História What i feel for you? - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Tags Swan Queen
Exibições 136
Palavras 2.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey pessoal blz ,meio bravos com a Emma né kkkkkk ,calma lá que tem motivo ,quero agradecer quem comentou ,como sempre estou a disposição para lhes responder pessoinhas ,vamos lá então
Musicas :Blake Shelton - Home essa é a do começo com Emma .
Making love out of nothing at all -Air Supply

Capítulo 50 - Coisas passadas ainda machucam


Emma estava em seu quarto escutando um pouco de música em seu celular tomava o café da manhã que tinha comprado ,o som era baixo e logo o música que tocava deu lugar a outra e a loira deu um riso triste .

-Ah Blake não fode vai .       Falava sozinha .     -Tô morrendo de vontade de fazer isso pare de me tentar desgraça .        A loira continuou a comer e logo recebeu uma mensagem de Angie confirmando que ela daria o depoimento na parte da tarde ,depois de Emma acabar de tomar o café da manhã pegou seu celular e respirou fundo discando o número .

-Mãe ?

-Oi garoto,como você está ?       

-Bem senhora Swan,esqueceu que tem filho é ?          Perguntou brincando mas a loira se sentiu afetada com aquilo .

-Na verdade Henry ,é sobre isso que eu quero falar com você .     Disse ela passando a mão no rosto .

-O que mãe?         Perguntou tentando entender .

-Bom garoto eu estou voltando hoje para Storybrooke assim que acabar o meu testemunho e eu queria falar com você sozinha ,podemos ir a praça longe de todos ,provavelmente eu vou chegar a noite mas não quero que fale nada disso pra sua mãe .

-Mãe o que está acontecendo?     Perguntou ele preocupado .

-Nada filho eu só quero que mantenha isso entre nós tudo bem ?quando eu chegar aí nós conversamos .

-Tudo bem ,liga pra mim quando chegar na praça .

-Tudo bem tchau beijo.

-Bye mãe ,beijo.

-Pronto Swan ,primeiro passo dado ,mas ter medo é coisa de covarde Emma ,você é uma mulher ou um rato ,para com isso .     Falava sozinha em meio a seus devaneios novamente .

Quando deu 17:00 horas Emma já tinha arrumado sua mala ,já tinha tomado banho e estava a caminho do tribunal ,quando saísse de lá já iria direto para Storybrooke ,a loira estava de terno preto ,uma camiseta branca e gravata preta ,um salto preto com a plataforma um pouco mais larga que era pouco visível por conta da calça os cabelos estavam soltos deixando seus cachos livres ,Adam e Angie quando a viram passar pela porta arregalaram os olhos ,afinal nunca tinham a visto com aquele tipo de roupa e com aquela postura séria .

-Hey cadê a minha testemunha porque eu deixei uma adolescente e agora tenho uma mulher .        Disse Angie .

-Me poupe ,eu sei como essa palhaçada de tribunal funciona ,esses caras dão mais moral pra engomadinhos e então eu pensei que era melhor me vestir como eles .      Deu de ombros .

-Bela tática Swan ,bem bela mesmo .        Disse Adam apreciando a beleza da mulher .

-Não enche ,agora eu vou lá com eles .        Apontou para trás onde ficariam as testemunhas e os dois concordaram .

O processo em si não foi demorado ,o que demorou foi a decisão do juiz e após algumas horas Adam estava pulando todo feliz comemorando com Deus e o mundo que era um homem livre e que não tinha matado ninguém ,depois do veredicto ele chamou todos os amigos ,advogada e Emma para o bar mas a loira recusou afinal queria voltar logo para Storybrooke .

-Não quer mesmo Swan ,só uma rodada vamos lá .       Dizia Adam enquanto saim do prédio .

-Não Adam ,obrigado pelo convite mas quero voltar pra minha casa e pra minha família logo .     Disse ela com um sorriso .

-Bom eu sou eternamente grato pelo que fez por mim Emma ,sem você eu seria um homem preso essa hora .    Disse ele a abraçando pegando-a de surpresa mas logo ela sorriu e retornou o abraço .

-Só fiz o que é certo Adam ,continue no caminho certo ou eu mesma te prendo .       Disse ela brincando .

-Sim senhora .                Ele estufou o peito fazendo continência ,zoando .         -Tchau Swan .

-Tchau Adam .     Se despediram .

-Hey ,então quer dizer que você vai mesmo .      Comentou Angie se aproximando .

-É preciso voltar.

-Emma eu quero te pedir desculpas .        Comentou meio incerta .

-Do meu carro ?       Questionou a loira .

-Não isso você mereceu .       Disse ela fazendo gestos virando a mão como se não fosse nada e Emma se zangou .

