História Welcome to Sweet Amoris - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Leigh, Lynn, Lysandre, Nathaniel, Nina, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Lynn, Lysandre
Exibições 65
Palavras 1.936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Um cachorro perdido e mais trabalho nos clubes!

Capítulo 3 - Um cãozinho sumiu!


Fanfic / Fanfiction Welcome to Sweet Amoris - Capítulo 3 - Um cãozinho sumiu!

Vocês já ouviram falar naquela história de lugar errado, na hora errada? Bem, vamos dizer que isso aconteceu comigo hoje na escola. Estava encostado em meu armário fazendo alguns desenhos em meu bloco esperando o horário das aulas. Tinha conversado com Nathaniel por alguns minutos sobre a história da folha de ausência e se ela já havia sido resolvida, conseguindo um pedido de desculpas dele por ter me metido em uma história que existia entre ele e Castiel. Kentin havia passado por mim chorando com um ursinho de pelúcia nas mãos e não pude deixar de imaginar que a Lynn talvez tenha brigado com ele. Entretanto... Não a havia visto ainda hoje, muito menos Rosa ou Castiel.  Dei de ombros voltando-me aos desenhos quando de repente vejo um cachorro passar por mim correndo, seguido por um grito antigo.

- SENHOR LYSANDRE!!!

Levantei-me assustado, pelo que me lembrava, não havia feito nada de errado e não havia motivos para a diretora brigar comigo hoje.

- Senhor, por que você não tentou segurar o meu cachorrinho?!!! Meu querido Totó... Se ele fugir será sua culpa! Você verá as consequências!!! – Gritou, o coque branco se desmanchando.

- O quê?! Mas eu não fiz nada, eu estava parado aqui quando ele passou...

- Silêncio! Encontre Totó e também a coleira, a guia e o brinquedo e ponto final, senão...

Uau... Eu que achava que ela tinha um jeito simpático e era normal como diretora... Uma senhorinha calma e serena...

Suspirei irritado enquanto ajeitava meu casaco e deixava meu bloco de notas no bolso. Se eu nem ao menos conseguia lembrar onde guardava as minhas coisas, como vou encontrar e capturar um cachorro junto com seus acessórios? Caminhei até o grêmio em busca de ajuda, provavelmente Nathaniel saberia o que fazer. O encontrei sentado em uma das cadeiras do circulo central da sala lendo um livro.

- Deixe-me adivinhar... O cachorro da diretora escapou de novo? – Perguntou antes mesmo que eu dissesse algo.

- Isso é normal por aqui? Ela está exagerando, o cachorro é “dela”. Eu ficaria surpreso se a gente pudesse também trazer nossos animais para a escola! Inadmissível a atitude dela!  - Disse irritado.

- Nossa, acabei de ter um déjà vu – Franziu as sobrancelhas rindo – Vamos dizer que é o único abuso de autoridade que ela faz como diretora. Eu digo isto, mas se ela te mandou encontrar o cachorro, eu te aconselho procurar mesmo, a não ser que você queira ser punido ou outra coisa assim.

- Bom, eu não tenho nada contra cachorros, mas...

- Boa sorte. Considere isso como uma mensagem de boas vindas do Totó para os novatos.  – Disse rindo. - Aqui, pegue a coleira dele. Os outros objetos devem estar espalhados pela escola.  

Retomei minha caminhada pela escola com os olhos focados no chão em busca de qualquer sinal de um objeto canino ou patinhas do próprio dono. Escutei risadas vindas do fundo do corredor e vi Lynn se apoiando nos ombros do Castiel, o joelho sangrando.

- Hey, aconteceu alguma coisa? – Perguntei preocupado.

- Ah nada de mais. A Lynn estava toda magoada que o amigo dela vai embora da escola e eu a chamei para levar meu cachorro no veterinário... – Castiel começou a dizer.

- Mas então, eu achei que seria uma boa apostar corrida com um pastor de beauce. Dragon se empolgou e me fez tropeçar na calçada – Lynn disse completando-o.

- Foi uma cena engraçada, devo dizer – Castiel disse rindo.

- Aham, sei... “Ai meu Deus, Lynn você está bem?? Me desculpa” – Disse imitando-o.

- Cala a boca e vai logo ao banheiro lavar esse machucado. – O ruivo disse empurrando-a de leve – Você parece cansado, aconteceu alguma coisa?

