História Weekend Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Ametista, Buck Dewey, Connie, Creme Azedo, Garnet, Jenny, Lápis Lazuli, Peridot, Pérola, Steven Quartzo Universo
Tags Quartzshipping, Stevethyst
Visualizações 72
Palavras 886
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Continuando...

Capítulo 2 - Convite à Fantasia


Fanfic / Fanfiction Weekend Love - Capítulo 2 - Convite à Fantasia

Steven P.O.V

Aquele sonho me assustou muito. Quem teria me beijado daquela forma? Com certeza, do jeito que meu amiguinho estava, não ficamos apenas no beijo. 

Estou mais brincando com a comida do que comendo. Era ovos com bacon, formando um rosto feliz, do jeito que eu gostava. O sonho mecheu comigo.

Fui desperto de meus devaneios quando acertaram um mirtilo em mim. Não era Pérola, ela jamais comeria, Garnet não faria coisa como essa. Só me restou uma opção. 

— Por que fez isso?

— Você tá babando a comida, maninho. Aconteceu alguma coisa enquanto dormia? — Ametista demostrou curiosidade.

— O que houve, Steven? — Perola me indagou preocupada.

Eu desejava contar tudo, mas os detalhes me envergonharam muito para o fazer.

— Tive um sonho estranho. Eu acordei e estava sem camisa, parecia muito real...

— Era um sonho, cara, desencana. — Amy respondeu desinteressada.

— Ou uma visão do futuro. — Garnet se pronunciou, despertando a curiosidade e a atenção de todos, principalmente as minhas. — Beijei sua testa ontem, quando te desejei uma boa noite...

Ah, não pensei nisso antes, permaneci intrigado, mas nada mais comentei.


*


Encerramos nosso café com um outro assunto mais dinâmico. Em seguida Garnet chamou Pérola para uma missão, mandando Amy e eu ficarmos em casa.

— Comportem-se. — Garnet disse sem olhar para trás,  já de pé sobre o transportador.

— E, Steven, cuide de Ametista. — Para variar, Pérola resolve provocar. Ametista só não correu para pegá-la porque a segurei, e porque o transportador se fechou.

— Quem aquela aguada pensa que é?! — Amy sentia fogo em seus olhos.  Eu podia sentir sua raiva emanar como o calor de uma fogueira.

Passado o furor repentino,  a porta de entrada é batida, despertando nossa curiosidade, porque quase não recebemos visitas surpresas.

Pela silhueta formada pelos raios do sol, era perceptivel não ser Connie, pois era muito mais alta que ela.

— Atende. — Era só o que Ametista falou em tediosos dez minutos. Ela estava deitada no sofá, fingindo dormim.

Suspirei e caminhei à porta, me surpreendendo com quem era

— Buck! 

— Fala, Steven. Tudo na boa?

— Sim. Veio sozinho?

— Não. Creme Azedo e Jenny estão ali. — Ele apontou para a mesinha com as cadeiras que tenho no sobrado da casa.

— Fala aê, Steven!

— Casa maneira! Ia ser da hora dar uma festa aqui. — Jenny e Creme falaram respectivamente. Vê-los amigos meus me alegrava, estavam me visitando, era algo inédito. 

— O que os trazem ao meu humilde palacete? — Perguntei de forma engraçada, provocando risadas.

— Terá uma festa à fantasia hoje a noite no galpão abandonado. — Buck começou.

— E ia ser muito legal se você fosse. De fantasia, claro. — Jenny continuou, agora frente à porta.

— O que nos diz, Steven? — Creme Azedo me perguntou. 

Um "sim" sairia com muita facilidade, mas lembrei do "Comportem-se" que Garnet disse antes de sair.

Olhei para dentro da casa. Ametista agora estava preparando um sanduíche quando a chamei.

— FALA. — Ela respondeu sem mover um músculo para se aproximar de mim.

— FESTINHA. VAMOS?

— QUANDO?

— HOJE.

— QUE HORAS?

— DE NOITE. VAMOS?

— VAMOS.

— Eu topo, galera, mas como viram, só posso ir com ela. — Respondi animado, porém receoso. — Algum problema?

— Claro que não, quanto mais gente melhor! — Creme Azedo respondeu animado.

— Não sendo careta, não vejo problemas. — Jenny enfatizou bem alto, querendo que Ametista ouvisse.


Indireta enviada com sucesso.


Ver a minha gem baderneira favorita se aproximar de nós me deu um calafrio, espero que ela não faça nenhuma outra bobagem.

— Escuta aqui, galera, eu vou pra essa festa pra balançar com geral! — Fiquei aliviado com o jeito dela falar,  descontraído. 

— É assim que se fala garota! — Elas deram um High Five animado.

— Lembrando, a festa é à fantasia, se fore. Com roupas normais, vão pagar micão. — Buck frisou a importância de usar outra roupa. Me perguntei qual usaria... 

— Posso me fantasiar de alienígena terráquea? — Amy perguntou em tom brincalhão. 

— Micão. — Buck respondeu novamente, sem tirar seus olhos de nós dois. — Agora devemos ir. Até mais Steven Universo e Alienígena Terráquea. 

— Tchauzinho!

— Xau!


*

Normal P.O.V


Assim que se despediram, a dupla dinâmica gem fecha a porta. Se entreolham alegres, segurando o riso.

— FESTINHA! UHUL!

— FESTINHA! Mas...

— O que foi, Steven?

— Não sei o que vou vestir.

— Hehe, eu sei!

— O que você vai usar, Amy?

— Hoje a noite você vê! 

— Ah! — O jovem bufou de raivs por ansiedade. — Já que você sabe o que vai usar, então me ajude.

— Que tal... Hm... — Ametista ponderou por exatos dois segundos quando o jovem gritou.

— JÁ SEI! JÁ SEI O QUE VOU USAR! 

— O quê? 

— Você não diz, eu não digo! Heheheh

— ¬¬

*

Anoiteceu. Nada das meninas aparecerem, o relógio apontava nove e quarenta da noite, o jovem estava se banhando enquanto a 100% gem o cobrava.

— BORA, STEVEN!

— TÔ INDO!


Dez minutos depois...


— Você vai de Tigre Milionário? 

— Como você teve a coragem de cobrar e nem está pronta?!

— Bobinho. — A risada dela o confundiu. Logo um brilho se apossou de sua forma física,  mudando suas vestes.


As novas vestes, o olhar lascivo e o sorriso sedutor excitou o jovem que passava pela puberdade.  


Diversas vezes gaguejou antes de elogiar a gem, que riu devido ao gracejo.

— Vamos?

— Claro, Amy.

E assim se foram, rumo à noite que prometia muita diversão. 


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...