-Do que então ?          Comentou com os braços cruzados .

-Aquele dia ,que eu deixei sua mulher nervosa ,eu não sabia que ela estava grávida .

-Ah ,então se ela não estivesse tava tudo bem você fazer um negócio daquele?    Perguntou meio incrédula .

-Claro .        Afirmou como se fosse o óbvio .

-Você tem sérios problemas .

-Porque Emma? ,porque fez aquilo comigo ?         Perguntou triste e a loira passou a mão na testa .

-Não era você era eu tá ?você era uma garota legal Angie mas foi apenas aquilo foi sexo quantas vezes mais preciso te dizer ?

-Foi ruim é isso ,o sexo era ruim comigo por isso você fez aquilo ?

-Não foi nada disso Angie foi muito bom ,você não era ruim mas eu precisava sentir alguma coisa a mais por alguém entende ,e foi de cama em cama que eu cheguei até  Regina eu rodava a noite em meio a sexo mas nunca senti nada ,eu precisava sentir algo ,eu era vazia e por isso nunca prometi exclusividade a ninguém até Regina acontecer ,e você um dia talvez ache alguém assim mas esse alguém não sou eu , adeus  Angie.      Disse a loira entrando no carro e  assim que sentou escutou um barulho na lataria do carro ,era Angie com uma faca que tinha tirado do bolso de dentro de seu terno e estava riscando e tacando a faca pontuda na traseira do fusca ,Emma colocou as duas mãos apoiando no rosto e no volante olhando pra baixo bufando .

-Depois de todo o meu discurso motivacional essa filha da puta me faz isso ,calma Emma você não pode matar ela ,nem dar ré nessa vagabunda tem muita testemunha na rua ,QUE PORRA É ESSA EM FRENTE A UM TRIBUNAL QUE NINGUÉM VÊ PORRA NENHUMA .    Começou murmurando consigo mesma  mas saiu acelerando com o carro ,não queria dar inicio a mais um processo e ficar em Boston .

-FILHA DA PUTA, FILHA DA PUTA ,FILHA DA PUTA DE UMA ANGIE ,NUNCA BAIXE A GUARDA COM UMA LOUCA SWAN ,QUANTAS VEZES EU TENHO QUE FALAR ISSO PORRA ,EU NEM QUERO VER O ESTRAGO QUE AQUELA INFELIZ FEZ .      Discutia com ela mesma.

Colocou um rock bem pesado pra ouvir pra tentar aliviar suas frustrações ,após algumas horas de viagem já estava bem mais calma antes de sair de Boston tinha comprado umas coisas  como chocolate e isso tinha acalmado seus ânimos ,a viagem era longa e cansativa mas pra ela aquilo não importava ,ela queria resolver as coisas o mais rápido possível .Quando ela estava próxima da praça ela ligou para Henry e logo viu o garoto indo se sentar em um banco e logo viu ela aparecendo ,ele foi até ela e a abraçou .

-Hey kid .    Cumprimentou ele ainda em meio ao abraço .

-Hey mãe ,como foi em Boston ? .

-Foi uma Boston .      Disse ela brincando .

-E então o que queria falar comigo no meio da noite em um lugar aonde não tem ninguém a essa hora ?          Disse ele brincando com um ar assustador e Emma sorriu pra ele .

-Henry eu quero te pedir desculpas .   Desabafou .

-Pelo que ?      Arqueou a sobrancelha não entendendo .

-Por tudo Henry ,por ter te deixado no orfanato por tentar esquecer você ,eu passei muito tempo no sistema sendo que nunca deu certo pra mim e mesmo assim eu te coloquei lá ,você deu sorte da Regina ter te adotado ,mas e se você ficasse igual a mim? ,pulando de casa em casa ,roubando coisas ,sendo preso eu me culpo até hoje por isso e sempre vou me culpar ,e se mesmo eu querendo te dar a melhor chance você tivesse tido a pior e se.........           Henry abraçou a loira que já estava em prantos .

-Mãe e se é uma probabilidade em todo lugar ,não tem como saber ,você fez o que achou melhor pra mim e como você pode ver não aconteceu esses e se que você citou ,eu achei que minha mãe Regina não me amasse mas ela sempre provou isso e se eu não tivesse duvidado disso eu não teria ido atrás de você mas eu duvidei ,vê como é uma coisa natural da vida ,podia ou não acontecer coisas mesmo que acontecesse coisas ruins comigo você fez o que fez com boas intensões e não precisa se culpar por isso .        Disse ele deixando que algumas lágrimas escorressem .

-Eu amo você Henry .       Beijou a testa do filho .

-E eu amo você mãe .       Disse a abraçando .

