História Weird Nameless - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Dianna Agron, Joe Jonas, Jonas Brothers, Kevin Jonas, Megan Fox, Nick Jonas
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Dianna Agron, Joe Jonas, Kevin Jonas, Luke Hemmings, Megan Fox, Michael Clifford, Nick Jonas, Personagens Originais
Tags 5sos, Aceitacao, Amizade Colorida, Banda, Bandas, Busca Do Sucesso, Drama De Amizade, Drama Familiar, Fama, Rejeição, Traição, Trajetória, Weird Nameless
Exibições 10
Palavras 2.975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláaaaaaaaaaaa. Depois de toda a espera, porém nenhuma paciência da parte de vocês (mentira, nem sei quantos meses foi, só sei que foi foda, perdão), aqui estou com o capítulo novo e que acabou me agradando no final.
Sem mais delongas (POR FAVOR!!!!), se divirtam com a leitura.

Capítulo 7 - Hello Friday


Thamires recebeu a mensagem com as informações sobre o show na quinta à tarde, ela não demorou muito pra passar a informação ao resto do grupo e logo, combinaram como iriam se encontrar no lugar.

Ela e Rick já esperavam a Bruna e Tiffany no ponto de encontro. Um lugar apenas uma quadra longe de onde seria o show dos garotos. Ao que parecia, Tiffany já estava chegando. O fato foi confirmado depois de uns dez minutos.

– E a Bruna? – Tiffany perguntou quando chegou.

– O que você acha? – Rick falou sarcástico. – Atrasada, é óbvio.

Eles esperaram mais dez, depois mais quinze, depois mais vinte minutos...

– Acho que devíamos entrar logo no lugar e mandar ela encontrar a gente lá dentro né não? – Thames começou. – To com medo de nos assaltarem aqui...

– Só ta a uma quadra longe Thames. Qualquer coisa a gente corre e entra lá. – Tiffany disse.

– Sei não Tiffany, acho que a Thames tá certa. A gente devia esperar lá dentro...

Tiffany soltou um suspiro.

– Querem que eu ligue pra ela avisando?

– Ligar pra mim?

Todos se viraram.

– Tá maluca Bruna?! Chegar assim?!

– Isso não faz bem pra saúde!

– A gente falando de ser assaltado e você chega por trás da gente?

– Foi mal a demora. – a ruiva disse e ignorou os comentários.

– Marcelo?! – Tiffany e Rick disseram ao mesmo tempo.

– Oi. – o moreno alto de topete e óculos respondeu dando um sorrisinho, chegando logo atrás de Bruna.

– Eu convidei. – Bruna respondeu. Os amigos olharam incrédulos para os dois.

– Você... Convidou? – Tiffany falou um pouco sarcástica e um pouco incrédula. – E desde quando você convida as pessoas pra qualquer coisa?

– Ué, é proibido? – Bruna levantou as sobrancelhas. – Tão implicando comigo por que não queriam ele aqui?

– O que? Isso é sério? – Marcelo perguntou sem acreditar.

– Isso é coisa de Thamires! – Rick entregou a amiga. Thamires deu uma cotovelada em Rick. – Ai! Mas é verdade!

– Ah, Marcelo, cala a boca tá? Você nunca chama a gente pra nada! – Thamires respondeu já irritada. – Não é porque a gente odeia aquele seu grupinho de riquinhos que não é pra chamar a gente.

– Pra que ele iria chamar a gente se ele sabe que a gente vai dizer não? – Bruna falou calma e logicamente.

– Cala a boca você também! Tá atrasada e trouxe um penetra junto! Além de outras coisas...! Sua conta tá muito abaixo do negativo! – Thamires falava com seu jeito rápido.

– Tá bom Thamires. – Rick começou. – Nada de drama barato agora tá? Isso aqui não é Rebelde.

– Tem razão, em Rebelde todo mundo era rico! – Thamires respondeu olhando incisivamente para Marcelo.

– Ah, para vai. – Marcelo começou. – Eu não sabia que você guardava tantos sentimentos por eu não chamar vocês pra algumas coisas.

Thamires juntou a ponta dos dedos indicadores e colocou na frente de Marcelo.

– Corta! Corta agora!

Bruna fez um bico de impaciência enquanto Rick revirava os olhos pra tudo aquilo. Tiffany e Marcelo só começaram a rir sem parar.

