História We're more than Crystal Gems - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Ametista, Connie, Garnet, Greg Universo, Jasper, Lápis Lazuli, Leão, Peridot, Pérola, Personagens Originais, Rose Quartzo, Rubi, Safira, Steven Quartzo Universo, Stevonnie
Tags Amedot, Drama, Fusões, Lapidot, Pearlapis, Pearlmethyst, Rupphire, Shipps, Stevonnie, Tragedia
Exibições 37
Palavras 2.598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


hello cats :3
Desenho feito por mim, não está fabuloso pq tenho a mania de fazer tudo em cima da hora kkkkk
Apesar da Agate ter ido embora a muito tempo, eu quis desenha-la em homenagem a sua coragem.
Como a Ágata de Fogo tem muitas variações de cores, eu quis fazer um mix de cores quentes.
Perdoem esse desenho feito no desespero e não desistam da fic kkkkk
Tomara que gostem do capítulo, boa leitura <3

Capítulo 17 - I give up?


Fanfic / Fanfiction We're more than Crystal Gems - Capítulo 17 - I give up?

Pérola- Montanha- Após o desmoronamento

Minha cabeça está doendo. Sinto um peso em cima de mim, abrindo meus olhos devagar vejo Steven um pouco a frente de mim, sua cabeça está sangrando. Tento me levantar, mas estou sem forças, olho por cima dos ombros e vejo uma mão esverdeada sobre ele, parecia estar falhando, como se estivesse danificada. Me levanto aos poucos e vejo uma silhueta tombar para o lado. Tudo a minha volta está um breu silencioso, acendo minha pedra e vou em direção a Steven. Com delicadeza viro seu corpo e vejo uma pequena fenda expelindo sangue de sua testa. Ele deve ter tentando flutuar antes de se chocar contra o chão. 

- Steven... Steven fale comigo.- falo baixo com certo receio de encontrar mais um armadilha.

- Pérola...- ele abre os olhos lentamente e toca meu rosto-... você está bem?

- Estou sim... sua testa está sangrando.- ele toca a própria testa.

- Minha boca está muito seca, é melhor eu colocar um curativo.- ele se senta devagar e pega sua mochila, que já se encontrava parcialmente rasgada. Ajudo-o a limpar o ferimento, até que me assusto com uma tosse rouca. Olho para a silhueta deitada no chão e vejo-a tentar se levantar, com um pano em seu rosto.

- Você está bem?- me aproximo devagar, e quando finalmente vejo seu rosto, sinto uma pequena felicidade me tomar.

- Pérola!

- Emerald!- ela se levanta com dificuldade e me abraça. Nunca achei que iria reencontra-la, se não fosse por esse lugar terrível eu estaria mais feliz que estou agora.

- Pérola, quem é essa gem?- Steven surge de trás de mim olhando curiosamente para Emerald.

- Oh Steven essa aqui é a Emerald! Nós lutamos juntas na Gem War!- digo com animação, mas meu sorriso some ao ver a falha na forme física de Emerald, logo percebo que sua pedra está rachada.

- Sua pedra está rachada! Eu poderia te curar, mas preciso de água.- Steven começa a vasculhar sua bolsa desesperadamente em busca de pelo menos uma gota de água.

- Me curar? Você me lembra Rose Quartz, ela tinha...

- Lágrimas Curativas... tenho que admitir que lágrimas seriam bem melhores que cuspe, mas minha me deixou um poder incrível, que seria útil se eu tivesse água.- Steven interrompe Emerald, ainda vasculhando sua bolsa.

- Mãe? Cuspe? O que?- Emerald me olha em dúvida.

- É uma longa história...- dou de ombros. Até que escuto um som familiar, como se estivesse chovendo ou caindo água de algum lugar.-... vocês estão escutando isso?

- Isso o que?- tapo a boca de Steven. Logo o barulho fica mais alto, agora tenho certeza de que há uma cachoeira aqui perto.

- Nós podemos ir até lá!- digo.

- Acho melhor esperarmos, Garnet deve estar descendo para nos pegar, tenho certeza disso.- Emerald olha pra cima.

- Garnet está bem?! Oh isso com certeza é uma ótima notícia, posso me desculpar com ela.- digo, com certa esperança.

- Será que ela vai demorar muito?- Steven acende um bastão de luz azul.

- Talvez ela possa nos ouvir... GARNET! GARNET NÓS ESTAMOS AQUI.- grito o mais alto possível. Tudo acima de nós também está escuro, até que vejo uma luz avermelhada muito acima de nós.

