História Web Destiny ( Camren) - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Demi Lovato, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Lesbicas, Romance
Visualizações 267
Palavras 2.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem pela demora!
Mas não vou falar muito agora não.. vou tentar postar os próximos mais rápido... estamos quase no fim da maratona hein!!

Maratona Web Destiny 3/5

Boa leitura e os erros corrijo depois!

Capítulo 22 - Alejandro!


Fanfic / Fanfiction Web Destiny ( Camren) - Capítulo 22 - Alejandro!

**POV Lauren**

Me despedi de Ally e fui voando pra casa da Camila...aliás minha casa...isso é estranho de dizer!!. Quando cheguei ao estacionamento vi o carro de Dinah saindo, o que eu achei estranho pensei que ela iria esperar que eu chegasse pra ir embora, estacionei e resolvi levar só a mala primeiro para depois subir as caixas, peguei o elevador e quando parei na porta respirei bem fundo, eu sabia o quanto aquilo era importante pra mim e pra Camila também.

Quando abri a porta tudo era silêncio e nem sinal da minha linda mulher, fui andando pelo corredor em direção ao quarto, quando cheguei na porta e olhei, minha boca se abriu em um perfeito" O" de surpresa e meus olhos se encheram de lágrimas, minhas pernas ficaram fracas e levei as duas mãos pro rosto.

- Bem-vinda ao lar meu amor! - Camila disse e as lágrimas explodiram sem demora.

Vou tentar explicar o que vi naquele momento, havia pétalas de rosas vermelhas espalhadas pelo chão, pela cama e por todo lugar, no closet havia uma placa escrita de vermelho a frase " Nosso Closet" , ao olhar pro banheiro havia outra placa dessa vez escrita de rosa " Nosso Banheiro", e ao olhar para cama onde Camila estava sentada olhando fixamente meu rosto, havia uma última placa escrita de um tom escuro de vermelho " Nossa Cama", falando assim não parece muita coisa, mas ser recebida dessa forma por quem a gente ama, torna qualquer gesto o mais lindo de todos, e aquilo com certeza era o gesto mais lindo e romântico que alguém já havia feito por mim.

- Amor... isso é lindo...como você fez tudo isso? Seu ombro...você não forçou né? - disse preocupada enquanto abaixava na altura dela e ela sorriu.

- Fica tranquila eu não fiz esforço algum, Dinah me ajudou em tudo, gostou? - falou e eu sorri.

- Você realmente existe menina? Isso é a coisa mais linda que Alguém já fez por mim, Eu te amo e obrigada por me receber na sua casa e na sua vida. - falei e e selei nossos lábios.

- Existo e sou sua, e não é minha casa e sim NOSSA CASA, obrigada você por dividir a sua vida comigo, eu também amo você minha Lolo. - falou e eu não me contive mais.

Ataquei a boca de Camila com paixão e desejo, passei minha língua suavemente pelos seus lábios pedindo permissão para invadir sua boca, ela permitiu e logo nossas línguas se encontraram de forma quente, soltei um gemido quando senti o calor da sua língua macia na minha, minhas mãos se perdiam em meio os cabelos da latina e ela segurou forte em minha nuca aprofundando ainda mais nosso beijo, foram minutos perdidas naquele momento até que nossos pulmões pediram por ar.

- Calma... preciso respirar Camz...- falei ofegante.

- Eu quero você Amor! - falou e me olhou maliciosa.

- Eu poderia dizer que não por causa do seu ombro, mas depois disso tudo que você fez eu estou realmente desejando fazer amor com você por todo lugar, mas primeiro preciso tomar uma ducha.. você me espera? - falei e ela mordeu o lábio.

- Claro que espero, mas me prometa que será o banho mais rápido da sua vida ok?! - ela falou e eu nem respondi, apenas comecei a tirar a roupa e fui correndo pro banho, quando entrei pude ouvir os risos de Camila ecoarem pelo quarto.

Quando saí ela estava completamente nua deitada de barriga pra cima com uma perna esticada é a outra dobrada, eu me livrei da toalha que cobria meu corpo e andei até a cama me colocando por cima do corpo bem desenhado da minha latina.

- Uau você foi super rápida...adoro isso!- falou me puxando pela nuca e começando um beijo intenso e cheio de tesão...

