História Westbury - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Jeffrey Dean Morgan, Negan, Rick Grimes, The Walking Dead
Exibições 106
Palavras 713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá humanos, sejam muito bem vindos a minha nova fanfic (nossa senhora que entrada mais youtuber) enfim, essa fanfic é tipo um reconto mais não reconto que acontece na mesma linha cronologica, sacas, deixa eu explicar melhor, eu adaptei varias situações para que a minha personagem fizesse parte para que no futuro eu possa modificar coisas ... Tá, enfim, eu ja devo ter bugado vocês até de mais, sem mais delongas , bora ler essa delicia.

OBS: esse cap ta meio parado, por que primeiro cap de fic raramente é bom, mas garanto que o cap 2 vai ser mais supimpa ;-)

Capítulo 1 - Capítulo 1.


                                                                                        - DOIS ANOS ANTES -

 

 

Você já deve conhecer a frase “Lugar errado, na hora errada”, pois bem isso se encaixa perfeitamente em minha situação atual, esses dias estão sendo uma bosta, só estou me dando mal, mas é aquele ditado né, tem que piorar pra melhorar, a uns dias atrás eu estava procurando minha família, ou pelo menos o que restou dela, e encontrei uma mansão que estava sendo habitada por uns bandidos, mas isso era o de menos, lá tinha tanta comida, e armas, e no momento eu estava precisando, fiquei dois dias observando o movimento da casa, então armei um plano pra roubar eles, entrar e sair silenciosamente era fácil pra mim, no dia que invadi a casa estranhamente só tinha duas pessoas vigiando a mansão inteira, tudo bem que era de noite, mas isso era estranho, roubei tudo que pude e sai da casa, andando pela mata vejo ao longe uma forte luz vinda de faróis de carros, e todos os outros que estavam faltando na casa, estavam ajoelhados e um homem alto apontava um taco de baseball enrolado com arame farpado, sobre a cabeça de um deles,apontava para um cara loiro, barbudo, e assustado.

-Eu quero o meu pagamento Kevin, não importa como vão me pagar, mais sabe como é, sem pagamento sem proteção- O homem colocou o taco sobre o ombro.

-Nós, não estamos com suas armas chefe, eu juro, e a comida está pouca demais- Sua voz sai tremula, e o homem a sua frente ri malignamente.

-Eu entendo, eu entendo meu caro- O homem parece se aliviar um pouco – Mas Lucille não –Dito isso o homem com o taco bate com toda força na cabeça do outro, varias e varias vezes, quando a cabeça do homem estava totalmente arrebentada, meio ofegante diz o homem do taco- Matem todos – e homens no qual eu ainda não avia percebido por conta dos faróis dos carros aparecem e atiram na cabeça dos homens ajoelhados.

 Vejo alguns deles entrarem nos carros, mas não deram partida.

“Ficar quieta e deixar eles irem, sem problemas, sem chamar a atenção” – pensei, mais meus pensamentos são interrompidos por uma tentativa de mordida daquelas coisas nojentas e mortas, eu a empurro pra longe, só que quando olho para a criatura, tem mais, muito mais, os tiros devem ter chamado a atenção deles, o zumbi vem em minha direção e eu pego a meu facão e cravo em sua cabeça, corro em direção aos carros e escuto tiros dos caras que ali já estavam, duas daquelas coisas vem em minha direção e eu empurro uma com um chute no peito e no outro cravo meu facão bem no meio da sua cabeça, mais um vem atrás, ao mesmo tempo que dois vem em minha frente, junto com um dos primeiros que empurrei no chão, sem me virar chuto um que está vindo atrás de mim e mato um que estava na minha frente, mas alguns tiros acerta o próximo que ia matar, e no susto caio pra trás, o zumbi que eu tinha derrubado no chute, veio em minha direção, mas eu estava sem o meu facão, ele tinha caído da minha mão quando eu cai no chão, tento não ser mordida, e fico o impedindo de me morder, mas sinto uma dor imensa no meu braço, e percebo que o tiro tinha atravessado o zumbi e acertado meu braço, vejo o zumbi cai morto no chão com uma parte da cabeça quebrada, vejo o homem do taco me encarando, olho pra ele assustada.

“Agora fodeu” –Pensei já aceitando que ele ia meter uma bala na minha testa.

-Eles não me disseram que tinham garotas na casa – Sorriu malicioso.

-Lugar errado na hora errada, não os conheço-levanto do chão e fico tonta, sinto algo escorrer pela minha barriga, olho e vejo furos na minha roupa, pelo menos uns 2 buracos na minha blusa, saindo sangue, passo a mão e minha vista fica cada vez mais turva, sinto minhas pernas fraquejar e quase vou ao chão se não é alguém que me segura , minha vista estava turva de mais pra ver quem tinha me segurado, os sons estavam abafado demais pra entender qualquer coisa, um sono incontrolado veio e eu me entreguei a ele facilmente.


Notas Finais


Se leu até aqui é pk gostou de algo, espero que tenha gostado e desculpa pelos erros (se tiver algum)
Bjs e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...