História We Can Survive - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~SnowGirl_

Postado
Categorias The Walking Dead
Tags Apocalipse Zumbi, Drama, Morte, Mortos Vivos, Romance, The Walking Dead, Zumbis
Exibições 16
Palavras 1.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olaa genTE, espero que gostem... <3
Boa leitura!! Bjus!!
-Dead-

Capítulo 10 - Aonde Fiz o Mesmo com Ela...


Fanfic / Fanfiction We Can Survive - Capítulo 10 - Aonde Fiz o Mesmo com Ela...

Capitulo Dez

Arthur On

 

  Eu realmente não queria fazer aquilo, eu sinto um remorso enorme, uma culpa gigante. Eu sei bem como a Gaby odiava pessoas desse tipo... Do meu tipo...

    Eu estava bêbado não tinha noção dos meus atos! Mas eu sei que a Gaby nunca, nunca ira me perdoar... Eu sou um idiota mesmo! Perdi a menina que eu mais gostei na vida... Pra sempre...

   Depois que Mikael me socou e me bateu contra o poste aonde... Aonde fiz o mesmo com ela...Depois que Gaby tirou de mim qualquer chance de ter filhos, depois que vi o ódio em seus olhos, a dor, o medo e a tristeza que reinavam nela eu simplesmente desisti de pedir perdão, percebi que não adiantaria nada, ela nunca mais confiaria em mim como antes, nunca mais seria a mesma.

     Entre minhas pernas ainda latejavam quando acordei, ela me chutou tanto que achei que nunca mais andaria. E logo em seguida levei dois socos de Guilherme e senti algo duro e forte contra minha cabeça. Tudo rodou e ficou escuro.

    Acordei com certa dificuldade de abrir os olhos inchados e lacrimejantes, me apoiei na cama para levantar, mas senti algo gelado escorregar pelo meu pulso. Uma corrente. Me prenderam...

     Logo a porta se abriu, Flavio e Alice entraram, fechando a porta novamente. Alice arrastou um banquinho para se sentar enquanto que Flavio ficou em pé me encarando, sóbrio dessa vez.

– Olha... Thur você sabe que fez merda então não é necessário falar sobre o que aconteceu ontem, mas sim falar sobre o que vai acontecer hoje. A gente não vai te expulsar até por que não tem necessidade disso, você estava bêbado então não tem como te culparmos 100% e acho que ontem a noite a Gaby já te deu um belo de um castigo né? Mas algo a mais deve ser feito, você não vai poder usar armas por um tempinho ate termos certeza que foi por conta da bebida e fique o maximo possível longe da Gaby ok? Ela ta muito mal evite olhá-la ta? Vai ser melhor assim cara– Diz Alice com um rosto inexpressivo. Flavio somente assente de leve com a cabeça.

– Daqui a pouco Ana vira cuidar dos seus machucados e vai te trazer comida. Mas por enquanto descanse e evite sair do quarto ta? – Fala Flavio enquanto tira a corrente de meu braço.

– Ta...

– Até depois... – Fala Alice ao se despedir.

    Evitar olhar pra Gaby? Um pedido quase impossível!

 

 

Gaby On

 

        Eu... Eu estou tão mal... Me sinto com nojo dele, com raiva, magoada, estou muito mal, mas não vou deixar isso me abalar. Eu confiei demais nas pessoas, eu fui distraída de mais e pior ainda! Fiz a escolha errada... Eu não imaginava que ele fosse capaz daquilo, mas talvez ele só tenha feito aquilo comigo por causa da bebida, dês do inicio eu não tinha achado isso uma boa idéia e eu estava certa. Talvez um dia eu o perdoe, eu não sei dizer se deixei de gostar dele ate por que no momento eu só quero socar a cara dele ate se desfigurar por completo. Mas acho melhor esquecer isso, muitas outras coisas são mais importantes do que o que aconteceu comigo. Resolvo dar uma volta pelo terreno torcendo para não encontrar o Guilherme e muito menos o Arthur, não quero ver nenhum dos dois. Me deparo com os dois irmãos (Mikael e Flavio) e com Alice conversando no portão da propriedade, resolvo ir até eles, me comunicar com pessoas é uma boa idéia invés de ficar escondida e traumatizada mostrando ser fraca.

