História We Don't Talk Anymore. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 135
Palavras 5.387
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA ELAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.
Inacreditavelmente, após muito tempo tentando escrever fanfic, eu consegui. A preguiça não me venceu! Só quero dizer que não ira terminar vkookmin, porque não gosto quando triângulos amorosos terminam com uma relação a três, me desculpe, ou é um ou o outro.

Quero aproveitar pra dizer que essa fanfic foi baseada em fatos reais de minha vida (que ninguém quer saber), mas queria também dizer que Taehyung foi baseado em duas pessoas muito importantes na minha vida: @Killercypher e @Itsjimin.

Ah, e se a arroba que julgo ter me stalkeado, ler essa fanfic, saiba que é uma indireta pra você.

Enfim, boa leitura pra vocês, e curtam essa fic nhon nhon, porque é tudo o que esse site precisa: FANFICS FLUFFY!!!!
Ah, e tem algo no último parágrafo, das notas finais, que vocês precisam ler, é muito importante.

Enfim, boa leitura <3 não vou enrolar vocês mais, aproveitem a estória <3

Capítulo 1 - Capitulo Único


Fanfic / Fanfiction We Don't Talk Anymore. - Capítulo 1 - Capitulo Único

– Jeongguk? – Park o parou e sorriu. – Não acredito que é você. Finalmente te encontrei. – Sorriu, o abraçando, em seguida.

 

 

 

Jimin e Jeongguk se conheceram online, mais precisamente no Twitter, debatendo sobre um livro, mais tarde partindo para sagas, filmes e, por fim, animações. 

Tanta coisa em comum, até mesmo sonhos pessoais cujo eram similares, os aproximou. E tudo por uma simples crítica. De fato, foram nove meses de amizade, mas que no fim terminou. Ou foi o que Jeongguk julgou. 

Há quem diga que estavam apaixonados um pelo outro. Pois é isso o que pareciam: dois tolos apaixonados um pelo outro. Nenhum dos dois admitia para seus amigos que os zoavam, mas nunca admitiam a verdade para si mesmos. Afinal, eles tratavam um ao outro com carinho, só achavam que tudo era sobre dois amigos cuidando um do outro.

Ligações, chamadas de vídeos, mensagens eram trocadas todas às vezes que tinham tempo livre pra conversar.

 Mas tudo mudou. Após Park receber uma proposta de trabalho que seu professor lhe propôs, ou seja, como se não bastasse estudar, também trabalhava e, assim, o tempo de conversas entre eles diminua cada vez mais, cada vez mais distantes.

Jeongguk sempre que tinha tempo, entrava e mandava menções e mensagens, tentando chamar atenção, dizendo algo que o fizesse esquecer da situação difícil que passava, afinal, era estressante administrar estudos e trabalho. E sempre era Jeon que corria atrás, que chamava em redes sociais, esperando que seu amigo respondesse em menos de duas, três semanas.

 Park só respondia mensagens, raramente buscando novo assunto, na maioria das vezes pulando perguntas, deixando Jeon puto da vida. Mas nada deixava Jeon Jeongguk mais puto da vida do que encontrar Jimin online, respondendo outras pessoas e levando três semanas, às vezes um mês para responder seus recados. 

Não que Jeongguk sentisse ciúmes de Park. Não, não era nada disso. Ele só estava cansado dessa situação. Se sentia trocado e deixado de lado pelo amigo, porque, do ponto de vista de Jeon, significa que Jimin tinha tempo para todos, menos pra si.

Depois de nove meses, Jeongguk cansou. E justamente no dia em que ele decidiu que deixaria Jimin, o mesmo mandou mensagens, o respondendo porquê da demora, Jeon esperou três dias para responder: ele deu mais uma chance porque não queria perder a amizade de Park. 

Entrou no Skype para lhe responder. 

Jimin- terça 11:44 PM

"Desculpe não ter te respondido, resolvi a pendência com a Internet."

 

Jeongguk- terça 11:46 PM

"Entendo. Isso significa que podemos conversar mais vezes? Acho que não, certo?"

 

Jimin- terça 11:48 PM

"Você me dá raiva, às vezes. Sabia? 

 

Jimin-terça 11:50 PM

“P.s: eu ainda te adoro, mesmo que goste de outras pessoas, eu gosto de você  ^^"

 

Jeongguk- terça 11:52 PM

"O que eu te fiz pra ter raiva de mim? 

 

Jeongguk- terça 11:53 PM

“Goste de quem?”

 

Jeongguk- terça 11:54 PM

“Você não vai me responder hoje, não é mesmo?"

 

Jimin- terça 11:56 PM

"De você, seu idiota.”

 

Jimin- terça 11:58 PM

“Isso daqui é sobre ‘goste de quem’. Eu de você e você eu não sei, porque não conheço sua cabeça."

 

Jeongguk- terça  11:59 PM

"Eu queria saber de quais outras pessoas que eu gosto. Parece que isso te deixa magoado. Eu gosto de todos, praticamente.

 

Jeongguk- quarta 12:01 PM

Eu também gosto de você, você sabe. O que aconteceu pra achar que eu não gosto de você?"

