História We don't talk anymore (Imagine Jeon JungKook) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Crazyfoordemi, Imagine, Jeonjungkook, Sexo, Você
Visualizações 35
Palavras 2.466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ooiii meus amores desculpa pela demora mais faltou creatividadee...então eu não revisei esse capitulo então me avisem se acharem erros e bom aviso que esse capitulo eu achei muito triste e até chorei lendo ele,eu coloquei tudo que estou sentindo nele




bjss





LEIAM ISSO ♥♥

Capítulo 10 - Sadness my world


Fanfic / Fanfiction We don't talk anymore (Imagine Jeon JungKook) - Capítulo 10 - Sadness my world



Jeon Jungkook P.O.V


Temos poucos dias aqui no Brasil antes de voltarmos pra Coreia,S/n disse estar pensando na possibilidade de desculpar Taehyung independente da decisão dela eu aceitarei,no momento ela está dormindo ao meu lado tão linda,seu rosto sereno e rosado, seus lábios avermelhados como alguém podia ser tão linda dormindo?. Levantei e fui tomar meu banho,nada de diferente um banho gelado e relaxante simples,coloquei um short e uma camiseta clara, S/n estava dormindo ainda.



[...]




Eu estava andando com s/n quando uma menina loira de olhos azuis chegou pra conversar com ela,ela não quis que eu ouvisse e isso me intrigou pois depois dessa conversa ela ficou totalmente estranha, não deu nem um sorriso e nem riu das minhas piadas sem graça,eu fiquei totalmente curioso porém ela me garantiu que não foi nada demais.




S/n P.O.V



Eu estava andando com o Kook a hora que Taylor veio conversar comigo. 



Flashback On


-Achei que nunca mais fosse ver você -disse ela debochada-


- Achou errado não é mesmo-disse no mesmo tom-


- Aquele é seu namorado?-perguntou ela apontando pro kook e eu acenti-Nossa pena que ele é muita areia pro seu caminhãozinho né?Você já abriu as pernas pra ele? lógico porque você não séria capaz de conquistar alguém gorda desse jeito!


-Pra sua informação eu conquistei sim-eu disse segurando o choro poe dentro-


- Hahaha vamos ver se vai durar...Não dou um mês pra ele te trocar por alguém ao nível dele e que não seje uma vagabunda que abra as pernas pra qualquer um e geme feito uma cadela feito você... eu realmente tenho pena da sua mãe por ter uma filha que só da desgosto


-Acho que você está falando de si mesma -eu segurava o choro com toda a minha força eu não irei chorar na frente, dela não na frente dela-


- por incrível que pareça eu dou orgulho aos meus pais,imagina quando sua mãe descobrir desses seus cortes,você é tão podre S/n jamais merecia ter nascido,tenho tanta pena de todos que vivem a sua volta eu não sei como eles te aguentam isso é um desafio diário...desgosto atrás de desgosto



-Cala sua boca -meus olhos queimavam minha voz quase saiu falha juntei todas as minhas forças pra pronunciar essas palavras-


-Acho que invés de eu calar a boca você deveria fechar a sua pra emagrecer uns quilos,daqui a pouco você não vai passar em lugar nem um, se você quiser eu posso te indicar uma academia ótima,espero que você tome jeito garota escrota,você é um peso na vida de todos,uma cadela nojenta,e também espero que esse seu namoro não dure pois se durar eu acabarei com ele -ela deu um sorriso e beijou minha bochecha indo embora minha vontade era de chorar porém fingi ser amigável-


