História We Are Entiwined - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Juhdré, Majo, Primar, Teobela
Exibições 110
Palavras 849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem

Capítulo 1 - Chegamos Sp


Fanfic / Fanfiction We Are Entiwined - Capítulo 1 - Chegamos Sp


(18:00 Aeroporto internacional de Congonha. . . . . .)

De dentro do avião 876 desembarcam duas garotas idênticas mais ao mesmo tempo tão diferentes, chegaram em solo Brasileiro, predestinadas a causar,voltando dos EUA pela primeira vez em 9 anos, 3 anos da morte de seus pais, uma delas Isabela Dumont ,uma garota de atitude, tenta manter a pose de durona com sua irmã pois sabe que a mesma é frágil, desde o dia que seus pais foram mortos em um acidente de carro, ela nunca mais foi a mesma essa garota era Manuela Dumont uma garota que havía se tornado fria não era a mesma de 3 anos atrás, a garota serelepe que vivia sorrindo, brincando pelos cantos, cantando para o mundo, era fria, não esbanjava aquela alegr, tinha medo de ficar sozinha, tinha crises de uma antiga e "curada" depressão  de vez em quando, aliviava se da pior maneira, mas, Mas ela veío para cá disposta a mudar, queria fazer um amigo, Bisnetas do grande Santos Dumont, as garotas não contavam sobre seu sobrenome, nem a fortuna que ele continha, pois o mesmo atraia vários interesseiros


Isa: eu estou sentindo que esse ano vai ser diferente mana

Manu: eu realmente espero

Isa: vamos pra casa da vovó vamos morar com ela esse ano já que ano que vem alcançaremos a maioridade penal 16 baby, mais esse ano temos 14 prestes a fazer 15 em setembro CHATOOOO - Manuela soltou um pequeno riso da animação da irmã- Vamos to com saudades da vó e do vô- ela a puxou para dentro de um táxi, colocou suas malas no porta malas e entrou ao lado da irmã

Moço: pra onde?

Manu: Rua XXX Número xxx

Moço: a mansão Dumont?

Manu: essa mesma


Moço: Claro

começamos a seguir o caminho até a casa de meus avós e a dos meus falecidos bisavós, encostada na hanela do carro, pude ver minha infância dentre as ruas e calçadas, Boneca, bola,caçador, queimado, mestre mandou, eu e meus primos fazíamos a festa,só sei que éramos inséparaveis naquela época,era tudo maravilhoso, estavamos todos reunidos e nossos pais riam, riam de nossa felicidade, eu queria voltar a ser criança, afinal, joelhos ralados, doem menos que um coração partido , quando percebi detinha um sorriso bobo no rosto e lágrimas teimosas no rosto, olha eu nem sou assim tão velha tenho só 14 anos

Isa: Dá uma sensação de Nostalgia não dá?

*suspiro*

Manu: e como


Moço: chegamos senhoritas


Isa: Obrigada senhor aqui o dinheiro -lhe deu uma nota de cem- fica com o troco- saímos do carro pegamos nossas malas e alí estávamos nós a um passo de nossas melhores lembranças, senti algo em minha mão e vi que era Isa que hávia entrelaçado as mesmas

Manu: de volta a São Paulo, de volta a nossas mémorias, de volta ao lugar de que nunca deveriamos ter saído (eu sei que a casa de Santos Dumont é em Petropólis mais eu vou fazer em São Paulo) entramos e logo vimos Rosa Dumont e Gentil Dumont, sim meu vô se chamava Gentil e eu achava que esse nome combinava com ele


Isa: VÓ

Manu: VÔ - disse e eu agarrei o velho Gentil, assim como Isabela agarrou a Dona Rosa- O MEU BALÃO TÁ AQUI?? 

Gentil: está sim, ó esperando a Manuela voltar, oque acha de sairmos dar uma volta?

Manu: eu acho perfeito vô -eu o abraçei- que saudades do senhor

Gentil: eu támbem fiquei com saudades minha baixinha

Isa: TROCA - eu ri e fui abraçar minha vó enquanto Isabela se aconchegava no poste que chamamos de avô

Manu: vó do céu onde estava na hora que eu precisei dos seus sonhos de goiabada? -ela riu

Rosa: eu estive aqui minha neta eu sempre  estive aqui

Manu: por isso eu te amo dona Rosa


Isa:  DECLARO AS DECLARAÇÕES DE SAUDADES ENCERRADAS


Manu: bom agora eu quero passear no Luli - eu não sei porque eu chamava meu balão de luli- eu vou lá no último andar que tal uma corrida Isa, eu tô querendo me divertir, deixar a tristeza pra lá pelo menos agora


Isa: eu acho uma ótima ideía e


XX: CHEGAMOS VÓ  E VÔ E MANUELA?


Felipe: ISABELA?


Manu: LUCAS!!! - disse e o abraçei fortemente

Lucas: cabeça de vento que saudades

Gabriel: CHEGUEI FAMÍLIA E MANUUUUU -logo ele se juntou ao abraço coletivo

Miguel: ISAAAAAAAAA


Manu: agora os times estão completos oque acham de uma corridinha


Gabriel: querendo arrasar com o time do Barney é Manuela -eu começei a rir quando me lembrei o nome dos times


Manu: time zobomafoo forever


Lucas: porque ele é superior a aquele dinossouro metido a demente - disse fazendo a voz mais fina possível


Isa: tsc tsc gente sem cultura


Manu: resolvemos isso no céu?


Felipe: 1....2......3 e VAAAI


Sarah: e eu? time Zobomafoo me esqueceu?


Vítoria: EU CHEGUEEEEEEEI e MEU DEUS #TIME_BARNEY_REUNIDO


Manu: Agora pra valer 1 2 3 e já - começamos a correr feito 8 retardados, eu esqueci da tristeza nesse momento, a risada gostosa de meus avós era tudo oque eu sentia agora
 


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...