 

Jimin- quarta 12:02 AM

"Não... Pra dizer a verdade, eu realmente cheguei a pensar que gostava de você de uma forma diferente, e ficava com ciúmes internamente quando via você tratando outras pessoas bem, mas agora já parei com isso, só sigo o que acontece.”

 

Jeongguk- quarta 12:08 AM

"Não sabia que te magoava. Devia ter me contado."

 

Jimin- quarta 12:10 AM

"Tudo bem, cara, assuntos passados a parte."

 

Jimin- quarta 12:11 AM

"Ei. O que acha de falarmos sobre coisas básicas um para o outro?"

 

Jeongguk- quarta 12:14 AM

"Acho que não vai dar. Taehyung precisa de minha ajuda, estamos conversando sobre algo um pouco... Particular."

 

Jimin- quarta 12:15 AM

"Quem é Taehyung? Particular?"

 

Jeongguk- quarta 12:17 AM

"Taehyung é meu novo amigo

Particular = problemas."

 

Jimin- quarta 12:18 AM

"Ah, tá. Tudo bem. Nos falamos mais tarde?"

 

Jimin- quarta 12:21 AM

“Sim, claro.”

 

A partir daquele dia, não se falavam mais. Jeongguk estava ocupado com sua longa lista de trabalhos e as provas de faculdade. 

Jimin, dessa vez, passou tempo em casa, estava com febre. Trabalhou e estudou tanto, combinando às poucas horas de sono, acabou ficando doente.

Jimin - quinta 3:56 PM

Está ainda aí? 

 

Estranhou. Jeongguk nunca demorava mais que três minutos para responder suas mensagens. Pensar em Jeon se tornou pior que anteriormente. Não pensava em seu amigo quando estava trabalhando ou quando estava estudando, já que ambas as atividades ocupavam sua cabeça e exigia toda sua concentração. 

Querendo deixar Jeongguk um pouco de lado, foi tomar um banho e, em seguida, resolveu preparar um lanche. Até que ouviu o toque de notificação. Seu coração bateu mais rápido. 

Era Jeongguk.

 

Jeongguk - quinta 8:13 PM

“Desculpe a demora. Eu não vou poder falar muito com você, hyung. Eu e Tae estamos trabalhando em algo.”

 

TaeUgh. Antes desse novo amigo aparecer na vida de Jeongguk, os dois tinham mais tempo juntos. Mesmo que Jeon tivesse outros amigos, por Jimin ele largava tudo. E Park sentia falta disso.

E desde que Taehyung entrou no meio da estória, estava deixando Park irritado. Porque parecia que tudo se resumia a Kim Taehyung.

 

Jeongguk- quinta 8:16 PM

“Estamos fazendo trabalho juntos. Eu tô muito atolado de coisas, hyung.”

 

Jimin - quinta 8:17 PM

Tudo bem, eu entendo. Eu também estava assim, há algum tempo atrás.” 

 

Jeongguk- quinta 8:20 PM

“Não devia estar na faculdade? Suas aulas sempre terminam às 9.”

 

Jimin- quinta 8:20 PM

“Estou com febre, então resolvi não ir à aula e ao trabalho.”

 

Jeongguk- quinta 8:51 PM

“Eu disse pra se cuidar e se esforçar menos! Você cobra muito de si.”

 

Jimin- quinta 8:51 PM

“Desculpe”

 

Jimin- quinta 8:52 AM

“Irei te ouvir mais vezes! Juro!”

 

Jeongguk- quinta 9:01 PM

“Obrigado. Ah, eu preciso ir. Tae e eu estamos resolvendo nosso trabalho aqui.”

 

Jeongguk estava offline. E aquilo, de alguma forma, magoou Jimin. Se não fosse trabalho, Taehyung e provas, Jeongguk estaria dando toda atenção para si. Sentia falta disso. Mas não é como se Park não tivesse outros amigos, Yoongi e Hoseok estavam lá pra conversar consigo. Também os conheceu online.

 

Hoseok - quinta 10:12 PM

“EU TÔ MUITO FELIZ!!!!!”

 

Hoseok- quinta 10:13 PM

“JIMIN”

 

Hoseok- quarta 10:14 PM

“EU PRECISO TE CONTAR ALGO IMPORTANTE. EU NÃO POSSO CONTAR POR MENSAGEM, VAMOS FAZER VIDEOCHAMADA!”

 

Jimin - quinta 10:17 PM

Ok. Estou pronto para ouvir a notícia. 

 

– Eu e Hoseok estamos namorando! – Yoongi apareceu na câmera, do nada. 

– Quê?! Sério mesmo? Wow. Parabéns!

 

 – Obrigado, Chim! Até que enfim você me beijou, estava achando que eu iria tomar esse passo. – Hoseok disse, em seguida, dando um beijo em Yoongi.

– Ok, ok. Podem deixar isso para mais tarde? – Park se intrometeu no momento romântico do casal.

– Claro que sim. – Hoseok sorriu malicioso.

– O que aconteceu, Chim? Parece meio triste.

– Nada demais. Jeongguk não parece ter muito tempo para mim. Ele fez um novo amigo mês passado e parece só ter tempo pra ele. – Revirou os olhos só de lembrar-se de Taehyung.