– O que estão aprontando? – Eu pergunto ao me aproximar, assim que me vêem, me encaram confusos.

– Esta melhor Gaby? – Pergunta Alice.

– Ótima... – Menti.

– Ah sim... Bom nos estávamos planejando ir caçar algo. Quer ir junto?

– Claro me distrair seria ótimo– Acho que não deveria ter dito isso.

– Ok vou pegar suprimentos– Diz Flavio se direcionando a nossa casa.

– E eu vou pegar minha arma– Diz Mikael indo na mesma direção que Flavio.

– Ei sua arma esta ai!- Alice diz apontando para a cintura de Mikael aonde seu revolver se encontrava preso em seu coldre.

– Estou falando de outra arma, já volto– Ele fala olhando para nos por cima do ombro. Assim que ele se afasta o suficiente para não ouvir e nem ver o olhar malicioso que lanço para Alice que me corresponde com o mesmo olhar.

– Huum sei... Outra arma... To sabendo hein–  Eu digo entre risos e Alice concorda rindo também.

– Ah para faz uns dois dias que os conhecemos vai que ele tenha mesmo outra arma...

– Isso seria preocupante por que revistamos eles lembra? Só tinha duas com eles–  Eu digo fazendo força para lembrar de alguma outra arma que poderíamos ter visto com eles.

– Lembra quando esquecemos eles amarrados no mercado? – Alice pergunta...

–Sim– Respondo.

– Então assim que fui solta-los Mikael se levantou e foi pegar uma mochila que estava no banheiro.

– E você não a revistou?

– Não deu tempo vocês estavam buzinando feito loucos la fora– Reclama Alice.

– Aiaiai isso não é bom.

– Ei ele parece ser legal, não deve ser mais que outro revolver.

– Ah você achando ele legal? E aquele abraço que eu vi dois dias a trás? O que foi aquilo em? – A encaro com um sorriso malicioso.

– Nada mais do que um abraço, eu estava mal pelo que tinha acontecido ta?

– Sei... – Flavio e Mikael saem de dentro da casinha e o irmão mais novo lança um sorriso para Alice que o retribui com uma risadinha, me aproximo de seu ouvido e canto: – O jeito que vocês se olham... haaa vai dar namoro, o jeitooo que vocês se olhaaaam vai dar namoro.

– Cala a boca Gaby! Não tem nada a ver! – Reclama Alice tampando minha boca com a mão e abafando meu riso. Eles chegam perto de nós com um olhar confuso Alice começa a olhar para Mike novamente que esta segurando algo atrás do corpo. Parece ser uma... Ah meu Deus a Alice vai pirar quando vir isso!

– Do que estavam falando moças? – Pergunta Flavio.

– Nada, o que você tem ai nas mãos?– Pergunta Alice se referindo ao objeto que Mikael segurava atrás do corpo.

– Ah isso aqui? É só uma arma que ganhei do nosso pai ne Flavio? – Ele deixa a arma aparecer um pouco e Alice se surpreende no mesmo momento.

– Ah meu Deus isso é uma besta? Caralho você tem uma besta! – Ele mostra a arma para nos enquanto Flavio sorria com cara de que estava pensando “Impressionado as novinhas”.

– Uau, aonde conseguiu uma dessas? – Eu pergunto.

– já disse meu pai me deu, quando fiz 14 anos e me ensinou a atirar, ele caçava por esporte e me deu de presente de aniversario. Ele deu um pro Flavio também, mas a arma dele estava no carro quando nossos pais... –Ele para de falar e começa a fitar o chão parecendo estar perdido em seus pensamentos lembrando-se dos pais que morreram em um acidente de carro como Flavio já havia me dito.

– Er... Bom acho melhor irmos agora antes que escureça... – Eu digo tentando quebrar esse clima chato. Todos começaram andar em direção a uma floresta que se localizava na frente da propriedade.

– Ei pode me ensinar a atirar? – Alice pergunta tentando inutilmente conter a felicidade na voz.

– Mas é claro, será um prazer... – Diz Mikael, eu e Flavio que estávamos andando na frente nos entreolhamos e rimos. Já sacamos o que esta rolando e não é necessário falar, basta um olhar para esclarecer tudo.

_Continua_


Notas Finais


Eu sei que esse cap foi paradinho e curto,mas o proximo vai ser mais legal juro!!
Bjus... <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...