História Watcher or Player - vkook - Capítulo 7


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Bts, Jungkook! Bottom, Kookv, Nerve Au, Romance, Tae Tops!, Taekook, Velocidade, Vkook
Visualizações 289
Palavras 2.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIIIIII, desculpas pelo atraso da att, mas é que tivemos um bloqueio básico na hora de escrever, maaaaaas, enfim saiu

Espero que gostem!!11!1!

Capítulo 7 - Capítulo 7


Eu não sabia onde iriamos e pra dizer a verdade eu não me importava muito com isso quando estava perto de Taehyung. Estava com as minhas mãos agarradas com força em sua cintura, não porque eu tinha medo e sim porque era confortável senti-lo perto. Ele olhava pra mim disfarçadamente às vezes pelo espelho e quando percebia que eu notava soltava uma risada nervosa. Quando chegamos eu conhecia aquele lugar e pode parecer que não, mas eu queria mais que tudo entrar ali.

— Está preparado? — Taehyung perguntou, parando sua moto em frente a festa mais comentada em todas as redes sociais. Eu sabia que Jimin e todos que me viram sendo humilhado estavam ali e eu não poderia perder o gostinho de vê-los olhando para o novo Jeongguk.

— Eu nasci preparado. — Falei vendo Taehyung descer da moto tirando seu capacete e até assim o filho da mãe conseguia ser bonito e sexy. Suspirei tirando meu capacete em seguida e o entregando, logo depois o mesmo parou do meu lado, esperando o meu consentimento de ir adiante e eu o fiz. Meus passos eram largos e minha respiração com toda certeza estava elevada. Quando entramos na casa algumas pessoas me olhavam, eu estava soando frio e Tae tinha reparado, o que o fez me arrastar para um quarto vazio.

 

— Está tudo bem, Jeongguk? — O mesmo me perguntou com um timbre de voz preocupado. Eu me assustei ao ouvir o som do meu celular, era uma chamada e quando olhei o nome na tela não pude acreditar, era Jimin. — Então esse é o famoso, Jimin? — Taehyung perguntou arqueando a sobrancelha — Não vai atender? — Suspiro e nego com a cabeça negando a chamada.

— Não quero falar com ele agora — Falei sendo ligeiro.

— O que houve? — Ele perguntou se aproximando, eu não sabia se contava ou não. Taehyung era tão recente em minha vida que tinha medo de contar sobre meus problemas e o mesmo fugir dois segundos depois.

— Ele anda mais difícil de aguentar ultimamente. — Falei revirando os olhos ao lembrar de Jimin. ''Ultimamente'' pensei e ri mentalmente. Ele era difícil de aguentar todos os dias — Mas é besteira, não quero falar sobre isso — Falei tentando mudar de assunto o que fez com que Tae desse um sorriso murcho.

— Se quiser, estou aqui. — Falou o mesmo com um tom de voz calmo — Sou todo ouvidos — Disse mexendo em meu cabelo, aquilo era golpe baixo.

— É que eu estou cansado de ser o coadjuvante dele o tempo todo — Falei com magoa nas palavras.

— Você não parece ser coadjuvante de ninguém — Disse Tae — Posso ver a foto de novo? — Ele perguntou olhando pra tela do meu celular e eu abri a galeria e mostrei as fotos de Jimin, o mesmo arregalou seus olhos assim que viu — Nossa — Ele falou sorrindo.

— É... as pessoas ficam doidas por ele. — Não vou mentir que me sentia incomodado vendo Tae olhar tão fixamente pra aquela foto.

— Não, a foto em si, ela é muito boa. — Aquilo me fez ficar boquiaberto, me lembro daquele dia, fazia um sol de rachar e Jimin posava pras fotos.

— Valeu, eu que tirei. — Falei sentindo minha bochecha corar.

— Você tem talento — Falou se aproximando — Eu não consigo te imaginar sendo amigo de alguém como ele. — Taehyung fez uma cara de nojo ao falar ''ele''.

— Como assim? — Perguntei sério.

— Não sei... ele parece meio inseguro. Fui escroto? — Perguntou.

— Ele é totalmente inseguro, ele me faz parecer como se eu fosse, mas ele que é, é bastante cansativo — Até que enfim alguém no mundo conseguiu notar os defeitos de Jimin — Ele deve estar aqui, bêbado, precisando que alguém o segure e falando besteiras como sempre — Falei virando pro lado e percebi Tae olhar o celular e suspirar em seguida, decidi não perguntar o porquê.

— Vamos sair daqui? — Perguntou com a voz um pouco diferente e eu assenti abrindo a porta e andando em direção à cozinha e eu senti que diferente de antes, agora parecia que todos os olhares eram diretamente para mim, mas eu decidi não ligar, desabafar com Taehyung me deixou confiante. O som que tocava na casa era “There For You” agitada e boa de ouvir,  todos dançavam na grande sala de estar com seus copos de bebida e algumas pessoas dançando sensualmente, até que vejo ele, vejo Jimin virando um copo de bebida de uma vez e dançando eletricamente. Suspiro ao ver aquela cena e me surpreendo ao ver uma multidão em cima de mim e Taehyung com seus celulares.

