História Weekend Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Ametista, Buck Dewey, Connie, Creme Azedo, Garnet, Jenny, Lápis Lazuli, Peridot, Pérola, Steven Quartzo Universo
Tags Quartzshipping, Stevethyst
Visualizações 85
Palavras 584
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Depois de algum tempo off eu finalmente voltei a publicar, agradeça à notificação do Spirit no celular. Enfim, essa fanfic está sendo criada direto do vácuo espaço de minha cachola, estou criando sem pensar na verdade. Espero um bom resultado rs. Obrigada por lerem esta fic e quero muito que apreciem!

Capítulo 1 - Café da Manhã


Fanfic / Fanfiction Weekend Love - Capítulo 1 - Café da Manhã

— Steven. — A voz alegre ecoava em seu quarto aberto. 

Os raios solares davam pequenos beijos de bom dia ao jovem sonolento, que se mexia de um lado para o outro em busca de mais sono.

Sentido-se ignorada pela primeira vez, a gem que falava com bastante felicidade retornou a chamar, agora com toques. A gem já acordada mexia no rapaz levemente, fazendo carinho e dando beijinhos.

— COMO É QUE É AÍ, P! ACORDA ELE! — Outra gem, na cozinha, gritava para chamar a atenção, tanto de quem dormia quanto de quem queria acordar quem dormia.

— Ametista! Não se acorda humanos dessa forma! — Pérola, a encarregada de acordar Steven, a repreendeu pela atitude que sempre achou grotesca. 

Em resposta, Amy apenas deu língua. 

— Pérola, você está fazendo de novo...

—O quê,  Garnet?

— Você está olhando ele dormir ao invés de acordar logo ele. Desça e me ajude com o café da manhã. Ametista, acorde-o.

— Show! — A gem lilás gargalhou maliciosamente, enquanto vasculhava as gavetas de Steven e jogava tudo no chão. 

— Ah, Ametista! Acabei de guardar tudo!

— Depois eu guardo.

— Sei. ¬¬ Vamos, pegue logo o que tem que pegar e saia daí para que eu possa organizar tudo novamente. — A ordem foi expressa como uma mãe ordenara uma filha bagunceira. Vendo as bexigas vazias nas mãosinhas roxas, Pérola não se conteve em perguntar o motivo de te-los em mãos.

As bexigas faziam parte do mesmo pacote de bexigas que Steven encheu de água para acertar quem perdia na partida de damas. Isso a fez lembrar de Opal, e a quanto tempo não a formavam.

— Relaxa, P. Daqui a pouco você verá hehehehe!


*


Steven acordara, sentou-se na cama e, como ainda estava sonolento, bocejava repetidas vezes enquanto coçava seu peito, só aí percebera que estava sem a parte de cima de seu pijama. 

O menino olhava para debaixo, as marcas roxas em seu tronco o assustou. Desceu as escadas sem olhar nada, correu ao banheiro e lavou seu rosto, talvez fosse algum tipo de alucinação causada pelo cansaço.

O jovem olhou novamente sua reflexão e Logo foi perceptível o que era de verdade: Não eram manchas e sim... Marcas de beijo. Muitas marcas de beijo.

Marcas essas que começaram em seus lábios, desciam pelo seu pescoço e se alastrava sobre seu peito e barriga. Até sua gem estava com beijinho. Em baixo de sua joia havia uma grande concentração dos mesmos beijos, era tão grande que sua calça tampava os demais beijos.

— Cara, o que eu fiz ontem?! — O menino levantou sua calça e sua cueca, revelando seu membro na mesms cor que as marcas, o constrangindo em absoluto.

Um grito foi ouvido, o rapaz se levantara rápido de sua cama, suando frio. Levantou seu pijama superior para averiguar seu ex-corpo rechonchudo e completamente limpo. Nenhuma marca de beijo no rapaz de, agora, dezoito anos.

Steven suspirou completamente aliviado,  mas se assustou ao ouvir uma gem braba:

— PO STEVEN! QUAL É! 

— Hm? Amy? Bom dia. O que houve? Por que está zangada? ... Por que este balão está cheio de água? 

— Eu ia te acordar! Poxa vida! — A lilás bufou decepcionada.

— Que pena, Amy. Sinto muito.

Ametista suspirou, em seguida mirou o rapaz com as mãos abaixadas, sorrindo.

— Tudo bem, Stev. Vamos, o café está pronto. — Seu sorriso se desfez ao ouvir os murmúrios altos da gem perolada.

— Que tanta gritaria é essa?!

— Isso aqui! Hahahahaha!

A gem lilás acertava as numerosas bolas cheias de água,  acertando todas em Pérola, que muito reclamou.



Notas Finais


Dei uma editada básica neste capítulo. Fique tranquilo, só deixei ele com mais sentido para os capítulos futuros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...