História We dont talk anymore - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Songfic, Taengsic
Exibições 69
Palavras 2.121
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, essa é uma OS que falei que escreveria a algum tempo, mas só agora pude postar, pois só agora consigo ouvir essa musica sem repeti-la mil vezes.
"Eu ouvi que você encontrou o que estava proucurando"

IMPORTANTE: Antes de iniciar a leitura, procurem a musica no youtube ou spotify e deem play para depois ler.

Capítulo 1 - Capitulo unico




Quatro meses atrás...

– Por Deus, como você é estúpida. – a garota mais velha ria do outro lado da linha ainda ouvindo a deliciosa gargalhada da mais nova. – Sério Sica-ah, você não devia ter saído correndo daquela forma, me deixou pra trás e eu ainda caí.

– Você é tonta demais Taengo, não tenho culpa se você foi mais lenta que eu no final das contas.

– Yah! Eu estava na sua frente até começar a tropeçar em meu cadarços… Ou seja, eu iria ganhar…

– Não mesmo.

– Ia sim.

– Só nos seus sonhos!

– Nos meus sonhos eu ganho outra coisa.

– O que?

– Um subway de trinta centímetros com bacon e cream cheese, dobro de queijo…

– Odeio bacon.

– Herege! Como pode alguém odiar bacon?!

– Odiando, ué.

– Você é impossível!

– Tae, preciso desligar, minha aula começa em quinze minutos.

– Okay, saranghae.

– I love you.


Aquele dia em que ambas garotas apostaram corrida até a subway, por baixo de chuva foi a mais divertida da vida de Taeyeon, e a última. Jessica foi embora no dia seguinte. Sua faculdade de moda, em L.A. já havia avisado sobre o adiantamento das aulas para as turmas dos cursos de Artes, Moda e Design, a mais nova e melhor amiga da garota mais velha arrumou suas coisas e subiu em um avião em busca do seu grande sonho enquanto Taeyeon ficou, vivendo de música e, infelizmente das músicas que juntas ouviam e cantavam juntas.

O que Jessica nunca soube é que Taeyeon sempre a amou, desde o primeiro momento em que a música foi o elo mais forte para uni-las. As conversas idiotas sobre filmes, sobre livros que somente as duas liam diferente de todas as outras amigas, ou sobre aquelas musicas que ninguem se importava ou haviam esquecido, quando uma começava, a outra terminava.

Raros eram os momentos em que as amigas se viam. Jessica e seu último ano de colegial,  sua namorada Yoona e o emprego de meio período deixou as amigas afastadas por alguns momentos, mas quando elas se encontravam, pareciam nunca terem parado de se encontrar para tomar um milkshake com Seohyun e Sooyoung, ou jogarem algumas partidas de PUMP IT no shopping com Sunny e Hyoyeon. O extinto protetor de Taeyeon para com Jessica era percebido de longe e as amigas riam achavam aquilo tudo muito engraçado.

Foi um período difícil na faculdade de música e Taeyeon realmente ficou muito tempo sem falar com a garota mais nova que manteve contato apenas com Yuri, a amiga que a apresentou para as outras da turma.


Nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer


Nós não nos amamos mais

Para que foi tudo isso?

Oh, nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer


Alguns anos atrás…

A garota mais velha tocava violão encostada no muro do jardim da casa da mais nova enquanto as meninas discutiam sobre algo que ela não fazia ideia, mas seus olhos não saiam da garota de cabelos longos e castanhos discutindo com a namorada alta bem no meio da porta de acesso entre a casa e o jardim. Ela sabia que aquelas duas apenas se machucam, mas todas as vezes em que a mais nova buscava seu auxílio, a mais velha tentava mostrar que logo ficaria tudo bem, que elas iriam ficar bem. Mais do que tudo, Taeyeon desejava que sua pequena alma gêmea para a música fosse feliz.

Ela não se moveu, esperou que a jovem se aproximasse e tocasse no assunto, mas como isso não aconteceu, a mais velha apenas sorriu para Jessica e logo iniciou o dedilhado de uma música que apenas as duas conheciam.

Com a partida de Yoona, que tinha compromissos com a família, o clima voltou a ficar leve e descontraído entre as amigas estiradas pelas sombras do quintal naquela tarde. Fazia um bom tempo que Taeyeon não relaxava e curtia de um dia de folga. Desde que passara a morar sozinha em um micro apartamento no centro, trablhar das quatorze horas às vinte e uma da noite, momentos como esse eram recebidos como uma dádiva, e  se tornava melhor ainda por estar ao lado de pessoas maravilhosas.

