História We push and pull like a magnet do - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Changkyun, Monsta, Monsta X, Nari, Por Trás Das Câmeras, Shownu
Visualizações 25
Palavras 511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Estava bom demais para ser verdade


Changkyun veio calado o caminho inteiro, pensando o quanto Nari é irritante, o quanto não a atura, mas, entre tais manifestações odiosas, a imagem dos lábios rosados, dos fios rebeldes presos na testa pelo suor, e dos olhos castanhos, mas não escuros, conseguem se infiltrar, o que o deixa confuso e, por consequência, mais irritado. Seu coração bate acelerado e ele diz a si mesmo que é o cansaço.

Chegando ao dormitório, se joga no sofá e se esforça para esvaziar sua mente, buscando a condição pacífica do nada, o que se mostra completamente inútil. A garota conseguiu impregná-lo, ignorando o seu desejo de não perder mais um segundo com ela. Não quer mais vê-la, nem ouvir seu nome, ou ao menos pensar nele. A vida era muito mais fácil antes de reencontrá-la.

“A Nari é incrível, não é mesmo? A coreografia que ela criou é perfeita.” Shownu comenta com os outros meninos, que concordam. Changkyun soltam um som de escárnio e se vira no sofá.

“Você acha isso agora porque mal a conhece, mas aquela menina é um saco.” Acaba soltando, com a voz abafada pelas almofadas, mas mesmo audível.

“Você está sendo grosso e desnecessário, Changkyun. Nari é uma garota simpática, uma dançarina incrível e simplesmente sensacional. Você tem a sorte de conhecê-la melhor e não aproveita isso.” O mais velho fala com calma, mas seu tom é firme. Chang se senta no sofá de uma vez e o encara, fazendo questão de deixar transparecer o quão indignado está.

“Quando você virou o defensor dela?” Ele pergunta cheio de raiva, o que é incomum, pois, além de não costumar se estressar no geral, não ousa falar assim com Shownu. “Você está apaixonado, por acaso?” Assim que as palavras saem de sua boca, percebe que esse pode sim ser o caso. E imaginar seu amigo, ou melhor, seu irmão por opção, com a coisinha irritante que é a sua rival, o deixa ainda mais inflado de raiva, o que não consegue compreender e, na real, nem ao menos tenta. A última coisa que está sendo no momento é racional.

“Cuidado com a forma que fala comigo, Changkyun. Não esqueça que eu sou mais velho. E, se eu estou ou não apaixonado, ou por quem, não diz respeito a você.” O mais velho parece sinceramente com raiva, o que não é perceptível pelo seu tom de voz, mas sim pelo olhar, sempre expressivo.

“Ei, pessoal! Que clima é esse?” Jooheon interfere, com o seu maior e mais contagiante sorriso. “Deixem disso.” Ele dá um tapinha no braço do mais novo, enquanto Hyungwon vai puxando o líder para longe do local. “Nós estamos todos cansados e merecemos uma distração, não mais confusão.” Ele se aproxima de Chang, para sussurrar. “Abaixa a bola, cara. Você está passando dos limites hoje.”

Changkyun se joga no sofá mais uma vez, fecha os olhos e suspira pesadamente. Ao lembrar-se do sorriso de Nari e considerando  os acontecimentos do dia, pensa o quanto essa menina o deixa louco e o quão impotente ele é, incapaz de impedir.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...