Os dois ficaram por ali mais um tempo até que as lágrimas cessassem ,Henry foi para a casa dos avós já que já iria dormir lá antes mesmo de Emma ter ligado pra ele ,o que vei a calhar pois ela queria falar com Regina sozinha e de certa maneira fazer surpresa para a morena ,ela vinha tratando a morena de uma maneira fria por mais que não quisesse as palavras de Regina naquele dia a fizeram lembrar de tudo que passou quando deixou Henry ,da sensação horrível que sentiu quando fez aquilo ,porque sempre vinha aquela voz em sua cabeça que ela tentava esquecer ,a voz do passado dizendo :Você o abandonou ,não conseguiria cuidar dele ,você não via conseguir cuidar das suas filhas e nem de Regina ,você não passa de uma covarde Swan nunca será boa o bastante para eles .A loira e Henry seguiram para o carro ,a xerife o deixou na casa dos avós e segui para a mansão Mills .

(Making love out of nothing at all   - Air Supply )

Regina estava sentada no sofá de sua casa  apenas apreciando a música que tocava baixo mas a letra entrava em sua mente a levanto até a loira e lembrando de suas idiotices que faziam falta e que davam saudade a morena cantava baixo quase em um sussurro  ,a prefeita ouviu baterem na porta e arrumando seu roupão foi até a porta e viu sua loira que seu um curto sorriso ,já a morena sorriu largo .

-Hey .     Disse a loira meio sem graça .

-Entre .     Deu passagem para a loira 

-Bom eu trouxe isso .         Deu uma caixa de chocolate para a morena ,a loira ainda estava sem graça com aquilo .

-Obrigada .

-Não por isso .

-Sente-se .       Apontou para o sofá e a loira se sentou ,a morena se sentou bem perto dela após desligar o som 

-Será que nós podemos conversar ? 

-Claro .

-Bom Regina eu acho que você não foi justa comigo a última vez que eu estive aqui ...      A morena ia interromper mas a loira continuou .        -E eu também não tenho sido justa com você essas duas semanas e vou falar o porque disso ,você achar que o nosso relacionamento pra mim é uma brincadeira vingativa me magoou muito ,mas isso não se comparou quando você disse que eu abandonaria vocês ,eu lembrei da sensação de quando eu dei o Henry você pode achar que foi fácil pegar meu filho e abandonar ele ,um recém nascido ,pode achar que eu não senti nada quando o dei mas não foi assim Regina ,eu tive que me forçar a esquecer do Henry se eu quisesse que ele tivesse um futuro ,eu o abandonei sem ao menos ter certeza se ele conseguiria isso ,não saberia se ele teria uma mãe que o amasse e eu sei que foi errado agir assim com você sendo que essa culpa sou eu quem tenho que carregar mas isso estava me consumindo ,não ser boa o suficiente pra vocês não conseguir cuidar de vocês na realidade eu sinto que não mereço a felicidade que eu tenho hoje e falar com  me fazia pensar nisso o tempo todo, se você achou que eu fosse te abandonar então eu não era o suficiente pra você  eu não passei confiança o suficiente pra você ,você me lembrou que eu não pude ser o suficiente para o Henry e embora você não tenha nada a ver diretamente com isso ,foi você quem trouxe minha dor de volta e eu precisava sentir raiva de alguém além de mim mesma .         Terminou de falar e sua morena chorava .

-Emma o que eu falei naquela noite foi no calor do momento ,eu não sabia que você se sentia assim em relação ao Henry ,eu achei que pelo tempo que vocês passam juntos você não pensasse tanto no passado ,quem sou eu pra te julgar pelo seu passado Emma?eu matei muitos e fiz coisas horríveis inclusive com a sua família ,eu tive medo de não ser o suficiente naquela noite e por isso tive aquela reação,eu tenho medo que um dia você acorde e perceba o que fez com sua vida estando comigo ,eu tenho medo porque nunca me senti assim tão viva e tão feliz ,tenho medo que seja apenas um sonho ,você sempre vai ser mais do que suficiente pra mim meu amor ,não vê como eu te amo ?            Disse a morena e a loira também já deixava as lagrimas caírem .

-Então você pensou mesmo se quer isso pra sua vida?

-Pensei bem no que você falou e mesmo já tendo dito isso no outro dia em que me perguntou ,eu quero tudo com você Emma Swan ,eu quero nossa família  eu te amo .

-Eu também te amo Regina .         Disse Emma colando seus lábios 

Regina puxou a nuca da loira aprofundando o beijo de maneira sofrega enquanto as lagrimas o salgavam ,o beijo estava cada vez mais intenso e o carinho estava sendo substituído pelo desejo e pela saudade .

-Vamos para o quarto meu amor .        Disse a morena com a boca vermelha 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Hey pessoal comentem aí


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...