História We Gon Get It On - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Suga, V
Visualizações 123
Palavras 3.804
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá meu povo lindo... Então né como vocês podem ver (ou não) hoje trouxe uma 5some.. Isso existe? Não sei.... Poliamor galera, vamos nos amar... KKKK
Seguinte, essa é uma sugestão de uma leitora maravilinda minha, a Hannie-GirlWolf. Menina, muito obrigada pela ideia, espero que você goste. Foi ela quem sugeriu os membros e tudo mais, e devo dizer, os meus favoritos... Ai ai... Leiam as notas finais por favor, tenho recados sobre essa fic ainda.
Ahhh eu me inspirei numa musica pra escrever essa fic e devo dizer, super recomendo vocês ouvirem ela.... "Lights Down Low – Bei Maejor"
Outra coisa, ultima juro... Eu escrevi em forma de 'imagine'... Com s/n e tudo mais, mas não se acostumem, tenho muita dificuldade pra escrever assim kkk
Boa leitura e perdoem os erros....

Capítulo 1 - Lights Down Low


Fanfic / Fanfiction We Gon Get It On - Capítulo 1 - Lights Down Low

Poliamor (do grego πολύ - poli, que significa muitos ou vários, e do Latim amor, significando amor) é a prática, o desejo, ou a aceitação de ter mais de um relacionamento íntimo simultaneamente com o conhecimento e consentimento de todos os envolvidos. 

O barulho do meu salto agulha batendo contra o assoalho do extenso corredor ecoava pelo ambiente antes silencioso, a cada passo uma batida mais apressada do meu coração, era sempre assim, mesmo depois de meses juntos. Saber que daqui a poucos minutos estaria entre braços fortes, entre 4 corpos grandes e suados, sendo beijada e acariciada.. Oh Deus, como me deixava quente.  

Retirei o cartão magnético de dentro da pequena bolsa que trazia comigo, rolei apressadamente os olhos de porta em porta conferindo os números... 230... 231... 232... Aqui, 234. Nesse instante gelei, meu estomago revirou de nervosismo, esse seria o NOSSO quarto. Passei o cartão pela fechadura ouvindo um baixo click indicando o destravamento da porta prateada. Engoli seco. Com um pouco de receio empurrei a bendita porta adentrando enfim no quarto alugado para nossa noite insana de amor. 

Quatro pares de olhos, todos me fitaram no instante em que coloquei os pés no gigantesco quarto. Kim Taehyung, Min Yoongi, Jung Hoseok e Park Jimin. Meus companheiros, meus amantes, meus insanos amantes. Suspirei pesado, o nervosismo mesclado a excitação pelo o que viria. 

- Olá rapazes - Tentei soar cordial, convenhamos, cordialidade era o que mais nos faltava. 

Yoongi e Taehyung estavam escorados no balcão improvisado mais ao canto do quarto, bebericavam algo em seus copos, parecia ser uísque. Hoseok estava sentado na beirada da cama com o controle de televisão em mãos, parecia estar entediado com o que passava nos canais, até o momento. Jimin estava escorado no batente da porta que dava entrada para o suposto banheiro. Todos, sem exceção, mantinham seus olhos fixos a minha figura. Yoongi sorriu ladino ao perceber o vestido ao qual trajava, comprado por ele especialmente para essa noite especial.  

- Demorou chegar s/n - Jimin veio ao meu encontro a passos lentos, felino e sensual como só ele conseguia ser. 

Cada um dos rapazes ali presentes tinham suas particularidades, personalidades diferentes. Jimin como sempre muito sensual, calmo, gostava de fazer tudo e qualquer coisa sem pressa alguma, mas de uma maneira muito prazerosa. Diferente de Taehyung, esse era intenso do inicio ao fim, com uma pegada forte e estocadas intensas levava qualquer um ao delírio. Yoongi por sua vez alternava sempre entre carinhoso e selvagem, dominador e dominado. E o que falar de Hoseok, Deus ele me enlouquecia. Um amor de homem, carinhoso, fofo, mas na cama transformava-se... Um verdadeiro torturador, me levava do céu ao inferno em questão de minuto com suas brincadeirinhas eróticas. 

