História Whalien 52 - Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 21
Palavras 1.774
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oien, pessouas! ~

Trouxe o capítulo um! \o/. Desculpem qualquer erro... ou se não acharem muito bom, escrevi pelo celular, meu note está doente... realmente espero que gostem, estava ansiosa para começar a escrever. Obrigado pelas fichas e é isso. Boa leitura. Até as notas finais?!

Capítulo 2 - Unus.


Fanfic / Fanfiction Whalien 52 - Interativa - Capítulo 2 - Unus.

Fazia uma noite fria no centro de Seoul, afinal, estavam perto de um longo inverno. Apesar de todo o frio, poderiam considerar uma noite agradável. Dia consideravelmente nublado, com um céu repleto de pontos brilhantes. Possivelmente muitas pessoas estariam repletos de casacos envolto de um edredom fofinho se esquentando em frente a lareira ou nos braços de alguém ou simplesmente dando uma volta pelas ruas nubladas aproveitando a ventania.

Possivelmente seria isso o que treze jovens estariam fazendo... aproveitando uma noite agradável para fazer algo útil, mas ao invés disto, esses mesmos jovens se encontravam lado a lado, alguns com sorrisinhos no rosto, outros de cabeça baixa, apenas escultando um belo sermão de um dos responsáveis por eles em St. Klaus 00326798952 Institute ou melhor dizendo: onde se encontram suas casas.

St. Klaus é um local um pouco afastado da grande cidade Seoul, onde seus moradores se constituem naqueles que não são mais aceitos como cidadães comuns, onde não conseguem mais ter uma estadia tranquila no meio dos demais cidadães... aqueles taxados 'doentes', algo que começou a ocorrer a muito tempo desde que foram descobertos. 1998. Primeiro caso, onde um homem totalmente descontrolado conseguia 'criar' fogo pelas próprias mãos e com isso passou a queimar ladrões que tentavam sequestrar sua filha.

E claro, como o esperado, isso acabou rodando todos os tipos de meios de comunicações possíveis; televisões, rádios, jornais... não só deixado os cidadães da Coreia desesperados com medo do que mais dessas pessoas poderiam fazer, como, todo o resto do mundo... noticias correm muito rápido, afinal. Não aceitando isto e tentando acalmar a situação, o governo coreano vem tentando acabar com isso desde esse tempo... ninguém dando a minima para olhar o outro lado da moeda, onde o pai estava desesperado pensando que perderia sua filha, ele não queria o mal de ninguém.

Disto nasce St. Klaus na qual pode ser chamada de mini cidade pelos seus moradores, onde se tem de tudo um pouco, além de ser uma instituição independente... claro, o governo com certeza não aceitaria algo que ajudasse essas pessoas. Onde principalmente e, o motivo que faz que permaneçam ali; é onde eles podem se sentir seguros e acolhidos. Ao menos até os dias atuais.

-Esta é a primeira vez que algo do tipo acontece! -O homem continuava a falar com os treze. -Nós confiamos todos os anos em deixa-los fazer festas comemorativas para festejarem... mas, no Halloween deste ano, vocês passaram dos limites, além de deixarem tudo uma meladeira para os funcionários da faxina arrumarem, fizeram um estrago no salão de festas.

-Vocês? -A garota de corte em estilo chanel, aconchegada com roupas largas e compridas perguntou girando o dedo indicador pelo grupo e parando em si com uma voz calma.

-Porque Daseul está recebendo bronca também? Ela não fez nada. -Jin ajuda a defender a garota.

-Daseul não estava junto de vocês? -O homem perguntou.

-Estava, mas ela não contribuiu com a bagunça. -Desta vez foi Hoseok quem falou.

-Tudo bem, é o esperado... Daseul desculpe-me, pode ficar aqui ao meu lado. -O homem apontou para seu lado, a garota fez o que o mesmo pediu.

-Eles não fizeram de proposito, foi um acidente. -Daseul falou para o homem tentando tirar os outros da situação. -Ninguém queria colocar fogo no salão de festas.

-Já discutiram isso com vocês no dia, não precisa defende-los agora. Então, se vieram saber se terão comemoração para o Natal... não posso afirmar nada por agora, mas provavelmente não. O que fizeram casou danos financeiros para senhor Klaus, provavelmente ele não irá querer possíveis estragos com o Natal.

