lado ao chegar em casa, tomar um banho, jantar e descansar, já que amanhã seria um dia agitado.


× × ×


Quando sexta feira chegou, eu me lembro claramente de ter acordado e não ter me sentido indisposto, algo que acontecia raramente.

Tomei meu café da manhã com meus pais, peguei o ônibus para a aula no horário certo, me encontrei com Chanyeol perto do prédio do instituto de artes, e nem sinal de Park Lia, apesar de ter visto o carro dela na vaga que fica debaixo da árvore de cerejeira, onde ela sempre deixa ele.

Mas então, depois do terceiro período, lá estava ela, no refeitório do campus sul, onde nós sempre nos encontramos para almoçar, com Luhan, Baekhyun e um garoto veterano que cursa História, um tal de Junmyeon, que eu já havia visto por aí com alguns veteranos.

Me sentei ao lado de Chanyeol, após cumprimentar todos, e comi meu arroz silenciosamente, apenas observando Lia, que conversava animadamente com os três perto de si. Um deles, Junmyeon, perto até demais.

Ele estava sentado ao lado dela, e não economizava nos toques. Ao esbarrar as mãos quando ia pegar algo perto dela, os braços se tocando por estarem lado a lado, e quem sabe até mesmo as pernas, que eu não conseguia ver de onde estava sentado.

Em certo momento minha atenção foi desviada de todas essas trocas de contato entre ela e o cara do curso de história, quando Luhan me perguntou se eu ia na festa na casa dele, que aliás era naquele mesmo dia.

"E não precisa levar nada, já tenho um pessoal que vai levar bebida e salgadinhos." Ele disse, enquanto bebia um pouco de seu suco.

Estava eu, Chanyeol ao meu lado e Baekhyun no seu lado direito. Em minha frente Luhan, que estava ao lado de Junmyeon e logo ao lado estava Lia, que estava toda sorrisos hoje, diferente de ontem.

"Você vai dormir aonde depois da festa, Jongin-ah?" Perguntou Chanyeol, enquanto revezava entre comer seu almoço e jogar um daqueles jogos de escapar de quartos no seu celular.

"Vou pro apartamento da Lia, já que fica mais prático." Eu disse, enquanto ele concordava com a cabeça.

Lia levantou seu olhar para mim de repente, ao ouvir seu nome sair da minha boca, fazendo um arrepio percorrer meu corpo com ​o seu olhar, que mais uma vez eu não conseguia entender qual era.

Desde quando ela parecia tão fria? Será que era por causa do meu beijo com Ah Young? Mas nós não tínhamos uma relação sem compromisso?

Minha mente estava uma bagunça, minha expressão fechada como nunca e eu apenas queria que aquela festa acontecesse de uma vez para que eu tomasse um porre a ponto de esquecer o meu nome.

Quando estava quase acabando o horário do almoço, e eu e Chanyeol íamos em direção ao prédio do instituto de artes, Junmyeon e Lia continuavam com sorrisos e toques desnecessários, me deixando com vontade de vomitar ao perceber o olhar apaixonado que ele mandava para ela.

Chanyeol foi para o andar de arquitetura, e eu para o de dança, em direção a minha próxima aula, com pensamentos demais na cabeça sobre Lia e aquele cara de pele pálida.


× × ×


Já era noite de sexta quando eu me arrumava para ir na casa de Luhan, me olhando no espelho e experimentando roupas, enquanto Chanyeol e Sehun estavam atirados em minha cama, um jogando aquele maldito jogo de escape no celular, e o outro tentando me ajudar.

"Aquele jeans rasgado tava muito melhor, Jongin." Disse Sehun, enquanto fuçava no meu guarda roupa após me pedir permissão para fazer isso.

"Ah, e coloca aquela camisa com os botões abertos." Disse Chanyeol, que não largava aquele jogo por nada. "Da ultima vez você pegou aquela garota só por causa daquela camisa."

Resolvi colocar as roupas que ambos sugeriram, que consistiam basicamente em um jeans lavado que tinha rasgos pequenos em sua extensão, e que ficava incrivelmente colado no meu corpo. Junto dele, coloquei a camisa que Chanyeol disse, uma preta de tecido leve, abrindo os primeiros botões e colocando uma jaqueta por cima.

"Vamos de uma vez." Eu disse, enquanto olhava meu cabelo uma última vez no espelho do quarto, arrumando-o de forma que ficasse levemente bagunçado.

Eu já não aguentava mais aquela espécie de "gelo" que havia se formado entre mim e Lia, por isso achei que se me vestisse da maneira certa, iria atrair a atenção dela essa noite, e então eu tentaria resolver tudo isso.

Ledo engano, senhoras e senhores. Obviamente, Kim Jongin é um idiota, estúpido e inconsequente, que não imaginava que Park Lia não estaria livre, desimpedida e desacompanhada naquela noite.

Eu não esperava que ao chegar na festa, já com um copo de bebida em mãos, com Chanyeol e Sehun ao meu lado, avistasse Park Lia no canto oposto ao que eu estava da sala de estar do apartamento de Luhan, ao lado daquele cara de pele pálida e cabelos castanhos que sussurrava algo em seu ouvido, Kim Junmyeon, o desgraçado do curso de história.


Notas Finais


Desculpa, mas eu tenho q meter o Junmyeon​ em tudo c:
É nisso que dá ter esse maldito como bias, ninguém mandou.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...