- O transito estava horrível, desculpa - Jimin estava a minha frente, analisando minuciosamente cada detalhe de meu corpo com seus olhinhos pequenos, um sorriso maroto brincava em seus lábios cheios.  

- O importante é que você esta aqui agora. 

Inalei profundamente o ar para meus pulmões num suspiro pesaroso, senti cada célula do meu corpo gritar em nervos, os perfumes masculinos misturavam-se no ambiente que começava a ficar abafado pela tensão sexual instaurada. 

Fechei meus olhos ao sentir as mãos macias e pequenas de Park deslizarem por minhas bochechas, acariciando com os polegares minha pele quente e ruborizada.  

- Você esta linda, o vestido ficou perfeito - Concordei bobamente percebendo o hálito fresco do maior bater rente aos meus lábios. Como queria beijá-lo. 

Como se ouvisse meus pensamentos Park Jimin tomou meus lábios aos seus num beijo de língua lento, se pressa alguma, um beijo tão gostoso que pude sentir minhas pernas bambearem. Suas mãos pequenas deslizavam agora pelas laterais de meu corpo apertando com delicadeza minha cintura fina. Os lábios grossinhos que antes beijavam minha boca desceu pela extensão de minha mandíbula e pescoço sugando e lambendo minha pele antes intacta. Abri os olhos observando sobre os ombros largos do coreano meus outros companheiros. Hoseok já havia abandonado o controle da televisão a muito tempo, agora suas mãos nervosas apossavam de seu próprio falo endurecido sob as vestes, acariciava e apertava o volume escondido pelo jeans, mordiscando os lábios inchados e vermelhos mantendo sua atenção fixa ao amigo que ainda me beijava e acariciava.  

Yoongi e Taehyung ainda bebericavam suas bebidas. Contudo agora sentados sobre as poltronas distribuídas próxima ao bar improvisado ao canto do quarto. Sentados desleixados sobre o estofado, assim como Hoseok seus olhos acompanhavam cada caricia alheia distribuídas sobre meu corpo. 

Gemi languida ao ter minha clavícula sugada deliciosamente, eu queria muito mais daquilo. Com o indicador fiz um gesto de 'vem cá' para o Jung chamando o mais velho ao nosso encontro. Hope não precisou ser chamado duas vezes, levantou-se vindo imediatamente até nós logo postando-se as minhas costas. O calor do meu corpo aumentou de súbito, dois corpos grandes me prensando entre si era demais pra minha sanidade. Empinei minha bunda contra o outro coreano percebendo as grandes mãos de Hoseok deslizar logo abaixo de meus seios ameaçando tocá-los, mas nunca o fazendo. Já disse o quanto ele amava me torturar? 

Gemi frustrada arqueando meu corpo, remexendo-me ansiosa buscando maior contato com o grande volume entre as pernas de Hoseok. Jimin abandonou seus lábios de meu corpo nesse momento para rir divertido sob minha angustia. Maldito! Afastou-se de meu corpo permitindo assim que Hoseok pudesse brincar, vulgo me tortura, como bem entendesse. 

- S/n sempre tão apressada, impaciente - Ouvi um estalo de língua vindo as minhas costas, Hoseok deleitava-se com minha agonia. 

Suas grandes mãos acariciavam abaixo de meus seios cobertos, com a ponta dos dedos resvalava 'acidentalmente' vez ou outra no meu bico durinho - este que estava visível por não usar sutiã abaixo do vestido. Seu volume considerável pressionava minhas nádegas simulando estocadas num vai e vem ritmado porém muito lento. Enquanto isso Jimin a minha frente tratava de retirar sua própria camiseta e sapatos ficando apenas de calça jeans. O abdômen talhado e branquinho reluzia, pedindo por mordidas intensas que deixasse marcas avermelhadas em sua pele limpinha. Senti minha boca salivar numa ânsia por querer prová-lo. Park percebendo minha necessidades por maiores toques tornou a colar-se em meu corpo pequeno me mantendo mais uma vez prensada contra os dois coreanos. 