Passamos várias horas nos amando em nossa cama perdi as contas de quantas vezes gozamos juntas, gememos juntas e nos entregamos ao desejo e paixão. Meu corpo estava suado e fraco, no corpo sentia a queimação das marcas das unhas de Camila em minhas costar, ela estava ainda ofegante e completamente suada.

- Isso foi incrível Amor, fazia um tempo que a gente não fazia amor desse jeito. - ela falou me olhando e eu sorri.

- Verdade, agora que moramos juntas vai ser difícil fazer diferente disso, eu ainda peguei leve por causa do seu ombro, fiquei com medo de te causar dor. - falei e ela me deu aquele olhar que faz perder a sanidade.

- Não vejo a hora dele sarar e você me fuder pela casa toda. - falou e eu a beijei e terminei em uma mordida no lábio inferior.

- Não tenha dúvidas que farei isso, aliás nós vamos fazer isso, quero que você me coma em todos os lugares da nossa casa! - falei e ela deu um sorrisinho mordendo a ponta da língua.

- Safada!!

- Mas você me ama!! - falei e ela gargalhou.

- Amo e muito!! - disse e eu puxei o edredom para nos cobrir.

- Eu também te amo meu amor, agora vamos dormir que amanhã eu tenho que arrumar minhas coisas. - falei e ela assentiu.

- Vamos sim, amanhã o casal Norminah vem para te ajudar, pedi pra Dinah hoje mais cedo e ela concordou. - falou e eu sorri.

- Me lembre de agradecer a DJ por ter te ajudado a fazer tudo isso!

- Pode deixar, Boa noite Lolo, eu te amo!

- Boa noite Camz, qualquer coisa me chama tá. - falei e demos um beijo carinhoso.

Passei o braço por cima de Camila deixando ele em sua cintura e colocando minha cabeça apoiada em seu ombro esquerdo, ela passou a mão por cima da minha entrelaçando nos dedos. E assim tivemos nossa primeira noite dividindo o mesmo teto e a mesma cama.

**POV Camila**

Acordei ouvindo a campainha estridente ecoar pelo apartamento, Lauren também despertou e me olhou sorrindo, ia me levanta para atender mas ela me impediu.

- Deixa que eu vou amor. - falou e se levantou, colocou a cueca feminina branca e um blusão azul marinho dela que a deixava sexy.

- Eu te encontro já vou me vestir. - falei e ela saiu em direção a porta.

Eu me levantei e coloquei uma calcinha, um short curto de malha preto e uma regata vermelha, fui ao banheiro e fiz minha higiene, arrumei o cabelo e saí do quarto e não ouvia nada além da minha respiração, andei até a sala e já fui chamado Lauren.

- Amor quem...Merda...Pai?? - falei quando levantei o olhar vendo meu pai parado na porta encarando Lauren que estava estática na frente dele.

- Karla Camila eu espero que você possa me explicar o que está acontecendo aqui! - Meu pai falou com a expressão séria que conhecia bem.

- Acho melhor eu sair e deixar vocês a sós. - Lauren disse saindo em direção ao nosso quarto.

- Negativo, você fica também!! - meu pai falou fazendo Lauren parar e me olhar desesperada.

- Pai, acho que ela não precisa estar aqui durante essa conversa. - falei e ele entrou sentando no sofá.

- Aí é que você se engana, eu quero ela aqui por que sei exatamente o que está acontecendo entre vocês Camila. - disse e minha saliva desceu seca pela garganta, senti um nó se formar.

- Sabe?? - falei mostrando estar mais nervosa do que gostaria.

- Sim, mais quero ouvir de você! - falou e eu peguei na mão de Lauren a levando pro sofá para sentar comigo. Ela não dizia nada, estava nitidamente apavorada.

- Bem...eu...eu...eu sou lésbica pai, e já faz um bom tempo,antes mesmo de me casar com o Austin já sabia que eu não gostava só de homens, mas você e a mama colocaram tanta pressão para que eu me casasse com ele que me senti sem saída, e depois de me separar comecei a sair com garotas e percebi que eu não sou bissexual, mas sim lésbica, e há uns 5 meses eu conheci a Lauren e nós nos apaixonamos completamente, ela me ama e eu a amo muito, ela está morando comigo agora e vamos nos casar daqui uns meses. - disse tudo que estava sentindo e ele apenas ouvia atento, Lauren sorriu fraco e apertou minha mão para que sentisse que ela estava ali e não ia me deixar sozinha.

