História Watashi no sekai - interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, The Gray Garden
Exibições 25
Palavras 1.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Infelizmente Taly sua vingança não é nesse cap

Capítulo 5 - Passado


P.O.V. Autor 

Eduard se esforça e tira a sua cabeça do chão de ouro e fica de cabeça baixa cobrindo a mesma com a mão.

-É bom você ficar de cabeça baixa mesmo!-Emili.

Eduard começa a chorar e Emili fica olhando o mesmo sem entender o porque, Eduard puxa o cabelo e mostra os seus chifres, que agora estão rachados e com a ponta quebrada.

-AH! E-Ed desculpa!-Emili abraça Eduard e flutua até ficar na altura de sua cabeça para beijar o chifre do mesmo.- Vai sarar eu juro!

-Ta doendo...-Eduard se senta e abraça as suas pernas.- Dói muito.

-Por favor Eduard, pare de chorar foi só a ponta do chifre.-Eduard começa a chorar mais.

-NÃO! NÃO É SÓ A PONTA!-Eduard.-NÃO!

~ 187 anos atrás ~

P.O.V. Eduard

-Mais um dia lindo neste belo mundo!-Falei para mim mesmo.

Me arrumei e sai de casa correndo para o campo do meu avô, eu adoro treinar! Espero ser um Deus muito forte quando crescer, mais todos dizem que eu vou ser um Diabo porque eu tenho esse chifres enormes, é mentira, é tudo conspiração!

Chegando no campo eu vi Tenma deitado de baixo da árvore do lado de meu irmãozão. Esse era Blade, cabelos brancos, pele pálida e olhos vermelhos, ele adora usar roupas escuras. Fui até eles correndo e me sentei no meio dos dois.

-Oi Ed.-Tenma bagunçou o meu cabelos e deu um sorriso de canto.

-Oi Tenma! Oi Blade!

-Oi Eduard.-Blade.

-Nossa Blade! Sorrir de vez em quando não faz mal!-Sorri juntamente com Tenma.

-Diabos fortes não sorriem.-Blade.

-Está me chamando de fraco?-Tenma.

-Não, estou dizendo que o Eduard deve deixar de ser tão infantil e começar a ter as atitudes de um Diabo de verdade.-Blade.

-NUNCA! EU VOU SER UM DE-Blade me pegou pelo chifre e foi me puxando.-AH! AH! ME SOLTA BLADE!

-Deixa de ser idiota Eduard! Você é um Diabo! Nasceu no mundo dos Diabos! Então deixa de idiotice!-Blade.

-NÃO! EU VOU SER UM DEUS!-Blade me ergueu e eu vi o penhasco enorme que estava na nossa frente.

-Deuses sabem flutuar deis de crianças Eduard.-Blade sorriu.

-Blade para! Ele só tem 10 anos!-Tenma.

-Idade o suficiente para aprender uma lição pela dor.-Blade.-Se você é um Dues Eduard.-Olhei em seus olhos que estavam brilhando.-É melhor começar a flutuar.-ele me jogou do penhasco.

Eu entrei em desespero, fechei os olhos e falei para mim mesmo-Flutua! Flutua! Flutua! Flutua!-Quando abri os olhos só pude ver o chão antes de apagar.

P.O.V. Alex

Estava procurando por Ed, queria mostrar para ele o meu mais novo brinquedo mais eu não achava ele em nenhum lugar. Avistei Blade e fui até ele, estranho, por que será que ele está sorrindo?

-Blade!

-Oque foi pirralho?!-Blade.

-Onde está o Ed?-Alex.

-Aquele merdinha, ele foi voar.-Ele foi andando em direção a vila.

Voar? Mais o Eduard não sabe voar. que estranho, mais tudo bem né? Vou dar uma volta pela cidade! Sai correndo em direção a cidade mais alguém puxou o meu chifre e me jogou na floresta, acabei batendo em uma árvore.

