História We're only Human - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~yoonjeonghan

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Min Yoongi, Suga
Exibições 96
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Chapter.23


Fanfic / Fanfiction We're only Human - Capítulo 23 - Chapter.23

Acordei cedo cheia de olheiras por ter passado a madrugada inteira acordada, tendo apenas duas horas de sono. Ergui-me lentamente graças às minhas costas que doíam por ter dormido de mal jeito, fui até o banheiro e tomei um banho rápido, coloquei uma blusa rosa sem estampa, um short preto e crocs. Queria ficar o mais confortável possível pois passaria o dia ocupada com as gravações de Suga.

Prendi os cabelos atrás e fui até o quarto dele para acordá-lo, chamei-o várias vezes mas o mesmo não me atendeu. A porta estava destrancada então tomei liberdade para entrar, ele parecia dormir pesado mas isso não me abalou, cutuquei incessantemente e de forma irritante sua bochecha. O mesmo não moveu um músculo sequer e percebi que tudo não passava de fingimento de sua parte, inclinei meu corpo na altura de seu ouvido e sussurrei:

-Se você não levantar agora eu terei de tomar medidas drásticas. - disse lembrando do meu primeiro como staff.

-Como o que?

-Ah, o rapaz voltou a vida!

-O que você pretende?

-Na pior das hipóteses ia jogar você pela janela. - ele se sentou de forma lenta e preguiçosa com um sorriso manhoso nos lábios.

-Que horas são? - perguntou enquanto bocejava e esfregava os olhos.

-6 : 15 . - olhei no relógio do celular

-Então temos muito tempo até que os outros acordem.- sem ter tempo para processar o que ele havia dito, fui puxada para cama caindo sobre ele.

Minhas bochechas rapidamente ganharam uma coloração rubra, tanto pelo que ele tinha dito como pelo fato de estar deitada em cima dele. Yoongi achou graça e dei um murro leve em seu peito, o mesmo selou rapidamente os lábios nos meus e me abraçou... Tudo nele era extremamente confortável, devia fazer parte de sua aura…

Ficou acariciando minha cabeça fazendo meus olhos pesar, suspirei recostada em seu peito enquanto ouvia seus batimentos ora lentos, ora acelerados. Quando estava prestes a fechar os olhos o mesmo inclinou meu rosto para o lado e passou a beijar meu pescoço.

-Seu cabelo preso deixa seu pescoço ainda mais convidativo…- sussurrou no meu ouvido, mordendo o lóbulo da minha orelha levemente.

Todos os pelos do meu corpo estavam eriçados e minhas bochechas pareciam ter levado uma sequência de tapas. Não olhei pra ele mas sabia que estava com um sorriso travesso nos lábios, Suga gostava de me provocar e me fazer corar… Devia ser um de seus malditos hobbies!

O mesmo passou um bom tempo ali e só se moveu para beijar meus lábios, sempre que estávamos juntos era como se nada pudesse me afetar, como se não existisse nada apenas de nós naquele lugar… Eu não pensava em nada além de como sua boca parecia ter uma espécie de imã…

Yoongi inverteu as posições e eu tombei pro lado com preguiça por conta da sonolência, o mesmo suspirou em reprovação mas meu corpo estava todo dolorido. Suga beijou minha bochecha e passou as mãos pelos meus ombros sentindo o quão tensos e cheio de nós eles estavam, massageou-os cautelosamente e eu me senti no céu. Sussurrou para que eu tirasse a blusa e não sentindo pretensões em sua voz cedi ao seu pedido. Antes de voltar a massagem, o mesmo inclinou-se na altura do meu ouvido:

-Se você dormir…- sua voz me arrepiou por completo-... Eu tenho várias maneiras para te acordar…- algo me dizia que de uma forma bem safada.

Suas mãos quentes em contato com minha pele nua, traziam uma sensação de êxtase e relaxamento, o mesmo subia e descia pressionando os músculos e massageando com os dedos os pontos mais tensos. Consequentemente meus olhos pesaram e eu custei mantê-los abertos até que cedi à tentação.

-Não acha perigoso adormecer perto de um homem?- perguntou no meu ouvido

-Eu não estou dormindo Yoongi.- ele riu soprado.

Lambeu descaradamente meu pescoço e virou meu corpo para que eu o encarasse, o mesmo analisou meus seios rapidamente com um sorrisinho safado nos lábios. Lentamente minhas bochechas ganharam uma coloração rubra tanto por estar sem blusa na frente quanto por seu olhar libidinoso sob meu corpo. Fitou-me por vários minutos antes de inclinar-se e beijar minha testa seguindo pra minha bochecha e por último em meus lábios.

-Eu senti sua falta… - disse quase que inaudivelmente entre os beijos.

Meu coração batia num ritmo tão descompassado que por alguns momentos tive medo de ter um arritmia cardíaca, mas eu sabia que tudo aquilo era causado por seus toques. Eu poderia beijá-lo por horas que nunca estaria cansada, ergueu-me fazendo-me sentar em seu colo e deslizou suas mãos pela minha coluna nua. O mesmo tirou sua blusa e pude ver sua pele clara digna do nome Suga, ele não era tão magro quanto eu havia imaginado tinha até uns músculinhos no abdômen. Foi extasiante quando ambas peles nuas entraram em contato, arrancando suspiros enquanto nos beijávamos de forma intensa e determinada… Eu o queria por completo…

Era estranho estar sentada em seu colo daquela maneira… Eu sentia coisas e corava por conta disso, mas naquele momento estava absorvida pelos lábios de Yoongi. Era apenas eu, ele é nossos lábios.

Tudo nele era sexy e o ambiente colaborou com isso, estava escuro graças as cortinas Blackout e a única iluminação que tínhamos era o abajur que eu tinha aceso para acordar o mesmo.

Suas mãos sorrateiramente desceram até minha bunda. Era inegável o fato de que eu estava excitada, mas não é algo que se admite por aí não é mesmo?

Quando mesmo pressionou-a pude sentir que uma coisa ali se moveu, era um tanto quanto constrangedor mas foi bom saber que eu não era a única a me sentir daquela maneira.

No fundo eu sabia que era errado, principalmente por estarmos fazendo aquilo no dormitório da empresa mas estava ocupada demais para me preocupar com aquilo. Yoongi abriu meu sutiã e observou meus seios com certa satisfação. Desviei o olhar com vergonha, o mesmo apertou-os por alguns momentos mas logo baixou sua boca até eles e sugou-os. Minha respiração estava descompassada e eu arfava de tempos em tempos, depois de um tempo abandonou os seios e passou a dar atenção ao meu pescoço.

Dessa vez o mesmo foi realmente ousado, uma de suas mãos desceu até minha intimidade onde fazia movimentos circulares sob o tecido do short. Eu gemi baixo e corei violentamente por isso, não conseguiria encará-lo por mais de 3 segundos. Yoongi sorriu de canto e pôs o dedo nos lábios em sinal de silêncio, deu-me um selinho demorado e voltou ao meu pescoço.

Constrangimento era pouco para o que eu estava sentindo, meu rosto parecia pegar fogo. Logo sua mão não estava mais sobre o tecido, a sensação era boa eu me sentia envergonhada por isso.

Suga analisou-me por um tempo e acariciou meus cabelos como que querendo me acalmar, mas eu não conseguia encará-lo de volta.

O mesmo se moveu cada vez mais para trás, traçando uma linha de beijos pela minha barriga. Pareceu envergonhado mas tirou o que me restava de roupa, mandou-me um olhar como se perguntasse “ tudo bem?” e assenti quase que imperceptivelmente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...