História Wassup, Mint Color Hair! - Yoongi - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~ParkQueen

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Exibições 22
Palavras 2.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Começou a potaria, scrr. Desculpa a demoraaa!
Vamos tentar atualizar rápido, prometemos! <3
Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 5 - Do Not Tease Me


Fanfic / Fanfiction Wassup, Mint Color Hair! - Yoongi - Capítulo 5 - Do Not Tease Me

 Yoongi P.O.V
 

Yumi, Yumi e Yumi. É a única coisa que ocupa minha mente depois daquele beijo. Eu necessitava, ela necessitava. 

Estou na aula, como sempre, fingindo que estava prestando atenção na professora explicando um conteúdo novo. Meus amigos tentavam falar comigo mas eu os ignorava, eu estava com um pressentimento ruim, que algo ruim iria acontecer ou aconteceu.

- Yoongi! - Ouço alguém gritar em meu ouvido.

- Que foi, porra? - Me viro impaciente, com a mão sobre o ouvido amenizando o grito ensurdecedor. 

- Vamos para casa, o sinal já tocou. - Diz Jimin. 

Neste exato momento o celular começa a tocar. 

 

Ligação:

 

- Yoongi? - Era uma voz feminina, certamente desesperada.

- Eu, quem é? - Pergunto. 

- Hime, mas isso não vem ao caso. A Yumi, eu encontrei ela desmaiada no chão do banheiro. - Diz ela, atropelando as palavras.

- O que?! - Pergunto preocupado, me levantando e colocando minha mochila nas costas. - Mas não faz nem uma hora que ela foi pra casa! Aish, tô indo aí, calma. 

 

Fim da ligação. 

 

Sem ao menos me despedir, saio as pressas da sala de aula e entro no carro, jogando minha mochila em qualquer canto e indo em direção a casa das garotas. 

Ao chegar, saio correndo até a porta e logo Hime abre a porta chorando. 

- Ela está no banheiro no andar a cima, não consegui ligar pro hospital ainda, nem tirar ela de lá. - Diz ela, me dando passagem. 

Sigo até o banheiro e encontro Yumi no chão, coberta por uma toalha. A pego no colo e carrego até sua cama. Ao retirar a toalha de seu corpo para a ajeitar melhor na cama, percebo que ela estava apenas de calcinha. Me sinto errado por estar a vendo assim, semi nua sem sua consciência. Sinto meu rosto corar e fico sem graça, mas seu corpo me chamou a atenção, assim sinto um incômodo em minha parte íntima. "Não Yoongi, que errado, para", pensei. 

- Não, por favor... - Ouço Yumi murmurar, ainda com os olhos fechados. - Yoongi! - Yumi acorda num pulo, me assustando.

- Yumi?! - Pergunto preocupado. - Tudo bem?

- Yoongi? - Diz ela com uma feição confusa, se levantando com rapidez. - Ah, estou com uma dor forte na cabeça, mas fora isso, acho que sim.

- É, que b-bom. - Acabo gaguejando um pouco. 

- O que foi? - Pergunta Yumi. - E o que está fazendo aqui? 

- Yumi, coloque uma roupa. - Digo sem graça, evitando contato visual com o corpo da garota. 

Yumi, sem entender, olha para o seu corpo, assim o revelando sem roupa. Após soltar um grito, Yumi se cobre com a toalha que estava ao seu lado e me empurra para fora do quarto com agressividade. 

- De novo não! - Gritou, fechando a porta com força. 

- O que deu com ela? - Ouço uma voz feminina, me assustando.

- Porra Sora! - Digo com a mão em meu peito. - Que susto. 

- Você tinha que ver sua cara! - Diz Sora, rindo. - Você ainda não respondeu a minha pergunta... 

- Ah, longa história. - Digo, descendo as escadas. - Tô indo. 

Vou em direção a porta, extremamente sem graça. Eu estava destrancando a porta quando escuto meu nome, olho para os lados e não vejo ninguém, assim, ignoro e entro no carro. Um pouco antes de eu partir, ouço a porta abrir. Era Yumi entrando no carro, me deixando confuso. 

- Eu sou não tão baixa, assim Yoongi. - Diz ela, em um tom tímido, provavelmente ainda estava sem graça. 

- Yumi? - A fito. 

- Eu mesma. - Diz ela sorrindo gentilmente, nem parece a mesma que me expulsou do quarto. - Onde você vai? 

- Para casa. - Respondo, ainda confuso por ela estar ali.

- Ia embora sem me dar tchau? - Diz ela, fazendo um bico. 

- Desculpa. - Sorrio e deixo um breve selar em sua boca, a fazendo corar. - Fofa.

- Cala a boca, não sou! - Diz ela, cruzando os braços com uma de irritação. 

Solto um riso de seu rosto bravo, tão fofo. Aperto suas bochechas e Yumi reclama, novamente me fazendo rir. 

- Aliás, o que está fazendo aqui? - Pergunto. 

