História Weak? - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto
Exibições 33
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi!
Finalmente dando uma nota normal, -_-'
Enfim, espero q gostem! Fiz o capítulo com 800 pontos de carinho.. Não entenda.

Bjssss!

Capítulo 31 - Acordando


Fanfic / Fanfiction Weak? - Capítulo 31 - Acordando

O que é a vida? 

(Y/N) não sabia mais a resposta dessa pergunta. Na verdade, não poderia saber resposta de pergunta nenhuma: Não conseguia lembrar, enxergar para ela. Na sua mente, vida era apenas um sonho que não se pode enxergar nada, sentir nada. Não sabia como havia chegado naquela trágica situação - suas memórias estavam tristemente esquecidas no momento -, a única coisa que se lembrava na verdade era um borrão, e quando tentava ver mais lembranças, sua mente respondia com uma sensação horrível... Qual era o nome mesmo..? Ah, sim! Dor.

As coisas que ouviam não ajudam. Eram apenas sons estranhos e desconhecidos, como vozes de monstros - uma das coisas que mais aterrorizavam naquele estado eram estes ruídos - que a queriam matar. De vez em quando, sentia coisas caírem nela. Não eram coisas pesadas... Era algo líquido, como gotas de chuva.. Mas na verdade, eram quentes. A garota não podia se mover para tirar elas, então apenas caíam no rosto delicado dela e desapareciam depois de um tempo.

Seus únicos amigos ou pelo menos as únicas coisas que a apoiavam nesse momento descontente de dificuldade eram seus pensamentos. Porém sua memória estava tão ruim que não se recordava dos conselhos e palavras de apoio depois de um tempo. A única que continuava na sua mente, não importava o que acontecia, era essa:

"Algum dia isso muda. Isso vai mudar."

---

Naquele dia, como sempre, estava presa no seu mundo de escuridão, solitária como sempre. Não se mexer era uma tortura, como sempre, mas não é como se tivesse energia ou força suficiente para fazer isso.

Como sempre, porém, tentava: Levantar algo, mexer algo, etc... Não funcionava. Suspirou mentalmente, usando uma extra ópção: Abrir os olhos. Inicialmente, era uma tarefa muito díficil: Era como levantar um peso de academia, um daqueles do Rock Lee. Apenas conseguia ver um cílio seu.. O resto era apenas uma cor... Branco!

Depois de um tempo, conseguiu abrir o resto do olho, mas a sua visão não cooperava com nada: apenas via branco e outras cores escuras, tudo embaçado. Finalmente enxergava tudo... Mesmo que tudo bagunçado.

Agora decidiu falar algo, mas apenas saia sons que pareciam gemidos sem dor. Tentou, com todas as suas forças e esforços, falar algo.

-O.. - Gemeu fracamente enquanto olhava para cima - O..Oi.. - Acrescentou, provavelmente não sendo ouvida por estar usando uma máscara para ajudar a respirar.

Ela já tinha a energia para falar! Isso já era o bastante. Conseguiria... Levantar..

No segundo em que aquilo foi decidido, um movimento foi lentamente feito, causando um sorriso fraco no rosto dela: Colocou a perna -que parecia uma vareta agora- para fora do lugar onde estava deitando miseravelmente. Gemeu, colocando a outra perna para fora do lugar. 

-Não faça isso, por favor. - Ouviu esse som.

Olhou para a direção do som. Ainda apenas enxergava manchas tremidas, e na direção do ruído apenas havia uma mancha roxa e outras pretas em baixo dela. Uma "mancha-humanóide" - queria dizer que aquilo era alguém, provavelmente.

-Quem é você..? - (Y/N) sussurrou ligeiramente, franzindo as sombrancelhas.

-Você.. Não lembra de mim? - A voz era feminina e o tom era tremido. Será..?

-Kaori-sensei.. Desculpe, é que não consigo enxergar nada, são só manchas meio estranhas.. 

-Está tudo bem.. - Podia praticamente ouvir o sorriso de Kaori - Estou surpresa que não tem amnésia. E agradecida.

-É, mas... O que aconteceu? Eu não entendo nada.. Só lembro que fomos resgatar Sasuke e.. 

-Você lutou contra uma garota do som, Miyuki. Matou ela, sim, mas apagou por uma semana e meia. Naruto e outros amigos vinham aqui para implorar que acordasse para você. Na verdade, você sempre mexia a boca e fazia uns grunhidos, mas nunca reagia quando alguém te chamava. Naruto está numa missão agora junto com Sakura que nem o resto dos seus amigos estão. - Kaori explicou, dando umas pausas de tempo em tempo.

