História We're always smile - Capítulo 3


Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Marionette, Mike Schmidt, Phone Guy, Purple Guy, Springtrap
Tags Fonnie, Fredmike, Goldentrap, Lemon, Springolden, Yaoi
Exibições 65
Palavras 2.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ohaaaaaaaaaaayo minna-san
kdfksdfjskldfjkld
aq é a canela
...
n sei mais o q escrever ;-;
enfim
como alguns devem saber (ou n)
eu tenho uma personagem chamada Lahni, e tal, dai eu vou arrastar ela pra cá
pq vcs me perguntam
tbm n sei
mas vida q segue
espero q vcs gostem
SEGURA NA MÃO DE DEUS E VAI \O/

Capítulo 3 - O assistente do Comitê


Fanfic / Fanfiction We're always smile - Capítulo 3 - O assistente do Comitê

[Frederick narrando~]

Ajeitei-me na cadeira, batendo as unhas contra a mesa em minha frente. Encarei bem o fundo de seus olhos, e arqueei a sobrancelha, sorrindo cinicamente.

Ser líder do Comitê da escola é um tanto... Cansativo, até por ter que lidar com pessoas desse tipo...

Sou Frederick Robbins, comumente chamado de Freddy. Sou moreno, de cabelos castanhos, pouco bagunçados, que vão até pouco antes de meu pescoço. Tenho olho azuis claros e meço 1,81 de altura. Um estudante comum... Até conhecer os putos dos meus amigos. Dizem que sou o sujeito mais cínico daqui... Bem, sou um dos veteranos e logo deixarei este lugar, e só Deus sabe o que aconteceria caso eu não estivesse aqui... Sou um dos cantores da banda do colégio, junto com meu primo Lance, que, provavelmente, vai recrutar mais alguns membros pra banda. Sou eu que cuido da maioria da papelada da escola, isto é, cuido de tudo menos de certificados, acordos e ofertas, sabe, as coisas ligadas aos proprietários. 

- Mas Freddy? - me chamou mais uma vez, me encarando com os mesmos olhos pidões de sempre. Uniu as mãos e colocou-as próximas de seu queixo, implorando. 

- Te disse isso semana passada, já é difícil ver animais de porte pequeno aqui, imagine uma pantera. - revirei os olhos em ironia, vendo ela suspirar alto, fazendo um biquinho com os lábios.

- Ela é filhotinha, prometo que não vai fazer mal. - exclamou ela.

- Que nem das outras vezes? - respondi sorrindo irônico. - Ainda me lembro de uma girafa que foi para o zoológico...

Ela abriu a boca para argumentar, mas acabou por cruzar os braços e revirar os olhos, pensativa. Essa é Lorena Niciroven, mas conhecida como Lahni. A menina mais teimosa de todo colégio, tem umas ideias incrivelmente malucas, e, como já disse, trouxe uma girafa para escola, afirmando que ela não faria nada de errado desde que trouxe um leão pra cá. Tem cabelos albinos, como consequência de seu albinismo, completamente arrepiados e desarrumados, que traçam até pouco acima de sua cintura. Assim como o Foxy e a Mangle, tem seus olhos castanhos bem claros, no entanto, os seus tem um toque de verde. Lorena é bem baixinha se comparada com os outros estudantes, 1,52. E, como todas as pessoas daqui, é problemática, porém, digamos que, ela é fujoshi. 

- Freddy, o Mike já veio aqui? - ela quebrou o silêncio, sorrindo maliciosamente.

- Quem? - respondi curioso.

- Um novato, daqui a pouco ele chega. - acenou sorrindo e ajeitando seu óculos, saindo pela porta e a trancando logo após. 

Assim que a porta bateu contra parede, o sinal chiou. Levantei relutante de minha cadeira, saindo pela porta. Significa que faltam 10 minutos para que as aulas complementares parem e voltem as normais. Vi grande parte dos alunos parados no mesmo lugar, como se nada tivesse acontecido.

- Odeio falar isso, mas... - segurei o ombro de alguém na minha frente, sorrindo amigável. - Deveria estar na sala, não? - ri fracamente. Reconheci o sujeito assim que ele se virou assustado. Foxy. - Ah, oi Foxy. - cruzei os braços. É um tanto de ironia um de seus melhores amigos ser um dos baderneiros do local, dava pra colocar ele no topo da lista dos rebeldes, caso eu faça uma. 

- Oi Freddy. - ele acenou, sorrindo. 

Um menino mais baixo que ele nos olhava, intrigado. Sorri maliciosamente, Foxy Foxy.