Era maravilhoso saber que Jessica estava sorrindo, que ela estava bem. Incontáveis foram as vezes em que Taeyeon não dormiu preocupada com a castanha após conversas absurdamente sérias e preocupantes, incontáveis foram os momentos em que Taeyeon desejou a pequena em seus braços para abraça-la apertado, reconforta-la e exalar todo seu amor e carinho por Jessica. Mas ela sabia que se as coisas continuassem assim, ela poderia sair do controle, afinal, a garota mais nova tem a Yoona, e ainda conta com Yuri sua outra melhor amiga, então a mais velha tinha cuidado quando se tratava daquele assunto…

Assunto este que ela evitou e fugiu de todas as formas possíveis, sumindo de todos os lugares, que antes, Jessica poderia lhe encontrar facilmente.

Não foi fácil no começo, mas ela conheceu a uma garota pela qual interessou-se, foi como um arrebatamento de toda aquela angústia sentida antes. Para Taeyeon, Jessica era a unica que poderia entende-la musicalmente, ou que concordaria em sair no meio da noite para simplesmente comer a um subway com coca-cola. Para Taeyeon era difícil acreditar que, Hyuna poderia ser tão perfeita musicalmente quanto Jessica, era inaceitável que a loirinha fosse tão amante da década de oitenta quanto ela e Jessica.

O que Taeyeon não entendia era que, já era tarde, o lugar que ela cedeu a garota mais nova, jamais seria de outra pessoa. O lugar era de Jessica e mais ninguém.


Acabei de ouvir que você encontrou o que você estava procurando

O que você estava procurando

Eu gostaria de ter sabido que não era eu

Porque mesmo depois de todo esse tempo eu ainda me pergunto

Por que não posso seguir em frente

Do jeito que você fez tão facilmente


Não quero saber

Que tipo de vestido que você está vestindo esta noite

Se ele está segurando você tão apertado

Da maneira que eu fiz antes

Eu tive uma overdose

Deveria saber que seu amor era um jogo

Agora eu não consigo tirar você do meu cérebro

Oh, é uma pena


Dias atuais…

A cada segundo que passava ela já não conseguia mais guardar dentro de si todas as lembranças, os momentos vividos, Taeyeon estava sufocando a ausência de sua amiga e amada, mas já fazia exatamente quatro meses que não se falavam, a morena agora então loira, descia as escadas do seu pequeno apartamento no centro de Seul rumo a boate Luxos para encontrar seus antigos amigos e Hyuna, alguém que não via a bastante tempo. O que ela não sabia era que do outro lado do mundo, Jessica descia as escadas do seu loft compartilhado indo em direção ao barzinho no centro, traria com Yuri e alguns amigos da faculdade.encontrar com Yuri e alguns amigos da universidade. Ela alinhava pelas ruas de San Francisco enquanto do outro lado Taeyeon caminhava pelas calçadas abarrotadas de Seul.

A mais nova passou em frente a vitrina e de uma loja de música e ouviu aquela música que a fazia lembrar delas, dos momentos em que riram de piadas idiotas, nos momentos em que ela adormeceu conversando com Taeyeon no telefone, ou quando elas se viram nas férias do ano passado, quando ela finalmente teve coragem suficiente e apoio de Tae, para terminar o relacionamento problemático com Yoona.

Kim Taeyeon entrou na boate e logo foi recebida pelos braços de Sooyoung,  recebeu um copo em mãos com uma bebida que sequer procurou saber o nome. Naquela noite estava decidida a esquecer Jessica, precisava, com todas suas forças,  encontrar o seu mundo,  a sua vida, nesse lugar, Seul, nas pessoas que aqui estão e não mais na pessoa que fora embora para outro país. Jessica já não a procurava mais, as mensagens trocadas ainda estavam lá,  mas nenhuma recente. Quantas foram as vezes que a mais velha digitou um simples “Oi” mas desistiu de enviá-lo. O que ela não sabia,  era que Jessica estava sempre ali, esperando ansiosa, e quando de repente o “digitando” sumia e nenhuma mensagem chegava ela entendia que já não tinha tanta importância para a mais velha.


Que nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer

Nós não nos amamos mais

Para que foi tudo isso?

Oh, nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer


Perderam a  conta dos drinques tomados, os risos eram soltos, as brincadeiras não paravam, sorrisos bobos, boas lembranças, buscaram os celulares ao mesmo tempo. Buscaram-se na agenda, mas a mensagem nunca foi enviada. Esqueceram pelo menos naquela noite o aparelho em seus bolsos de uma vez, e esqueceram o que o coração em seu íntimo gritava; “você só se sente infinito e feliz com ela”.

