História Welcome to hell - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 36
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Alerta se Simi spoiler, e referências a gris in the house

Capítulo 26 - Dia ruim


Fanfic / Fanfiction Welcome to hell - Capítulo 26 - Dia ruim

Ja estou vendo como isso vai terminar, aí, não devia ter aceitado o convite, agora tenho que ir, mas não sei se você vai gostar de ler isso, hoje è a festa de aniversário de 15 anos de uma prima minha perdida por ai, daquelas que só aparece no natal, chama sua meu de tia.


Então é hoje, a festa de aniversário dessa menina, só espero que ele não apareça.


-Jonathan- tarde demais.


-Oi Sock, olha acho que hoje você não vai poder ficar junto comigo- disse me afastando dele.


-Acho que você não tem escilha- disse pondo a mão no quecho como se estivesse atuando, mas logo balançou a cabeça e viu minha cara- Jonathan, do que você está com medo? Nunca te vi assim.


-Nada não, hoje tenho um compromisso e acho melhor você não ir- disse entrando no banheiro e trancando a porta sem lembrar que ele podia atravessa-la, e assim ele fez.


-Jonathan, oque eatava acontecendo?- disse com apenas a cabeça pra dentro do banheiro.


-Haf, só me prometa que não vai fazer nenhuma bobagem.


Meia hora depois fomos para a festa, eu sei que ele vai fazer besteira.


Ao chegarmos vimos todos dançando e várias mesas vazias, fui me sentar em uma delas, Sock foi junto.


-Jonathan, vamos?


-Aonde Sock?- apoiava minha cara na mesa quase dormindo.


-Dançar ora, oque mais poderíamos fazer?


-Não, muito obrigado- fui até a mesa com os comes e bebes pegar alguma coisa, vi que a mesa estava praticamente inteira, ninguém tinha ido pegar nada, me servi, pra não dizer, enchi o pratão, e voltei para a mesa para comer.


Fiquei comendo sossegado, só que Sock foi mandado justamente para me irritar então...


-Jonathan, vamos dançar?


-Nao- curto e grosso.


-Se você não for eu vou sozinho- disse com as maos na sintura numa pose típica da AniMalu.


-Até mais então- disse dando um tchauzinho com a mão.


Ele se virou de costas para mim bravo e foi andando até o meio do grande salão, nunca vou esquecer aquela cena.


Ele começou a dançar, naquela hora estava tocando a música tema de "gris in the house" (n/a Aliais, super recomendo essa serie -Jonathan cala boca que eu to contando a história) Ele começou a dançar, primeiro com apenas pequenos movimentos dos braços igual das personagens porém começou a tocar pedicure, aí que eu me fferrei.


Até o refrão foi sussegado, mas do nada começa "inimiga me ama inimiga me quer..." e ele começou a rebolar de tal maneira, eu viraca os olhos tentando não olhar, mas estava muito cômico, não resisti, até soltei algumas risadas.


Até que em dado momento reparei em seus ombros, perfeitos, seus braços, perfeitos, sua cintura, perfeita, seu quadril, perfeito, e por aí vai, comecei a reparar em cada curva de seu corpo, Sock não era lá dos mais binitos, para os outros...


Acho que não devia ter reparado nisso, não quero ser nenhum pervertido então tentei parar de olhar mas não deu, fiquei olhando para o quadril e de Sock que dançava no ritimo da música.


Mesmo quando desviava o olhar ele sempre voltava para ele, até que desisti e fiquei olhando Sock dançar, comecei a ter pensamentos meio virados, pensamentos que eu nem devia ter, não mesmo.


Como faço pra parar isso? Tenho que dar um jeito nisso antes que, tarde demais, me aproximei mais da mesa pra esconder, mas como todos estavam dançando não fez muita diferença.


Só espero que ele, droga, ele viu que eu tava olhando, tenho que dar um jeito nisso, se chegar no banheiro acho que consigo dar um jeito, onde fica o banheiro?... Sabia que tinha que ter algo errado, o banheiro era do outro lado do salão.


E agora oque eu faço, alguém vai acabar vendo, e com alguém quero dizer Sock, o resto to pouco me importando.


Talvez se eu esperar um pouco talvez passe, porque minha prima tinha que ser fã de "gris in the house"? Olha as musicas que estão tocando, acabo, ufa, agora acho que vai melhorar, não, "beijo" quem conhece essa música sabe que com certeza a coreografia não seria la muito bonita.


Ele dançava igual uma garota, só que mais bonita que uma, para Jonathan, é o Sock, larga de fetiche, aí droga, ele ta vindo pra cá.


-Jonathan vem dançar.


-Eu não sei dançar Sock, só me deixa sucegado- disse tentando "me" esconder.


-Jonathan oque você está fazendo?- droga ele ta desconfiando, como eu fui deixar acontecer uma coisa dessas?


-Nada não...


-Ai Jonathan parece que você está meio mal.


-Só estou em uma pequena maré de azar, e estou precisando me acalmar um pouco.


-Jonathan, você não gosta de dançar?


-Eu não sei dançar Sock, acho que isso vai me ferrar um pouco mais pra frente (spoilers) mas no momento só quero ficar na minha.


-É isso é um problema, mas não é motivo pra ficar aí assim, vem vamos dançar- disse me empurrando por não poder me puxar.


Nessa quase cai da cadeira, não conseguiu me tirar do lugar mas foi o bastante para ver oque estava acontecendo, feta de 15 anos, músicas de uma simiserie, meu amigo dançando quinem uma garota, um problema meio íntimo, e agora ele viu, desisto, esse dia está perdido.


-Jonathan oque é isso- perguntou ele meio rindo.


-CALA BOCA SOCK SUA FRUTA- (n/a os que me conhecem na vida real vão sacar a referência) apesar do grito ninguém ouviu pelo barulho que saia dos olto falantes- isso não vem ao caso, apenas fica queto.


-Então era por isso que você estava olhando pra mim? Sabia que você era gay mas aí já é dimais Joni hahaha- nunca estive tão vermelho- Vem cá, vamos pro banheiro, eu ponho um filtro de percepção.


-Que josa é essa?


-É pra não perceber algo no caso... Não preciso comentar oque não é...


-Não sei oque faço com você- disse me levantando, Sock foi andando ao meu lado, isso definitivamente é estranho, ninguém reparou na gente.


Chegamos no banheiro, tranqüilo a porta para que ninguém entrasse, sentei na tampa da privada, já estva passando mas ainda estava com vergonha.


-Jonathan, e agora?


-E agora oque Sock?- dizia nervoso.


-Como alguém pode pasaar a vida sem saber dançar? É uma das coisas mais divertidas que se tem registros.


-Eu to preocupado com uma baita humilhação que acabei de passar, uma prima desconhecida e uma médica que está me deixando surdo e você esta preocupado com o fato de eu não saber dançar?


-É, isso tudo aí passa Jonathan, mas como box vai viver sem saber dançar?


-Daqui a algumas semanas eu falo com você sobre isso


Notas Finais


Ta ai o capítulo 26, parece que foi hoje que comecei a escrever, gente to tão feliz, ja estou na metade da primeira temporada, sim vai ter mais de uma, e já tenho planos pra segunda e ja tenho o último capítulo da primeira pronto, to super anciosa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...