-A-Ah.. Ok.. - A Masami guinchou, agora sentindo tudo girar em sua volta. - Meu.. Estou tão tonta..

Outro ruído foi ouvido, agora outras manchas entrando e agora estavam do lado da menina. Parecia que os borrões estavam a encarando, e aquilo era aterrorizante.

-Deite-se! - Uma delas pediu. 

-Calma, vai dar tudo certo, querida. - Outra aconselhou. (Y/N) sentiu uma forte dor no braço... Como se um objeto super fino estivesse esfaqueando seu órgão. Era uma injeção?

-Você vai acordar recuperada.. - Uma sussurrou, enquanto a escuridão cobria a menina - Prometo.

---

Havia se passado uma semana desde que (Y/N) acordara. Depois de uma série de exames e injeções, sua visão estava recuperada totalmente e agora podia sair do hospital. 

A nova hokage, Tsunade, avisou que Kaori era a nova guardiã da adolescente, então agora estavam as duas caminhando calmamente para a casa de Kaori. Aparentemente, a sensei tinha uma "surpresa" para ela.

As duas chegaram rápidamente na moradia de Kaori e (Y/N) estava de queixo caído: Uma casa de madeira relativamente pequena, mas absolutamente linda! Haviam várias lâmpadas fora da casa, fazendo a vista cintilante e lembrando um céu maravilhosamente estrelado. Tinham dois vasos com rosas ao lado da porta, enfeitando a casa com êxito. 

-É linda, não é mesmo? - Kaori sussurrou, seguindo o caminho para a linda casa cintilante, sorrindo orgulhosamente. Subiu a pequena escadinha, no momento na frente da porta. Ficou parada que nem boba na frente de lá, logo virando e sorrindo para (Y/N) - Me orgulho dela tanto! - Acrescentou, dando uma risadinha gostosa após isso.

Após isso, as duas entraram, ainda conversando. Enquanto as duas ficavam sentadas no sofá de Kaori, esta lhe contando uma história boba sobre insetos no jardim, mas (Y/N) apenas prestava atenção sobre a linda sala de estar de Kaori. Parecia que até uma princesa poderia viver ali, de tão luxuosa e bonita. Poderia literalmente passar horas e horas ali, observando e babando por cada coisa linda que tinha na sala.

-É tudo maravilhoso... - A sensei comentou, passando a mão casualmente pelo sofá, suspirando sonhadoramente - É melhor você contemplar essa "paisagem" agora, que depois não dará tempo...

-Hã? - A garota guinchou, confusa pela frase anteriormente falada. - Como assim?

-Eu esqueci de te falar... - Kaori lembrou, batendo a palma da mão gentilmente na testa e fechando os olhos, suspirando. - Nós iremos embora de Konoha em breve para treinar. Você irá voltar em alguns anos apenas.

-O quê?! - A estudante piou, deixando os olhos arregalados e a boca um pouco aberta. Como é que alguém esquece de contar algo como isso?! - E os meus amigos?

-Calma, tenho certeza de que nada irá acontecer com eles. Você irá reencontrar eles, e tudo estará bem. 

(Y/N) olhou para a adulta como se aquela fosse uma ideia que queria que jogasse fora e pisasse desesperadamente. Ninguém havia a avisado que adultos também poderiam ser estúpidos. E mesmo assim, relutante, teve que concordar: se quisesse ser mais forte e reencontrar o frio Sasuke de novo, teria que jogar fora as distrações e treinar para se tornar uma kunoichi sem limites para sua força.

-Ok.. Eu aceito. - A Masami aceitou a ideia, ainda um pouco obstinente e rebelde.

-Ótimo. Então começe a arrumar as malas. Não vamos ir amanhã, mas... - Ela deu uma pausa, procurando palavras enquanto olhava para os lados - Mesmo assim. - continuou, sorrindo agora.

E estava decidido que (Y/N) não seria uma garota assim tão fraca ao passar dos anos. Talvez até chegasse no nível de Sasuke, um dia. Mas eram apenas possibilidades. A afirmação certa era: Iria treinar até cair.

CONTINUA...


Notas Finais


HUEHEHEHEHEUEH
E COMEÇA O SHIPPUDEN YAY!!
tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...