História What have I become? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse, Morte, Sobrevivencia, Zumbi
Visualizações 2
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura
E não se esqueça de ler as notas finais

Capítulo 4 - Capítulo 4


ELISE

-Bom dia, bela adormecida, como dormiu? Espero que possa andar ou irei te abandonar - eu sou ótima em provocar.

-Bom dia para você também, criança -eu odeio quando ele me chama de criança. 

-Vamos logo!

Tínhamos saído de nosso esconderijo e sinceramente, eu me sinto um criança. 

Andamos por meia-hora em silencio até que o idiota do meu fiel escudeiro se pronunciou.

-É muito difícil eu dizer isso para alguém mas... eu te acho menos idiota, só um pouquinho assim menos idiota do que quando te conheci-ele fez um sinal com os dedos.

O que ele quis dizer com isso?

Sem querer eu comecei a gargalhar.

-Não precisa ser falso, eu sei que você me odeia e quer me matar - disse enquanto ria.

Paro de rir e fico séria, pego minha arma assim como Brian pois escutamos um barulho um tanto quanto estranho, parecia, passos de alguém. 

-Quem está aí? -perguntei mas não obtive resposta.

-Você acha mesmo que uma criatura ou alguém iria responder "olá, estou aqui e quero te atacar"?

-Cala a boca.

-Bem que eu gostaria, mas não dá, com licença, tenho que matar algo atrás daquele fusca-Brian disse andando em direção ao carro.

Eu segurei seu braço e olhei em seus olhos, eu nunca tinha percebido antes, mas, seus olhos eram verdes, eu me perdi em seu labirinto esverdeado o encarando.

-Eu sei que sou muito lindo, podemos resolver isso depois -ele falou malicioso- mas agora eu to ocupado, então se a criança me soltar, eu agradeço.

Ele puxou seu braço de minhas mãos e eu continuo o encarando e acho que ele percebeu isso pois se virou e piscou para mim, mas depois me dei por mim e cheguei no carro antes dele ficando surpresa.

-É... é uma... uma mulher?-encarei Brian que ficou surpreso assim como eu.

-P-por favor... não me machuquem...-ela pediu... implorou para nós dois e o safado do Brian a olhava com malícia. 

Até eu ficaria babando por ela se não tivesse coisas mais importantes a fazer.

-Não iremos te machucar se você...

-Se você nada-dou um soco no braço de Brian que me olha furioso- iremos te ajudar, tem mais gente com você? 

-Não -ela disse chorando.

-Para nos ajudarmos uns aos outros, precisamos saber de informações básicas uns dos outros, você pode colaborar?-perguntei para a moça de olhos azuis que assentiu.

-Ótimo, de esquadrão suicida a clube do livro, mas que maravilha- Brian disse mas parou quando o fuzilei com o olhar enquanto a moça ria e começou a chorar de novo.

-Eu estou fazendo oque é certo, Brian-eu disse.

-Agora somos a liga da justiça, você é o Batman, sempre misteriosa, eu sou a mulher maravilha e essa... ela é o aquaman. 

-Brian, eu juro que se você fizer mais uma piadinha eu te espanco.

-Isso seria melhor em outra ocasião, em cima de uma cama talvez, mas tá valendo-Brian fica em pé cara a cara comigo.

Eu odeio o seu sarcasmo insuportável. 

-Gente, parem por favor, eu falo primeiro, meu nome é Cassie, mas podem me chamar de Cass, eu tenho 21 anos e bem... eu vivi 10 anos escondida com 5 pessoas, entre elas meus pais, mas ontem eles ficaram infectados tentando me proteger e eu fugi -Cassie foi direta ao falar mas voltou a chorar.

-Meu nome é Elise e tenho 25, prazer -aperto a mão de Cass.

-Não acredito que estou fazendo isso...-ele murmurou- meu nome é Brian e eu tenho 30 anos.

-Vamos voltar para o nosso esconderijo, ta na cara que ela não vai conseguir andar nem uns dois metros -Eu disse.