- É ELA! GARNET! GARNET!- Emerald grita junto a mim. A luz está se aproximando cada vez mais rápido, até que para bruscamente no ar, próximo a parede. Percebo então que não se trata de Garnet, há algo entre nós que tem um tamanho enorme. Coloco Steven atrás de mim, olhando para Emerald, vejo que ela também está em posição de ataque. A luz começa a se mover em nossa direção e com um movimento rápido, evoco minha lança apontando para o pescoço da silhueta a minha frente. Emerald evoca oito adagas, quatro em cada mão pronta para arremessar na entidade a nossa frente.

- Vocês estão na minha área e ainda apontam armas pra mim?- uma voz feminina abaixo de mim me assusta. Percebo que a luz avermelhada vinha de um cajado maior que ela... devo dizer que é muito, muito maior que ela. Olho para baixo e focando a luz de minha pedra da pequena gem, reconheço-a na hora.

- Cuprita... - digo afinando os olhos, afinal eu lutei com essa mesma gem na guerra, várias vezes. Mesmo sendo menor que eu e um pouco maior que Amethyst, ela me ganhou todas as vezes. Só não fui quebrada por que Rose me protegeu.

- Ora ora, vim atrás de um intruso e achei minha velha amiga.- é bem óbvio o tom irônico em sua voz.

- Pensei que nunca iria te ver de novo, Cuprita!- Emerald abraça ela como se fossem melhores amigas. Devo admitir que Emerald nunca esteve 100% do nosso lado, afinal ela é amiga de muitas gems de HomeWorld, incluindo Cuprita.

- Wow, sua pedra está rachada! Onde está a famosa Rose- Salvadora- das- Gems- Quartz para te ajudar?- antes que eu partisse pra cima dela Steven pula a minha frente.

- Ela está bem aqui.- Steven levanta a blusa e arranca risos de Cuprita.

- Você está de zoação comigo? Quer dizer que agora Rose virou essa pequena criatura? Admito que isso é uma ótima noticia, poderei acabar com Pérola sem ser interrompida.- aproximo minha lança de sua pedra, localizada no pulso esquerdo.

- Nem tente fazer isso.- digo entre os dentes.

- Vamos deixar esse clima pesada de lado...- Emerald entra no meio-... mudando de assunto, por que está aqui Cuprita?

- Fiquei soterrada depois que parte da desmoronou com o impacto de algo, desde então estou aqui.- ela diz com certa tristeza.

- Esse desmoronamento deve ter sido causado pelo Dano das Diamonds...- digo, pensativa.

- Isso não importa mais, se vocês estão aqui é por que conseguiram entrar, então quer dizer que tem uma saída!- Cuprita vibra. 

- Vou te contar um segredo... nós também estamos procurando uma saída!- digo rispidamente.

- Podemos procurar juntos.- Steven diz com animação.

- Eu não vou procurar nada com essa ai.- empino o nariz.

- Nossa Pérola, é assim que você trata sua melhor amiga!?- ela finge estar revoltada, rio sarcasticamente. Ela me lembra muito Amethyst, me surpreendo por estar sentindo falta dela, eu realmente queria que ela estivesse aqui e não... morta.

- Como nos encontrou?- Steven pergunta.

- Eu vim por uma fenda que se abriu com um tremor alguns minutos atrás.- Cuprita aponta com o cajado para um pequena fenda ao longe, quase não é possível vê-la aqui de baixo.

- Que estranho, eu também fiquei presa nessa montanha desde a guerra e nunca te encontrei.- Emerald parecia em dúvida.

- Então minha querida... esse lugar e mais perigoso do que imaginávamos.- Cuprita quase sussurra. Olho para cima ainda com a esperança de ver Garnet, mas nada, nem mesmo um sinal ou uma luz aparece. Sinto a mão de Steven segurar a minha, olho para ele e vejo que também está preocupado com nossa situação. Até que Emerald cai de joelhos no chão, com a mão em sua pedra. Steven vai de encontro a ela, e então vemos que a rachadura está maior. 

- Emerald, você vai ficar bem....- Steven tenta tranquiliza-la-... Pérola precisamos ir atrás de água, eu preciso curar ela!- sua voz já está totalmente rouca e fraca. 

- Tudo bem Steven... mas não podemos deixa-la com Cuprita.