- Não vai me apresentar seu novo amigo? - apontei pra ele, que corou e sorriu fracamente. Foxy corou num tom fraco, se embaralhando para falar. Arqueei a sobrancelha. 

- Brian, esse é Frederick, Frederico ele é o Brian. - ele disse com sarcasmo. 

Coloquei minha mão sobre sua mandíbula, apertando, com o polegar, uma de suas bochechas, e com os outros dedos, sua outra bochecha.

- Me chama de Frederico mais uma vez, que eu quebro tua mandíbula. - soltei e sorri amigável, fazendo-os suar frio. Acenei para Brian. - Fique a vontade na nossa escola.

- Sabe, podia tentar passar uma impressão boa de vez em quando? - Foxy cruzou os braços e suspirou fundo. Mirei ele curioso, sorrindo de canto.

- Eu tenho cara de impressora, Alex? - ironizei.

Brian riu fracamente da nossa pequena briga, fazendo-nos olhar diretamente a ele. 

- Bem, eu estou indo para aula de primeiros socorros, se me permitem. - Brian falou, fazendo uma pequena reverência, arrumando sua mochila e se distanciando de nós dois, encarei Foxy maliciosamente.

- O pegador Alex Sullivan finalmente se apaixonou! - bati palmas, sorrindo de canto. Vendo Foxy ganhar uma coloração rubra no rosto, antes de sorrir maliciosamente.

- Heh? Quem se apaixonou? - a albina chegou atrás de nós, apertando nossas bundas. Odeio quando ela faz isso. Nós dois recuamos. Ela continuou a sorrir. - Desculpem, eu não me segurei! - Lahni disse em rendição.

- Ei, espera? - Foxy perguntou intrigado. Creio que eles ainda não se conhecem? - Você é aquela menina que Spring estava na biblioteca, não?

- E você é o melhor amigo do meu irmão. - Lahni sorriu, virando um pouco a cabeça. 

- Ue. - eu e Foxy exclamamos juntos, se não me engano, o companheiro de quarto do Foxy é o Spring, não? Estou curioso. Spring nunca a mencionou, ou mencionou e nós não o ouvimos? E ela nunca contou também, se bem que, ela voltou para o colégio esse ano, ficou um tempo fora daqui.

- Se bem que, somos irmãos só por parte de pai. - explicou ela. - Spring não falou de mim pra vocês? - cruzou os braços, manhosa.

- Ele devia estar mais ocupado lendo Harry Potter ou fugindo do Lance. - Foxy sorriu de canto. 

- Opa opa, quem é Lance? - exclamou empolgada. 

- Meu irmão. - respondi dando de ombros. Ela sorriu maliciosamente. 

O outro sinal bateu, indicando que todos os alunos deveriam estar em suas respectivas aulas. Me despedi dos dois, que foram, de um jeito não muito gentil, empurrados até suas salas. Lorena iria ter culinária e Foxy matemática. Devo admitir, eles não são bons em suas respectivas aulas; Lorena, que já estudou metade de um ano no fundamental aqui, no teste de culinária básica, acabou por quase queimar a cozinha. Foxy, digamos que, ele teria reprovado caso o professor do ano passado não o tivesse passado para não ver ele mais em sua aula.  Por sorte de Foxy, ou do professor, é outro professor que dá aula de matemática esse ano.

Voltei para minha sala, pegando um copo de café, colocando um pouco de chantilly e canela, sentando novamente na minha mesa. 

Ser o líder do Comitê tem suas vantagens, ter que cumprir menos aulas que os outros é uma delas. Posso afirmar que eu sou, literalmente, mais do que um funcionário daqui, já que o diretor me deu suas atividades importantes para fazer.

Tomei um longo gole do café antes de procurar a papelada de matrículas que eu deveria preencher. Diz o diretor que alguns alunos se candidataram para entrar no comitê. Conferi poucas fichas, dá pra analisar só de ver o trabalho que tiveram para inventar coisas.

"Já foi funcionária da Fazbear Entertainment." Seria mais fácil falar que criou asas, ninguém iria trabalhar naquele lugar, não como uma ficha dessas. 

~\->w<-/~

As aulas passaram calmamente, o primeiro dia foi um tanto calmo, tenho minhas suspeitas. O último sinal bateu. 

Bem, talvez os alunos ainda não se acostumaram com a alteração esse ano, ou até mesmo, gostaram dela. Ano passado, muitos reclamavam das 5 aulas seguidas, incluindo eu, porém o diretor não aprovava colocar mais um horário livre na grade de aulas. Esse ano eu o convenci de fazê-lo, agora adicionando um horário para o almoço, que eu entregarei o bilhete ainda agora. 

