História We Are Made Of Stardust. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arctic Monkeys, Heath Ledger, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Originais, Twenty One Pilots
Personagens Alex Turner, Heath Ledger, Josh Dun, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Personagens Originais, Tyler Joseph
Exibições 33
Palavras 569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


V O L T E I
Dsclpem
Ou não
Sla

Capítulo 6 - Má sorte.


Fanfic / Fanfiction We Are Made Of Stardust. - Capítulo 6 - Má sorte.

P.O.V  Amy

Josh nos explicou o plano : mais uma parada brusca no tempo, mais um lapso do universo que teríamos que fazer para destruír o caos. Brian perguntou como cargas dágua ele queria que fizéssemos isso, ele nos olhou sorrindo e disse " chamem-lhos" e desapareceu.

Tanto eu quanto Brian sabíamos de quem ele estava falando.

A questão é o seguinte, a milhões de séculos atrás, Brian e eu acabamos ficando bêbados e bem... É, aconteceu. Ele não lembra disso, mas eu lembro. Até porquê dessa noite surgiram três outros seres, três filhos.

Os gêmeos são Kyle e Kyran ( Tyler e Josh de TØP , respectivamente), os anjos da má e da boa morte. E a outra se chama Loli ( Melanie Martinez) , o anjo do nascimento, que cuida das crianças e dos bebês.

Brian sequer sabe que eu e ele temos filhos. Mas eu sei. Eu sempre falo com eles, apesar deles não saberem que sou a mãe deles.

- Chamar quem? Amy do que ele está falando? - Brian perguntou. Engoli  em seco e levantei da cadeira.

- Não sei se devo te contar. Você não vai gostar.

- Conta! Por favorzinho, conta!

Expliquei que precisávamos primeiro chama los, para eu contar ao mesmo tempo para todo mundo.

- Tá, e onde eles estão?

- Vamos começar com a Loli. Ela mora atualmente no Japão.

Brian suspirou e me deu a mão. Em um segundo aparecemos no quarto dela.

Loli estava se preparando para dormir. Os cabelos pintados só de um lado num tom pastel de rosa estavam presos numa trancinha. Sua camisola azul bebê estava suja de chocolate e seus gatos, Milk e Cookie, estavam deitados em seu colo.

Ela estava sentada na cama, na T.V. passava um filme romântico francês, ela estava com um balde de sorvete vazio pendendo na mão direita. Parecia ter chorado muito e a cabeça estava pensando nos ombros, os olhos fechados e a boca aberta derramando baba por toda a camisola.

- Ela está tão fofa dormindo - Brian disse. E assenti.

- Precisamos acorda lá. 

Fui até o lado dela na cama e comecei a acorda lá devagar. Conforme ela foi abrindo os olhos, um sorriso doce se estampou nos lábios rosados.

- Amy? O que foi? Aconteceu alguma coisa?

- Não querida. Na verdade, aconteceu sim. E das pesadas.

Loli olhou aflita para Brian e se virou rapidamente para mim.

- Quem é ele?

- Sou Brian. Ou a vida, você que escolhe. 

Os olhos dela brilharam.

- Pai? Você é o meu pai?

Brian riu e eu olhei um tanto nervosa para ela.

- Por que eu seria seu pai?

- Eu não sei - ela disse - é como uma queimação no esôfago, algo que me diz isso.

- Deixemos a queimação para lá, temos que resolver o grande assunto agora - ele disse.

- O quê? Como assim?

- Tudo o que nós sabemos até agora é que o caos voltou, e vai destruir tudinho mesmo.

- Não sei quem é caos, mas parece ser perigoso.

- Depois eu explico tudo. Vamos, temos que buscar Kyle e Kyran.

- E onde eles estão? - Brian perguntou.

- Kyle mora em algum lugar do Everest e Kyran mora no Havaí.

- Kyle mora onde? No Everest? Como assim?

- Longuíssima história, vai por mim - Loli disse, levantando se.

- Nada mais pode piorar - Brian disse suspirando.

No momento em que ele disse isso, a terra começou a tremer e as coisas começaram a cair. 

Ótimo, pensei, um terremoto pra completar a orda de pesadelos.

Quanta sorte nós temos.


Notas Finais


AMOSTRA OS COMENT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...