– Parece que eu estava certo! Eu te disse! – Hoseok disse alto.

– Ah! Que droga, devia ter apostado que sim!

– Do que vocês estão falando?! – Park falou mais alto, antes que o casal discutisse.

– ChimChim, você está com ciúmes da amizade do Jeongguk e do Taehyung. É óbvio. Sabe o que eu acho? Que você está apaixonado pelo Jeongguk.

– Não estou. Claro que não. Ele tinha tempo para mim, antigamente, agora que anda pra cima e para baixo com Taehyung, ele não tem mais tempo pra mim.

– Caraca! Ele está mesmo com ciúmes, Hoseok! 

– Eu. Não. Estou. Com. Ciúmes. Do. Jeongguk. 

– Claro que não está. – Hoseok dizia a frase pausadamente enquanto piscava o olho desajeitadamente. 

– É verdade! Vocês estão contra mim?! Aish! Eu preciso ir. Felicidades ao casal.

– Tchau, ciumento! – E foi a última coisa que ouviu Yoongi dizer quando encerrou a chamada.
              

 Ele estaria mesmo com ciúmes de Jeongguk?

 

 

 

 

 


               Kim Taehyung apareceu como um anjo na vida de Jeongguk. Mudando sua vida  por completo, Taehyung chegou trazendo conforto para Jeon. Algo que sempre gostou nele é o fato dele ser compreensivo consigo, pelo fato deles criarem as próprias esquisitices e pelas piadas bobas.

Taehyung- quarta 7:31 PM

“Hey! Gukie, você já ouviu falar de Qatar?” 

 

Jeongguk- quarta 7:32 PM

“Não, nunca ouvi.”

 

Taehyung- quarta 7:33 PM

“Pesquisa! Pesquisa! Pesquisa!”

 

Jeongguk- quarta 7:34 PM

“Ok. Ok. Eu estou indo.”

 

Taehyung- quarta 7:35 PM

“Procurou?”

 

Jimin- quarta 7:40 PM

“Pesquisei! Caraca! A arquitetura é linda!” 

 

Taehyung- quarta 7:42 PM

“Sabe Qatar?”

 

Taehyung- quarta 7:42 PM

“Sabe o que você podia fazer?”

 

Jeongguk- quarta 7:43 PM

“Ser rico lá”. 

 

Taehyung- quarta 7:44 PM

“Não, vai se Qatar, Guk. Heuhueuue”

 

Jeongguk- quarta 7:45 PM

Não acredito que você fez essa piada! Eu estou rindo muito! 

 

Só mesmo Taehyung para fazer uma piada dessas, tirando toda sua ansiedade por conta de provas.

 Kim sabia como deixar as coisas confortáveis. 

Jeongguk- quarta 7:47 PM

“Amanhã vamos estudar juntos na biblioteca?”

 

Taehyung- quarta 7:48 PM

“Sim. Vamos. Preciso aprender a como fazer a última questão da apostila.”

 

Taehyung- quarta 7:50 PM

“E como fica o Jimin?”

 

Jeongguk- quarta 7:51

“Jimin deve estar ocupado. Eu falei com ele, fico feliz que ele esteja bem. Só acho que ele está meio estranho.”

 

Taehyung- quarta 7:53 PM

“Estranho por quê?” 

 

Jeongguk- quarta 7:57 PM

“Falei com ele há uma semana, e ele me contou algumas coisas... Estranhas. Ele não parece o mesmo. Na verdade, ele nem deve ser o mesmo, ficamos tanto tempo afastados, que tenho certeza que ele mudou, até porque todos nós mudamos um pouco todo o dia.” 

 

Taehyung- quarta 8:01 PM

“Tipo o quê?”

 

Jeongguk- quarta 8:07 PM

“Ele disse que achava que gostava de mim, que tinha ciúmes de mim com outra pessoa. Isso me surpreendeu.”

 

Taehyung- quarta 8:13 PM

“Você gosta dele? Sabe, romanticamente?” 

 

Jeongguk- quarta 8:15 PM

“Eu acho que não... Sabe, estamos tão afastados, que nem o amo mais, só gosto dele.”

 

Taehyung- quarta 8:27 PM

“Ele se afastou por quê?” 

 

Jeongguk- quarta 8:28 PM

“Trabalho.”

 

Taehyung- quarta 8:34 PM

“Você se sente magoado?”

 

Jeongguk- quarta 8:35 PM

“Muito. Ele era meu melhor amigo. Eu queria poder conversar com ele, mas ele está estudando, deve estar cansado para poder responder minhas 15 mensagens. Vou mandar menos daqui em diante.”

 

Taehyung- quarta 8:42 PM

“Não devia mandar menos mensagens porque ele não vai responder agora. Ele tem seu tempo.” 

 

Jeongguk- quarta 8:44 PM

“É que me irrita o fato dele não responder TODAS as minhas mensagens, quando são perguntas, e uma vez ele estava online no Twitter e não falou comigo! Quando ele sabe muito bem que eu deixei mensagem pra ele. Já cansei.”

 

Taehyung- quarta 8:52 PM

“Já discutiu isso com ele? Dê um tempo pra ele, você não é o único amigo dele.”

