História .wednesday - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias DAY6
Personagens Jae, Young K
Tags Brian, Day6, Jae, Jaehyung, Jaehyungparkian, Oneshot, Yaio, Young K, Younghyun
Visualizações 38
Palavras 938
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tava com saudade de escrever algo na categoria day6 e tava com esse plot desde o inicio da semana, feriado chegou e eu finalmente tive tempo.
(tá meio betada, então desculpem qualquer erro)

Capítulo 1 - Único


Quartas sempre foram o pior dia da semana para Park Jaehyung. Ele sempre odiara com todas as suas forças as aulas de coreano. Não conseguia prestar atenção naquele falatório do professor, havia desistido da matéria faz tempo.

Nesse dia, em específico, estava mais aéreo e a culpa não era nem da disciplina, a culpa era de Kang Younghyun. 

O coreano fazia Jaehyung esquecer como se fala em qualquer língua, quando sentia Younghyun se aproximar era como se não conseguisse emitir nenhum som. 

Mantinha aprisionado na gaveta de sua escrivaninha diversas cartas endereçadas ao Kang e se sentia na quarta série por escrevê-las. 

Observar o garoto havia se tornado um hobbie para Jaehyung, sabia tudo sobre ele e não se orgulhava disso, não queria parecer um stalkear maluco, mesmo já sendo. 

Se apaixonar por Younghyun fora tão inevitável quanto respirar oxigênio. O sorriso tímido e a mente brilhante faziam dele o garoto perfeito para Jae. 

Por meio de uma amiga descobrira que o Kang tocava numa banda de garagem junto com os amigos, o que despertou em Jae a vontade de aprender algum instrumento para se aproximar de Younghyun. Fazia dois meses que estava aprendendo a tocar guitarra, mas nem por isso se aproximou do Kang. 

Sabia que a música era a paixão de Younghyun. Na primeira vez que fora vê a banda dele ensaiar, a forma como o Kang tocava fez Jae arrepiar, nunca havia visto alguém tão imerso na música e que demostrava tanta paixão pelo ato de tocar. Toda a terça ia ver os cinco garotos tocarem, mesmo que isso significasse se enfiar no meio dos arbustos da casa de Sungjin e ter que se esconder para que os outros não vissem um estranho os olhando da janela. 

Na sala de aula, não olhar para Kang Younghyun havia se tornado um desafio quase impossível de cumprir para Park Jaehyung. Talvez estivesse apaixonado demais pelo garoto que até mesmo achava lindo a forma como ele escrevia ou como colocava a mochila nos ombros e andava pra fora da sala. 

Essa paixão toda perdurava desde o início do ano letivo, Jaehyung não sabia porquê esse sentimento surgiu, já havia visto o garoto tantas vezes, estudam na mesma sala dele desde o início do ensino médio e isso já fazem 2 anos.

A visão de Kang Younghyun era algo desconhecido para Jae, não sabia se o garoto gostava de garotos, não sabia se ele sabia de sua existência. Mas a resposta pra todas essas perguntas é sim. Kang Younghyun gosta de garotos e sabe da existência de Jaehyung. Além de nutrir, tanto quanto Jae, uma vontade de falar com o outro. 

Nessa quarta feira, o sinal parece demorar um século para tocar e para Jae isso significa mais tempo observando a beleza do Kang. 

Embora tente voltar sua atenção para o professor, Jae falha. É despertado do transe quando vê que Younghyun havia se virado em sua direção e tinha nas mãos uma bolinha de papel. 

Desvia o olhar e finge estar copiando o que o professor passa no quadro, para que não fosse descoberto. Ao olhar de canto de olho, percebe que o papel amassado que antes estava com Younghyun, agora voa em sua direção, caindo sobre a sua mesa. 

Pega o papel discretamente e olha para o garoto, que sorri de leve, logo virando pra frente.

Abre o papel tentando não parecer ansioso com o conteúdo.

Hey!

Uma amiga me contou que você toca guitarra.

Não se você sabe, mas eu toco numa banda, mais por diversão mesmo, a gente vai tocar pela primeira vez e queria saber se você não quer ir, me fala depois da aula.

Não sei, você que sabe... :)

                                                                                                                                                                          Younghyun

Um sorriso surge no rosto de Jae e para sua sorte o sinal toca logo em seguida.

O professor fala de mais alguma atividade que valeria algum ponto qualquer, mas nem Jae nem Younghyun parecem se importar.

Todos os alunos, exceto os dois, saem apressadamente.

Colocando todos os materiais na mochila rapidamente, Jae toma coragem para andar até a carteira do Kang e responder pessoalmente a proposta.

- Oi. – é tudo o que consegue dizer ao se aproximar.

- Oi, então...- Younghyun olha para o papel que havia enviado e que estava na mão do outro.

- Parece legal. – Jaehyung fala sem fazer nenhum sentido. – Sabe... Um show.

O jeito tímido do Park faz Younghyun rir.

- Sim. E ai? Você quer ir? – O Kang era o menos tímido entre os dois.

- Eu adoraria. – Jae responde com rapidez.

- Legal! – Younghyun sorri. – vai ser numa cafeteria.

- Tudo bem. – ele se vira pra pegar um papel e uma caneta para que o outro anotasse seu endereço.

Com um movimento ágio, o Kang puxa a mão do outro e anota o endereço na palma de sua mão, colocando seu número logo abaixo.

- Pra não gastar papel. – se justifica de forma brincalhona.

- Certo. – Jae ri tentando não desmostrar que o simples contato com a pele de Younghyun havia o deixado nervoso.

A conversa é interrompida pela funcionária da limpeza, que surge e estranha os dois ainda estarem na sala de aula.

- Então... Até amanhã, me manda uma mensagem. – O Kang é o primeiro a sair e se despede da porta.

- Até. – Jaehyung responde baixo, não sabendo ao certo o que pensar sobre o que havia acontecido.

Kang Younghyun, sua paixão platônica, havia falado consigo, convidado para ir vê-lo tocar e  ainda dado seu número, parecia um sonho e pra se certificar, dá um beliscão em si mesmo, ao sentir dor, nota que não podia ser um sonho e sorri.

 


Notas Finais


É isso. <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...