História What is love - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~interativafics

Postado
Categorias EXO
Tags Chanbaek, Chansoo, Kaistal, Miss-psycho, Personagens Originais, Sebaek, Soochan, Super Junior
Visualizações 50
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A boa autora a fanfic torna.

Hello Angels, então eu finalmente voltei depois de um longo tempo sem postar, lamento por isso.
Eu realmente pensei em mudar essa fic para outra categoria como fiz com outras fics minhas, mas resolvi continuar com ela. Bom, espero que gostem do capítulo, se já esqueceram como é a fic, aconselho a ler-la novamente <3

Enfim, boa leitura.

Capítulo 9 - . o bom filho a casa torna


 

 

 

 

 

 Apesar do dia estar fresco e o céu em um tom azul claro, as expressões de todos aqueles no velório dos pais de Amber eram cinzas, todos com a tristeza em seus olhos, afinal o senhor Oh e a senhora Liu eram pessoa fantásticas e de bom coração, tinham milhares de amigos ao redor para suprir a falta dos parentes já não mais vivos. Amber era aquele que mais estava sofrendo com a situação, eram seus pais ali e apesar de dizer que preferia ficar longe deles em alguma ocasiões, nunca quis algo como isso, ele no momento só queria seus pais de volta.

 

  Baekhyun, Soojung e Jongin estavam acompanhado o baixinho, já que eram responsáveis por eles. Não haviam sequer trocados de roupas, estavam virados fazia dois dias, Baekhyun apenas ligou para casa afim de avisar Chanyeol e o tranquilizou dizendo que tudo ia ficar bem.

 

  O enterro foi cheio de lágrimas e despedidas, e na hora que Amber deu seu Adeus aos pais, não houve sequer uma pessoa naquele local que não se debulhou em lágrimas. Por fim, sobraram apenas eles e o advogado da família.

 

 - Sei que não é o melhor momento para falarmos sobre isso, mas eu como advogado da família tenho que lhes dizer que estão permitidos a ficar com o pequeno Amber até a volta de seu irmãos mais velho, ele chegará em breve e ficará como responsável legal de Amber.  - Informou, recebendo concordância dos três adultos - É aconselhável que eles fiquem com SooJung, mas fiquei sabendo que o pequeno se apegou muito a você, senhor Byun, então, se for de escolha dele e o senhor quiser, ele pode ficar em sua responsabilidade.

 

  Amber apertou fortemente a mão de Baekhyun e olhou para cima a espera de uma resposta positiva, gostava de Soojung e Jongin, mas tinha algo em Baekhyun que lhe fazia amá-lo.

 

  O mais velho sentiu o aperto e sorriu concordando, não era preciso nem pensar duas vezes, cuidaria de Amber para sempre se fosse preciso.

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando chegaram a residência de Baekhyun,  Amber sorriu, havia um jardim e uma varanda como os filmes que via nos desenhos animados clichês. A casa era bonita por dentro, não lembrava em nada a sua que era uma típica casa de gente rica, ali tinha cheiro de aconchego. Amber sentou-se no sofá a pedido de Baekhyun, e esse se ajoelhou a sua frente, mais do que todos, Baekhyun sabia o que era perder quem se amava.

 

 Ele sabia muito bem disso.

 

  - Você está muito triste? - Perguntou, de forma boba, enquanto fazia um cafûne no menor - Sabe que pode me contar qualquer coisa certo?

 

 - Eu to bem, Bae hyung. - Suspirou, abraçando o mais velho. Amber entendia bem as coisas, e por mais que soubesse que seus pais não iriam mais voltar, estava sabendo lidar muito bem com aquilo, melhor do que um adulto - Deus escreve certo por linhas tortas, então se ele levou meus pais, talvez ele esteja preparando algo grande para nós. Mamãe costumava dizer que quando Deus quer algo bom para todos, ele move alguns pauzinhos para conseguir… Talvez, Bae hyung, ele esteja preparando algo grande para mim. Ele me ama, não é Bae. Ele não está triste comigo…

 

   Talvez, Amber fosse inteligente até demais, e por mais que Baekhyun não tivesse uma religião, ele tinha fé e acreditava fielmente nas palavras do pequeno sobre Deus e seus planos para todos.

 

  Após a conversa que tiveram, foram preparar o jantar, Amber deixava algumas lágrimas cair ao se lembrar que era seu pai que sempre cozinhava para a família, e que nesse momentos sua mãe sempre parava com ele no colo na porta da cozinha e ambos ficavam a observar o pai a cozinhar. Baekhyun permitiu que o menor soltasse todas suas lembranças, era forma que ele tinha de demonstrar o que estava sentindo. No fundo sentia um pouco de inveja de Amber, o pequeno sabia lidar com uma perda melhor do que ele que era um adulto e precisou de tratamento para conseguir superar a depressão.

 

 E foi naquele momento que Baekhyun  notou que já não estava mais triste por causa de seu bebê que nunca chegou a ter, que a lembrança que tinha do filho, era a sensação gostasa dele em sua barriga. Estava mais preocupado com a situação de Amber do que com o resto do mundo.

 

   Pela primeira vez, sentiu-se livre das amarras da depressão, e tinha forças para se reerguer e dar a mão para o pequeno ao seu lado.