– Ok Thames, ótima atuação. – Tiffany falou rindo. – Agora vamos entrar que todo mundo já tá aqui e já ta quase na hora do show. – Tiffany começou a puxar Thames para o outro lado, em direção ao clube, onde seria o show dos meninos. Rick, Bruna e Marcelo seguiram logo atrás.

– Ei gente... Vocês chegaram a stalkear os garotos? – Rick falou em meio ao silêncio enquanto andavam.

– Ih é mesmo!! – Tiffany falou. – Pera, você fez isso? Stalkeou eles?

– Tentei né.

– Rick! Você falou que ia parar com isso, lembra?

– Eu tava lá, eu lembro. – Bruna comentou.

– Eu também stalkeei. Mas não achei nada no Facebook. – Thamires falou sem precisar que Rick se defendesse.

– Que estranho. Até eu tenho Facebook hoje em dia. – Bruna falou.

– Você tem não sei pra quê! Não usa!

Todos ficaram quietos por um momento, sei lá porquê, até Marcelo falar.

– Como é que não acharam nada? É impossível. E quanto a página da banda dos caras?

– Uhh... Eu acabei stalkeando outras pessoas e parece que eles excluíram a página. – Rick disse.

– Também descobri a mesma coisa, mas eu perguntei a uma amiga minha que disse que ia vir ao show com uns amigos...

– Será que eles são tipo... Conhecidos já? Com fãs e tal? – Marcelo perguntou.

– Sei lá, mas pelo que eu falei com Ashton parece que vai ter outras bandas pra se apresentar, então provavelmente algumas pessoas vão só pra ver eles... Eu acho.

– Você anda conversando com Ashton então? – Tiffany teve que puxar esse assunto.

– Sim, estamos! Na quarta-feira depois de falar com vocês eu vi o celular e já tinha umas cinco mensagens dele.

– Sério?

– Ai meu Deus.

– E aí?

– Ah, ele é bem energético e tem sempre um assunto. – Thamires falou sorrindo.

– Tem certeza que não ta falando de você? – Bruna ironizou e o grupo todo riu, até Thamires. A morena de cabelos pretos não sabia muito bem o que pensar sobre isso, mas pensar que ela e Ashton eram parecidos a deixou de bom humor.

A caminhada não demorou e chegaram à entrada do clube. Em cima estava escrito Fish n’ Fire Club. O nome trazia “peixe” no nome devido a se localizar num bairro próximo ao litoral, cujo tinha uma área somente para barcos de pesca. Todo mundo conhecia como Fish. O lugar era bem popular por trazer bandas pouco conhecidas que se tornaram febre em poucos anos, “pescando bandas” alguns brincavam. O grupo já havia estado ali em alguns eventos. Era um ótimo lugar pra vir com os amigos pra ouvir músicas diferentes, dançar e conversar.

A fila estava um pouco grande, mas todos pensaram porque talvez fosse sexta-feira.

Não foi numa sexta-feira que essa história começou?

Pelo menos não demorou muito pra entrarem e se demorou, eles não perceberam o tempo passar já que não paravam de conversar na fila.

– Thames, você vai ligar pro Ashton ou... O que? – Bruna perguntou indiferente para Thamires. Todos olharam pra ela enquanto andavam para dentro do local.

– Eu? Eu não posso ligar! – Thames falou com pressa.

– E por que não? – Rick perguntou. – Para de besteira e liga logo.

Thamires não queria surtar naquele momento então deu um longo suspiro com a cara apreensiva. Ela pegou o celular da pequena bolsa que carregava e ligou para o número de Ashton, porém chamou até cair na caixa postal.

– Ele não atende.

– Liga de novo. – Tiffany falou.

Então Thames tentou mais uma vez, mas caiu na caixa postal novamente.

– Continua não atendendo. – ela respondeu para todos. Eles decidiram sair do hall de entrada e seguiram pelo corredor. – O que a gente faz?

– A gente procura, oras. – Bruna disse. – O Ashton é alto e o louro também, não vai ser difícil de achar.

– O nome dele é Luke, Bruna.

– E eu ligo. – Bruna respondeu com seu mal humor comum.