 

Jeongguk- quarta 8:54 PM

“Eu sei, e isso, de certa forma, me deixa magoado, porque parece que ele me troca por qualquer um.”

 

Taehyung- quarta 8:58 PM

“Não fique assim. Hey. Deixa ele de lado, um pouco. Vamos conversar sobre nosso trabalho.”

 

Naquele dia, o peito de Taehyung doeu. Jimin seria mais importante que si? Só de pensar aquilo, sentia vontade de chorar.

Contudo, ele ignorou, havia tempos que se sentia assim. Mas pensava ser algum problema com seu coração, iria ao médico mais tarde, quando saísse da faculdade. 

 



 


 – Não vai poder ficar na minha casa por quê? 

– Eu preciso ir ao médico. Estou passando muito mal. Ontem meu coração doeu, meu peito doeu, só sentia vontade de chorar, isso tudo é muito estranho.

– Você não está doente. Está apaixonado por alguém! – Exclamou. Finalmente Taehyung estava apaixonado por alguém, ele poderia sentir todas as coisas boas e, claro, ser correspondido. – Quem é? Me diga! Me diga!

– Acho que não é isso. 

– Você sente seu coração além do normal quando está com essa pessoa? Suas mãos suam? Você fica alegre só da pessoa dizer um simples 'oi'?

– S-sim.

–  Me diga quem é! Eu posso te ajudar, eu só te quero ver feliz. – Aproximou-se de Taehyung e enlaçou ambas as mãos. 

Você. Sempre foi você. Pensou, Taehyung. Porque você é o único que faz meu coraçãozinho bater tão rápido e pode quebrá-lo a qualquer momento. 

– Jeongguk, por favor, não me peça isso. 

– É quem? Diz logo! Eu posso te ajudar!

– Não acho que eu deva.

– Por quê?

– Porque você irá afastar de mim e nunca mais irá falar comigo.

– Claro que irei. – Abraçou-o. – Você é meu melhor amigo. Eu não posso me afastar de você porque te amo. 

Taehyung podia sentir seu coração falhando batidas.

– Eu também te amo. Mas não é do jeito certo. – Se afastou. – Eu gosto de você. Muito. 

– O quê? – Sua mente começou a ligar pontos e, por um minuto, teve medo das seguintes palavras que Taehyung iria proferir.

– Eu estou apaixonado por você. – Desviou o olhar do rosto chocado do melhor amigo para o chão. – Me desculpe. Eu não sabia. – Sentiu seu peito arder, ficava difícil de respirar à medida que proferia palavras. – Agora essa é a parte que você diz que não me corresponde e que se afasta, e que eu choro o dia inteiro? Não é? 

Jeongguk não sabia o que dizer, nem mesmo como reagir.  Seu melhor amigo estava apaixonado por si e ainda por cima chorava. Sem pensar, o abraçou. Então, a partir daí, Taehyung teve a certeza de que Jeon não o amava e de que não sentiria nada por si, Kim chorou mais alto. 

– Me desculpe por não ter corresponder. Eu não irei me afastar de você, eu estou aqui. 



 

 

Jimin- quinta 5:55 PM

“Eu não mudei. Só fiquei mais triste com o passar do tempo.
Você não tinha preocupação em ser sarcástico e nem irônico. Mas, se personalidade a sua é assim, tudo bem, ainda gosto de você como pessoa.”

 

Jeongguk- sexta 3:07 AM

“Sempre foi da minha personalidade ser sarcástico e irônico. Só você que não percebeu. No entanto, eu não sou como você: eu mudei, mudei bastante, até, e isso tudo enquanto você estava longe.” 

 

Jeongguk não conseguia dormir. A madrugada passava lentamente, o torturando, só queria dormir.

Mas duas pessoas tomavam sua cabeça: Park Jimin e Kim Taehyung.

Por um lado, não conseguia entender Park, por que preenchia tanto sua cabeça? Simples mensagens que complicavam as coisas entre eles. Não que a relação deles fosse já complicada, mas, do ponto de vista de Jeon, Jimin deixava enrolava aquilo que quer dizer. Só queria desabafar tudo o que guardava ao longo dos meses. Pôr as cartas na mesa de uma vez, porque toda aquela situação parecia os distanciar cada vez mais.

Estava determinado a, quando Park o respondesse, dizer tudo aquilo que segurava na garganta. Não iria mais tolerar nenhuma distância entre os dois.

Mas, por outro lado, havia Kim. Ele se declarou, mesmo sabendo que Jeon não sentia o mesmo. E mesmo que quisesse se afastar, Jeon não podia. Prometeu que não iria deixar seu amigo de lado. Mas tudo parecia que ia explodir. Parece que quanto mais o tempo passava, mais as coisas ficavam complicadas. Precisa tomar um calmante para descansar sua mente um pouco antes que ele acabasse explodindo.

 

 

 

 

 

Uma semana.

Jeongguk não ia há sete dias para às aulas da faculdade. Ignorava suas ligações, mensagens, tudo. E o mesmo havia prometido que não iria o afastar. Maldito mentiroso. Sabia que não deveria ter se declarado, assim, seu melhor amigo não iria fugir de si.