-Onde pensa que vai carneirinho?-Disse o menino.

-Já mandei você parar de zoar o meu chifre Black!

-E se eu não parar?-Black.

Me levantei e corri na direção dele preparando o soco mais ele segurou meu punho e pre prensou na árvore pressionando seu cotovelo contra a minha gargante.

-Aqui só vivem os fortes Alex, criancinhas felizes como você! MORREM!-ele me jogou no chão e começou a pisar em mim.

Não vou aguentar por muito tempo, estou me sentindo tão fraco, ele se sentou encima do meu peito e me fez olhar o rosto dele, ele estava sorrindo, feliz por me bater, por me classificar como alguém fraco.

-Você não é um Diabo, só é um carneirinho e eu sou como um tigre.-os olhos dele brilharam amarelo.-E eu acho que você sabe oque o tigre faz.-Ele avançou no meu pescoço e me mordeu, só pude ver o meu sangue jorrando.

~ 23:45~

P.O.V. Gael

-O mundo dos Diabos me parece igual a qualquer outro só muda a lua que aqui é vermelha, acho que aqui não tem nada demai-puta merda um fodendo penhasco! Quero ver oque tem no fundo!

Voei até o fundo do penhasco e não vi nada, mais é um lugar cheio de pedras brancas afiadas uau, ei tem algo ali, voei até algo que parevia uma poça de sangue, olhei em volta e vi um monte de pedras pretas, peguei uma bem pontuda.

-Estranho isso não me parece uma pedra, talvez... hm... chifre? É! E olhando bem, todas essas pedras pretas são pedaços desse chifre.-Falei para mim mesmo. Olhei para baixo e vi uma linha de sangue que ia até a floresta.-Talvez eu deva ver de quem é isso... ou eu volto pra casa.

Subi o penhasco e voei por cima de uma floresta mais, novamente, algo me chamou a atenção, desci na floresta e vi uma bola de sangue flutuando, mais que merda é essa? Dentro parecia ter um corpo, mais sem boa parte do lado direito do corpo, e sem a perna esquerda e estava nu, olhei em volta e vi alguns panos rasgados e ensanguentados, alguém deve ter  feito a festa por aqui, é ué, só no mundo dos Diabos mesmo.

~ 02:57 ~

P.O.V. Eduard 

Estava andando sem rumo pela floresta, estou chorando a toda hora, eu perdi os meus chifres, só sobrou alguns centímetros, eu estou passando mal, minha visão esta turva, meu braço quebrou  junto com quase todas as minhas costelas, estou com vários cortes pelo corpo, mais não posso parar, estou subindo já faz um tempo então devo estar perto da vila pelo menos, não me apoio em árvores a um bom tempo pois elas sumiram no meio do caminho. Estava andando mais, do nada, eu cai, estava rolando por pedras que estavam muito quentes, droga, eu cai no vulcão.

P.O.V. Rei Diabo

-Hoje é um belo dia não acha?-falei para um de meus servos.

-Sim senhor.-respondeu o mesmo.

-Por favor busque os meus netos, eu quero assistir o vulcão entrar em erupção junto deles.

-Sim senhor.-ele saiu da sala.

~ meia hora depois ~

-Sabe Blade, dizem que quando um vulcão entra em erupção o espírito da Fênix acorda e procura alguém para dar seus poderes, você acredita nisso?

-Claro que não vô.-Blade.

-É uma pena Clod não poder estar aqui conosco.

-Vô não pense naquele Deus miserável! Ele deixou de ser seu neto! Ele não é da nossa família!

-Como pode falar isso do seu irmão?-Tenma.

-Falando em irmão, Blade, onde está Ed?-Blade sorriu.

-Provavelmente em casa dormindo.

Todos olhamos para o vulcão a terra começou a tremer e finalmente ele soltou a lava, como o mais belo gêiser, mais enquanto todos da cidade comemoravam, eu ouvi um grito.

-Eduard!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...