- Por que não?! Emerald é minha amiga!- Cuprita parecia estar falando a verdade pela primeira vez desde que foi feita. Olho em seus olhos e apenas aceno com a cabeça em confirmação. Mesmo achando errado deixar Emerald com ela, pego na mão de Steven e sigo um caminho estreito por onde o som de uma possível cachoeira está mais alto. Seguindo pelo caminho, o som fica cada vez maior, até que vemos uma luz azulada no fim do túnel. Correndo, chegamos no que parecia ser um local com vegetação viva dentro da montanha., mas parecia estar sendo cultivada artificialmente. Me aproximo da água e antes que Steven bebesse, avalio o líquido. É realmente água, fresca e limpa. Steven enche sua garrafa rapidamente e bebe várias vezes, nem sei como aguentou. Antes de voltarmos escuto um objeto de chocar contra a água. Olho para cima e não vejo nada além de água caindo e algumas árvores. 

- Vamos Pérola, preciso curar Emerald!- Steven me arrasta antes que eu pudesse ver o objeto que caiu. 

Peridot- Montanha- Caminhos Escondidos

Eu duvidaria se alguém dissesse que Citrine é uma "amiga", eu não confio nela de jeito nenhum. Eu vi como ela olha para Amethyst, sei o que ela quer. Isso me lembra da terceira temporada de Campando Corações! Quando Paulette olhou desta mesma forma Pierre, que logo em seguida abandonou Percy! Se essa cabeça de fogo acha que vai dar uma de Paullete aqui, ela vai acabar virando minha mesinha de apoiar pés! Oh, agora me lembrei que Lapis está me esperando para assistir a quarta temporada, será que ela vai aguentar mais algumas horas?

- Vem comigo Peri-chata.- tomo um susto ao sentir Citrine puxando meu pé e tapando minha boca com um pano. Vejo Amy um pouco a frente de nós, ainda me segurando, Citrine se aproxima devagar dela.

- Mas o que é ist...- Amy se vira perplexa, mas antes que ela reagisse ao me ver, Citrine empurra ela. Sinto o desespero me dominar, se estivermos no alto na montanha, Amethyst não irá aguentar a queda! Começo a me contorcer e com um movimento rápido dou um soco na perna de Citrine. Ela cai, me soltando. Começo a correr como nunca, soltando o pano em minha boca. Chegando em sua caverna ofegante, quase caio de cara no chão ao fazer uma curva que saia de lá. Acendo minha pedra e sinto meus olhos lacrimejarem ao relembrar de Amy caindo. 

Paro de correr quando meu corpo pede um descanso. Recuperando o fôlego, começo a sentir um calor extremo. Olho para trás e vejo nada mais nada menos que Citrine cuspindo fogo pela boca vindo em minha direção em cima de uma dos seus skates. Essa maldita clod! Começo a correr novamente, entrando e saindo por caminhos diferentes, com Citrine em meu encalço. Até que escuto um barulho ao longe, parece ser chuva caindo ou até mesmo o mar. Continuo correndo, até que as chamas de Citrine queimam um pouco meus pés e caio do chão, a minha frente havia uma parede que emanava vários litros de água.  Me levanto rapidamente e subo as escadas acima das correntes fortes de água, Citrine está quase chegando em mim, até que escuto um barulho abaixo de mim. Olho para baixo e vejo Steven enchendo sua garrafa ao lado de Pérola. Eles estão vivos! 

Antes que eu gritasse, Citrine me agarra. Ela segura minha boca abafando qualquer som, começo a me debater e jogo seu skate por água abaixo. Vejo que Pérola percebeu a queda, mas ela não nos viu. A alaranjada tapa minha boca de novo e começa a me arrastar pelos pés por todo caminho que fugi dela agora pouco. Ao longo de todo o percurso eu tentei me soltar entre soluços e lágrimas de desespero. Steven está vivo! Pérola está viva! Amy.... só de pensar nisso, meu corpo físico parece produzir milhões de litros de lágrimas. Percebo que estamos passando por caminhos diferentes de antes, até que Citrine para de frente a uma porta de ferro, abrindo-a em seguida.

- Não fique com essa cara! Eu preciso que você me ajude com seus poderes de metal.- ela diz com um sorriso de canto, destapando minha boca.

- O que faz você achar que eu vou te ajudar sua CLOD!- cuspo em sua cara, e vejo ela se controlando para não jorrar fogo em minha face.

- Se você não colaborar, eu quebro sua pedra.- suas palavras me fazem tremer.

- Pode quebrar!- digo de supetão, surpreendendo-a.