Com as mãos pequenas Jimin ergueu a barra do meu vestido expondo minha lingerie rendada de cor vinho - esta que foi dada por Taehyung. Observei mais uma vez sobre os ombros de Jimin a figura de um Taehyung fascinado, seus olhos fixos na calcinha pequena e um pouco manchada pelo meu liquido lubrificante. Tae sorriu malicioso no instante que seus olhos cruzaram aos meus. 

- Gostou oppa? - Provoquei o Kim enquanto deslizava minhas unhas afiadas pelos ombros largos de Jimin.  

- Não sei, não consigo ver muito bem minha pequena. 

Taehyung era puro visual, se excitava com imagens. Jimin riu anasalado terminando de erguer meu vestido até que o retirasse por completo. Saiu da frente do campo de visão do amigo permitindo que o Kim pudesse desfrutar da minha imagem frágil e semi nua a sua frente, trajando apenas a pequena calcinha e cinta liga em minha coxa esquerda para dar um 'charme' a mais. 

- Agora sim - Taehyung enfim veio ao nosso encontro. Logo a minha frente com a ponta dos dedos deslizou por todo o elástico da calcinha puxando as laterais de modo que o tecido se chocasse contra a minha pele, causando certa ardência em minha carne, ato esse fez meu corpo dar um leve pulo pelo susto. Hoseok riu baixinho divertido, com as mãos agora firmes segurando meu quadril largo - Esta linda minha bebe - Elogiou Tae. 

Pendi minha cabeça para trás de modo que ficasse apoiada nos ombros de Hoseok. Tae ainda divertia-se com o elástico de minha calcinha sentindo o tecido de renda sob a ponta de seus dedos. Deslizava seus dígitos pelo meu ventre acariciando minha vulva mesmo sobre o tecido úmido. Com o indicador pressionou a região do meu clitóris causando espasmos sensacionais pelo meu corpo. Friccionava em círculos aquela minha região sensível molhando ainda mais minha peça intima. Hoseok as minhas costas ainda esfregava seu corpo grande contra o meu, dessa vez depositando beijos molhados por meus ombros, mordiscando a curvatura de meu pescoço vez ou outra, sugava a pele empapando de saliva deixando a região gelada pelo contato com o ar frio. Yoongi havia ligado o ar condicionado em certo momento. 

Jimin, que antes assistia a tudo quieto, volto a ficar próximo ao meu corpo, dessa vez ao meu lado. Encostou seus lábios carnudinhos mais uma vez em minha clavícula já marcada por sua boca gulosa, contudo dessa vez não conteve-se em ficar apenas naquela região e foi descendo sua boca molhada até meu seio esquerdo. Apenas pressionou seus lábios em meu bico como numa carícia lenta e suave, com a ponta da língua contornou toda a aréola antes de enfim sugar meu bico boca a dentro. Deus, como ele chupava gostoso. Gemi languida levando meus braços para trás agarrando firme os cabelos de Hoseok, puxava nervosa os fios macios do coreano me deleitando com a boca habilidosa de Jimin e os dedos aprazíveis de Taehyung, que agora pressionava com maior veemência minha intimidade sob a calcinha. Tae esfregava gostoso minha boceta necessitada, essa que clamava por maior atenção. 

