História We Got Married - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Girls' Generation, Monsta X, Red Velvet, SHINee, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Choi Siwon, D.O, Hyoyeon, Jennie, Jimin, Jin, Jinki Lee (Onew), Jinyoung, Jisoo, Joy, Jungkook, Kai, Kris Wu, Krystal Jung, Lay, Lisa, Lu Han, Mark, Min Hyuk, Rap Monster, Rosé, Sehun, Seohyun, Seulgi, Show Nu, Suga, Suho, Taeyeon, Tao, V, Wendy, Won Ho, Xiumin, Yeri, Yoona
Tags Abo, Baekhyun, Lemon, Mpreg, Sebaek, Sehun
Visualizações 61
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 제 5 장


Fanfic / Fanfiction We Got Married - Capítulo 5 - 제 5 장

 Surprise Trip


— Agora é minha vez. — Ele sussurrou no meu ouvindo e entrou em mim forte e fundo me fazendo arfar. Abri majs as minhas pernas para que ele chegasse mais fundo dentro de mim. Sehun me dava mais prazer a cada estocada e eu não consegui para de gemer seu nome em nenhum instante, meu corpo estava entrando em combustão e então eu gozei, mais forte dessa vez, mas Sehun continuou entrando forte e fundo dentro de mim, cada vez mais, até que ele alcançasse o seu próprio ápice. Logo nós dois gozamos juntos e eu pude ver os olhos de Sehun assumirem uma cor alaranjada e seus caninos aparecerem no momento em que o seu nó se formou dentro de mim me causando um pouco de dor. O meu lobo pedia por ele, meu lobo queria ser marcado por Sehun. Mas eu ainda não queria isso, a marca une um casal de lobos pelo resto da vida, se uma vez feita nunca pode ser desfeita, se eu receber a marca todos os meus sentimentos e pensamentos estarão ligados a ele pelo resto da minha vida, ainda é muito cedo para me ligar assim com alguém .


*~*~*~*~*


— Baek. — ouço alguém me chamando. Ontem a noite, depois que Sehun e eu transamos a primeira vez nós repetimos o feito mais três vezes e por consequência nós não dormimos nada durante a noite, tirando o fato de eu estar totalmente acabado fisicamente. — Vamos Baek, acorde. — Abro um pouco os olhos e vejo que é Sehun me chamando insistente, sinto-o tocar na base da minha coluna fazendo com que o aquela sensação quente se apodere de meu corpo. Viro de peito pra cima e abro os meus olhos para que os mesmos possam se acostumar com a luz do quarto.

— Finalmente acordou. — Sehun saiu da cama. Olhei pra ele e vi que ele já estava totalmente vestido. Calça jeans azul, camisa preta de mangas longas e um Rolex prateado no pulso direito.

— Vai pra algum lugar? — minha voz ainda estava um pouco fraca por causa do sono. Sehun apenas riu.

— Não só eu. Nós vamos Baekhyun. — franzi a testa sem entender nada. Sehun sentou na cama outra vez. — Suas malas já estão prontas. Vá tomar um banho e se arrumar. Apesar de eu adorar sentir o meu cheiro em você. — Ele ficou de quatro em cima de mim, chegou bem perto do meu ouvido e sussurrou a última parte no meu ouvido fazendo com que o meu ventre se revisasse de excitação. Sehun começou a espalhar beijos pelo comprimento do meu pescoço e colocou a mão nos meus quadris me puxando para sentir a sua excitação também. Passei meus braços ao redor de seu pescoço tentado diminuir ao máximo a distância entre nossos corpos. Seus lábios fizeram uma trilha de beijos e leves mordidas pelo meu colo até que ele finalmente chegou em meus lábios começando um seção de beijos quentes, nossas línguas dançavam eroticamente em nossas bocas até que a maldita falta de ar se fez presente entre nós nos fazendo encerrar o ósculo.

— Vamos Baek. Não podemos nos atrasar. — Ele saiu de cima de mim e eu levantei da cama bufando. Sehun olhou pra mim e começou a rir. — Você é muito fofo. — Ele coloca a mão no meu rosto fazendo os meus lábios formarem um biquinho, ele beija o biquinho e passa seus braços ao meu redor, beija a minha bochecha e depois me solta do abraço. — Banho, agora. Nós não podemos nos atrasar nem mais um minuto, o voo sai em duas horas.