Não sei se foi impressão minha, mas acho que acabei me perdendo em pensamentos olhando enquanto a Lynn se afastava por alguns segundos...Mas, ao perceber que Castiel havia falado comigo, voltei minha atenção para ele relembrando todo o problema em que me meti.

- O cachorro da diretora fugiu e ela ficou meio louca me obrigando a encontra-lo.  – Suspirei desanimado.

- Hahahaha, ao que parece o Totó gosta de aprontar com os novatos. – Disse rindo – Nada surpreendente vindo da velhota com o pulguento. Boa sorte para você, mas saiba que, a não ser uma ou duas horas de cópia, ela não pode te fazer muita coisa.

- Pois, mesmo assim, eu prefiro não deixa-la contra mim.

- Boa sorte cara – Falou repousando a mão em meu ombro – Ah, aqui está o brinquedo dele. Quando você achar a guia, tudo vai ficar mais fácil.

Segui andando pela escola em busca do cachorro. Ambre e suas amiguinhas ofereceram que, se eu pagasse 15 reais para elas, ficaria sabendo onde Totó foi parar. As ignorei como sempre. Iris me entregou a guia que ela achou caída no clube de jardinagem e aproveitou para me avisar da reunião do clube de música mais tarde.

As aulas haviam começado, mas preferi continuar procurando o cachorro. Queria evitar problemas posteriores com a diretora e a melhor maneira de fazer isso era focar no meu objetivo. Perdi as contas de quantas vezes subi e desci as escadas, entrei e sai dos banheiros, corri pelo pátio e procurei no ginásio. Nada do filhote...

Fiz amizade com um garoto de cabelos verdes chamado Jade e com um jogador de basquete brasileiro chamado Dajan. Eles não eram alunos fixos da escola e eventualmente visitavam Sweet Amoris. Nenhum dos dois havia visto o cachorro.

Comprei uma garrafa d’água na cantina e me deitei alguns minutos na sombra da árvore que Castiel costuma ficar. Estava exausto e nem um pouco perto de capturar Totó. Fechei os olhos por um momento apreciando a calmaria como se nada estivesse acontecendo e eu não tivesse sido ameaçado de expulsão por causa de um cachorro. Percebi que alguém havia se deitado ao meu lado:

- Matando aula Lys-fofo?  - Escutei a voz da Rosalya sem abrir os olhos.

- Estou perdendo aula por causa de um filhote. Dá para acreditar?

- Isso é normal aqui em Sweet Amoris – Rosa riu – Como vai a sua busca?

- Nem um pouco perto de acabar...  –Suspirei.

- Pois eu tenho a sua salvação! – Senti Rosa sentar-se e abri os olhos esperançoso. – Na verdade, a Lynn tem a sua salvação, mas isso não vem ao caso.

- O quê? – Sentei-me ao seu lado.

- Ela me disse que teve que fazer a mesma coisa quando chegou aqui na escola – Continuou dizendo enquanto retirava o pouco de grama que ficou enroscada em meu cabelo - E que a solução foi um pouco de ração. Então, como ela sabe a senha do armário do Castiel, pegou um pouco da ração do Dragon e pediu para eu te entregar.

- E por que ela não veio me entregar? – Sorri agradecido enquanto pegava o saquinho com ração.

- Ela disse que não quer nunca mais ver esse cachorro – Rosalya riu alto – Mas te desejou boa sorte. Nos vemos mais tarde – Disse beijando minha bochecha e voltando para dentro da escola.

Levantei-me mais esperançoso e comecei a prestar atenção a qualquer som que remete-se à um cachorro. Após alguns minutos de muita concentração, ouvi um latido vindo do ginásio e então saí correndo em sua direção. Para a minha felicidade e alívio, Totó estava deitando na rede do gol na maior preguiça. Aproximei-me vagarosamente dele, o pacote de ração em uma mão e seus acessórios na outra. Interessado na comida, o cachorro veio até mim, tornando possível, finalmente, minha caçada terminar. Prendi a coleira em seu pescoço e peguei a bolinha de pelos, levando-o até a diretoria, entregando Totó são e salvo para a senhora.

- Muito obrigada, senhor. Só de imaginar perder meu Totó, já fico angustiada. Agora que o tenho de volta, você pode retornar às suas atividades normalmente.