Quase perdi os sentidos ao engolir um grito que quis escapar por minha garganta mas morreu no mesmo instante que meu outro seio também foi sugado. Fitei de soslaio e pude perceber Yoongi - que até então apenas observava tudo em silencio no seu canto - agora também participava de nossa brincadeira particular. Suga, como eu carinhosamente o apelidei, chupava meu seio direto arrodeando sua língua molhada em meu bico durinho, raspava seus dentes branquinhos naquele meu ponto sensível arrancando arfares de minha parte. O combo perfeito. Sendo chupada por duas bocas maravilhosas, encoxada por Hoseok e tendo o privilégio dos dedos apressados de Taehyung me masturbando sobre a calcinha. Mesmo não me tocando tão diretamente aqueles malditos homens conseguiam me levar ao delírio em questão de segundos. 

Não demorou muito para que eu sentisse minha boceta pulsar e inchar cada vez mais indicando o orgasmo iminente, e assim gozei, ainda vestida mas gozei. Agarrei mais fortemente os cabelos de Hoseok notando o maior grunhir as minhas costas pela dor, Taehyung apressou os movimentos sobre meu clitóris coberto aumentando meus segundos de prazer, enquanto Jimin ainda me sugava gostosamente e Yoongi agora apenas pressionava seu polegar em meu bico sensível. Fuck. 

Meu corpo amoleceu, e certamente cederia ao chão se Hoseok não tivesse segurado mais firmemente meu quadril. Percebi Jimin afastar-se assim como Tae restando apenas Hope como meu apoio e Yoongi, este que fez questão de me roubar um beijo necessitado e ligeiro, com direito a mordiscadas e um chupão delicioso em minha língua, para enfim também se afastar. Só então percebi que o ar me faltava os pulmões e pude respirar aliviada, sentindo o sufoco pela tensão dissipar. 

- Esta melhor amor? - Questionou Hope, apenas fiz que 'sim' - Ótimo, porque agora vai retribuir. 

Sorri ladina me virando de frente ao coreano, roubei seus lábios aos meus num beijo rápido, finalizando nosso osculo sugando levemente seu lábio inferior. Hoseok resmungou sob meus lábios, ele estava tão necessitado quanto eu. 

Me afastei do maior e pude enfim me livrar dos saltos altos, em seguida dando também um fim a calcinha em estado deplorável. O liquido da minha excitação escorreu entre minhas coxas fartas. 

Voltei minha atenção aos meus outros companheiros, estavam todos semi nus, haviam retirados suas vestes restando somente a cueca boxer. Hoseok também dava um fim ao seus trajes, e enquanto ele o fazia, decidi por dar atenção aos outros meninos. 

Taehyung e Yoongi sentaram-se lado a lado sobre a cama. Tae tratou de logo abaixar sua cueca até o meio de suas coxas expondo seu mastro duro e brilhoso, este que reluzia o liquido pré-seminal. Taehyung segurou firme na base de seu membro e num sobe e desce lento passou a bombear seu próprio falo. Já Yoongi apenas se limitava em acariciar seu volume encobrido pela peça intima, apertava e massageava o pau necessitado mantendo seus olhos fixos em minha figura nua. Me aproximei de ambos os coreanos me ajoelhando em frente aos dois. 

Jimin e Hoseok a essa altura estavam mais ao canto do quarto cochichando e remexendo nas gavetas do criado mudo, como se procurassem algo escondido ali. Tornei minha atenção aos rapazes a minha frente no momento que Taehyung segurou firme em meu queixo forçando meu rosto a encará-lo. 

- Quero sua atenção aqui, no meu pau - Ordenou - Me chupa. 

Teria como negar?  

Taehyung, como antes havia dito, era muito intenso, um dominador de primeira. Substitui suas mãos grandes pelas minhas tão pequenas comparadas as suas. Iniciei uma masturbação lenta subindo e descendo minha destra notando o liquido pré-seminal formar na glande e escorrer pela sua extensão melecando meus dedos, o som molhado dos movimentos de minha mão se propagavam no ambiente, se pudesse eu certamente gravaria nossas transas apenas para ficar ouvindo depois em minhas noites solitárias. 