Taehyung- sexta 01:11 AM

“Cadê você?”

 

Taehyung- sexta 01:12 AM

“Por que não está vendo minhas mensagens?”

 

Taehyung- sexta 01:28 AM

“Está com raiva de mim?”

 

Taehyung- sexta 01:34 AM

“Jeonnie, você prometeu não se afastar de mim. Então, por favor, não se afaste.”

 

Talvez devesse dar tempo ao seu melhor amigo, afinal, não é todo dia que recebe uma confissão de amor.

 

 

 

 

Jeongguk- sexta 02:20 AM

“Desculpe. Não estou fugindo de você, bem, não só de você.”

 

Jeongguk- sexta 02:23 AM

“Eu estou fugindo de muita coisa pra pensar. Eu sei que isso é injusto e o que prometi, e a promessa é real. Eu estou aqui.”

 

Jeongguk- sexta 02:29 AM

“Eu não vou me afastar de você só porque você gosta de mim, eu estou aqui. Só que não sei se isso é bom, porque isso pode fazer você gostar cada vez mais de mim. E eu sinto que não posso te corresponder.

 

Taehyung- sexta 02:38 AM

Você sente que não pode ou que não quer por causa do Jimin?”

 

Taehyung- sexta 02:40 AM

“Me dê uma chance, só uma de te fazer feliz.”

 

Cada palavra escrita por Taehyung; doía no âmago de Jeongguk. Ele não queria machucar seu melhor amigo, iria perdê-lo de vez. Mas admitia que não devesse deixar Kim esperando por uma resposta por meses, dias. Ele precisa consertar seus problemas começando por Park.

O que diabos eu sinto por Park Jimin?

Ok. Eu gosto do fato dele cuidar de mim. Ok. Eu gosto quando ele me trata com carinho. Ok. Mas... Jimin está tão diferente agora. Eu também estou. Eu... Ugh! Calma, Jeongguk. Quando você pensa nele, qual a primeira coisa que vem na sua cabeça? Lábios, com certeza. O beijaria tanto. Sua altura é fofa, ele é baixinho. Suas mãos, também. Mas é só isso. Ele é fofo. Droga. Não estou chegando a lugar nenhum.

Ok. Volte. Jeongguk. Nove meses atrás. O que você sentia por Park Jimin?

Primeiro livro discutido: O outro lado da meia noite. Nossa, ficamos três horas só falando sobre o final e do triângulo amoroso Noelle-Lary-Catherine. Wow. Saudades dessa época, nem parecia que as coisas estavam prestes a piorar. Depois conversamos sobre outras coisas, mais tarde, mas muito mais tarde, começamos a falar sobre nós mesmos, assistindo filmes até mais tarde e comentando sobre a atuação dos personagens.

Borboletas.

Eu sentia borboletas no estômago quando ele dizia que ficava pensando em mim o dia inteiro. Sorria bobo. Foi a primeira vez senti e estranhei.

Mas parecia ter acabado. Não. Depois de um tempo borboletas voltaram. Ficava muito nervoso e com as mãos suando quando conversamos por videochamadas. Deveria ter cinco meses. E sentia que meu coração ia sair pela minha boca quando ele me ligava, nos meus dias difíceis. E sonhava acordado com ele... Puta a merda! Eu gostava, sim, dele. Gostava!  Mas ele mudou. Foi embora por um longo período.

E de repente, após passar três horas pensando no que Park era pra si, chegou a sua própria conclusão, e, quando conseguiu finalmente entender seus sentimentos, coisa que é muito difícil para Jeon, achou a resposta para cada uma das questões feitas por Taehyung.

Agora só faltava o momento da ação.

Esse clichê melancólico iria acabar de uma vez por todas.

 

 

 

 

 

Jimin- domingo 10:05 PM

“Nos afastamos e eu pensava em você diariamente, só que eu não esperava que você iria se afastar também.”

 

Jimin- domingo 10:07 PM

“Isso me deixou chateado e triste no início.”

 

Jimin- domingo 10:07 PM

“Porque nós realmente nos tratávamos diferente e isso me confundia.”

 

Jimin- domingo 10:10 PM

“Agora somos estranhos, mas eu gosto de falar com você.”

 

Jeongguk- domingo 10:19 PM

“Jimin, eu nunca me afastei de você. Pelo contrário, eu corria feito cachorro atrás de você. Enviava menções, mensagem em todos os tipos de redes sociais que trocamos; você sabe disso. Nunca deixei de te tratar da mesma forma. Tratei do mesmo jeito que antes, só não perguntava muito sobre você, porque não queria te deixar desconfortável pelo o que está passando.

 

Jeongguk- domingo 10:23 PM

“Eu tô aqui pra você, mas você se isola e esquece que eu existo; que seus amigos existem, porque parece que o caminho de se trancar longe de todos é mais fácil. Isso cansa. Você não responde minhas mensagens na hora, tudo bem, porque você pode estar trabalhando demais, ou você poderia mentir pra mim e se trancar. Nessa hora parece que não sou tão importante quanto seu novo amigo, que me substituiu, por um acaso.”