As palavras dela me marcaram,talvez tudo que ela disse seja verdade mesmo,eu realmente andei reparando eu estou gorda mesmo,e percebi que só dou desgosto aos meus pais e a todos que vivem em minha volta,eu estava desmoronando por dentro,eu já me imaginava chegar em casa e fazer meus pulsos sangrarem até esvaziar meu corpo,eu já imaginava como seria a reação de todos quando descobrissem que eu estou morta e já mais vou voltar,como seria a vida deles sem mim...talvez seria melhor! em questão de segundos minha felicidade se vai e o sentimento que tomou conta de mim foi um sentimento que eu nunca tinha sentido antes,eu fiquei um caco eu estava ali fisicamente porém mentalmente eu estava a dois palmos embaixo da terra.Eu não sei o que fazer agora me sinto tão insegura com medo de perder o Kook pra qualquer uma,e qualquer uma ser melhor que eu o que aconteceu com minha autoconfiança? pois bem acho que nunca tive de verdade,não dá pra fugir da tristeza ela sempre te acha quando menos espera,eu queria correr, ir embora ,fugir, desaparecer, não dar notícias nunca mais, voltar a me drogar,fugir desse mundo...isso é demais pra mim pode ser que pra outra pessoa não seje nada mais pra mim é um peso enorme em meus ombros,o que me faz andar de joelhos em um caminho de pedras.


Flashback off



Eu não disse nem uma palavra desda conversa com a Taylor simplesmente andei com o Jungkook a tarde toda apenas mexendo a cabeça com sinais negativos e positivo nada de palavras,eu sabia se eu falasse qualquer coisa eu ia chorar, eu descidi ir pra minha casa,simplesmente deixei ele plantado na frente da praia sem entender,entrei em minha casa ,simplesmente fui para o meu refúgio, meu mundo onde eu sentia segura se tudo meu quarto,fechei as janelas para ficar escuro simplesmente não quero ver ninguém e nem conversar com ninguém, as lágrimas desciam mais eu não fazia barulho nem um e nem soluçava,eu cogitava na idéia de passar uma lamina nos meus pulsos porém eu negava porque fiz aquela maldita promessa de que não ua fazer de novo,eu simplesmente chorava por motivos que só eu sabia, por coisas que só eu entendia,cada batida que meu coração dava era um aperto era como se fosse uma luta pra fazer ele continuar batendo,era uma luta pra fazer meus pulmões puxar o ar que meu corpo precisava para sobreviver,era como se eu sentisse que eu estava frente a frente com a morte e eu podia ver todos no meu velório,eu simplesmente chorava não tinha nada que eu pudesse fazer pra melhorar esse momento do qual eu não sei o que estou sentindo, me sinto tão covarde,inútil,e eu fico pensando que se eu fosse minha mãe sentiria vergonha de ter essa filha,Taylor está certa,sou uma cadela nojenta que abre as pernas pra qualquer um, cada palavra dela estava martelando em minha cabeça pois no fundo eu sabia que era verdade, eu não sei o que aconteceu...tudo estava tão bem!

É tão triste o que me tornei,nao era assim que me imaginava estar agora quando eu tinha apenas nove anos,vida você é inútil,eu implorava a Deus para que esse sentimento passasse logo,minha cama está molhada do tanto que já chorei,comecei a soluçar na esperança de tudo isso passar logo,tudo é tão escuro desse lado,um lado que só eu conheço no qual a minha laminas está disposta a me salvar agora,peguei ela sem excitar fiz um corte fundo na horizontal no meu pulso,vi o sangue escorrer senti uma sensação de alívio, fiz mais um, fiz o terceiro e logo perdi as contas porém eu descontei tudo em mim,fiz mais fundo do que nunca, tinha uns que precisariam de pontos porém ninguém sabe ninguém vai saber,fui acordada dos meus pensamentos pelo meu celular tocando e era Jungkook e já tinha 3 ligações perdidas porém eu não irei atender,o vazio toma conta de mim.



[...]



Faz dois dias que eu vi o Jungkook pela última vez , faz dois dias que conversei com ele,fazem dois dias wue eu conversei com a Taylor, faz dois dias que não saio do quarto.Resulmindo fazem dois dias que eu estou trancada aqui,sem comer, apenas me cortando,quando minha mãe chega finjo estar dormindo porque ela sempre chega tarde,e digo pra ela que eu fui na padaria comer ou em um restaurante com o Jungkook sei que mentir é feio porém não estou afim de sair do meu quarto,fazem dois dias que não converso com Jungkook apenas mando algumas mensagens dizendo que to bem,e pra ele não vir aqui em casa finjo estar ocupada.Do que dois dias vamos voltar para a Coréia,e eu estou em um estado deplorável, meus pulsos quase não tem mais lugar para cortes,sorte que tenho pulseiras para esconder.