Tomada pelo desejo deslizei minha língua por todo seu falo capturando sua lubrificação. Taehyung arfou pesaroso embrenhando seus dedos em meus fios de cabelo escuros. Com um puxão firme em meu cabelo forçou meu rosto contra seu falo de modo que o abocanhasse enfim. Com o canto dos olhos percebi Yoongi abaixar sua peça intima expondo também seu pênis necessitado. Levei minha mão - antes livre - até o falo alheio masturbando-o enquanto pagava um boquete gostoso pro outro coreano. Percebi Tae inchar em minha boca, sua glande expelia ainda mais lubrificação, estava próximo. Retirei minha boca de sua carne para substituir pelo outro membro meladinho. De imediato suguei toda a extensão de Yoongi me deliciando com seu gosto típico. Resvalava minha língua por sua glande e sugava sua cabecinha rosada mantendo o vai e vem frenético de minha destra em Taehyung. 

Levei um breve susto quando mãos pequenas seguraram firmes em meu quadril puxando meu corpo de modo que ficasse empinada, de quatro. Retirei minha boca do pau de Yoongi causando o típico estalinho mantendo uma linha fina de saliva ligando meus lábios ao seu mastro. Observei sobre os ombros Jimin me ajeitando melhor sobre o tapete, acariciava minha bunda deslizando seu indicador pelo vale entre minha bunda, com a ponta do seu digito esfregava meu anus ameaçando introduzir, mas nunca o fazendo. Sentia aquela minha região pulsar, vulgo piscar, tamanho era meu tesão. Mantive uma masturbação mutua sob os arfares alheios, enquanto Jimin preparava-se para me penetrar. Revestiu seu falo com a camisinha logo esfregando a glande vermelhinha em minha bocetinha melada. De pouco a pouco foi introduzindo seu falo até estar todo posto em meu interior. Eu certamente gemeria de maneira languida, se não tivesse minha boca sido ocupada antes de tudo. Hoseok surgiu - não sei de onde - forçando seu pênis entre meus lábios. Segurou firme em meu queixo penetrando seu falo em minha boca... Deus, como era gostoso. Fechei meus olhos lacrimejantes extasiada. 

Jimin forçava seu pênis contra meu canal penetrando numa lentidão absurda, enquanto Hoseok introduzia a cada vez mais seu pênis em minha cavidade oral. Sentia a extensão do coreano deslizar por minha língua fazendo a glande inchada tocar de leve minha garganta. Nessa altura havia parado os movimentos em Yoongi e Taehyung, não consegui me manter concentrada. Mas ambos dos coreanos sabiam se virar sozinhos e mantinham a masturbação em seus próprios membros. 

- Abre bem a boca e tira a língua pra fora - Em dado momento Hope ordenou, fiz como o ordenado. Hoseok retirou seu falo de minha boca o bombeando entre seus dedos, quando sentiu estar próximo do orgasmo encostou sua glande meladinha em minha língua despejando por fim todo leitinho branquinho em minha boca - Engole tudinho, seja uma boa garota com o daddy. 

Apenas concordei engolindo todo o liquido agridoce que me foi oferecido. Hoseok suava, os cabelos de sua franja colavam na testa molhada. Seu corpo magro queimava de calor assim como o meu, e dos meus outros companheiros também. 

Segundos depois Jimin retirou-se de minha cavidade ficando em pé, estendeu-me sua mão - que prontamente aceitei - me levantando junto a si. 

- Deita na cama amor . 

Quando fui me deitar na cama fui impedida por Yoongi. 

- Espera, deita em cima de mim - O coreano deitou-se no colchão me ajeitando sobre si de forma que meu corpo ficasse de costa pra si. Senti o falo endurecido do Min esfregar entre minha bunda - Jimin pega uma camisinha pra mim. 

Fiquei absorta em beijos e caricias até os rapazes se preparem. Yoongi mordiscava meu ombro deslizando suas mãos pela minha barriga lisinha. Jimin logo voltou com uma camisinha pro Min, este que rapidamente revestiu seu falo com a proteção. Seria agora. 