 

Jeongguk- domingo 10:28 PM

“Não sei nem se você me ama como diz, mas acho que não. 
Tudo bem, porque eu também não te amo.”

 

Jeongguk- quarta 10:29 PM

“E depois de chorar tanto, eu finalmente entendi o que sentia por você: estava apaixonado por você. Estava começando a sentir paixão, mas você se afastou e tudo virou um grande nada.”

 

Jeongguk- domingo 10:33 PM

“Mas você dificulta as coisas, eu sei que também dificulto, mas isso não é motivo para afastamento.”

 

Jeongguk- domingo 10:34 PM

Eu queria ouvir da sua boca, Park Jimin, que você sente a minha falta. Que seu dia é uma droga sem me ver, sem interagir comigo, sem ouvir o som da minha voz. Eu só queria ouvir que sou especial pra você. Mas você não faz a questão de dizer, porque seu maldito orgulho te impede

 

Jeongguk- domingo 10:38 PM

“Tchau, Park Jimin, foi bom te conhecer.”

 

 E Jeon Jeongguk não esperou pra ler as seguintes mensagens de Park. Afinal, toda aquela situação o cansou. Não iria se irritar mais. Nem mesmo com “Não seja babaquinha, Gukie.”. Voltaria a falar com Park quando corresse suficiente atrás de si.

Jeongguk- segunda 01:01 AM

Não me pergunte nada, confie em mim, abra sua porta daqui dez minutos.”

 

Taehyung- segunda 01:04 AM

“Como vou saber que é o meu Jeonggukie?”

 

Jeongguk- segunda 1:05 AM

“Vai te Qatar, Kim Taehyung.”

 

Taehyung- segunda 1:05 AM

“Ok, ok, você é o Jeonggukie.”

 

Taehyung- segunda 1:08 AM

“Só aceito falar comigo se trouxer sorvete de chocolate e menta.”

 

Oito minutos mais tarde a campainha tocou. Era Jeongguk. Ele chegou com seu pote favorito em mãos, tomando uma grande chuva. Seu olhar parou nos olhos de Jeon. Ele simplesmente tinha os olhos mais lindos que já vira. Mas não deu muito tempo para apreciar a beleza que Jeon Jeongguk era. Porque o mesmo chegou e puxou Kim para um beijo. Ali, na entrada porta. Passou os braços em volta do pescoço de seu amado.

Sentia borboletas agitadas em seu estômago, podia jurar que seu coração ia parar. Sentia-se como seu mundo parasse. Porque ali era só Jeongguk e Taehyung. Mas infelizmente, tudo o que é bom tem que acabar. Jeon se afastou um pouco de Taehyung para respirar um pouco. Tirou sua jaqueta escura e deixou no cabide, que ficava na mesinha em que o pote de sorvete estava sobre.

Jeongguk, como um amante de clichês, puxou Kim para a chuva e o beijou mais uma vez.

 

 

 

 

 

– Jimin... – Os dois estavam parados na calçada da rua, olhando nos olhos um do outro. – O que faz aqui?

– Estou viajando, agora que me formei, e que me lembrei de que você mora, vim visitá-lo.

– Wow. Parabéns por ter se formado. Faz quanto tempo não nos falamos?

– Um mês. Conversamos sobre sentimentos, parece que foi há uma vida. Fico feliz que tenhamos resolvido nossos problemas. – Sorriu.

– Eu também. Então, você ainda namora? Ainda está no mesmo trabalho?

– Bem, eu não namoro mais. Deu errado em algum momento, ele disse que vivo erguendo muros a minha volta. Eu refleti bastante sobre, acho que de alguma forma você estava certo. E o trabalho, bem, fui promovido e trabalho um pouco mais, mas vale à pena.

– Sinto muito pelo seu namorado. Mas não se preocupe, há melhores no mundo. E fico feliz pelo seu trabalho.

– Obrigado. Bem, já que te encontrei, poderíamos tomar um café, o que acha?

– Acho uma boa ideia. Quer ir para meu apartamento? Está mais perto.

 

 

 

 

– Então, como está a vida? – Park perguntou, assim que Jeon despejou o café na xícara e entregou para si.

– Está muito agitada, mas ultimamente venho tendo tempo para meus amigos. Abandonei a vida online e me dediquei totalmente à vida que tenho aqui. Estou mais feliz.

– Sério? E o Taehyung?

– Ele viajou a trabalho para Nova York.

– Ah, vocês têm se falado?

– Não muito, ele está ocupado.

– Ah, sim. – Deu um gole longo em seu café. – Vocês ainda são amigos?

– Sim, somos. E o Hoseok e o Yoongi?

– Esses dois são uma comédia; namoram, terminam, voltam de novo, e ficou assim por uns seis meses, daí teve casamento, aí eles brigam, e voltam, e fica nesse ciclo. Mas é nítido o quão eles se amam.

Jeongguk sorriu bobo.

– É.

– Parecíamos nós, não é mesmo?

– É, parecíamos.

– Jeongguk... – Tocou na mão de Jeon. – Eu sinto sua falta.

– Eu também, Jimin, eu também. – Encarou os olhos de Park. Ele estava fazendo um carinho em sua mão.