Jungkook P.O.V



Fazem dois dias que não vejo S/n,ela diz estar ocupada resolvendo um problema com a mãe dela,não que eu não confio nela porém acho que é mentira, ela não me liga, nem me responde,simplesmente sumiu,fui três vezes na casa dela e não tinha ninguém em casa,na última vez que eu vi ela,ela está tão quieta,será que ela gosta de outro? S/n não seria capaz disso,apesar de que ela nem se importa comigo nos últimos dias...



[...]



DOIS DIAS DEPOIS


hoje vamos voltar pra Coréia, estou morrendo de saudades de S/n,nos vamos nós encontrar no aeroporto, quatro dias sem ver ela, sem ter nem um contato com ela me deixou morrendo de saudades.Eu estou a caminho do aeroporto já,a mãe de S/n disse que elas estão lá já,não demorou muito e eu cheguei procurando por elas,quando vi elas caminhei mais de pressa,S/n estava diferente,quieta,nem pareceu feliz em me ver, ela disse que ia ao banheiro,fiquei com a mãe dela que ia com a gente também.



-Em tão querido como vocês passaram os últimos dias aqui? -ela me perguntou-


- Eu passei no hotel vendo filmes sem fazer nada,S/n eu não sei ela disse que estava resolvendo um problema de família com você.-disse com simplicidade -


- Comigo? não ela disse que estava com você e sempre que eu chegava em casa ela estava dormindo e quando não estava ela dizia estar indo dormir. 



- ela não passou nem um dos últimos dias comigo,ela disse que estava com você -eu disse olhando pra ela com um olhar de curiosidade-


- Não não, ela disse que passou com você,disse que ia almoçar com você, jantar com você, disse que passava o dia todo com você e que estava cansada-eu a olhei incredulo-Você percebeu que ela mentiu,bom eu não vou cobrar exploração sei que ela não vai me contar mesmo-eu não a respondi-



S/n tem outro só pode,ela não pareceu feliz ao me ver no aeroporto,mal me beijou,mal me olhou, mal me tocou.Como ela é capaz de fazer isso comigo?não séria melhor ela me falar a verdade.Eu sou um troxa de abrir meu coração pra ela.Vi ela vindo logo percebeu que eu estava olhando para ela e me deu um sorriso,quando chegou perto de mim ela veio me beijar apenas virei o rosto,ela logo me olhou sem entender.A mãe dela percebeu e rapidamente pegpu sua mala e saiu.


- Ele beija melhor do que eu?Quanto tempo você iria mentir para mim?Você achou que eu nunca fosse descobrir? ? Você é igual as outras que eu fiquei,uma qualquer-senti um tapa na minha cara, eu ia levar outro porém segurei os pulsos dela-


- Você me acha uma qualquer? Ele quem Jungkook?Você acha que estou te traindo? Achei que confiasse em mim ou que se garantisse,agora solta meus pulsos que esta machucando.-eu pude ver os olhos vermelhos dela, segurando o choro-



- Eu não acho! Tenho certeza,ficou quatro dias sem ir me ver, mentindo pra mim,problemas de família o caramba você estava com ele!Como teve coragem?eu amei você vim do outro lado do mundo pra te buscar! e olha o que eu recebo um par de chifres,vagabunda-apertei mais os pulsos dela e a vi fazer uma cara de dor-


- Eu não te trai,e nunca seria capaz disso,se você não confia em mim porque estamos juntos?, mal me da uma chance de explicar e já vem me machucando fisicamente e com palavras! pra sua informação eu estava querendo fazer uma surpresa pra você,a qual você acabou de estragar com tal ato-me senti um idiota,soltei os pulsos dela, torcendo pra não ter machucado-


- Surpresa? ? Você acha que vou cair nessa?-ri com sarcasmo e vi ela passar as mãos no pulso onde eu tinha sugurado com força-


- Pois bem veja -ela me mostrou um quadro digital que tinha nossas fotos desdo dia em que nos conhecemos-É você estragou tudo -ela jogou o quadro no lixo próximo-


- Me desculpa deixa eu ver-peguei os pulsos dela pra ver se tinha machucado porém ela recuou me olhando triste eu sabia que ela queria chorar-S/n...-ela pegou sua mala e se foi-



[...]