A área que acontecia os shows não era muito grande, deviam caber no mínimo umas quinhentas pessoas lá dentro. Era todo fechado com janelas de Insulfilm, de modo que quem estava do lado de fora não via nada lá dentro. Tinha dois andares, os dois climatizados. Tanto na parte de cima quanto na de baixo você conseguia ver mesas, mas o bar ficava na parte de baixo. O ambiente era praticamente escuro, com poucas luzes, mas qualquer um conseguia se localizar se enxergasse bem o suficiente. O palco, o qual já tinha uma banda se apresentando, ficava do lado contrário ao do bar.

A banda que estava no palco tinha um estilo mais indie que era bem agitado, quase um pop. As pessoas dançavam na pista de dança, algumas num grupo, outras como casais... O mais importante é que as pessoas estavam gostando.

– Ta bem movimentado, né? – Marcelo comentou enquanto todo mundo olhava em volta.

– Não era pra ter falado com você pra vir. – Bruna falou enquanto andava à frente de todos, arrependida chegando a dar um suspiro no final.

– Por quê?

– Quer que eu fale? – a ruiva virou a cabeça e encarou o moreno alto enquanto andava.

Marcelo fez careta. – Acho que não.

– Eu quero saber! Por quê? – Thamires pediu.

– Nah... Sabe o que é, minha conta ta muito abaixo do negativo, então é melhor não arriscar, né? – Bruna olhou para Thamires dando um sorrisinho irônico.

Nem deu tempo de Thamires ficar irritada.

– Olha! É ele lá, não é? – Rick falou.

– Quem?

– Onde? – ficaram procurando, tentando enxergar em meio às pessoas.

– Luke. Ta lá no canto perto do palco. – Rick respondeu apontando.

Todos eles olharam para onde Rick apontou e lá estava o louro de olho azul, sentado num puff azul escuro. Ele estava sozinho olhando as pessoas por um segundo, mas depois um cara que devia ter a idade dele sentou ao seu lado em outro puff de cor laranja. Dali de onde estavam conseguiam ver que o garoto era moreno e de cabelos pretos.

O grupo começou a andar até onde os dois garotos estavam.

– Será um dos outros colegas de banda? – Thamires perguntou.

– É provável. – Bruna respondeu.

– Onde será que está o Ashton? – Thamires meio que olhou em volta enquanto andavam.

Os amigos só deram de ombros.

Luke nem reparou no grupo chegando, e de verdade, nem precisou.

– Heeeey Luke! – Thamires chegou antes de todos. Os dois garotos que estavam de boa olharam. Luke deu um sorriso e se levantou.

– E aí! – Luke saudou olhando todo mundo. – Quem é esse aí?

– O nome dele é Marcelo. Um amigo nosso. – Thamires explicou e Marcelo levantou uma das mãos dizendo “Oi” e sorrindo.

– Ah, esse aqui é o Calum. Ele é baixista da banda e amigo de infância. – Luke apresentou o amigo que só olhou pra todo mundo e levantou a mão. O grupo sorriu de volta para Calum e Luke olhou para o de cabelos pretos. – Cara, cadê o Ashton e o Michael?

– O Mike tá no celular e o Ashton deve estar por aí... – Calum respondeu, olhou o celular e então olhou para o grupo de novo, finalmente levantando-se. – Desculpe a falta de interesse em vocês. Eu na verdade estou animado, só que acabei de acordar...

Realmente, o garoto Calum parecia meio morto e seu cabelo estava bagunçado.

– Você acordou agora? Isso é sério? – Tiffany disse levantando as sobrancelhas.

– Nós não dormimos ontem. Quero dizer... Alguns de nós. Então eu estava... – Calum deu um bocejo enorme. – Tirando um cochilo.

– Ah é. – Luke começou. – Deixa eu apresentar... – ele esfregou as mãos, como se estivesse se preparando para uma briga. – Se não estou errado, essa aqui é a Thames, essa aqui é a Tiffany a bonitinha que eu te disse e esse aqui é o Rick. Acertei?

– Acertou! – Thames parabenizou.

– Faltou a lá de trás. – Calum falou. – Ah, espera. Ela é a... – Calum olhou para Luke. O louro só afirmou com a cabeça, o rosto travesso.

– A dona do celular. – Luke falou e então olhou para Calum. – Peraí, você disse que tinha esquecido!

– Ah...

– Bruna, que diabos você fez naquela noite de sexta hein? – Thames se virou para a amiga. Bruna deu de ombros levantando as sobrancelhas. Calum e Luke deram risada. – E vocês cheios de segredinhos.

