História Welcome to Florida - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Norminah, Vercy
Exibições 144
Palavras 2.609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Opaa! Deu um pequeno erro no outro que eu postei então eu excluí e to postando de novo agora.

Capítulo 6 - Eu estou gostando de você


POV CAMILA

Acordei 5h30m, tomei meu banho, me vesti, arrumei o cabelo e quando fui tomar café já era 6h30m, estava meu pai e minha mãe tomando café lá na sala.

-Bom dia família. - Falei ao chegar no último degrau da escada.

-Bom dia Mi Hija - Minha mãe falou.

-Bom dia princesa. - Meu pai falou.

Abracei eles, pus um suco de laranja pra mim, e voltei saltitando para a sala.

-Está feliz hoje hein filha!? - Meu pai disse.

-Estou muito feliz. - Falei sentando no sofá junto a eles. - Contei pra mama, papa. Contei a ela sobre mim.

-Sério? - Ele perguntou surpreso.

-Sim, ela não te contou? - Olhei para os dois.

-Quer dizer que seu pai sabia e eu não, o que você realmente achou que eu ia fazer? - Minha mãe perguntou pra mim  e eu levantei minhas mãos em rendimento.

-Não tenho culpa se ele descobriu, eu só pedi pra que ela não contasse porque eu mesma queria fazer isso.

-Ah sim. - Minha mãe me abraçou.

-Sim, agora deixa de melação dona Sinuhe. Eu já vou, a Lauren deve estar me esperando.

-Hummmm, a Lauren é? Danadinha você. - Meu pai falou.

-Que isso pai? Nós somos amigas.

-Então chame a sua "amiga" para jantar conosco hoje. - Minha mãe propôs.

-Ok, mas vocês, hajam naturalmente, pelo amor de Deus, não sejam estranhos. - Falei indo em direção à porta. - E por favor, sem piadinhas.

-Nos não somos estranhos. - Minha mãe disse.

-Humm, ok. - Sai e fui pra frente da casa ao lado.

Cheguei na frente da casa da Lauren e lá estava apenas o carro dela. Encostei no mesmo e fiquei mexendo no celular era 6h50m ainda.

Uns dois minutos depois eu vejo minha Afrodite saindo pela porta de sua casa com uma carinha de sono, guardo o celular e começo a sorrir.

-Bom dia Laur. - Falo desencostando do carro dela.

-Bom dia Camz. - Se aproximou e me abraçou.

Quando nossos corpos se separaram ela quebrou a distância entre nós me puxando pela cintura e selando nossos lábios.

-Eu seria muito feliz se recebesse um beijo desses todos os dias. - Falei quando encerramos o beijo.

-Então você será feliz. - Falou sorrindo. - Porque seu desejo é uma ordem. - Me beijou novamente.

-LAUREN, NÃO SE ESQUEÇA DE PEGAR A TAYLOR. - A mãe dela gritou da porta de casa e nós nos separamos com o susto.

-Que susto mãe. - Lauren pôs a mão em seu peito.

-Hum, sei. Olá Camila, bom dia. - Falou e eu engoli seco.

-Hum..er...bom dia Clara. - Falei gaguejando.

-Vamos logo pra escola Camz. - Lauren abriu a porta pra mim e eu entrei.

-BOA AULA MENINAS. - Clara gritou e Lauren arrastou o carro.

-Você está vermelha. - Lauren disse rindo.

-Claro, sua mãe viu a gente se beijando.

-E daí? - Franziu o cenho.

-E daí que eu fico com vergonha. - Falei.

-Não precisa ficar. - Me deu um selinho e voltou a atenção para o trânsito.

Ela é um doce, muito fofa. Conversamos aleatoriedades até chegar no estacionamento do colégio.

Saímos do carro e fomos andando até a frente do colégio, chegando lá um menino se aproximou de nós.

-Lauren meu amor. - Ele a beijou. - Estava com saudades.

Olhei para ela incrédula e saí correndo.

-ESPERA CAMILA. - Ela gritou e eu apenas continuei correndo e fui para o campo.

POV LAUREN

Meu dia estava indo muito bem, até que eu chego no colégio e o abestalhado do meu ex me beijou (namorei com ele antes da Ariana, aí eu me apaixonei por ela e o larguei e ele não se conformou) e Camila saiu correndo.

-QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA ME BEIJAR. - Falei nervosa.

-Calma meu amor. - Tentou tocar em meu braço só que eu me afastei. - Ela é sua nova namoradinha né?

-NÃO TE INTERESSA. AGORA SAI DA MINHA FRENTE SEU BABACA. - Ele saiu da frente e eu fui correndo para procurar a Camila.

Rodei o colégio todo, já havia batido para a primeira aula e eu passei em todas e nada dela. Então fui no único lugar que eu não tinha ido, no campo, e lá estava ela, encostada na arquibancada.

-Camila, ainda bem que eu te encontrei. - Me aproximei. - Você está bem.

-POR QUE VOCÊ FEZ ISSO? POR QUE ME DEU ESPERANÇAS PRA DEPOIS EU DESCOBRIR QUE VOCÊ ESTAVA NAMORANDO? - Gritou entre lágrimas.

-Calma Camila. - Me aproximei mais. - Ele não é meu namorado, e eu não dei falsas esperanças a você.

-Mas eu vi ele te chamando de amor e te beijando. Você acha que eu sou o quê? Idiota?

-Camila, acredita em mim, ele não é meu namorado. Eu namorei com ele antes de namorar com a Ariana, daí eu terminei com ele para ficar com ela e ele não se conformou. - Aproximei mais ainda. - E eu não acho que você seja idiota, mas eu tenho certeza de uma coisa. - Me aproximei mais ainda.

-Do que você tem certeza? - Perguntou.

-Eu tenho certeza de que eu estou realmente gostando de você. - A Beijei lentamente tentando demonstrar meus sentimentos por ela.

-Você...Aff...E..eu te odeio Jauregui. - Falou com os olhos ainda fechados.

-Aham, eu sei que você me odeia. - Falei sorrindo e a Beijei novamente.

-Laur....Lauren. - Falou e eu parei e a olhei. - Estou com falta de ar. - Ela falou, ela estava ofegante, ofegante até demais. - Lau...ren me ajuda, n...não co...consigo respirar. - Falou colocando a mão em seu peito tentando respirar.

-Aí meu Deus do céu. O que eu faço? - Perguntei nervosa. - Vou te levar pra enfermaria.

-Mi...minha mochila. - Falou e fez  gesto de bombinha.

Abri sua mochila e achei uma bombinha. Peguei e dei pra ela. Coloquei sua mochila em minhas costas e a carreguei até a enfermaria.

-Dona Rosa, pelo amor de Deus me ajude. Ela está tendo um ataque de asma. Pelo amor de Deus, faz alguma coisa. - Falei pra moça da enfermaria e ela rapidamente pegou um aparelho de nebulização e deu a Camila.

-Vá na diretoria e ligue pros país dela. - Ela falou. Por mais que eu não quisesse deixar a Camila sozinha eu saí correndo pra ligar.

Liguei pros país dela e eles foram pro hospital com ela e eu pedi pra ir junto.

DUAS HORAS DEPOIS...

-Responsáveis de Camila Cabello. - O médico falou e eu, sua mãe e seu pai levantamos. - Bom, sua filha teve um ataque de asma, fiz uns exames nela e descobri que a asma dela é forte.

-Ai meu Deus. Ela vai ficar bem? - Perguntei preocupada.

-Vai sim, mas vai ter que ficar em observação por umas horas. - O médico disse.

-Doutor eu posso vê-la rapidinho? - Perguntei.

-Ela está dormindo, mas o quarto dela é bem ali, quando ela acordar eu chamo vocês, agora se me derem licença. - O médico falou e saiu.

-Lauren, nos vamos ter que ir trabalhar. - A mãe dela falou.

-O QUÊ? E DEIXÁ-LA SOZINHA? - Perguntei gritando.

-Calma Lauren, se acalma tá. - Alejandro falou. - Não podemos faltar o trabalho, vem conosco que te deixamos em casa.

-Não, eu vou ficar aqui com ela. - Falei e quando eles iam falar eu interrompi. - E não insistam pra que eu vá pra casa, eu vou ficar com ela.

Eles não contestaram. Avisaram que eu poderia ficar no quarto com a Camila e eu fui pro quarto.

Sentei em uma poltrona ao lado de sua cama e peguei em sua mão. Abaixei a cabeça encostando-a em nossas mãos.