- Só siga o seu caminho. - Diz ela, colocando o cinto.

- Mas... - Tento questionar, mas Yumi tapa minha boca e liga o carro. 

Vou em direção a minha casa calado, faltando pouco para chegar, resolvo cortar o silêncio. 

- Vou te levar para minha casa, tá bom? - Pergunto. 

- Tá bom Yoongi. - Diz ela, mexendo em seu celular sem dar muita atenção para mim. 

Ao chegar, Yumi já estava acostumada com o lugar. Assim, se deita em meu sofá. 

- Vem aqui. - Diz ela, tateando o lugar vago ao seu lado. 

- É, então, pode me dizer agora? - Peço, me sentando ao seu lado. 

- Fica quietinho. - Diz Yumi, posicionando o dedo indicador em meus lábios. 

A garota se levantou, ficando em minha frente, colocou um dedo sobre a minha testa, me empurrando para trás. Isso estava me excitando, mas eu estava com receio de tocar seu corpo, então apenas a deixei dominar. 

- O que acontecer aqui, fica aqui. - Diz ela, se sentando em meu colo de frente a mim. 

Yumi começou a me beijar, logo comecei a retribuir mesmo um tanto tímido com sua atitude repentina. O beijo começou sem malícia alguma, mas logo o clima foi esquentando. Eu sentia carícias em meu abdômen e eu retribuía com carícias em seus seios. Gemidos arrastados saíam quando nossas intimidades se tocavam, nos excitando ainda mais. Yumi retira minha camisa e começa a beijar meu pescoço, me arrepiando. Seus beijos desceram por meu abdômen, logo a fazendo sair de meu colo e se ajoelhar em minha frente. Yumi me lança um olhar perverso e logo entendo, retiro minha bermuda e a garota começa a acariciar meu membro, arrancando um gemido. 

- Yumi, a-anda logo. - Digo com dificuldade por estar ofegante.

- Shh. - Novamente Yumi tapa meus lábios com seu dedo. 

Ela retira sua blusa e seu shorts, exibindo seu sutiã e calcinha preta. 

"Ah Yumi, você está me deixando tão excitado", pensei. 

Yumi se sentou novamente em meu colo, começando a rebolar em meu colo procurando por mais contato.

- Me fode. - Diz ela em meu ouvido, seu tom de voz estava tão sexy que meu corpo todo se arrepiou. 

- Tem certeza que você quer? - Pergunto, e Yumi assente com a cabeça. - Vamos para o quarto então. 

Agarro as coxas de Yumi, ainda em meu colo, e me levando a segurando. Eu estava completamente surpreso pelas palavras de Yumi, mas sigo até o quarto. A deixo na cama e peço para ela esperar um pouco, assim, vou até a porta da frente a tranco. Voltando ao quarto, encontro Yumi completamente nua em minha cama, se masturbando. Ela gemia meu nome ofegantemente. 

- Que feio, brincando sem mim? - Digo, recebendo um riso perverso como resposta. 

Vou em direção a cama, ficando sobre seu corpo. Retiro sua mão de sua intimidade substituindo pela minha língua. Yumi continuava gemendo meu nome com sua voz suave. 

- Yoongi-ah... - Suas costas se arqueavam a cada movimento meu. 

É tão bom vê-la entregue a mim, tão gostosa... Continuo com o sexo oral, quando eu percebo que ela estava lubrificada o suficiente, penetro um dedo e recebo mais um gemido, mas dessa vez em um tom surpreso. 

- Rápido oppa... - Pediu manhosa, penetrei mais um dedo em sua entrada, acelerando como pedido.

Yumi se contorcia, me dando a certeza de que eu estava fazendo certo. Logo ela me faz parar, segurando meu pulso. 

- Gozou? - Pergunto perverso, retiro os dedos e lambo os mesmos. 

- Docinho. - Digo olhando em seus olhos, assim vejo seu rosto corar. 

Retiro a box, fazendo o meu membro rígido saltar para fora, estimulei a entrada molhada de Yumi vendo a expressão de prazer da mesma. Yumi se ajoelha em minha frente novamente, deixando selares em meu membro. Ela deixava beijos pela área com a intenção de provocar, logo abocanha o membro, ela fazia sucções que me forneciam prazer. Logo chego ao ápice, me cansando. Yumi se deita novamente, me lançando um olhar perverso.

- Primeira vez? - Perguntei. 

- Sim... - Diz ela, era claro como ela estava nervosa.

- Calma. - Digo acariciando sua bochecha. - Vai doer no começo, mas depois você vai sentir prazer. 

- E-Eu sei. - Diz ela, ainda nervosa. 

- Eu deixo você colocar. - Me deito em seu lado.

Yumi se levanta e encaixa meu membro em sua entrada. Ela foi descendo devagar, afundou seu rosto entre meu ombro e pescoço, cravando suas unhas em minhas costas. Ao colocar todo o meu membro em sua entrada, sinto uma lágrima em meu ombro.