De um lado ela dançava ao som de qualquer música, as mãos da mulher loira e de beleza ímpar estavam em seu corpo e quando os lábios se tocaram, Taeyeon sentiu a falsa felicidade e talvez aquilo fosse o suficiente para que pudesse voltar a viver.

As mãos da morena mais alta ensinavam Jessica a entrar no ritmo daquela nova dança, mas era fácil para a mais nova perder o equilíbrio, principalmente devido a grande quantidade de álcool ingerido, e foi em um descuido que ela se perdeu nos castanhos dos olhos de Yuri, se entregou a um beijo calmo e terno. Ela podia tentar mais uma vez, e o faria.


Eu só espero que você esteja deitado ao lado de alguém

Que sabe amar você como eu

Deve haver uma boa razão para que você tenha ido

De vez em quando eu penso que você

Poderia querer que eu apareça na sua porta

Mas eu estou com muito medo de que eu esteja errada

Não quero saber

Se você está olhando nos olhos dela

Se ela está segurando em você tão apertado do jeito que eu fiz antes

Eu tive uma overdose

Deveria saber que seu amor era um jogo

Agora eu não consigo tirar você do meu cérebro

Oh, é uma pena


Um mês depois…

– Preparada para voltar pra casa semana que vem? – a morena deitada nas coxas de Jessica perguntara. Era tarde em San Francisco,  o clima era agradável e a brisa balançava os fios castanhos da, agora, mulher.  

– Estou Sim! Estou com saudades das meninas.

– Eu falei com Taeyeon unnie, ela encontrou uma gravadora, estão muito interessados na música dela.

Yuri não percebeu o quanto aquela notícia mexeu com Jessica, a morena não fazia idéia do quanto a mulher mais velha, que nunca havia saído de Seul, era importante para a mulher com quem estava em um relacionamento.

– E ela perguntou por mim?

– Mais ou menos, mas temo ter chateado a unnie. Eu fui um pouco egoísta.

– O que houve?

– Eu fui super protetora e percebi que a deixei chateada.

– Ainda não entendi.

– Eu sei que a unnie brincou sobre você ser a dupla dela para sempre e que ainda iria te arrastar para o mundo da música, mas eu não pude me segurar, você sabe, então acabei dizendo que você não precisa de mais ninguém, pois você tem a mim.

Jessica riu da bobagem de Yuri, mas o que ela não sabia era que Taeyeon estava realmente magoada e esperava não cruzar mais o caminho das duas


Que nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer

Nós não nos amamos mais

Para que foi tudo isso?

Nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer

Como costumávamos fazer


Madrugada 1 de Dezembro de 2016, uma semana depois, 24 horas antes do vôo

– Alô…

– Oi…

– Taeyeon?

– Você já não reconhece mais minha voz. Eu devia imaginar. Estou subindo no palco Jessica, eu consegui.

– Tae, estou tão feliz por você.

– Eu sou apaixonada por você Jung Sooyeon.

– Taeyeon, eu…

– Eu sei Jessica,  eu sei…

A mais velha desligou a chamada, os olhos cheios de lágrimas que jamais cairiam outra vez pela mesma pessoa. Arrumou a correia de seu violão e ao sinal do contra regra, entrou no palco do programa ao vivo, palco onde várias celebridades do pop coreano haviam se apresentado minutos atrás e levou ao país sua música, a música delas.

Não quero saber

Que tipo de vestido que você está vestindo esta noite

Se ele está dando a você tudo certo

Da maneira que eu fiz antes

Eu tive uma overdose

Deveria saber que seu amor era um jogo

Agora eu não consigo tirar você do meu cérebro

Oh, é uma pena

Que nós não nos falamos mais

(Nós não nós não)

Nós não nos falamos mais

(Nós não nós não)

Nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer

Nós não nos amamos mais

(Nós não nós não)

Para que foi tudo isso?

(Nós não nós não)

Oh, nós não nos falamos mais

Como costumávamos fazer

Nós não nos falamos mais

Não quero saber

O tipo de vestido que você está vestindo esta noite

Se ele está te segurando tão apertado

Da maneira que eu fiz antes

Nós não nos falamos mais

Eu tive uma overdose

Deveria saber que seu amor era um jogo

Agora eu não consigo tirar você do meu cérebro

Oh, é uma pena

Que nós não nos falamos mais




Notas Finais


A musica é We dont Talk anymore do Chalie Puth feat. Selena Gomez.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...