- Você prefere ser quebrada do que ver seus amigos novamente!?- suas palavras me fazem ceder.

- O que você quer de mim?!

- Eu sei um jeito de sair dessa montanha, mas só vai funcionar com seus poderes de mover metal.

- Eu ajudo se deixar meus amigos e eu passarmos junto com você.- ela coloca a mão no queixo, pensando.

- Feito.- ela aperta meu nariz e me solta. Sigo-a por um corredor parcialmente iluminado, chegando no final ela abre uma segunda porta e passamos por uma sala cheia de televisões. Não consigo ver o que se passa nelas, pois Citrine ainda está me puxando. Atravessando uma sala vazia, começo a sentir o ar entrando por uma fenda no metal pesado. Ainda com o pesar de ver Amy sumir no nada, me aproximo da parede sendo seguida pelos olhos de Citrine. Penso em Steven, Garnet, Pérola, Lápis... Amy. Relembro de tudo que eles me proporcionaram, de tudo de bom que me aconteceu. O carisma de Steven, o semblante de Garnet, a paciência de Pérola, o sorriso de Lapis, o olhar de Amethyst rodeiam minha cabeça e com isso coloco toda minha força para fora, tentando mover essa parede que pesa toneladas.

Azurite- Montanha- Acima do desmoronamento

Abro meus olhos devagar, e vejo três silhuetas conversando. Meus ouvidos escutam tudo mais baixo que o normal. Focando meus olhos, vejo Connie chorando abraçada com um felino cor de rosa. Mais a frente, olhando para baixo, vejo... GARNET! Ela parecia estar gritando nomes em meio a escuridão. Minha audição está voltando aos poucos e tento me levantar. 

- O que está... havendo?- digo com a voz falhada, minha garganta está extremamente seca.

- Ocorreu um desmoronamento...- Connie diz melancolicamente 

- Azurite?- Garnet retira seus óculos.

- GARNET!- Abraço-a com força. Esta fusão sabe muito bem que sempre quis estar ao lado da rebelião, sempre fomos amigas, antes mesmo de ser formada eu já conhecia Safira.

- Pensei que nunca mais veria você!

- Por sorte vivemos pra sempre.- rimos.

- Você está bem? Sua pedra está danificada?

- Sim estou, minha pedra está intacta!...- olho para Connie que ainda chorava-... o que está havendo?

- Nós viemos com minha equipe para esta montanha, mas no meio de um briga acabei causando um desmoronamento, agora Steven, Pérola e Emerald estão lá embaixo...estou gritando por eles, mas não escuto nenhuma resposta.- ao escutar o nome dela... de Emerald, sinto minha forma física quase explodir.

- VOCÊ DISSE QUE EMERALD ESTÁ AQUI?!

- Sim, mas ela está lá embaix...- antes que ela terminasse, tiro o pano que cobria todo meu corpo, passo de Garnet e correndo com muita velocidade salto no meio da escuridão evocando dois machados.-... AZURITE, ESPERE!- Meu corpo cai cada vez mais rápido e consigo ver uma luz avermelhada alguns metros abaixo de mim. Me aproximando mais e mais vejo que o pequeno ponto de luz acabara de se transformar numa enorme lança e que estava prestes a perfurar algo... até que finalmente vejo o corpo de Emerald, falhando e prestes a ter a pedra quebrada! Impulsionando meu corpo do ar, arremesso um dos machados que acerta a lança, fazendo-a sumir. A gem lá embaixo me encara surpresa. Contraindo meus joelhos, caio em pé contra o chão que treme e afunda com o impacto de meu corpo. Evoco outro machado, ajeito o pequeno fio cabelos azulado que cai sobre minha testa e encaro Cuprita, a gem mais enganadora de HomeWorld. Atrás dela surgem duas pessoas assustadas, uma Pérola e uma pequena criatura ao seu lado.

- Saia de perto dela, agora.- Respiro fundo e encaro Cuprita com todo ódio do mundo.


Notas Finais


Eita...
Enquete: O que vocês acham que aconteceu com Amy?
https://thumbs.dreamstime.com/z/machado-medieval-da-batalha-39741720.jpg
Tipo de machado da Azurite
Como desenhei Agate, também vou desenhar as outras gems criadas por mim nesta fic, em memória delas <3
Tomara que tenham gostado.
Se tiverem dúvidas, sugestões, perguntas, críticas é só falar :3
Comentem o que acharam do desenho e do capítulo, e até o próximo cats o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...