História We (Me, you and he) Secret History Love Novel - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags A Cenourinha Lá, Alexy, Ambrega, Amor Doce, Armin, Castiel, Kentin, Kim, Lysandre, Nathaniel, Rosalya, Viollete
Exibições 7
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Esporte, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Poesias, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O capítulo tá um pouco pesado para quem gosta da Vio, a gente vai descobrir mais da vida dela em casa.

Capítulo 8 - O segredo de Viollete


Depois de passarmos algum tempo abraçadas e conversando, brincando depois do sexo, Viollete começou a dizer que tinha que ir para casa

-Mas por que?

-Eu PRECISO ir, é serio...

-Por que não dorme aqui hoje? E falo com seus pais e...-

-NÃO! NÃO FALE COM...Eles...

-OK... Bom...-Isso é meio estranho...- Tudo bem, já que você precisa mesmo ir, quem sou eu pra te impedir?

Ela estava de barriga pra cima quando eu falei isso, e no mesmo instante ela virou o rosto meio assustada para mim

-Quem é você?- Ela ficou um pouco calada- Você é... Simplesmente, a pessoa mais incrível que eu já conheci, e olha que eu te conheço a dois dias só... Como eu já te disse, os garotos são todos iguais, só querem sexo... Mas você não parece ser assim, pelo o pouco que te conheço, pelo menos... Mas não é bem essa a questão, meu pai e um tanto severo, e ontem ele já ficou nervoso comigo por ter chego depois de anoitecer...

-Seu pai é bravo assim? Nossa, já devia ter ido então!- São quase 21h

-Ah, tá tudo bem... Hoje ele deixou.

-OK, quer que eu te leve em casa?

-Não precisa, eu consigo ir sozinha, obrigada.

-Como quiser- eu comecei e beijá-la, eu não queria que ela fosse, acho que eu to realmente gostando dela, não sei bem o porque de eu estar gostando assim de alguém que tem dupla personalidade e ela mesma diz q já ficou com vários... Mas tem algo nela, çao sei bem o que... Mas me encanta...

Eu levei Viollete até a porta e esperei o ônibus com ela, depois que ela entrou, observei o destino daquele ônibus até sumir do meu campo de visão. Fui para casa, tomei um banho, e assisti um pouco de série até cair no sono.

VIOLLETE POV'S ON

Eu esqueci completamente do horário, droga! Meu pai vai me matar, e se ele tiver bebido então, vai ser pior ainda! Mas a Manu é incrível mesmo, eu nunca imaginei que ficar com uma garota fosse tão bom, minha família é cheia das doutrinas católicas e de mimimi de "bela, recatada e do lar". Eu não nasci pra limpar casa e ser mulher perfeita pra homem nenhum! Quando eu for maior de idade, só quero sumir da cidade... Esquecer a vida que tive aqui, e ser uma nova eu...

Quando cheguei em casa, eu percebi que esqueci a chave da porta no meu quarto de manhã, tive que acordar meus pais para não dormir na rua. Estava torcendo para minha mãe abrir a porta, mas, infelizmente, era meu pai... Ele me olhou dos pés á cabeça com olhar furioso,e aquilo já bastou para saber que seria uma longa noite...

-Aonde esteve, Viollete?

-Na casa de uma amiga, papai...

-Você sabe do horário que deve chegar em casa, o que estava fazendo lá?

Se eu contar que estava me pegando com uma aluna nova q conheci a dois dias, ele certamente vai me bater...

-Fazendo trabalho escolar...

-MENTIROSA!Os professores não passam trabalho escolar na primeira semana!

-Papai, eu juro que era trabalho escolar!

-Me mostre, então!

Droga... não tem nenhum trabalho para mostrar...

-Eu sabia... Vá para baixo!

-Papai! Não, por favor! Tudo menos isso!

Ele me deu um tapa forte na cara e eu caí no chão, não e a primeira nem a segunda vez que isso está acontecendo, ele sempre foi assim, e fica pior quando ele bebe.Eu consigo sentir o cheiro de álcool vindo da boca dele, ele está corado e cambaleia para andar.

-Você precisa aprender a virar gente, e não ser uma vadia que fica na rua até essa hora!

-Mas, papai, eu estava na casa de uma amiga! Por favor!

-Que amiga é essa??

-M-Manuela Bitencourt...

-Bitencourt? Filha daquela... AAh... Interessante... Seja bem amiguinha dela, ok, querida?

-S-sim, senhor... Papai, não me leva lá para baixo, por favor!

-CALADA! A SUA VOZ ME IRRITA! Sua mãe devia ter te abortado quando teve a chance...

Ele me pegou pelo braço e começou a me levar lá para baixo.

O tal do "lá para baixo" é um lugar no subsolo que meu próprio pai fez para me trancar quando eu fizesse algo errado, desobedecesse ou fizesse qualquer coisa do gênero. Ele deve ter algum problema da cabeça, porque eu nunca tive nenhuma amiga que passasse pelo mesmo. Quando eu era criança, isso era normal até; não que eu fosse uma criança levada e que vive aprontando,, eu era como sou na frente dos outros, mas ele vivia fazendo isso comigo. Nas primeiras vezes, minha mãe tentou me defender, mas meu pai a bateu, eu ficava trancada lá em baixo e ouvia minha mãe gritar... Ai você me pergunta "e ninguém ouve os gritos??" Meu pai fez a casa com uma ótima acústica, o som não sai com facilidade, as pareces são grossas. É uma fortaleza, cuja no subsolo tem uma calabouço, literalmente...

Eu custei  a dormir, é úmido e frio lá em baixo, e tudo o que tem é uma coberta mofada e um colchonete fino fedido... Odeio esse lugar, eu só não fugi ainda porque não tenho como me manter sozinha, e aqui, apesar desse probleminha, eu tenho uma boa vida...

MANU POV'S ON:

Vio estava estranha, mas quem sou eu para dizer q ela estava estranha se eu só conheço ela a dois dias... Mas mesmo em tão pouco tempo, eu sinto que ela já é especial para mim, sabe aquelas pessoas que parece que você já conhece de outras vidas? Ela parece ser dessas... Ainda quero conhecer seus pais, sua família, saber como é o quarto dela, hahaha eu pareço uma apaixonada daquelas histórias que se lê na internet de pessoas que se conhecem e já se apaixonam...

CONTINUA!!


Notas Finais


E então, batatinhas? O que me dizem sobre o capítulo? chocados?
:*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...