Me arrastei até o banheiro, escovei os dentes, tomei um banho rápido e sequei um pouco os cabelos antes de ir para o closet enorme que havia no quarto. Vesti uma camisa preta, um moletom branco e uma calça jeans preta, calcei um tênis qualquer, peguei os óculos escuros e coloquei a pulseira que Zitao havia me dado. Desci as escadas com pressa e fui até a cozinha encontrando Sehun já tomando o desjejum.

— Tem café, suco de laranja e eu fiz uns sanduíches pra gente. — sentei ao seu lado, peguei o suco e o sanduíche que estava no prato. — Acho que você vai sentir fome mais tarde. Eu dispensei as empregadas ontem e eu sou um verdadeiro desastre na cozinha, então eu não pude fazer nada melhor que isso. Me desculpe.

— Está tudo bem. Eu não sinto muita fome no período da manhã. Qualquer coisa eu compro algo pra comer no avião. — Me enclinei em sua direção e dei um selinho em sua bochecha. — Obrigada pelo esforço.


*~*~*~*~*


"Passageiros do voo 756 com direção à Ilha Zakhynthos, Grécia, por favor comprarecer ao portão de embarque."

— É o nosso. Vamos. — Sehun me segurou pela mão me levando até o portão de embarque.

Grécia? Zakhynthos? Eu nunca tinha ouvido falar nessa ilha antes.

Após todos os procedimentos chatos pelos quais passamos antes do embarque nós finalmente estamos dentro do avião e acomodados em nossos lugares. Sentar naquela poltrona macia me fez perceber que eu não havia dormido nada durante a noite passada. Assim que o avião decolou eu desafivelei o cinto e encostei a cabeça no ombro de Sehun, que não fez nenhum protesto contra o meu ato, me aconcheguei e fechei os olhos.

— Você ainda está com sono? — Sehun falou com o seu rosto bem perto do meu.

— Claro que sim. Nós não dormimos durante a noite quase toda e você me acordou muito cedo hoje. — reclamei fazendo um biquinho.

— Oh… aquilo. — Sehun riu ao se lembrar da noite passada. — Aquilo não estava nos meus planos. Foi um contratempo. — Ele deu aquele sorriso safado. — Foi um contratempo muito gostoso. Devemos ter mais desses. — eu podia sentir o meu rosto queimar. Coloquei a mão no rosto tentando cobri-lo e me encolhi tentando esconder a minha face rubra das vistas de Sehun. — O que foi? — ele se abaixou tentando olhar meu rosto e eu desviei para o outro lado. — Ei, o que foi? Porquê está escondendo o rosto Baek? — ele forçou o meu rosto para me virar pra ele. — Você está com vergonha Baekhyun? Isso é surpreendente, ontem você não tinha vergonha nenhuma quando tirou a minha cueca e me disse que me queria dentro de você. — Sehun sussurrou contra o meu ouvido, mordendo o lóbulo da minha orelha e logo passando a beijar o meu pescoço e a minha clavícula me fazendo suspirar alto pelo desejo que eu havia retido des de a manhã.

— Não faça isso Oh Sehun. — Eu o afastei do meu pescoço. — Não faça isso se você vai me deixar excitado e duro e não for fazer nada a respeito. — falei baixo para que só ele pudesse ouvir.

— Quem foi que disse que eu não farei nada a respeito? — Sua voz rouca falando ao meu ouvido fez com que meu corpo inteiro reagisse a ele. Sehun voltou a beijar o meu pescoço e colocou uma mão na parte interna na minha coxa, bem perto da minha virilha.

— Nós estamos no avião. — eu o afastei outra vez, sentindo o meu coração bater rápido. — Vamos esperar até que nós tenhamos mais privacidade, okay? — puxei seu rosto e beijei seus lábios, puxando-os para mim com os dentes ao me separar dele. — Quero ter você num quarto só pra mim. — sussurei com os meus lábios roçando nos dele. Sehun apenas concordou e me deu um último selinho, então eu voltei a encostar a cabeça em seu ombro, eu consegui pegar no sono aspirando o cheiro do alfa ao meu lado, que me transmitia segurança, tranquilidade e que me fazia pegar fogo. Oh Sehun era a personificação dessas três coisas, e eu me surpreendo em dizer que ele é o único a me fazer sentir tudo isso de uma vez só.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...