História We're only getting older, baby, and I've been thinking... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Personagens Originais, Simon Lewis
Tags Malec, Os Instrumentos Mortais
Visualizações 149
Palavras 690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O segundo capítulo chegouu!
Boa leitura! :D

Capítulo 2 - And nobody loves you, baby, the way I do


***

Logo que a doença da manhã se vai, Magnus é atingido por ânsias. E eles o atingiram com força . Começa com Magnus comendo mais frutas e vegetais do que o habitual, embora ele afirma que seu corpo precisa apenas dos nutrientes que eles fornecem.

Mas então Magnus está acordando Alec às duas horas da manhã e freneticamente perguntando se eles tinham pepino em casa.

Magnus está vivo por vinte e oito anos e em nenhuma vez ele comeu pepino antes. Ele não consegue suportar o cheiro deles, muito menos o gosto. É assim que ele e Alec descobrem com certeza que suas ânsias começaram.

Magnus também descobre que, não importa a hora que ele está pedindo, ou que alimento ele está ansiando, Alec sempre comprará para ele. Ele nem se queixa. Ele apenas esfrega os olhos dele, beija a testa de Magnus e levanta-se da cama para que ele possa se transformar em um par de roupas decenteas e comprar a comida de Magnus.

É adorável; Alec é adorável. Todas as vezes que Alec volta da loja, carregando a comida que Magnus tinha que ter (palavras de Magnus, mas é a verdade), Magnus sente uma enorme afeição por ele.

Ele certifica-se de mostrar sua gratidão com muitos e muitos boquetes, porque, hey, ele quer que Alec saiba que ele está agradecido. Não é só porque ele gosta muito de ter o pênis de Alec na boca (de verdade, não é).

Atualmente, ele está no telefone com sua mãe, mordiscando morangos enquanto fala. Alec está treinando e não estará em casa por mais uma hora, então Magnus tem que encontrar maneiras de se divertir.

"O que você ansiava quando estava grávida de mim? Porque para mim tem sido um monte de frutas, mas também pepino, o que é estranho, porque você sabe que eu odeio pepino".

Indah cantarola. "Eu também comi muito pepino, amor. Minha grande ânsia, porém, era sorvete. Parece estereotipado, eu sei, mas eu tive que comer um pedaço por noite ou então não podia adormecer".

Magnus riu com o pensamento. Ele ainda não ansiou sorvete. Embora, para ser sincero, ele não anseia nada que possa ser ruim para ele. Ele tem certeza de que seus bebês estão em algum tipo de estímulo da saúde ou algo assim.

"Hm. Talvez eu deseje doces, mais tarde", Magnus contempla, sentindo um pouco confuso. "Eu apenas - eu não posso ter o suficiente de coisas saudáveis. Eu fiz Alec comprar-me um prato de frutas e vegetais ontem à noite e já está terminado".

"Bem, isso é bom, Mags! Você está dando a seus bebês muitos antioxidantes e nutrientes que não estarão em outros alimentos. Eles vão crescer para ser fortes e saudáveis", Indah diz com entusiasmo.

Magnus sorri ao pensamento. Isso é tudo o que ele quer, é para ambos serem saudáveis ​​e fortes. Ele sabe que é um pouco cedo para ter isso em mente, mas. Ainda assim. É um pensamento que Magnus tem constantemente.

"Sim, isso é verdade. Acho que vou chamar Maryse e ver o que ela ansiava enquanto ela estava grávida de Alec e Isabelle".

Indah ri no outro lado do telefone. "Tudo bem, docinho, você faz isso. Certifique-se de continuar me atualizando, ok? E tente visitar algum dia, eu quero ver o quão grande você está!"

Mamãe " , Magnus geme de vergonha, mas ele está sorrindo mesmo assim. "Nós vamos visitar quando Alec tiver uma semana de folga, sim, não deve demorar muito".

"Tudo bem. Eu me certificarei de que Catarina também esteja lá. Eu tenho certeza que ela adorará te ver".

Magnus sorri feliz ao pensar em vê-los. Ele terá que conversar com Alec e ver quando sua próxima semana de folga é.

Ele diz a sua mãe que ele a ama e depois desliga o telefone. Quase imediatamente ele marca o número de Maryse, esperando pacientemente enquanto o telefone toca.

"Magnus, como você está? Tudo está bem com os gêmeos?"

"Oi, Maryse! Sim, tudo está ótimo! Eu só queria saber, você se importaria de me dizer o que você ansiava quando estava grávida de Alec e Isabelle? É muito importante."

***

 

 

 


Notas Finais


Outro capítulo concluído! Eu não sei o nome verdadeiro da mãe do Magnus, então eu simplesmente pesquisei no google por nomes indonésios e apareceu uma lista de nomes com os seus devidos significados e eu gostei do significado de Indah. Indah significa um ser bonito, angelical e eu li (no google também) que o Magnus descrevia a sua mãe como uma mulher bonita e com um rosto angelical, então eu pensei que era muito adequado :D

Obrigada por ler e não se esqueça de deixar um comentário :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...