NA CORÉIA



O vôo todo eu tentei conversar com S/n porém ela me ignorou, com sucesso ela disse que me desculpou,porém não me deu liberdade de conversar com ela,chegamos na Coréia minha mãe estava no aeroporto pra me buscar hoje é domigo e bom amanhã terei que ir a aula,S/n se despediu de mim com um sorrisinho fraco e muito forçado,me arrependo tanto das palavras que eu disse.



S/n On


As palavras de Jungkook só serviram pra reforçar o que Taylor tinha dito,eu o desculpei porque ficar sem ele seria difícil e cruel nesse momento e também porque ele tem todo o direito de ficar bravo eu menti pra ele e se fosse eu na situação dele faria a mesma coisa. Meu pai me recebeu tão bem foi muito bom ver minha família unida, meus pais juntos novamente depois de tanto tempo. Entrei no quarto,e me ponhei a chorar silenciosamente, eu não sei como estou de pé porque fazem quase cinco dias que não como nada, me estômago pedia por comida e eu estava disposta a emagrecer,meus pulsos pediam cuidado onde Jungkook apertou está roxo porém ninguém vai ver, fui ao banheiro e como eu tenho feito nós quatro dias me agredi novamente,nunca tinha ido tão longe com os cortes e com a idéia de que sou só um amontoado de ossos vagando por aí.

Fui distraída pelo barulho do meu celular era a Taylor, a curiosidade falou mais alto maldita curiosidade que só me fez mal,era uma mensagem 


Taylor 13:53 horário da Coréia:"Fiquei sabendo que a cadela nojenta está do outro lado do aceano,porem fique sabendo estou de olho sua felicidade é temporária, cuidado com o que come hein"


Me pergunto como alguém pode me fazer tão mal com apenas algumas palavras,eu devo ter emagrecido uns dois quilos, eu me odeio tanto! 

a dor de um corte não é nem a metade do que eu sinto por dentro, talvez se sentir mal sempre tem vurado rotina, minha vida está uma droga e eu estou sorrindo,ninguém sabe,ninguém entende e nunca vão saber a dor,o vazio até que sinta o sabor de suas próprias lágrimas.A alma ferida, com o coração cheio de espinhos pelo sofrimento.Ja desisti de mim, em minha cabeça está frases ditas com palavras pesadas, essa ferida jamais vai passar, eu só quero ser feliz será que é pedir demais...Adormeci chorando como nas noites anteriores.

  Acordei com meu despertador dizendo que eram sete horas, me troquei correndo passei uma maquiagem nos pulsos e no rosto pra esconder minha cara palida, eu estou cansada de ficar triste,coloquei meu uniforme deixei meu cabelo solto e desci por sorte de estar atrasada meus pais não me obrigaram a comer,cheguei no colegio em cima da hora todos me olhavam,provavelmente assustados comigo que conseguia ser horrível sempre,entrei na sala e logo vi Taehyung me encarando decepcionado e assustado por me ver,tenho impressão de que as pessoas me olhavam como se soubesse que eu me corto, isso me assusta, "i'm hate my".


[...]


As aulas passaram rápido bom o recreio parece demorar,Jungkook ainda está querendo ver se me machucou ontem,mesmo eu garantindo que não e bom sua Ex está louca pra querer confusão,porém eu não estou no clima, estou muito calada ultimamente,depois do colegio vou sair com o Kook ir no Starbucks,na hora eu invento uma desculpa pra não comer.



- Eu amo você - disse ele me abraçando, eu não queria soltar ele,aquilo estava tão bom.

 



Notas Finais


espero que tenham gostadoooo
bjss até o próximo
eu aviso que eu tentei transmitir meus sentimentos e espero ter conseguido


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...