— Cara, vocês ficaram famosos — Yoongi apareceu me puxando pra um abraço, sua voz estava embolada, com certeza o mesmo estava porrado.

— Pois é, esperem até Jimin ver vocês — Hoseok diz com sua voz irônica.

— Ué, por quê? — Pergunto olhando pra Yoongi que riu.

— Vocês não sabem? — Ele indaga — Ele tentou andar naquela escada, mas desistiu — Disse apontando pra escada que estava ligada a outro prédio fazendo um tipo de passarela.

— Ele desistiu do jogo? — Pergunto surpreso. Nerve era o vício de Jimin e ele tinha desistido.

— A coisa ficou feia — Hoseok diz e logo ele e Yoongi somem em meio à multidão dando gritos dizendo que iriam beber. Começo a andar pela casa esquecendo completamente que estava acompanhado de Taehyung. Eu precisava ver Jimin, procurei em todos os cômodos.

— Você viu o Jimin? — Pergunto pra uma pessoa qualquer que aponta pra um quarto com a porta vermelha. Engoli seco antes de abrir a porta e quando abro vejo o mesmo deitado na cama com Minho aos beijos quase um comendo o outro. Ele não estava fazendo aquilo, eu estava em choque. Quando eles reparam a minha presença Minho se levanta quase em um pulo e arregala os olhos.

— Qual é Gguk, você não gosta mais dele, não é? — Pergunta me dando um sorriso irônico e colocando sua camiseta em seguida.

— Tudo bem, eu nem estou surpreso — Falo sentindo as lágrimas querendo inundar os meus olhos, mas eu não deixaria elas rolarem, saio dali em passos rápidos e largos mas fui impedido por Jimin que me segurou pela camisa.

— Eu sei que não está surpreso— Falou ríspido — Mas sabe o que não esta nada bem? Eu quase morri hoje, Jeongguk — Falou elevando a voz — E você simplesmente sumiu completamente. — Aquilo me fez revirar os olhos.

— Me desculpa — Falei em um tom debochando — Quando você disse que eu deveria viver a minha vida, quis dizer que eu era a sua sombra? — O olhei de cima a baixo.

— Eu só estava tentando te ajudar porque você é a pessoa mais reprimida que eu conheço. — Falou me olhando nos olhos.

— É por isso que me quer por perto? Porque nunca te digo umas verdades? — Arqueio a sobrancelha e viro as costas andando pra perto de Taehyung que me olhava atento — Vamos embora? — Pedi baixo.

— Acho que você nunca fala as verdades — Jimin gritava tornando a atenção toda da festa pra nossa discussão — Porque você nunca me disse que eu era inseguro e nem o quanto sou difícil de lidar — Vi seus olhos com lágrimas — MAS HOJE VOCÊ DECIDIU CONTAR PRA TODO MUNDO — Alterou muito mais a voz — ENTÃO VAI, JEONGGUK, MANDA VER E MOSTRA PRA GENTE COMO SE TORNOU UM MENINO OUSADO DA NOITE PRO DIA. — Falou e eu puxei Taehyung para perto de mim.

— Vamos embora — Falei pegando em sua mão e andando até a saída.

— NÃO DÊ AS COSTAS PRA MIM— Jimin me empurrou, fazendo minhas costas se chocarem contra a parede — ACORDA! ISSO É UM JOGO. ACHA MESMO QUE UM CARA DESSES VAI FICAR COM VOCÊ DEPOIS QUE ACABAR? — Falou rindo em seguida.

— Você não me conhece. — Taehyung falou alto e claro.

— Ah, desculpa, você gosta dele? — Indagou o de cabelos alaranjados que me olhou.

— Chega, Jimin, você está bêbado — Yoongi falou segurando Jimin.

— É HORA DE DESENCANAR DELE, YOONGI, É OBVIO QUE ELE FEZ UM UPGRAD — Jimin falou quase gritando em minha cara.

— Como você consegue ser tão escroto assim? — Pergunto sentindo meu sangue ferver.

— Olha só... — Jimin deu um sorriso macabro — O pequeno Jeongguk, finalmente falando o que pensa — respirei fundo, eu queria socar Jimin — Vai lá, desabafa — Falou esperando minha resposta.

— Sabe por que éramos amigos? Porque eu faço tudo que você quer o tempo todo — Falei no mesmo tom de Jimin, se ele pensa que vai me atingir ele está muito enganado.

— Não, Jeon — Falou acalmando sua voz — Nós éramos amigos porque eu sou legal e você é um saco, a única coisa divertida em você era o seu irmão — Aquilo sim tinha me machucado, como ele pode falar do meu irmão? — O que você está pensando? Que jogar Nerve em um passe de magica vai mudar o que você é? A vida não é assim, você nunca vai ser um jogador — Falou cuspindo as palavras em mim.

