História Watch Daddy, I'm a danger - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Shawn Mendes
Tags Incesto, Justin Bieber, Shawn Mendes
Visualizações 179
Palavras 1.193
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii bolinhos, não demorei dessa vez né? Mas infelizmente eu vou pros próximos, pq voltaram as aulas, E EU JA TENHO PROVA MARCADA, só que, porem eu vou viajar sexta (oia eu burlando aula), terça é feriado aqui na minha cidade, e segunda eu e meus amados colegas de sala (mentira, não são todos amados), vamos falta segunda pra ninguém ficar com falta, então eu vou ver se da pra atualiza, pq EU TO LOTADA DE TRABALHO, só de português são 3 pesquisas q são pra semana que vem, mas sem mais enrolação, vamos la
Sugiro que leem esse capitulo ao som do remix de "Crazy in love", sem mais enrolação vamos lá

Capítulo 13 - 50 shades of Bieber (Parte II)


Eu nunca gostei de castigar Maya, por mais que ela mereça, eu sempre deixava como ultimo caso, e eu nunca bati nela, nunca levantei a mão pra ela, mas ultimamente ela esta merecendo ser castigada, esta merecendo umas palmadas, mas antes disso, preciso resolver algo que pode ferrar com a minha vida e com a dela.

- Antes de tudo, princesa- sua expressão esta um pouco tensa, mas deve ser pela curiosidade- Você precisa tomar a pílula, eu não quero nenhum problema- e com problema quero dizer bebe.

- Daddy, não se preocupe, eu tomo anticoncepcional desde que completei 15 anos- como?! Eu ouvi direito?!

- Que historia é essa, Maya? - ela pensava em perder a virgindade desde o ano passado, e não conto nada?!

- Mama- tinha que ser Maria, eu vou ter uma conversa séria com essa mulher, ela é a governanta devia cuidar dela- Não é o que esta pensando, Mama falou que alguma hora iria acontecer e ela não queria nenhuma criança correndo pela casa, mas o motivo principal de eu tomar, é que meu ciclo é desregulado, então preciso do anticoncepcional- não gostei da primeira parte, mas não é hora de eu ter uma crise de ciúmes.

- Hum... Vem- entrelaço nossas mãos e a guio para o andar de cima, mais especificamente o meu quarto- Tire a roupa, Maya- sento na cama e encaro seus olhos que possuem um brilho diferente- Vamos, Maya, você estava tão corajosa lá em baixo, não seja medrosa agora- ela esta tentando raciocinar, mas logo para de pensar e começa a retirar sua camiseta, deixando a mostra seu sutiã azul rendado, logo em seguida se livra de seu short, eu a olho de cima a baixo, sua pele levemente morena, sua intimidade (provavelmente encharcada) ainda coberta pelo tecido transparente da calcinha, sua barriga sem gordura alguma, seus seios cobertos pelo sutiã, ah Deus ela é perfeita- Quero você nua, Maya- ela retira sua lingerie meio receosa, mas não fala nada- Fique ai- eu vou para meu closet e pego uma gravata qualquer e volto para onde a garota esta, fico atrás dela e acaricio sua cintura, e a mesma se arrepia- Braços para trás, princesa- ela me obedece e amarro seus pulsos, e volto a me sentar na cama- Vem aqui- ela chega perto e eu a deito em meu colo, deixando seu quadril no meu colo, em quanto do tronco pra cima esta sobre a cama- Sabe, querida- acaricio sua bunda lentamente, causando arrepios se espalhar pelo seu corpo- Eu não vou negar que estou bravo com você por não ter me ouvido lá em baixo, e estou ainda mais bravo por você não ter me contado sobre o anticoncepcional, bravo por não ter me deixado explicar o porque que não queria que você fosse a nova marca.... Maya, você sabe que nunca te bati, mas você esta merecendo- ela se encolhe um pouco por conta de minhas palavras, mas não vou voltar atrás- Serão apenas 10 palmadas, porem você vai ter que contar, porque se não eu vou ter que bater mais uma vez, entendeu? - ela concorda com a cabeça- Responde corretamente, Sweet- belisco sua coxa e a mesma arfa.