Sai da minha sala, distribuindo pelas classes o novo horário e explicando a alteração do mesmo. 

"Primeira aula: 7:20 até 8:05; Segunda aula: 8:05 até 8:50; Terceira aula: 8:50 até 9:35; Intervalo/Aulas complementares (manhã): 9:35 até 10:20; Quarta aula: 10:20 até 11:10; Quinta aula: 11:10 até 12:00; Intervalo/Almoço: 12:00 até 15:20; Sexta aula: 15:20 até 16:05; Sétima aula: 16:05 até 16:50; Oitava aula: 16:50 até 17:40."

- Como podem ver, a alteração que não foi aprovada ano passado, agora está adicionada para todas as classes. - falei, explicando para a última turma que faltava. - O primeiro período de aulas ficou desde 7:20 até 12:00, sendo interrompido por um breve período de almoço e voltando ao segundo período, das 15:20 até ás 17:40. Alguma dúvida? - terminei de explicar o que era para ser explicado e esperei que alguém levantasse a mão. Uma menina de cabelos encaracolados o fez, apontei para ela. 

- Durante o período de almoço, terão aulas de atividades dos clubes? - perguntou abaixando a mão.

- Assim que o clube entregar a confirmação de novas aulas, serão aprovadas para o período do almoço. - respondi, todos se animaram. Sorri em ironia. - E é claro que terão aulas complementares nesse período.

E, assim, cessaram as dúvidas e pude sair da sala, me despedindo brevemente do professor da sala. Olhei para o relógio. Marcavam 11:59. Logo escutei a sirene, liberando todos os alunos. Com essa modificação no horário, vou ter que organizar os horários dos alunos novamente, de acordo com suas dificuldades - coisa que só nossa escola faz -, e ajustar as aulas complementares, além de ter que montar a tabela de lanches da escola. Parece que nem todos saíram ganhando com essa nova mudança. 

Sobre os horários dos alunos, a nossa escola os faz de acordo com as dificuldades de cada aluno, mudando a cada semestre. No final de cada semestre, uma prova é feita, essa prova vale 6,0 pontos - os outros 4,0 são de trabalhos -, com todas as matérias teóricas que são estudadas aqui. É assim que fazemos a nota do semestre.

Um ajudante seria bom...

Suspirei alto, indo em direção a cantina, sentando em um dos bancos na frente da mesma. Sentei ao lado de Brian, que estava de frente para Foxy, Spring estava ao seu lado. 

- Finalmente você alterou o horário! - Spring suspirou, deitando por cima de seus braços, na mesa. Respirou fundo.

- Alterou? - Brian perguntou, intrigado, mordendo um pedaço do pão integral.

- Antes, só tinha um intervalo e cinco aulas seguidas. - Foxy suspirou, cruzando os braços. - Mas nada que o Freddy não consiga ajustar!

- Agora vou ter que ajustar as aulas complementares de noite para ficarem de tarde. - mordi minha barra de cereais, revirando os olhos.

- Já pensou em contratar algum assistente? Tipo, você faz tudo sozinho. - Spring fechou os olhos, sem se mover do lugar. É quase impossível pensar que ele é inteligente se ficar vendo o quão preguiçoso ele é. 

- Já pensou em ficar com o Goldie~? - perguntei, sorrindo de canto. Ele enterrou ainda mais sua cabeça entre os braços. - É a mesma coisa, Spring.

- Falando em ficar, onde vocês dois estavam? - Spring apontou cegamente na direção de Bonnie e Foxy, que travavam uma briga, bem semelhante com a de um casal. Bonnie corou um pouco, Foxy riu nasalmente. 

- A raposa sempre come o coelho. - sorri maliciosamente.

Brian bufou irritado, ainda com as bochechas rubras. Spring e Foxy riam da situação.

- Tá gostando da escola? - Spring perguntou, se levantando e espreguiçando, apoiando sua cabeça nas palmas de suas mãos. 

- É bem melhor que as outras. - respondeu, terminando seu sanduíche. 

- Graças a Deus você vai ficar, eu não aguento mais esses dois! - Foxy rosnou, sorridente. Deitando no ombro de Brian, que acariciou as madeixas rubras de Alex. Foxy fechou os olhos, se entregando para as carícias de Brian. Eles formam um belo casal.

- Que fofinhos! - eu e Spring dissemos em sintonia, num tom amigável. 

Me levantei da mesa, me olharam curiosos. 

- Tenho coisas a arrumar, depois eu encontro vocês. - sai da mesa, andando pela escola a procura do diretor. Parece que alguém está relaxando, enquanto podia me ajudar. Encontrei-o falando com a professora de português. Me aproximei acenando. 