Jeongguk se levantou, com a desculpa de colocar as xícaras na pia. Estava desconfortável com tudo aquilo.

Até que Jimin pegou o pulso de Jeon e o fez ficar cara a cara consigo. Passando seu nariz no pescoço de Jeongguk.

– Volta pra mim, volta. Prometo te fazer feliz.

– J-Jimin... – Park se aproximou e estava próximo de beijar o homem que não conseguia esquecer, até que um baque foi ouvido, em seguida uma voz alta e grossa gritando: “Surpresa”.

E os dois se afastaram rapidamente.

Era Taehyung.

Jeon fechou os olhos.

Em seguida, Jeongguk correu atrás de Taehyung e Park atrás de Jeon.

Taehyung parou na escada, gritando com Jeongguk.

– Eu sabia! Eu sabia! Sabia! Sabia – Dizia gritando alto, seu choro não era contido. – Você o ama! – Apontou para Jimin.

–Como você conhece o-

– Porque eu vi. Jeongguk. Você conversando por videochamada com ele! Eu não queria acreditar que você estivesse me traindo, mas depois de agora... Há quanto tempo estão juntos? E o nosso casamento? – Um nó se formou na garganta de Taehyung. – Eu te amo tanto.

Assim que Kim voltava a chorar alto, Jeongguk o abraçou, Taehyung havia abaixado a guarda, e permitiu que Jeon o abraçasse.

E naquele momento, vendo os dois abraçados, Park deduziu: se Kim estava correndo pra longe de Jeongguk, e este estava correndo atrás de Taehyung, e Jimin corria atrás de Jeon, quem corria atrás de si? Ninguém, absolutamente. Concluiu.

É porque você é o errado da estória, Park Jimin. É porque Jeongguk e Taehyung se amam, e você veio bagunçar a vida, quando tudo estava concluído.

Jeongguk ninava Taehyung em seus braços, dando beijos em seu rosto. Quando Park viu Jeon fazendo carinho nos fios de seu futuro marido, percebeu a aliança que Jeongguk usava.

– Eu te amo, eu te amo, eu te amo. – Beijava o rosto vermelho de Taehyung. – Você é uma das pessoas mais importantes da minha vida. – Abraçou mais ainda Taehyung. Os dois estavam encolhidos nos degraus da escada, com Jeongguk apoiado na parede, abraçando e ninando seu amado, que estava em posição fetal ainda chorando.

– Me desculpe. – Park disse. – Eu não sabia que estavam noivos. – Os dois o encararam. – Me desculpe. Eu não sentia nada na época em que estava com Jeongguk, isso até ter o perdido. Taehyung, eu sentia ciúmes e inveja de você antes e ainda sinto agora. Guk tinha o hábito de me dar toda sua atenção, até que você chegou na vida dele. Ele passava menos tempo comigo, menos ainda, por conta do meu sumiço, começamos a nos afastar e tudo ia se complicando. Jeongguk só vivia de mim, e eu sentia inveja só pelo fato de você poder vê-lo quando quisesse, porque eu só tinha as redes sociais para falar com ele. Há quatro anos, eu e Guk paramos de nos falar, ele deixou a última mensagem para mim: “Tchau, Park Jimin, foi bom te conhecer.” Eu chorei tanto, eu não achei que ele fosse embora, pensei que ele ficasse pra sempre.

– TaeTae, foi naquele dia que eu corri atrás de você.

– E eu não tinha compreendido, mas eu fui ler e reler tantas vezes aquelas mensagens. Eu fiquei com raiva, raiva de você, de mim, eu deveria ter prendido você. Mas você não tinha me deixado falar do meu lado da estória, você se foi, sem me deixar dar explicações, daí eu tinha entendido que você se cansou, de fato, de mim. E depois de muito tempo, eu resolvi correr. Eu estava correndo atrás de Jeongguk desde o ano passado, e só no mês anterior ele disse que iria me ouvir. Ele não te traiu, Taehyung.

– Não?

– Não. Eu nunca faria isso, Tae.

– E quando vi Jeongguk andando pela rua, meu mundo parecia ter parado. O caso é que eu devia ter deixado Guk andar por aquelas ruas. Depois da besteira que quase fiz, eu pude entender. Por mais que doa, por mais difícil que seja; você não me ama, não como ama ele. – Apontou para Taehyung. Em seguida, Jeongguk e Taehyung se levantaram. – Jeongguk corria atrás de você, Taehyung, e não de mim.

– Jimin...

– Tudo bem, Jeongguk. – Abaixou a cabeça. – Eu sei que não mereço sua amizade, afinal, eu já estraguei sua vida demais, não é?

– Jimin. – Segurou o pulso de Park. – Você não estragou minha vida, pelo contrário, me ajudou a entender que meu lugar é com Taehyung.

Kim sorriu.

– Me desculpe, Taehyung, de verdade, por ter feito o que fiz. Eu vou aceitar que perdi de vez o Jeongguk. Eu só queria pedir uma coisa, na verdade, duas. Posso?

– O quê?

– Mas eu preciso da permissão de vocês dois.

– O que você vai pedir? – Taehyung perguntou, limpando os resquícios de choro em seu rosto.