-La...Lauren? - Ouvi Camila falar baixinho e levantei a cabeça.

-Oi meu anjo, como está se sentindo? - Perguntei.

-Sinto dores em meu peito. - Falou tentando levantar.

-Ei, fica quietinha, por favor. -  Falei acariciando sua mão.

-O que houve Lauren? - Perguntou.

-Você teve um ataque de asma quando estávamos lá no campo. - Falei.

-Desculpa por ter feito aquela ceninha ridícula de ciúmes. - Falou.

-Não precisa pedir desculpas não anjo. Só fique aí quietinha descansando.

Ela assentiu e nós ficamos lá de mãos dadas até que ela dormiu.

O medico entrou no quarto dizendo que ela iria ser liberada e eu liguei pra minha mãe pra ver se ela podia vim nos pegar.

-Camz, minha mãe chegou. - Falei pra ela que estava se tá da no sofá da recepção.

Ela levantou e nós fomos para o carro.

-Camila? Você está bem? - Minha mãe perguntou.

-Estou sim Clara. - Camila disse se ajeitando no banco de trás. - Lauren, você tem um casaco?

-Não, está com frio é? - Perguntei e ela assentiu.

Saí do banco da frente e fui para o de trás sem sair do carro, e a abracei.

-Melhor? - Perguntei.

-Uhum. - Se aconchegou mais em meus braços.

Fomos em silêncio para casa. Ao chegar lá, a mãe dela ainda não havia chegado.

-Laur. Posso ficar aqui até eles chegarem? - Perguntou.

-Claro Camz.

Entramos em casa e sentamos no sofá.

-Lauren, umas amigas minhas vem aí, fique com a Camila lá em seu quarto. - Minha mãe disse.

-Ok mãe. - Levantei do sofá. - Vamos.

POV CAMILA

Nem acredito que depois de tanto tempo sem ter um ataque de asma, eu tive um  no meio de um beijo. Aff. É uma sensação horrível.

O que mais me surpreendeu no meu dia foi que a Lauren faltou as aulas para poder ficar comigo no hospital, e depois ainda ficou comigo em sua casa. 
A mãe dela mandou a gente subir pro quarto dela pois umas amigas dela iriam lá.

O quarto da Lauren era incrivelmente arrumado e lindo, tem fotos dela com sua família, uma cama de casal, uma TV e duas portas, uma que parece ser o banheiro e outra que parece ser um closet.

-Bem-vinda ao meu quarto. - Falou fechando a porta. - Fique a vontade. Ali temos mantimentos como água, refrigerante, tem um pouco de vodka escondida ali, e ali tem salgadinhos e biscoitos. - Apontou para o frigobar. - Eu vou tomar um banho. - Entrou em uma das portas.

Demorou um pouco e ela gritou.

-CAMZ, PEGA UMA TOALHA PRA MIM NA TERCEIRA GAVETA DA CÔMODA. - Levantei de sua cama e peguei a toalha.

-Lauren, tô entrando, vira de costas. - Falei e abri a porta.

Logo vi seu corpo nu de costas dentro do box. Não pude deixar de reparar que ela tem uma bela comissão de trás.

Entreguei a toalha e saí do banheiro.

Um minuto depois ela volta enrolada na toalha com seus cabelos negros presos em um coque frouxo revelando sua tatuagem na nuca.

Ela estava fodidamente sexy daquele jeito.

-Vira de costas, eu vou me vestir. - Ela disse e eu virei.

Demorou alguns segundos e ela me abraçou por trás.

-Lauren, você está vestida? - Perguntei assustada.

-Tô de calcinha e sutiã Camz. - Beijou meu pescoço e eu me arrepiei.

-Posso virar agora? - Perguntei.

-Se você quiser. - Falou com um tom safado.

Me virei e analisei seu corpo.

Pernas não tão grossas mas bem torneadas, barriga Chapada, Peitos nem tão grandes nem tão pequenos e rosto perfeito. Ela é perfeita.

-Gosta do que vê? - Perguntou pondo a mão na cintura e sorrindo.

-Aham, muito. - Me aproximei e a Beijei, só que ela interrompeu o beijo.

-Vamos com calma Camz, no quero que você tenha outro ataque. - Falou. - Eu fiquei realmente preocupada contigo.