Eu, Brian e Cassie fomos andando de volta para o esconderijo.

BRIAN

Chegamos no esconderijo e no caminho todo a Cassie ficou "tropeçando" e caindo em meus braços "sem querer" e ficou óbvio que a Elise não gostou nem um pouco.

Eu não sei, mas acho que a Elise está ficando com ciúmes e eu estou adorando.

Ver aqueles olhos cor de mel olhando para os meus me deu uma sensação boa, mas eu não sabia o que fazer, se a beijasse, iria apanhar como nunca apanhei na vida, íamos lutar e nunca conseguir a bendita cura, se continuasse lá a encarando, seria muito estranho, então optei por estragar o "clima".

Agora que Cassie chegou e está dando "mole" para mim, eu finalmente consigo ver vantagem nisso tudo.

Estava sentado pensando em várias coisas até que um anjo se pronuncia.

-Brian? -sua doce voz me chamou.

-Sim, Cass...-disse a olhando enquanto a mesma encarou o chão procurando uma resposta.

-Eu estou com frio, posso me juntar a você?

-Claro, senta aqui no meu colo, princesa- pensei.

Não posso parecer desesperado, seria uma vergonha, então apenas assenti e a mesma sentou no meu colo me deixando sem reação. 

-Bry, eu preciso de... ah... eu volto outra hora...-Elise disse sem graça, acho que consegui atingir aquela vadia.

Agora que reparei... que gracinha ela me chamar pelo apelido.

-Tudo bem Elise, ela só está com frio... pode falar.

-Deixa para outra hora...-ela disse coçando seus cabelos castanhos maravilhosos.

Brian, não pense nela, você vai mata-la quando tudo isso acabar, não sinta afeto por ela...

Elise saiu de onde estávamos e nos deixou sozinhos e logo pude ver o sorriso no rosto de Cassie.

-Agora que estamos sozinhos... podemos nos conhecer melhor... não acha?

Ela é tão fácil assim? Aposto que deveria ser daquelas que "davam" no primeiro encontro.

Ela não precisou falar duas vezes para eu seus lábios. 

-Acho melhor irmos a um lugar mais apropriado, se Elise nos ver assim, eu estou morto.

-Ela é o que sua? Sua namorada? Esposa ou algo do tipo? -Cass perguntou. 

Nem eu sabia o que éramos, então acabei dando de ombros e a pegando no colo e a levando a um lugar vazio onde eu tinha dormido.

ELISE

Eu sabia que na primeira oportunidade que tivesse, aquele safado iria dormir com a Cass e isso só me fez desconfiar mais ainda dela.

Ouço os seus risos indo até o quarto de Brian e ouvindo a porta sendo fechada e sinceramente, eu não quero ouvir isso.

Peguei a bolsa de Cassie e andei até uma sacada, bem longe daqueles dois.

Eu sei que é feio ficar olhando as coisas dos outros mas era necessário, nem conhecíamos ela direito e ela já vai se deitar com o primeiro que vê? Isso é muito estranho...

Procurei e procurei até achar algo de meu interesse, um celular, fazia anos que eu não via um, e a bateria estava caregadissima, estava vasculhando suas informações do celular até que recebo uma mensagem.

Andrew💓= Amor, achou os tais sobreviventes?

Eu não sabia o que responder, ainda bem que ele não podia ver se estava visualizada.

Então quer dizer que existem pessoas por aí, ela é comprometida e não nos falou nada? Eu adoro quando estou certa, desde o começo eu sabia, mas agora vem a dúvida, eu devo responder ou não? Eu não sei!

Brian com certeza não vai me ajudar agora que está... eca! Nem quero pensar nisso...

O jeito é esperar amanhecer e encurralar aquela vadiazinha.



Notas Finais


Antes de mais nada, eu queria avisar que vou fazer de tudo para ficar o menos clichê possível.
Eu vou fazer o possível para fazer com que Brilise ou Lisian se torne real, mas é melhor ter paciência pois vai demorar(ou não ).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...