-Acha justo ele querer estragar o natal de todo mundo, sendo que nós que fizemos a merda? -América pronuncio-se um pouco alterada.

-Senhorita América, não precisa alterar-se, não posso fazer nada por vocês... afinal, não sou quem manda aqui, apenas sigo ordens.

-Nós não vamos aprontar desta fez... poderia passar isso para ele? -HaEun perguntou sorrindo. -Nós nos arrependemos de ter colocado fogo no salão de festas, mesmo afirmando que foi um acidente. -Continuou tentando não usar um tom irônico.

-Vou tentar ajudar vocês... mas, não insistam muito nisso, senhor Klaus é uma pessoa boa, ele não iria tirar o natal de ninguém, principalmente o de vocês, certo?!

-Então para que esse enxame todo? Fala sério. -Diz Yoongi revirando os olhos fazendo com que Kimberly, que se encontrava ao seu lado, socasse seu braço de leve.

-Agora se os senhores me derem licença, preciso voltar ao escritório. -Falando isso o homem virou-se e saiu andando.

-OBRIGADO! -Taehyung exclamou para o homem que já se localizava dentro do próprio escritório.

-O que iremos fazer agora? -Jeongguk pergunta se espreguiçando.

-Agora é só esperar... -América o responde.

-Vou ficar mal se ele não mudar de ideia... -Isis pronuncia fazendo biquinho. -Foi minha culpa, afinal... o J-HOPE fica me assustando logo quando iria tentar fazer uma bola de fogo! Foi culpa sua, não minha na verdade. -Apontou o indicador para Hoseok que se aproximou rindo da garota dando um peteleco em seu dedo. -Depois quando os outros assustam ele, ele não gosta.

-Ele vai mudar de ideia, Klaus é um gênio! -Diz Kimberly apertando as próprias bochechas com uma de suas mãos criando um bico nos próprios lábios.

-Owwn'tt! Minha bebezinha é tão fofa! -Fala Isis pulando nas costas de Kimberly. -Só podia ser irmã do Park urso Jimin... só tem de igual as bochechas mesmo, porque vocês só podem ser irmãos de pais separados, não se parecem nada na aparência.

-Você sempre fala isso, já está bom né, branquela? -Responde sorrindo segurando as pernas da garota em sua costas.

-Quando eu perguntei o que iriamos fazer, estava me referindo a qualquer outra coisa sem ser o assunto do natal. -Jeongguk novamente volta a falar bocejando dessa vez.

-Tá' com sono kookie? -América pergunta sorrindo, o mesmo a responde com um assentir de cabeça.

-Vai querer ir para casa agora, Jeongguk? -Yoongi pergunta recebendo um balanço de cabeça negativo do outro.

Yoongi trata Jeongguk como se o mesmo fosse seu irmão, mesmo sem terem parentesco de sangue algum... até onde todos sabiam, Yoongi havia perdido os pais quando ainda vivia fora de St. Klaus e passou a fazer parte da família Jeon quando Jeongguk o achou perto de sua antiga casa, mas os mesmos não tocam no assunto, assim como muitos por ali evitam assuntos familiares.

-Acho que vou olhar um pouco o céu, está com uma aparência tão bonita hoje apesar do dia nublado... até amanhã para vocês. -América se despede com intenção de ir a praça onde se encontrava um gramado em frente a porta de entrada e saída de St. Klaus.

-Posso ir com você noona? -Jeongguk pergunta indo em direção da garota.

-Kookie já mandei não me chamar de noona, que saco! -América reclama o que faz Jeongguk soltar um risinho.

-Mas, você é minha noona! -Solta outro risinho.

-Você faz de proposito não é idiota?! -Fala disferindo um tapa na cabeça do garoto para logo depois passar um dos braços por entre seu pescoço bagunçando seu cabelo com a outra mão ao mesmo tempo em que Jeongguk também começa a bagunçar o cabelo da garota. -Alguém mais vem? -Ninguém a responde. -Suga, Kimberly?

-Não me façam segurar vela, pelo amor que eu tenho aos dois. -Yoongi responde juntando-se aos dois, fazendo com que América tentasse disfarçar o constrangimento por sua fala.