-Ficou foi? - Perguntei.

-Muito. Eu me importo com você. - Me abraçou.

-Eu também me importo com você. Agora, vai vestir uma roupa porque você está uma roupa confortável pra ficar aqui abraçadinha comigo. - Falei deitando em sua cama e ela foi vestir a roupa.

-Bem melhor. - Falei ao vê-la com uma calça de moletom e um top. - Deita aqui. - Ela estava com o celular na mão.

-Espera um pouco que a Dinah ligou. - Colocou o celular no ouvido e saiu do quarto.

Uns minutos depois ela volta.

-Camila, a Dinah vem pra cá. - Falou fechando a porta.

-Ok. -Falei e ela sentou ao meu lado na cama.

-Você está melhor? - Perguntou. - Digo, melhor mesmo.

-Sim, me sinto normal.

-Então não aconteceria nada se eu te beijasse de novo né? - Perguntou sorrindo e se aproximando.

-Não aconteceria nada. - Falei e ela selou nossos lábios.

Melhor beijo da minha vida, sinceramente, não queria que aquele momento acabasse. Estávamos na cama trocando carícias e beijinhos.

-Cheguei Jauregay. - Dinah falou abrindo a porta rapidamente nos fazendo tomar um usto.

-Porra China Jane, que susto. - Lauren falou.

-Cofoi Dj, quer me matar é.

-Desculpa atrapalhar o momento Camren, mas eu fiquei realmente preocupada com você, Mila. - Falou se sentando no meu outro lado na cama.

-Calma aí. - Lauren falou. - Momento o quê?

-Camren. Camila e Lauren. - Dinah falou como se fosse óbvio e eu ri.

Ficamos conversando besteiras, a Dinah nos contou o plano dela pra poder conquistar a Mani, ficamos rindo um bom tempo pelas besteiras que ela falava até que eu peguei no sono.

POV LAUREN

Depois que a Dinah chegou ficamos conversando e rindo e a Camila acabou dormindo.

-Dinah amorzinho. - Falei manhosa.

-Fala logo o que você quer Jauregay. 
-Fica um pouco aqui com a Camila pra eu buscar umas coisas pra ela na casa dela, ela está tão fofinha dormindo, não quero acordá-la.

-Ok amore.

Sai do meu quarto, falei a minha mãe que Camila dormiria aqui em casa e depois fui na casa dela e vai na porta, e logo a mãe dela abriu.

-Ah, oi Lauren. Aconteceu algo com a Camila? - A mãe dela perguntou.

-Não Dona Sinu, eu só vim lhe pedir pra Camila poder dormir lá em casa, porque ela pegou no sono lá em meu quarto e ela estava tão cansada, não quero acordá-la. - Falei.

-Ela pode dormir lá sim.  - Sinu respondeu. - Sem o dona, Lauren.

-Ela vai precisar de roupas, pra poder ir pra escola amanhã e também um pijama para o caso dela acordar e querer tomar banho. - Falei e ela deu espaço pra eu entrar em sua casa.

-Pode buscar pra mim? - Perguntou.- É que eu tô um pouco ocupada aqui embaixo.

-Claro que eu posso pegar. - Falei. - Com licença.

-Ok, é a segunda porta da esquerda.

Subi as escadas e entrei no quarto que era muito organizado e bem bonito. Fui em uma das porta e vi um banheiro, abri a outra porta e tinha umas caixas lá, abri a outra é finalmente era seu closet.

Peguei uma calça jeans, uma blusa branca com manga, uma calça de moletom e uma blusa folgada pra ela poder dormir.

Desci as escadas, cumprimentei seus pais e fui embora.

Ao chegar em casa eu vi a Dinah na cozinha comendo algo.

-Mulher, eu não pedi pra tu ficar com a Camila lá em cima? - Perguntei.

-Foi mal Laurenzo, é que me deu fome. - Falou com a boca cheia.

-Você eu não sei não viu. - Neguei com suas cabeça e Subi.

Entrei no quarto e vi a Camila dormindo ainda. Peguei um colchão, coloquei no chão para eu e Dinah dormirmos, peguei uns travesseiros, meu edredom e joguei no colchão. Peguei uma roupa confortável pra mim e fui tomar banho.

Quando voltei do banho vi a Camila sentada em minha cama.


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...