– Eu poderia, sabe... Beijar uma vez o Jeongguk? Eu só queria saber com seria sentir a textura de seus lábios nos meus.

Silêncio.

– Ji-

– Sim.

– Quê? – Park e Jeon encararam Taehyung.

– Se vocês namorassem, eu pediria a mesma coisa, eu iria querer provar só uma vez dos lábios de Jeongguk, só pra saber se é bom como parecessem ser.

– Mas...

– Vai ficar tudo bem. Vão logo. – Virou-se de costas para os dois.

– Tudo bem pra você, Guk?

– Vamos logo com isso, bobo, antes que não ganhe nada.

Antes que pudesse aproximar-se, Park o beijou primeiro. Jeongguk podia jurar que os lábios de Taehyung eram melhores, e, de fato, eles sempre serão melhores. Por outro lado, as borboletas atacavam a barriga de Park. Queria poder se desprender deles, mas o ar faltou. Eles tiveram que se separar.

– Já terminaram? Isso tá demorando muito, já.

– Sim, Tae, já terminamos. – Sentiu os braços de Taehyung rondarem sua cintura. – E qual seria a segunda coisa, Jimin?

Park respirou fundo, ainda estava embriagado com o beijo de Jeongguk.

– Que ainda me deixasse ser seu amigo. Eu prometo tentar não estragar tudo.

– Jimin, eu não sei.

– Jeongguk, eu prometo não tentar te beijar de novo, prometo aceitar a relação de vocês, conviver, mesmo que isso doa em mim. Eu vou aceitar novas pessoas em sua vida, irei ser feliz sabendo que estão bem juntos. Aceitarei não ser a pessoa mais importante para você.

Jeongguk sorriu.

– Promete mesmo?

– Sim! Prometo ser um bom amigo de novo.

 

 

 

 

 

 

Desde o dia em que Jimin tivera prometido ser um bom amigo, as coisas mudaram entre Jeongguk, Park e Taehyung.

Park voltou para Busan, e tornou-se amigo de Taehyung, também. Aceitando finalmente que Jeongguk não o amava, tentou conhecer novas pessoas, conhecendo Namjoon.  E, por mais que fosse difícil esquecer seu melhor amigo, tentou bastante. Mas não é como se Namjoon desistisse de conquistar Jimin. Corria bastante atrás dele, até que finalmente conseguiu o coração de seu amado. Ainda era amigo de Jeongguk, e então os três se falavam por Skype sempre que dava. Os tornando melhores amigos.

Enquanto isso, Taehyung e Jeongguk estavam mais próximos. Kim permanecia manhoso mais vezes, ganhando abraços, beijos e mais carinhos de seu noivo.

Mais tarde, Namjoon e Jimin foram convidados para o casamento de Jeongguk e Taehyung. Tornando um dos momentos mais especiais da vida de Jeon.

Finalmente toda aquela bagunça tinha acabado.

Mas valeu à pena. Agora ele podia ser feliz com o homem que ama, tendo a certeza de que Park estaria bem com tudo isso, afinal, porque sempre em um triângulo amoroso alguém irá sair machucado, mas não é como se não pudesse se reerguer e seguir em frente.

Jeongguk só podia sorrir com o fato de estar casado com amor de sua vida, e de que Jimin estava mais que feliz com Namjoon.

 

 


Notas Finais


SIM! SIM! SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMMMMM! TERMINOU com esse final mesmo. E olha que podia ser angst, eu quase que termino a fanfic na cena em que Jeongguk, Tae e Jimin estão no corredor com o Tae chorando e Jimin ligando os pontos. É, pois, é, masssssssssssssssss, como eu amo muito Cerejinha, pensei: “Nah, esse site precisa de fanfics fluffy, não seria legal terminar tudo triste.”

Então, né, espero que um certo alguém aí tenha captado a mensagem: Jeongguk só quer que Jimin corra atrás, e Jeon irá perdoá-lo mesmo que o Jimin tenha o machucado, mesmo sabendo que não foi proposital, porque ele gosta de Park, mas as coisas nunca serão as mesma que antes, mas o jogo pode virar, não é?
Ah, e sobre o final, sim, Yoonseok ainda tá junto porque eles são o otp e PRECISAM ficar juntos a vida inteira.

2cherries, Kauemma nas tags porque é o shipp lindo, Garbemms porque é o maior Bromance da galáxia (Zarbelini, obrigadinha pela capa e o banner <3). Ah, e agradecimentos também para a @chora, tenho certeza que Aliria Mia não lerá isso, mas, de qualquer forma, quero agradecê-la por ter colocado essa droga de música linda na minha cabeça (e ter cantando comigo no wpp).

O sorvete de chocomenta é por causa dessa fanfic: https://spiritfanfics.com/historia/amor-e-chocomenta-6867633 eu amo tanto essa fluffy

Bem, é isso, então, pessoal. O que vocês acharam dessa OS que, pelo amor de Min Yoongi, tem 5k de palavras (nunca escrevi tanta coisa na minha vida)? Eu não sei ainda, mas tô pensando em capítulo bônus bem fluffy mesmo, pra ter overdose.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...