- Vou comer seu cuzinho amor, quero que relaxe, tudo bem? - Apenas afirmei que sim. Hoseok alcançou um tubo de lubrificante para o Min que tratou de espalhar bem o gelzinho em me anus. 

Fiquei tensa, não era a primeira vez que fazia, mas não posso mentir que não doa, e Deus... como dói. 

- Preparada? - Indiquei que sim.  

Fechei meus olhos sentindo Yoongi forçar a glande em meu canal. Ardia, mas Suga era um amor comigo e muito paciente. Os outros meninos apenas aguardavam sua vez, sabiam o quanto era dolorido pra mim e não forçavam a barra. Geralmente quem sempre me comia primeiro nesse lugar era Yoongi, nem em sonhos deixaria Taehyung começar por ali, ficaria arregaçada uma semana, peço perdão pelas palavras, mas é a verdade. Yoongi estocava devagarinho forçando seu membro em meu canal, introduzia-se cada vez mais de pouco a pouco, até que sentiu estar quase todo dentro de meu interior e eu mais relaxada claro, começando assim as penetrações mais ligeiras. 

Taehyung ao perceber o quanto estava mais a vontade, revestiu seu falo também com a camisinha e se postou a minha frente. Me senti um sanduiche. Yoongi abaixo de mim e Taehyung sobre meu corpo. O coreano de sorriso quadrado deslizou suas mãos por minha barriga segurando firme em meus quadris, ajeitou-se de forma que não atrapalhasse os movimentos de Suga e enfim me penetrou, deslizou todo o seu membro em minha boceta inchada. E como antes havia dito, diferente de Yoongi que era paciente, o Kim não era nada paciente. Iniciou diretamente com estocadas firmes e intensas. Aproveitei a posição para encostar minha cabeça nos ombros de Yoongi, este que ainda mordicava a curvatura de meu pescoço em meio a invasão. 

- 'Ta gostoso assim amor? - Tae questionou dando uma forte e funda estocada, essa que atingiu deliciosamente o colo do meu útero. Afirmei que sim incapaz de falar. Com a boca entre aberta arfava gostoso delirando de prazer. 

Hoseok em meio a brincadeira aproximou-se de nossos corpos para 'ajudar' os colegas na dedicação em me dar prazer. Sua boca grande e gulosa apossou um de meus seios sugando meu bico durinho, deslizava sua língua apressada em minha aréola empapando meu seio de saliva. Jimin que até então também esperava sua vez aproximou-se, masturbando-se vagarosamente encostou seu pênis rente aos meus lábios - estes que formigavam já pelos beijos e boquete pago. 

- Chupa um pouquinho pra mim princesa - E eu negaria? Jamais. 

Abocanhei o pênis grossinho de Jimin sugando veemente sua extensão, extasiada pelos toques maravilhosos em meu corpo sentia minha garganta já dormente, conseguindo realizar parcialmente uma boa garganta profunda. Jimin deslizava seu pau meladinho em minha garganta, enquanto Hoseok ainda sugava meu seio com ardor. Meu corpo estava todo ardendo, Deus... Não sei se aguentaria dessa vez. 

Suga aos poucos foi cessando seus movimento em meio a gemidos audíveis, ele havia gozado. Retirou-se de meu interior em poucos segundos. Suas mãos afagavam meus cabelos carinhosamente. Jimin retirou-se de minha boca no mesmo instante despejando sua porra em meu rosto. Nessas horas me sentia uma verdadeira cadela. Meu rosto todo sujo de esperma, meu anus inchadinho, meu corpo ardido e todo marcado. 

Taehyung minutos depois também retirou-se de meu interior. Pensei que teria um descanso assim, pura ilusão. Suga saiu debaixo de mim afastando-se em direção ao banheiro para se livrar da camisinha, Jimin seguiu o amigo com o mesmo propósito. Taehyung como havia acabado de se derramar estava encostado na cabeceira da cama ofegante recuperar seus sentidos. Hope que era um insaciável, mesmo já tendo gozado antes, ainda queria mais. 

