História What is Art? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Nagato, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Zetsu
Tags Akatsuki, Art, Deidara, Fanfic, Gaara, Hidan, Itachi, Itasasu, Kakuzu, Kisame, Konan, Naruto, Pain, Sakura, Sasodei, Sasori, School, Tobi, Yaoi, Zetsu
Visualizações 80
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooi meusamô, tudo bem? Espero que sim.
Boa leitura e leiam as notas finais :)

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction What is Art? - Capítulo 3 - Capítulo 3

POV Deidara

 

- VOCÊ!? - exclamamos juntos.

 

- O que fazes aqui?! - perguntei irritado, de braços cruzados na porta.

 

- Que eu saibas aqui é o MEU quarto, tu que estás de intrometido... - Sasori se interrompeu e pareceu lembrar de algo e arregalou os olhos automaticamente. - ESPERA! Você é o novato que acabou de se mudar para a cidade? Meu novo colega de quarto? 

 

Assenti com a cabeça, pensando em como o destino realmente gosta de tirar uma com a minha cara.

 

- Foda-se - ele murmurou baixo como se estivesse dizendo mais para si próprio, do que para alguém ouvir, enquanto olhava o chão como se tivesse algo muito importante ali.

 

- Olha... - disse terminando de entrar no quarto e fechando a porta atrás de mim, chamando sua atenção. - Sei que não começamos muito bem por causa da sua impaciência... - fui interrompido por um Sasori que transbordava deboche

 

- Minha impaciência ou sua falta de compromisso e responsabilidade? - ele me olhou com uma sobrancelha arqueada, e por Kami-sama como aquilo foi charmoso.

 

Só ai que eu fui dar atenção a cena que estava acontecendo ali. Sasori estava sentado na ponta da cama de frente pra mim, apenas de jeans preto, os cabelos molhados lhe moldavam o rosto tão perfeitamente que me perguntei como alguém tão lindo conseguia ser tão rabugento.

 

- Por kami-sama... - murmurei o fitando, mais especificamente seus braços e seu tronco, que eram definidos. 

 

- O que disse? - Perguntou Sasori com um sorriso de canto EXTREMAMENTE sexy.

 

- Ah? Que? - me atrapalhei, corando fortemente - Por kami-sama como você é irritante. - disse tentando me recompor.

 

- Claro, claro. - riu brevemente se levantando, e vindo até a mim. 

 

Só ai que eu pude ver tua altura, ele era ligeiramente maior, uns 5 centímetros no máximo. Ele parou tão próximo a mim, que me fez começar a suar.

 

- Então, já que teremos que dividir a cama... - corei violentamente e arregalei os olhos - digo, o quarto, temos que nos dar um pouco melhor não acha? - Perguntou com um sorriso cafajeste na cara.

 

- N-não - respondi o contrariando  apenas para tirar aquele sorriso da cara dele. Dito e feito. Ele arqueou uma sobrancelha e fechou a cara no mesmo instante.

 

- Come é, que é? - Perguntou com uma voz realmente assustadora mas eu não ia o deixar brincar comigo, mas não ia mesmo.

 

- Não. - Disse o empurrando levemente para aumentar a distância entre nós. - Se tu tens problemas de bipolaridade que uma hora estás a ser rabugento e na outra a distribuir sorriso nojentos para as pessoas, problema é teu. - Disse sorrindo, forçando simpatia e inocência na voz. - Não ireis ser mais um provável brinquedo para ti, Sasori. - completei sério.

 

Ele tombou a cabeça para o lado e deu uma risada assustadora, e em seguida me olhou com os olhos brilhando. 

 

- Tu tens razão, não sei como conseguiu adivinhar isso, mas tu tens razão. - Disse voltando a se aproximar e parando com o corpo bem junto ao meu, e sua boca perto do meu ouvido. - Algumas pessoas não passam de meros bonecos nas minhas mãos, prontos para que eu me divirta com elas. - sussurrou rente ao meu ouvido, me causando arrepios. Sua mão se moveu lentamente em direção a minha cintura, mas passou direto e agarrou algo atrás de mim. A maçaneta. 

 

Sai rapidamente de perto dele indo em direção a cama, mas parei e me virei para olhá-lo quando ouvi sua voz dizer com cinismo:

 

- É uma pena você ter sacado logo de cara, você seria uma deliciosa obra de arte para se aproveitar. - disse de novo,  com aquele sorriso porco nos lábios finos que mesmo assim não deixavam de ser atraente. Pelo contrário.

 

- Vai se foder. - respondi, enquanto ele saia pela porta sorrindo debochado.

 

POV Sasori

 

"Mas que porra de vida, que adora tirar uma com a minha cara." Era a frase que se repetia na minha mente após sair do quarto, e tentava tirar desesperadamente  a voz dele pronunciando meu nome da minha cabeça. Na hora, eu cheguei à arrepiar. 

 

Como eu ia saber que o loiro irritante e totalmente descompromissado com os horários, ia ser justo o meu novo colega de quarto? Ah foda-se, não acho que seria diferente caso nos conhecêssemos de qualquer outro modo. Esse garoto tem algo que me irrita, talvez o modo como ele teima em querer me rejeitar ou de mostrar que eu sou apenas mais um. Porra, eu não sou qualquer um. Eu sou Akasuna no Sasori, as pessoas adoram me ter em suas camas ou estarem na minha. 

 

O jeito como elas se submetem aos meus desejos, como imploram para que eu as façam minhas, que me deixam brincar com os seus corpos e consequentemente com os seus sentimentos. Ah, é realmente excitante tê-las em minhas mãos como meros bonecos ao meu dispor.

 

Mas tem algo de errado com esse loiro. O jeito como ele me desafia ou fala as palavras, sem medo de que vá me irritar ou não. O jeito como me olha transbordando desejo, porém com inocência. E esconde tudo isso com teimosia, ah... ele parece um daqueles brinquedos que os pais não querem dar a criança, e ela o deseja mais ainda. 

 

Deidara sem dúvidas alguma é diferente, e deveria ser justo essa porra de diferença que estava me chamando atenção. 

 

Bufei frustado, descendo as escadas e indo em direção a sala. Chegando lá estava Hidan e Sasuke jogando video game e não me viram chegar. Tomei o controle da mão de Sasuke e me sentei no sofá, tomando o controle da luta e dando um pau em Hidan. 

 

- Ei!! - exclamou Sasuke, me olhando com cara feia.

 

- Ah cala a boca pirralho, tu estava perdendo mesmo. - dei de ombros.

 

- Devolve o controle para o Sasuke, Saso. - Disse Hidan com uma voz meio triste - Eu gosto de ganhar, e não perder. E contigo não tem como ganhar.

 

Ri alto e o matei na partida de Mortal Kombat, ele me olhou e fez um bico tão adorável que abracei sua cabeça. No mesmo instante Kakuzu entrou na sala junto com Itachi, e olhou feio para a cena. Larguei Hidan rapidamente e Itachi riu.

 

- Por que está com essa cara, Sasu? - Perguntou Itachi, sentando ao lado do irmão.

 

- Sasori levou um fora, chegou aqui estressado e tirou o controle do video game da minha mão. - Disse Sasuke emburrado, e brincando com uma mecha do cabelo do irmão. 

 

- Eu não levei um fora, ok?!!?! - exclamei irritado e eles riram.

 


Notas Finais


Oooi meus amores, resolvi fazer um "POV Sasori" pra vocês entenderem um pouquinho, como a mente (um pouco problemática) do nosso ruivinho funciona. O que acharam? Querem POV de alguém em especial? Comentem o que acharam, até o próximo capítulo meus nenê <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...