— Tem razão — Falei rindo de nervoso — Eu sei o quanto você ama viver o presente, então se lembre deste momento, porque você é um desses meninos que tem seu auge no ensino médio. Um belo dia você acorda você ainda está morando aqui e transando com os mesmos caras e não faz ideia do que aconteceu com a sua vida, se quiser saber onde estou faz sua inscrição e me assiste — Falei gritando e esbarrando em seu ombro de propósito, fui andando diretamente ao começo da escada, eu iria fazer aquilo.

— O que você vai fazer Jeongguk? — Yoongi perguntou preocupado, subi em cima da escada e vi o olhar de fúria de Jimin todo sobre mim e soltei um sorriso maroto, mas dentro de mim eu estava um caos de tanto nervoso.

— Você não precisa fazer isso — Taehyung disse espantado — Olha pra mim. Vamos desistir, vamos ir embora? — Ele falava sério — Você não tem que provar nada — E assim que ele disse suas palavras, eu sabia, eu sabia que eu tinha muito que provar e eu faria. Fiquei em pé e senti o vento gelado bagunçar os meus cabelos, assim que olhei pra baixo me deu um enorme frio na barriga, eram exatamente 7 andares e daqui de cima parecem ser muito mais que aparenta, suspirei fundo e comecei a dar passos devagar.

— Vai, você consegue — Ouvi Hoseok dizer, a cada passo que eu dava a escada mexia e fazia um barulho assustador, o vento só atrapalhava, até que sinto minha visão ficar turva e abaixo me segurando firmemente nas escadas. Droga. Levanto logo que as mesmas ficam normais e não penso duas vezes antes de ir o mais rápido possível, quando vejo eu já estava no outro prédio e todos gritavam de alegria. Eu vi o olhar de Jimin e seu rosto vermelho de raiva. Olho meu celular que tinha apitado “Desafio cumprido, você está em primeiro lugar”. Saí correndo em direção ao outro prédio adentrando novamente na festa, sendo recebido com várias pessoas dizendo o quanto fui corajoso, eu não estava com cabeça nem pra comemorar, abaixei a cabeça e logo sinto uns braços me puxando.

— Jeongguk, aquilo foi sem noção — Yoongi diz sério.

— Não quero falar sobre isso agora. — Falo dando um longo suspiro — Vou embora — Falo deixando o de lado.

— Jeon, você sabe que ele já jogou Nerve? — Yoongi me seguiu com seus interrogatórios e aquilo me fez arregalar os olhos.

— Como assim? — Falo sério.

— Foi um desafio dele, te fazer brigar com o Jimin — Falou e eu não podia acreditar. — Por isso ele te trouxe aqui. Olha! — Falou levantando o celular em minha direção “Faça Jeongguk brigar com Jimin” — Ainda confia nele? — Quando olhei pra trás Tae estava lá e eu não pude disfarçar meu olhar de desapontamento e saí correndo em seguida sendo seguido por um Tae confuso.

— Jeon, me espera — Falou ofegante pela corrida e segurando meus braços em seguida.

— É verdade? — Pergunto olhando fixamente em seus olhos, porque eu estava o perguntando? Eu tinha visto.

— Verdade o que? — Perguntou confuso.

— Você me trouxe aqui pra brigar com o Jimin? Por causa do jogo? — Perguntei sem mais delongas, fazendo o garoto paralisar e ficar sem falas. — Responde, é verdade? — Elevei minha voz

— Vamos embora. — Disse o mesmo pegando em minhas mãos e correndo pelos corredores, me jogando dentro de um elevador vazio.

— O que você está fazendo? — Pergunto desacreditando no que estava acontecendo.

— É mais complicado que parece. — Falou se aproximando do meu rosto.

— Acabei de perder os meus melhores amigos hoje, quanto você ganhou por isso? — Perguntei o empurrando.

— Não é pelo dinheiro, Jeon. — Disse tentando se aproximar — Eu juro que vou te explicar. — Falou calmo, mas o empurrei novamente.

— Não precisa se incomodar, olha o Jimin quase morreu hoje. — Falei sentindo as lágrimas me consumirem.

— Eu sei. — O avermelhado falava desesperado.

— Eu quase morri hoje, esse jogo é perverso, eu vou procurar a polícia — Falei decidido e vendo o elevador se abrir.

— Não, não, não — Taehyung falou apertando em vários botões na intenção de não me deixar sair dali — Você não pode fazer isso. — Ele suplicou. Me empurrou até a parede do elevador e me beijou. 


Notas Finais


As att iriam ser na sexta, mas estamos vendo certinho que dia vai ser fixo pra att por causa das voltas as aulas. Sem um capítulo por semana vocês nao ficam ♥

Não esqueçam de ler o spin-off de Watcher or Player, chamado Um Jogo Sem Regras {yoonmin} escrito pela @taesadz [https://spiritfanfics.com/historia/um-jogo-sem-regras--yoonmin-9734666]

Qualquer coisa vão no meu twitter: @JEONGIFT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...