- Sim, eu entendi, Daddy- paro de acariciar sua bunda, levanto a mão e defiro o primeiro tapa, a deixando com a marca de minha - Um... - defiro outro tapa no mesmo lugar, esse foi um pouco mais forte, pois Maya gritou, e minha mão esta formigando um pouco- D-dois... - mais um tapa e mais forte, seus olhos estão começando a lagrimejar, sua pele no local que bati esta vermelha.

- Vamos, Maya, conte- minha mão se choca mais uma vez contra sua pele e a mesma se encolhe um pouco.

- T-três... - mais um tapa, e confesso que nesse eu exagerei na força, pois fez um pequeno corte sobre a pele avermelhada de Maya, e a garota que antes segurava as lagrimas, agora as deixa rolarem em seu rosto- Q-quatro.... Daddy, p-por favor, p-para... 

- Só mais seis, Amor- beijo sua costas com delicadeza- Prometo que não vai ser tão forte quanto esse foi- defiro mais um tapa em sua bunda, e como prometido, foi mais fraco.

- C-cinco... - acaricio aonde estou batendo, o sangue que saia do pequeno machucado já não sai mais nada.

- Maya, hoje eu vou deixar passar, mas não terminamos- eu desamarro seus pulsos , e a coloco sentada em meu colo com uma perna de cada lado de meu corpo- Tudo bem? - limpo as lagrimas que insistem em escorrer de seus olhos. 

- Tudo, Daddy... - eu a beijo de forma carinhosa, mas logo o beijo se torna selvagem , minhas mãos passam pelo seu corpo nu, suas mãos se perdem em meus cabelos.

- Deita na cama, princesa- ela sai de meu colo e se deita na cama, tiro todas minhas roupas sem quebrar o contato visual com ela- Os braços- vou para perto dela e a mesma me obedece no mesmo segundo, eu amarro seus pulsos novamente e deixo seus braços encima de sua cabeça- Fique assim- ela concorda e eu fico sobre ela, começo a beijar seu pescoço, distribuo beijos, chupões, mordidas, enquanto uma de minhas mãos esta apertando um de seus seios, enquanto a outra massageia seu clitóris.

- D-daady... P-por favor....- desço para o vão de seus seios e dou um beijo em cada um, vou descendo mais sem deixar de beija em cada parte que passo, até que chego em sua intimidade, dou um selinho nela e Maya arfa.

- Eu ainda nem comecei, Sweet- abro seus lábios exteriores e vejo os seu lábios interiores e seu clitóris, que esta rijo por conta da excitação, eu começo a chupa-la devagar, Maya começa a gemer baixinho (mas logo estará gritando).

- D-dady.... awnn... P-por favor- aumento a intensidade de minhas chupadas e percebo que a respiração de Maya esta mais pesada, ela esta prestes a gozar.... Ainda não, princesa.... Paro de chupa-la, o que a deixa frustrada.

- Você foi muito má hoje, Maya- fico por cima dela e a dou um beijo selvagem, sem um pingo de delicadeza, quando o ar nos falta eu separo nossas bocas e mordo seu lábio inferior- E como eu já te disse, garotas más devem ser castigadas- a penetro sem aviso, com força e fundo, minhas estocadas são lentas, mas sem piedade alguma, nesse momento eu não me importo se estou a machucando- Seja uma boa garota, Elisabeth- rosno em seu ouvido, e sinto suas paredes me apertarem, anunciando seu orgasmo, minhas estocadas ficam mais rápidas, fortes e fundas.

- DADDY- ela se desfaz junto comigo, permaneço dentro de seu corpo por um tempo, desamarro seus pulsos e saio de dentro dela caindo ao seu lado.

- Isso só foi o começo, Maya- ela me encara com um semblante inocente (nem parece que é um demônio)- Se você for uma garota má, eu vou ser o lobo mal- seguro seu delicado rosto com minha mão de uma forma bruta- Agora se você for uma boa garota, eu posso pensar em me disfarçar de cordeiro.


Notas Finais


TCHARAMMMMM
Espero que tenham gostado bolinhos meus.
Daqui alguns capítulos algo grave vai acontecer (não vou dizer oq se não estraga a surpresa), não me matem, please.
AliesL3to, mozão meu, se vc já estiver nesse capitulo, tu sabe doq to falando, então vai preparando o core kkk
Bolinhos, por favor comentem, amo os comentários de vcs, e é oq me da inspirações.
Por enquanto é só.
Bjos💙💙

Ps: Vale lembrar q não sei escrever Hot


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...