– A culpa não é nossa. A culpa é dela. – Calum apontou para a de cabelos vermelhos.

– Parem de falar de mim! – Bruna reclamou. – Rick, vamos pegar algo no bar.

– Finalmente alguém disse isso! – Rick seguiu a ruiva.

– Espera, eu também vou! – Marcelo foi atrás dos dois.

Ficou somente Thamires, Luke, Tiffany e Calum ali naquele canto.

– Então, vocês tocam que instrumento? – Calum perguntou.

– A Thames toca a guitarra e eu toco bateria. – Tiffany respondeu.

– Você? – Calum deu um sorrisinho.

– Por quê? Não pareço o tipo que toca bateria?

– Não! – Luke riu. – Não mesmo! – Calum também ria. – Eu pensei que fosse qualquer um de vocês, menos você.

Tiffany deu um sorriso.

– Pois é, todo mundo fala isso... – Tiffany mexeu no cabelo um pouco desconfortável.

– Isso é legal. Quem toca bateria na banda é o Ashton. – Calum falou. – Falando dele, ele sumiu faz algum tempo já...

– É. Vamo dá uma olhada por aí? – Luke perguntou.

– Tô mais preocupado com o Mike.

– Ele está bem? – Thamires perguntou.

– Ah, ele está. Só que tem umas paradas pra resolver. – Calum falou casualmente como se não fosse importante.

– Acho melhor pelo menos achar o Ashton. Essa tendência que ele tem de sumir um dia vai dar problema sério pra gente.

– Eu não to nem aí pro Ashton... Mas vamos, só porque você é chato pra caralho. – Calum disse e Luke deu-lhe um soco no ombro de brincadeira. – Eu preciso de um energético, se não vou desmaiar no palco.

– Imagina você desmaiando no palco. – Luke falou olhando o amigo. – Ia parecer uma Miss Ana.

– Na moral, você é muito babaca. – Calum respondeu e empurrou o amigo para frente dele, obrigando-o a andar. – Você tem alguma noção de respeito?

– E daí? Elas não ligam. – Thamires e Tiffany estavam rindo na verdade, apesar da piada de mau gosto. Bem mau gosto, na verdade. Tiffany e Thames ainda não sabiam dizer se Luke era infantil ou simplesmente babaca, mas devia ser as duas coisas. Elas ainda não tinham certeza. Ia precisar de mais tempo pra entender.

– Vamos procurar aonde primeiro? – Luke perguntou.

– Eu não sei. Você que deu a ideia, você que se vire. – Calum falou seguindo o amigo, enquanto Tiffany e Thamires iam logo atrás. Luke murmurou alguma coisa para si mesmo enquanto olhava a sua volta. As meninas faziam o mesmo, procurando por Ashton. – Eu vou pro bar porque eu to precisando desse energético pra ontem.

– Beleza. – Luke respondeu. – A gente se encontra lá então.

– É, vou ficar com os outros.

Calum mudou de direção e Thames, Luke e Tiffany continuaram procurando por Ashton.

– Luke, agora que é só a gente... Tem como você falar o que a Bruna fez na sexta passada? – Thamires perguntou com certo cuidado no tom de voz. Um cuidado que ela normalmente só dava quando queria algo.

– Hã?! – ele falou olhando um momento para as garotas atrás dele e voltou a procurar. – Mas nem pensar.

Tanto Tiffany quanto Thamires soltaram suspiros de impaciência.

– Mas que droga! O que aconteceu demais?

– Pergunta: ela sempre fica daquele jeito quando bebe? – Luke perguntou.

– É. Na maioria das vezes. – Tiffany respondeu. – Por quê?

– Vocês sempre tomam conta dela?

– Tentamos...

– AI QUE SACO! Ela matou alguém foi? – Thamires perdeu as estribeiras. Luke continuou andando e olhou para as garotas. Elas esperavam uma resposta concreta, mas tudo que o louro fez foi sorrir de um jeito irritante. – AAAHH SACO LUKE!

O louro caiu na gargalhada.

– Relaxem. Ela não matou ninguém.

– Então o que ela fez?! Conta pra gente! Eu to quase surtando aqui! Vou morrer de curiosidade! – Thames falou do jeito rápido. Porém Luke só estava rindo dela, ignorando-a totalmente.