- Oh, Senhor Robbins, admito que deveríamos ter feito isso a mais tempo! - o diretor exclamou, tomando um gole de café amargo. Sorriu em minha direção. Fingi um sorriso. O filho da puta deixa os trabalhos com os alunos, não sou obrigado não. 

- Foi uma grande mudança, acredito que os alunos terão mais tempo de descanso e poderão estudar mais concentradamente! - falei umas palavras bonitas, ainda forçando um sorriso. Os dois mais velhos sorriram. 

- Você é um jovem prodígio, tem uma bela carreira bela frente. - afirmou a professora, sorridente.

- Obrigado! - respondi, colocando as mãos nos bolsos. - Bem, eu vim aqui para lhe perguntar algo. - ele assentiu para que eu continuasse. - Você enviou umas fichas de alunos, nenhuma me surpreendeu ao ponto de recrutá-los, mas tem algo que me deixou intrigado em um deles. - arqueei a sobrancelha. Os dois ficaram sérios, esperando para que eu lhes contasse o porquê de minhas dúvidas. - Esse Mike Schmidt, acha que ele consegue virar um assistente bom? - vi um enorme sorriso se formar nos lábios do diretor, fiquei mais intrigado.

- Sabia que ele escolheria meu sobrinho! - Afirmou ele, alegre. Suspirei alto. - Pode escolhê-lo, tenho certeza que ele será um grande ajudante!

- E onde eu o encontro? - sorri forçadamente.

- Ele acabou de sair da minha aula, falou que iria arrumar o seu quarto. - ela indagou, sorrindo. Deu uma piscadela. 

Fui na minha sala, pesquisar qual era o seu quarto. Irônico. O colocaram no mesmo quarto que eu. Sai do local, indo em direção ao meu quarto. A porta estava trancada. Usei as minhas chaves e adentrei.

Haviam caixas e caixas por ali, algumas abertas e outrora não. Sentei na minha cama, que por acaso era a que não tinha caixas. Comecei a ouvir o forte som da água batendo no chão. Ele está no banho. 

Deitei na minha cama, não tinha nada de melhor para fazer no intervalo, não estou com muita fome. 

O barulho sumiu e a porta foi aberta. Levantei um pouco minha cabeça para apreciar a vista. Assobiei maliciosamente, e, por fim, ele notou minha presença e cruzou os braços.

Mike Schmidt estava com a toalha envolta de sua cintura, com pingos de água escorrendo por seu corpo. De pele clara e madeixas morenas, com olhos ônix. Deve ter uns 1,78 de altura. Parece ser um típico tsundere, não totalmente. As olheiras abaixo de seus olhos revelam que prefere a noite do que o dia. RI baixinho. O moreno arqueou a sobrancelha. Deve ser do tipo que tenta ser durão. E, bem, tem um corpo bonito. 

Deitei novamente na cama, ele andou até o seu armário. Uau. Não tem medo de ficar nu perto de desconhecidos?

Sorri maliciosamente. Ele retirou a toalha, espiei pelo canto do olho. Revirei o olhar. Ele estava com cueca por baixo, ainda sim não deixa de ser uma bela vista. Ele estava de costas.

- Bela bunda. - pensei, sorrindo de canto.

Hm, quando eu comecei a ser pervertido e reparar em homens? 

- Então, não vai se apresentar? - ele falou, abotoando a camisa social branca que ele colocara a poucos segundos.

- Frederick Robbins, e você? - perguntei, mesmo sabendo quem ele era...

- Mike Schmidt. - ele sentou na beira de sua cama, me encarando. Sorri de canto. 

- Perdeu algo? - fechei os olhos, colocando meu pulso por cima dos mesmos. Agora seria uma ótima hora para dormir, coisa que eu não faço há dois dias. Ele riu. 

- Você é o líder de comitê, não? 

- Sou sim, se quiser reclamar do esquema de horários, melhor ficar quieto. - respondi, sorrindo cínico.

- Só queria saber se poderia virar seu assistente. - Mike falou, se levantando e desembrulhando alguma caixa qualquer. 

- Bem, eu estava te procurando para falar disso. - atrai sua atenção. - Espero que goste de papelada. 


Notas Finais


E ENTÃO
<3
ESPERO QUE TENHAM GOSTADO
ESSE É MAIS UM CAPÍTULO EXPLICAÇÃO
*FALAR NO CAPS É EMPOLGANTE*
O QUE ACHARAM?
POR FAVOR N ME DEIXEM NO VACUOUS ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...