-E desde quando você segura vela hyung? -Jeongguk pergunta.

-Desde que vocês começam a conversar feliz da vida e me esquecem. -Sorri cínico e começa a ir em direção da praça na frente deles, fazendo com que os outros que prestavam atenção na conversa rissem, exceto América e Jeongguk.

-Que mentira Yoongi! -Fala América indo até o mesmo com um sorriso.

-Dispenso dessa vez. -Kimberly acena com as mãos vendo os dois já ao lado de Yoongi.

-Vou ir mais cedo hoje, preciso terminar de gravar o vídeo do jogo Little Inferno para o canal. -Isis fala referindo-se ao seu canal no YouTube. -Boa noite Ommas e Appas. -Solta beijinhos com as mãos.

Taehyung que apenas observava os amigos passa a procurar Sun-hee com o olhar encontrando a melhor amiga conversando com Park, ambos sentados em um banco bem próximo de onde estavam. Taehyung cutuca Kimberly e aponta para os dois no banco.

-Vamos até lá! -A garota assentiu positivamente e os dois caminharam até eles. -Ei Park, devolve minha amiga. -Fala jogando-se entre os dois passando os braços em torno de Sun-hee. Kimberly senta-se ao lado do irmão pousando a cabeça em seu ombro.

-PORRA TAE! -Sun-hee exclama com ambas mãos no peito, o que fez Taehyung arregalar os olhos. -Não me assusta assim! Caralho... -Aspira um pouco de ar e solta um riso.

-Eu não fiz nada... -Pensa por alguns instante e coloca um sorriso de lado nos lábios. -Hum, fazendo algo de errado Sunnie?

-Só pensa merda Tae! -Fala Jimin balançando a cabeça em negativo.

-Vocês que não se desgrudam desde que saímos do escritório do Kris Wu. -Responde. -Porque eu apresentei vocês dois um ao outro mesmo? 

-Isso tudo é ciume? -Jimin gargalha.

-Ela é minha, arranja outro alvo. -Brinca Taehyung fazendo uma careta engraçada, o que causa risos aos três do seu lado.

-Jiminie eu já vou para casa. -Kimberly fala bocejando.

-Também vou. -Levanta e estende sua mão entrelaçando-a na de Kimberly e a puxa de leve fazendo-a levantar também.

-Vocês ficam com sono muito rápido. -Taehyung comentou retirando seus braços da cintura de Sun-hee ajeitando-se no banco em seguida. 

-Boa noite! -Os irmãos Park saíram de mãos dadas até a própria casa.

-Acho que vou ir encher os neurônios do Jeonggukie, vem também Sunnie? -Taehyung levanta-se do banco.

-Não. -Sorri. -Mamãe, mais cedo, estava me pedindo para te chamar para almoçar com a gente amanhã.

-Oh! Almoço da tia Yang? Pode dizer que eu vou. -Gargalhou levando um empurrão de Sun-hee, indo cada um para um lado.

Um pouco distante do banco onde estavam, Daseul, Jin, Namjoon e HaEun conversavam sentados no chão.

-Queria saber o que as pessoas estão a fazer nesse momento... -HaEun comenta olhando para o céu.

-Uh!... provavelmente aproveitando a liberdade deles, não dando a miníma para o que estamos fazendo nesse momento. -Responde Daseul dando de ombros visivelmente desinteressada, HaEun dobrou as pernas e abraçou os joelhos encostando o rosto nos braços tentando não demostrar uma expressão triste. Ficaram em silencio por um tempo.

-Isso é uma merda! -Fala Namjoon de repente. Levantou-se e encarou Daseul. -Ainda vai querer meu moletom?

-Você não vai mais usa-lo mesmo?

-Não, não dá mais em mim.

-Vou querer sim, então. -Sorriu. -Obrigado, Namjoon.


Notas Finais


Relôu! ~

Então o que acharam? Este capítulo foi mais para explicar mesmo. Interajam comigo, por favor, a opinião de vocês são importantes! ~.~ Se tiver algo que acham que eu possa mudar não hesitem em falar. Ah, sobre os dias de postagem... não terei um dia certo, a qualquer momento um capítulo poderá sair... prometo tentar não demorar.

Até? *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...