- E você Lauren, ama minha filha de verdade? - ele perguntou e Lauren arregalou os olhos e corou.

- Senhor Cabello posso dizer com toda certeza do mundo que eu amo sua filha mais que a minha vida, e eu jamais vou fazê-la sofrer, vou cuidar dela e me certificarei a cada segundo que ela seja plenamente feliz ao meu lado. - Lauren falou e eu me derreti inteira.

- Olha Camila eu sinto muito por tudo o que você viveu na época que estava com o Austin, e me arrependo de ter deixado você se casar com alguém que não amava, mas agora que tenho uma chance irei me redimir, não vou ser contra a uma coisa que está nitidamente te fazendo feliz, sua mãe com certeza será contra por toda aquela bobagem da religião, mas vocês duas tem a minha benção para esse casamento, e faço questão de te levar no altar e te entregar para Lauren! - falou e eu já chorava de emoção.

- Papa...eu.. Meu Deus obrigada, eu tive tanto medo do senhor me rejeitar como a mama fez, eu não suportaria perder os dois, obrigada...te amo tanto.- falei e o abracei como pude.

- O senhor não vai se arrepender, irei cuidar da sua filha pra sempre! - Lauren disse se aproximando.

- Por favor me chama de Alejandro Lauren, e eu espero que você cumpra sua palavra, Camila e Sofia são meus maiores tesouros...e agora eu acho que ganhei mais uma filha não é? - disse e eles se abraçaram.

Não existia sensação que superasse o que eu sentia naquele momento, meu pai me deixou ainda mais orgulhosa de ser sua filha, diferente da minha mãe ele entendeu que o amor não escolhe sexo, cor, religião e nem nada disso, ele simplesmente acontece de forma natural e ver que ele me ama o suficiente para me entender sem julgar já me faz uma pessoa melhor.

As vezes quando estamos em uma situação como essa ter o apoio da nossa família e das pessoas que amamos são essenciais para que possamos passar por tudo de cabeça erguida e ter forças para enfrentar tudo o que possa vir pela frente. E eu estava me sentindo exatamente assim, pronta pra enfrentar o mundo.

Meu pai eu e Lauren conversamos um pouco, mas logo ele teve que ir, disse que tinha que ir trabalhar, antes de sair falou para Lauren que ainda sim queria netos e ela sorriu e disse que teríamos um time de futebol e eu revirei os olhos fazendo eles gargalharem.

- E Kaki não se preocupe, eu vou conversar com a Sinu, ela não pode te rejeitar desse jeito. - meu pai disse enquanto me fazia carinho no rosto.

- Apesar de achar que não vai resolver muito, eu aceito a sua ajuda pai. - falei e ele sorriu.

- Ahh..eu já ia me esquecendo, Alejandro amanhã haverá um jantar na casa dos meus pais para oficializar meu noivado com a Camila e seria de extrema importância que o senhor fosse, Pode ser? - Lauren perguntou e meu pai sorriu.

- Claro, estarei lá me mande o endereço por mensagem e o horário Lauren, agora tenho que ir. - disse e se despediu de mim e de Lauren.

Fechei a porta e meu sorriso aberto mostrava minha alegria e paz pela reação positiva do meu herói. O homem que cuidou de mim durante toda a vida, que mesmo não estando com a minha mãe, não abriu mão de estar presente em todos os momentos importantes da minha vida. Que me ensinou a andar de bicicleta, que me defendia na escola quando alguém implicava comigo,era agora o mesmo homem que apesar ter sempre sonhado em me ver casada com um homem de bem, não se opôs a minha felicidade...esse era meu pai e digo com todo meu coração que saber que ele está ao meu lado faz com que tudo se torne ainda mais feliz e Perfeito! Mesmo que minha mãe seja contra pra sempre, e que isso me machuque todos os dias, ter meu pai ao meu lado alivia um pouco e deixa menos culpada por amar Lauren tão intensamente e eu serei eternamente grata por isso.


Notas Finais


Eu não sei vocês mais eu achei esse capítulo lindo!

Volto já já para continuar a maratona ok!!

Bjoka da lyncy!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...