- Aguenta mais um pouco pequena? - Mesmo que não aguentasse jamais deixaria meus meninos na mão. Concordei com o maior dizendo que 'sim' - Então fica de quatro, estou com saudades de comer sua bundinha. 

Oh claro, ele amava me foder lá atrás, como poderia esquecer. E eu ainda teria que gozar, e Hoseok sabia muito bem como o fazer. Hope postou-se as minhas costas assim que estava na posição ordenada. Empinei minha bunda ao máximo assim como ele gostava.  

Yoongi e Jimin retornaram ao quarto nesse instante, nossos olhos se cruzaram no momento que Hoseok afundou-se em meu anus. Gemi sôfrega torcendo meu rosto em puro prazer. Yoongi mordiscou seu lábio inferior sentando-se na poltrona a frente da cama podendo melhor apreciar o 'show'. Jimin escorou-se no batente da porta- assim como quando o vi quando cheguei no quarto - o mesmo não encontrava-se muito diferente do amigo, deleitava-se com a minha imagem sendo fodida pelo amigo. 

Hoseok investia rapidamente em meu interior, puxava meus cabelos entre seus dedos e estapeava minha bunda vez ou outra. Tão gostoso. Mas o ápice do momento aconteceu quando Taehyung ajoelhou-se a minha frente tomando meus lábios aos seus num beijo afoito. As mãos afobadas do coreano tomaram um de seus seios entre seus dedos friccionando meus bicos durinhos. Hope percebendo meu estado de tesão e notando que estava próxima ao meu orgasmo, aumentou as investidas. Com a ponta de seu dedo levou até meu clitóris esfregando meu pontinho sensível. Explodi, um orgasmo arrebatador tomou conta de mim. 

- Ai que gostoso, mais rápido daddy - Supliquei. Taehyung sugou minha língua tão deliciosamente. Hoseok estocou três vezes bem fundo enfim derramando-se. 

- Minha cadelinha gostosa - Com um tapa consideravelmente forte em minha bunda, Hoseok retirou-se por fim de meu canal. 

Cai cansada a cama, meus olhos pesaram e o corpo ardeu. Depois que a adrenalina dissipou fui sentindo as consequências de nossa insanidade. Deus, eles fodiam tão bem, tão gostoso. Mas como eu ficava cansada depois. 

Notei a cama afundar, um por um dos meninos aconchegaram-se ao meu lado. Dois de cada lado pra ser mais exata. E mais uma vez nos aventuramos na loucura de nosso amor, a questão era, até quando? 

 
 


Notas Finais


E ai, gostaram?
Seguinte, PRETENDO escrever mais 1, 2 ou cap bonus, explicando como eles se conheceram e começaram tudo, esse cap apenas deu um gostinho de quero mais a vocês, pretendo me aprofundar nisso, usar brinquedinhos e tudo mais numa próxima vez. MAS, só vou escrever se receber o feedback de vocês, da um trabalhão da poha escrever e não vou fazer isso se não receber uma resposta de vocês, preciso saber se vocês gostam ou não. Comentem ou mande uma mensagem privada mesmo, deem sinal de fumaça sei lá, mas sinalizem se gostaram ou não e se devo ou não continuar, por favor.
Eu nunca escrevi hentai com mais de 2 homens antes... Pra quem já leu minhas historias sabe que tenho uma historia sobre o relacionamento de uma menina com dois rapazes ( Jimin e Yoongi) que tem hentai, e muito, entre eles, mas nunca passou dos 3. O link pra quem quiser ler https://spiritfanfics.com/historia/dirty-babe-8025981
Resumindo, deu um trabalho da pega e não sei se agradou vocês, espero que sim. Prometo tentar me esforçar ainda mais nos próximos SE eu postar. Besos e obrigada a todos....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...