– Luke!! – a voz de Thamires se misturou com outra.

Luke parou e olhou em volta e as garotas fizeram o mesmo.

– Qual é, por que vocês saíram lá de perto do palco? Me fez andar por todo esse lugar procurando!

– Cara, você é idiota? Estamos no século 21! Usa a merda do celular pra coisas úteis também!

– Ah, eu não pensei nisso... Cara, você falou igual o Calum. – Luke murmurou um “cala a boca” e o garoto que chegara olhou para atrás de Luke. – Ei, eu te conheço!

Tiffany mordeu os lábios de vergonha, mas sorriu timidamente para ele.

Era o garoto que ela quase esbarrou e quase derrubou refrigerante na quarta-feira. No escuro os olhos redondos e verdes escuros dele não estavam tão notáveis, mas ele compensava isso com o cabelo todo pintado de verde.

– Como se conhecem?! – perguntou um Luke totalmente confuso, principalmente porque os amigos de banda sempre ficavam juntos depois da mudança.

– Por que eu não fiquei sabendo disso?! – perguntou Thames revoltada para Tiffany.

– Eu te contei! – Tiffany começou. – Eu disse que eu quase derramei refrigerante num cara no shopping, mas quem acabou ensopado foi o Rick!

Thamires ficou encarando Tiffany de olhos franzidos, pensando.

– Ah éee! Lembrei... Nossa que coincidência! – Thames disse impressionada. – Oi! – ela se dirigiu ao garoto de cabelos verdes que acabara de chegar.

– Essa aqui é a Tiffany e a Thames. E esse esquisito é o Michael. – Luke apresentou.

– Ah, então foi com você que eu falei pelo celular! – Tiffany se lembrou.

– Hahaha, nossa! – Michael riu. – Que mundo pequeno!

– Verdade.

– Mike, e então? Sua ligação, como foi? – Luke mudou de assunto, olhando para Michael. De repente o rosto do garoto escureceu, ficando sério.

Michael mordeu os lábios algumas vezes antes de responder.

– Acho que me ferrei.

– O que?! Qual é Mike!

– Foi mal cara... Eu tentei, é sério.

– Eu imagino que sim...

– É sério.

– É, eu sei. Acredito em você.

Thames e Tiff apenas ficaram olhando praquela conversa entre garotos que elas não estavam entendendo nada e como consequência estavam sendo deixadas de fora.

Eles olharam para as duas, parecendo se recompor da pequena conversa e abriram a boca pra provavelmente pedirem desculpas, mas um celular começou a tocar.

– Um celular tá tocando. – Michael falou olhando para as garotas.

– Ah, é o meu. – Tiffany percebeu e mexeu na bolsa procurando, então deu um sorriso empolgado quando viu quem era e atendeu. – Oi Dianna!

– Cheguei! Já passei da porta. Estou na entrada.

– Eu vou encontrar com você aí, espera só um minuto ok?

– Pode deixar.

Então Tiffany desligou.

– Você não me falou que tinha chamado a Diana! – Thames logo pontuou.

– Era surpresa. – Tiff respondeu franzindo os lábios. Thamires logo levantou as sobrancelhas, desconfiada com aquele pequeno sorriso que Tiffany estava tentando esconder.

– Mais uma amiga de vocês? – Luke perguntou.

– É sim... – Tiffany respondeu. – Thames, lembra sobre... Ahn, sobre aquele assunto de até sexta...

– Lembro, mas o que tem a ver?

– Ah...

– Qual é, vocês estão dando o troco na gente? – Michael perguntou sorrindo.

Tiffany e Thames riram.

– Vamos lá encontrar com ela. – Tiffany falou e Thamires concordou, as duas já começando a andar para a direção da entrada. Os garotos olharam um pro outro e deram de ombros um para outro, seguindo-as logo atrás.


Notas Finais


Beijo pra quem achou que todos os segredos seriam revelados logo nesse capítulo!! KLADKLJDASLKDALKJ Lembrando que eu falei que seriam duas partes, a de abertura e fechamento. Se contentem com isso por enquanto, já que o fechamento vai ser ÓTIMO.
Então... Mais um tempo pra sofrer, mais um tempo pra chorar e pra me cobrar mais capítulos :*
Se puderem deixem um comentário, nem que seja pra me xingar XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...