Assenti grato por finalmente terminar minha missão e ter salvado minha vida escolar em Sweet Amoris. Olhei para meu relógio e resolvi dar uma passadinha no meu clube. Segundo Castiel, o lugar não era assim tão bom, mas o melhor é sempre tomarmos nossas próprias conclusões sobre algo. Caminhei pelos corredores à procura da sala, quando vi Lynn conversando com a Iris enquanto segurava uma caixa de sementes com o brasão do clube de jardinagem. Fiz um sinal de positivo para ela, agradecendo pela ajuda com Totó, sendo retribuído com um sorriso.

Encontrei Nathaniel encostado na porta do grêmio conversando com a Melody:

- Ei Lysandre, encontrei a diretora, ela parecia de bom humor. Eu imagino que você conseguiu achar o cachorro, não? – Perguntou simpaticamente.

- Sim! Finalmente! Agora estou procurando o clube de música, você sabe onde fica?

- Penúltima porta no final do corredor, perto da escadaria. Eu até te levaria lá, mas tenho que resolver uma situação que a minha irmã criou. – Suspirou mal humorado.

- Oh sim... Percebi que vocês são diferentes. Se a gente compara com você, ela não tem maturidade às vezes.

- Aham, o que é uma pena... – Disse apoiando sua testa em uma das mãos – Acho que a ideia que ela colocou na cabeça de querer sair com o Castiel é uma má influência. Não me surpreendo se com uma ideia dessa ela acabe fazendo um monte de bobagem tentando chamar a atenção dele.

Acredito que as atitudes dela não tenham nada haver com sua paixonite pelo Castiel, mas preferi não me meter nessa história. Nathaniel como todo bom irmão, deve se preocupar com ela e nada mais fácil do que culpar o garoto que mais odeia na escola. Segui até o lugar indicado e finalmente encontrei o clube de música.

- É... No panfleto parecia algo mais legal – Disse alto enquanto olhava a sala.

As paredes eram de um tom amarelado, meio bege, com algumas cadeiras espalhadas formando um círculo e instrumentos como violão, flauta, triângulo e bateria. Havia uma partitura de nível fácil escrita no quadro negro e as cortinas não poderiam estar mais empoeiradas. Suspirei decepcionado por não ter ao menos um piano para eu que terminasse minha música.

Como faltava pouco tempo para as aulas acabarem, sentei-me em uma das cadeiras do circulo e voltei a rabiscar alguns versos em meu bloco de notas. Será que apenas eu fazia parte desse clube? Estar sozinho não era algo ruim, entretanto... A atmosfera da sala era tão deprimente que remetia a tudo, menos inspiração. Senti meu bolso vibrar com o toque do celular:

- Hey Lys, você me acompanha até a loja do seu irmão? Ele me prometeu tecidos novos para um modelo que desenhei.  – Rosalya disse após eu atender. – Te espero na entrada do pátio.

Guardei meu bloco no bolso e voltei a caminhar pelos corredores pela milésima vez no dia. A maioria dos alunos já tinha ido para casa e as salas de aula estavam esvaziando. Encontrei Rosa encostada em um dos bancos do pátio olhando para o clube de jardinagem.

- Perdida em pensamentos apaixonados? – Disse oferendo meu braço para ela se apoiar.

- No momento não... – Sorriu apontando para duas pessoas na entrada do clube – Só observando a Lynn sendo paquerada pelo estudante de Biologia.

Virei-me na direção em que ela estava apontando e os vi conversando e rindo casualmente. Lynn estava usando uma blusa amarela com calças marrons e botas de plástico verde. Reconheci o garoto com quem ela conversava como sendo o Jade. Ele estava com as mãos em seu rosto ajeitando uma flor entre seus cabelos castanhos. Ao ver essa cena senti algo diferente... Que se dissipou rapidamente enquanto Rosa me puxava para fora da escola. Por um momento desejei saber o que os dois tanto conversaram...


Notas Finais


Yay, dois capítulos no mesmo dia \o/
A partir do próximo, as coisas irão melhorar entre o Lysandre e a Lynn.
Se vocês quiserem relembrar os antigos episódios do jogo para entenderem o ritmo da fanfic, acho que ajuda.
Vejo vocês no próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...