História Water Goddess Groom — Imagine LuHan - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Personagens Originais
Tags Exo, Luhan
Visualizações 58
Palavras 1.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tradução: Lágrimas?

Olha eu aqui de novo! Como prometido o capítulo ta maior que o anterior (eu acho asjkabnd)
Como já esta tarde não vou revisar, então peço desculpa por qualquer erro desde já.

Obrigada aos favoritos, Boa leitura ❤🐟

Capítulo 4 - Tears?


Fanfic / Fanfiction Water Goddess Groom — Imagine LuHan - Capítulo 4 - Tears?

Capítulo anterior:

— Olá, sou Park ChanYeol, como se chama? - Você o olhou e ele sorriu fofo.

Capítulo de hoje:

Por reflexo você se afastou dele e se aproximou mais de LuHan que te olhou confuso mas não questionou. Procurou TaeYeon com os olhos mas ela já estava no meio da multidão dançando com um dos amigos do seu escravo. Você bufou frustada e bagunçou os cabelos, percebendo que ao seu lado sobrou apenas LuHan e o poste ambulante que estava enchendo seu saco. 

ChanYeol — Ei baixinha, você não me respondeu. 

(S/N) — Não enche, garoto. 

LuHan — Vou pegar alguma coisa para beber. - Ele fez menção de sair mas você o segurou pelo braço 

(S/N) — Fique aqui, isso é uma ordem! - Falou mandona, ele apenas rolou os olhos e se afastou - Que saco! 

ChanYeol — Você não curte muito lugares agitados, né? 

(S/N) — Sera que você não percebeu que eu não estou nem um pouco afim de conversar com você?! - O fuzilou com os olhos e ele riu 

ChanYeol — Percebi. Mas não sou um cara que desiste fácil. 

(S/N) — Puta merda, mais um pé no saco! - Você bateu em sua própria testa raivosa

Olhou em volta e viu sua criada se divertindo, tinha alguns homens ao redor dela e ela dançava e se esfregava em todos eles. Você rolou os olhos mais uma vez, já tinha perdido a conta de quantas vezes repetiu esse ato hoje. Estava distraída demais observando as pessoas a sua volta se distraindo que nem percebeu quando ChanYeol tinha colado o corpo dele no seu, apenas percebeu quando sentiu os braços do maior entrelaçar seu corpo em um abraço e seu queixo ir de encontro com o topo de sua cabeça. 

(S/N) — O que pensa que esta fazendo idiota?! Me larga! - Se debateu e ele riu enterrando o rosto na curvatura do seu pescoço 

ChanYeol — Estamos em uma balada, relaxe. E outra, sei que não poderei fazer mais que isso, então deixe-me assim um pouco. 

(S/N) — Me largue, ChanYeol. 

LuHan — ChanYeol, ela mandou largar. - Você, assim como ChanYeol, olhou para LuHan surpresos 

ChanYeol — LuHan, você esta bem? Sempre que me interessei por alguma garota você sempre me incentivou e nunca me impediu de nada. 

(S/N) — Pois é, você esta bem? - Ele riu sem ânimo 

LuHan — E vou continuar te incentivando, porém não vou admitir que se interesse por minha garota. - Automaticamente ChanYeol te largou e LuHan te puxou 

ChanYeol — Desculpa cara, eu não sabia. - O maior coçou a nuca envergonhado 

LuHan — Relaxe. 

ChanYeol saiu deixando você e LuHan para trás, você suspirou aliviada mas ele continuou te segurando, sua mão mediana estava pousada em sua cintura e por mais que seja um gesto simples, aquilo te deixava nervosa de uma maneira estranha. 

LuHan — Pode me agradecer depois. - Olhou o amigo falando com outra garota, afastado de vocês. 

(S/N) — E quem disse que irei? Agora me solte. 

Você tentou se soltar dele mas ele te segurou mais firme, atordoada você o fuzilou com os olhos e ele fez um gesto com a cabeça disfarçadamente te indicando a direção de ChanYeol, o qual olhava vocês dois juntos com os olhos brilhando de uma forma um pouco estranha. Ainda sem te largar, LuHan bebericou sua bebida — Que tinha um cheiro muito forte por sinal — e depois te roubou um selinho demorado, ao se afastar mais você estava prestes a enforcar ele mas ChanYeol se aproxima com uma garota ruiva com outro amigo do lado. 

ChanYeol — Desculpe atrapalhar o casal, mas eu vim apresentar o SeHun para a (S/N). 

— Olá, eu sou o SeHun. - O garoto acenou 

(S/N) — Oi, SeHun. - Você olhou para o rapaz de cima a baixo e depois riu - Não foi você que tava dançando com a TaeYeon? 

TaeYeon — Opa, ouvi meu nome? - Ela abraçou o tal SeHun e você ficou confusa - (S/N), não vou dormi em casa hoje. 

(S/N) — EOQ?! - Você se afastou de LuHan e puxou a garota pelo braço - Licença pessoal, tenho que trocar uma palavrinha com minha amiga. - Sorriu forçado 

TaeYeon — Hey, me larga. - Reclamou enquanto você puxava ela

(S/N) — Que história é essa de dormi fora? Você não pode me deixar sozinha, não pode dormir com um estranho e também amanha cedo temos compromisso, nem era para estarmos aqui! - Reclamou e a garota rolou os olhos entediada

TaeYeon — Você não é minha mãe! Do jeito que reclama de tudo parece ate uma velha. 

(S/N) — Eu só não te mato porquê estamos em público e porquê você esta fora de si! 

TaeYeon — Você é inofensiva, (S/N). Você se acha a superior, acha que pode tudo, acha que humanos, que as pessoas, são meros escravos e brinquedos, nunca passou por dificuldade por nascer em berço de ouro e só por isso gosta de humilhar e menosprezar as pessoas que estão ao seu redor! - Aquilo para você foi a gota d'água, cuspindo palavras assim sem ao menos te conhecer e saber o que você já passou, quem ela pensa que é? 

Sem pensar muito você, com toda sua raiva, deu um tapa bem dado no rosto da loira deixando assim a marca da sua mão estampada no rosto alheio. O estalo do tapa foi tão forte que as pessoas que estavam ao redor percebeu o que acabará de acontecer e direcionou o olhar para vocês, assim como seus 'amigos'. TaeYeon olhou para você surpresa e você, sem falar nada e com mais ninguém, saiu correndo para fora daquele lugar com os olhos marejados. 

Ao finalmente ter se libertado daquele labirinto que era a balada, começou a correr sem rumo enquanto chorava, debaixo daquela chuva grossa piorava cada vez mais, você não estava ligando para as consequências, para você, deuses não ficam doente — O que é verdade — Porém mal sabia você que aos poucos, a cada minutos que passava naquele mundo, perdia seus poderes. O que significava aquela chuva? Sua dor, suas lágrimas, tudo que você sentia naquele momento. 

Depois de correr muito e ficar completamente perdida por não conhecer a cidade, você parou de chover e olhou em volta percebendo que não tinha ninguém passando na rua, nem pessoas muito menos carros. Suspirou e ficou ali parada, pensando no que ia fazer dali para frente, ate ser puxada de uma maneira brusca e em seguida abraçada, um abraço forte, reconfortante. 

LuHan — Estou aqui, com você, para o que der e vier. - Deixou um beijo no topo de sua cabeça e acariciou suas costas nua, você apenas o apertou mais e continuou chorando, tentando buscar mais conforto naquele abraço. 

 


Notas Finais


Sei que não expliquei, nem detalhei nada, mas no próximo capítulo vocês vão conseguir entender o que aconteceu melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...