- Yumi, olha aqui. - Levanto seu rosto, que estava com os olhos cheios. - Já vai passar, meu amor. 

Encostei levemente meus lábios nos seus, logo ela começou a se mexer. Suas lágrimas começaram a cair, provavelmente ainda estava doendo, mas ela sorri, tentando demonstrar que estava tudo bem. Logo ela começou a se mexer um pouco mas rápido, pegando confiança com o ato. 

- Yoon-gi... - Gemeu, a virei com cuidado para o lado, fazendo ela deitar, trocando nossas posições. 

Começo a acelerar as estocadas, nossos corpos estavam suados e a cada estocada, um gemido. Mesmo com todo o clima, isso não é apenas uma transa, havia muito amor envolvido. Uma, duas... Cinco estocadas, foram o suficiente para cada um chegar ao seu orgasmo. Me jogo ao seu lado, ofegante e com um sorriso enorme em meu rosto. "É, eu realmente estou apaixonado por ela", pensei.
O silêncio tomou o quarto, olhei para Yumi e seus olhos estavam fechados. Me aproximo dela, logo a colocando em meu peito.

- Eu te amo, oppa. - Diz ela, brincando com seus dedos.

- Eu também, baixinha. - Digo sorrindo.

- Eu preciso ir para casa. - Diz ela, se sentando cama. - Infelizmente amanhã tem aula e já tá escurecendo.

- Eu te levo. - Me levanto, indo em direção ao guarda roupa e pegando a roupa que ela havia deixado aqui em casa. - Eu te espero, pode ir. 

Entreguei sua roupa, a segui com meus olhos até o momento que ela fechou a porta do banheiro. Coloquei a minha box, arrumei a bagunça do quarto e o tempo foi suficiente para terminar tudo antes de Yumi sair do banho. 

- Tô pronta. - Diz Yumi sorrindo. - Você não vai assim né? 

Reparo que eu ainda não havia colocado roupa. 

- Ah, claro que não. - Digo com vergonha. 

Yumi sorri para mim e senta no sofá, vou para o meu quarto e visto uma roupa qualquer. 

- Vamos? - Digo, pegando as chaves do carro. 

- Vamos... - Diz, indo em direção a porta. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu já havia deixando Yumi em casa, eu estava perdido em meus pensamentos quando ouço a campainha tocar. Assim, com um sorriso bobo, vou atender a porta.

- Oi. - Meu sorriso morreu ao abrir a porta e revelar minha ex. 

- Que bonitinhos vocês! - Diz ela, entrando em minha casa. - Pena que vai acabar rapidinho. 

- Sai daqui Mi-Cha! - Digo com raiva. 

- Nossa, tá bravinho? - Provoca ela, rindo. 

- Ou sai por bem, ou por mal. - Digo irritado, puxando seu pulso com força. 

- Ah, que medo. - Mi-Cha fingiu estar com medo, tirando sarro da situação. - Eu vou sair porque você parece estar irritadinho, mas saiba que eu não deixarei vocês darem certo. 

Sua feição mudou, ela de aproximou, selou levemente seus lábios aos meus e saiu. 

- Idiota, idiota, idiota! Porque eu fui amar uma pessoa como essa?! - Grito sozinho, bagunçando meu cabelo. - Se ela encostar um dedo na Yumi, eu não respondo pelos meus atos. 

Me sento no sofá com a cabeça cheia, escutando meu celular tocar.

 

Ligação:

 

- Yoongi? - Era Jimin.

- Que foi? - Digo, revirando os olhos.

- Finalmente atendeu esse celular! - Diz ele. - Por que saiu daquele jeito da sala?

- Desculpa, mas não interessa a você. - Digo, ainda irritado. 

- Se estressou e tá descontando em mim? - Pergunta Jimin. - O que foi dessa vez?

- Mi-Cha. - Digo.

- Essa mina de novo? Que merda hyung... - Diz Jimin. 

- Jimin, eu tô com medo de ela fazer alguma coisa com a Yumi. - Comento aflito. 

- Ela não seria louca a esse nível, né? - Diz Jimin, rindo. 

- Quer saber Jimin, eu vou dormir. - Digo rápido. - Desculpa ser grosso, amanhã eu explico. 

- Tudo bem hyung, boa noite. - Diz Jimin, em seguida desligando o telefone. 

 

Fim da ligação. 

 

Vou até o quarto, me deito na cama e mesmo com os olhos fechados eu via Yumi. Ela não saía de meus pensamentos e isso era um bom sinal. Agora que Mi-Cha apareceu, pode dar uma reviravolta daquelas. Estou preocupado, mas preciso focar em Yumi, em como amo essa garota. A única coisa que eu quero pensar hoje é: Yumi, hoje foi um dia especial.
 


Notas Finais


Comentem o que vcs acharam <3
Vamos postar o próximo em breve!

Nos sigam no Twitter! @yoongi_utt | @haruw_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...