 

  - Sabe, Amber… - Iniciou, deixando os hashis ao lado do potinho de arroz, apoiando os cotovelos na mesa, e o queixo nas mãos -Você tem razão, Deus tem planos para nós. Ele nos ama muito, por isso, está nos unindo dessa forma.

 

 

 

 

   Chanyeol quando chegou em casa não encontrou o silêncio de sempre, pelo contrário, viu Baekhyun e Amber sentados no sofá assistindo algum programa besta que faziam ambos rirem, até pensou em se manifestar, mas não quis atrapalhar aquele momento bonito, por isso só ficou a olhá-los.  No entanto, Baekhyun o notou, dando aquele brilhante sorriso que aquecia o coração do Park, sorrisse esse que Chanyeol sentia falta.

 

  - Chegou cedo hoje, o jantar ainda está quente. - Sorriu - Esse é o Amber, ele irá passar uma temporada conosco até a chegada do irmão, espero que não veja problemas nisso.

 

   O maior apenas sorriu e se aproximou de Amber, fazendo um carinho nos cabelos lisos do menor. Amber sorriu constrangido se encolhendo envergonhado para o lado de Baekhyun, tirando risada dos dois mais velhos.

 

  - Então, ainda bem que eu trouxe duas barras de chocolate! - Brincou, mostrando as barrinhas de chocolate aos menores - Uma para meu amor… - Entrou a de Baekhyun, depositando um beijo na testa do mesmo. - Outra para nosso pequeno Amber.

 

 

 Naquela noite e em todas que se seguiram durante uma semana, Chanyeol chegou cedo em casa apenas para aproveitar o tempo com Baekhyun e Amber; o maior não trocava beijos ou mais do que contato fraterno com Baekhyun, eles notaram que conseguiam viver daquela forma, era até mais confortável para ambos, no entanto, Chanyeol sentia falta de beijos quentes e toques fortes, ele sentia falta de Kyungsoo.

 

  E Baekhyun havia notado isso em Chanyeol, ele só queria saber quem era aquele rapaz que havia conseguido conquistar seu grandão.

 

   Precisava encontrá-lo logo, pois não aguentaria ver seu melhor amigo sofrer.

 

  

 

   A campainha tocou duas vezes fazendo Baekhyun deixou o pano de prato na pia e passar pela sala, apenas para ver Amber dormindo no colo de Chanyeol que olhava para a tela do celular com um semblante triste. Sacudiu a cabeça e caminhou em direção a porta, abrindo-a assim que outro o terceiro toque.

 

  Havia um rapaz bonito frente a porta, usava um terno cinza, camisa social preta tal como a gravata, a calça social e o sapatos lustroso. Os cabelos estavam para trás com gel, eram loiros e a expressão séria deixava o homem ainda mais bonito, por pouco Baekhyun não babou.

 

  - Ah… Pois não? - Murmurou, sentindo-se feio diante ao mais alto, já que usava apenas um moletom velho que antes era de Chanyeol.

 

  -  Sou Oh Sehun, irmão da Amber. - Comunicou.

 

  Baekhyun fez uma careta ao escutar Sehun perguntar por Amber no feminino, mas deixou passar, por achar que o mesmo não sabia sobre transsexualidade do irmão.

 

- Oh, eu sou Byun Baekhyun… Bem, pode entrar, Amber está dormindo na sala, por favor me acompanhe. - Sorriu sem jeito e esperou que Sehun tirasse os sapatos para que pudessem seguir pra sala, ao chegar na mesma encontraram o pequeno coçando os olhos, ainda sentado no colo de Chanyeol, que os observava confuso. - Querido esse Oh Sehun, irmão do Amber… Esse é meu marido, Park Chanyeol.

 

  Sehun fez uma careta ao escutar o que o outro disse e olhou para o irmão mais novo, o mesmo evitava lhe olhar nos olhos, parecia temer que o mais velho brigasse consigo, e isso chamou atenção não só de Baekhyun, como a de Chanyeol também, que abraçou o pequeno em seu colo, enquanto se levantava.

 

  - Como vai, Amber? - Perguntou, a voz contendo o mesmo som sério que sua expressão.

 

    O pequeno não respondeu, apenas escondeu o rosto no ombro de Chanyeol, deixando Baekhyun receoso. Amber nunca havia agido daquela forma e estava com medo de deixá-lo ir com Sehun, criando mil teorias sobre o porque dos irmãos agirem assim, se tratando de forma tão estranha, como se estivessem se conhecendo agora.

 

 E como se lesse seus pensamentos, Sehun pigarreou.

 

 - Nunca fomos muito próximos, eu fui cedo para a China fazer faculdade cuidar dos negócios da família, Amber ainda era muito pequena naquela época. - Deu de ombros - Não tivemos um grande contato, e o pouco que eu sabia era o que minha mãe me contava.

 

 - Entendi… Sehun-ssi, acho que temos muito o que conversar antes de você finalmente levar Amber para a casa de vocês. - Baekhyun disse por fim, apontando para cozinha - Venha comigo, irei preparar um chá para nós enquanto eu te conto tudo que sei sobre seu irmão.

 

- Como assim, irmão? - Perguntou confuso, seguindo Baekhyun.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Tivemos Sehun <3
Não se esqueçam que o Amber tem como aparência a Lee Haru <3

Qualquer duvida, criticas é só mandar ^^

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...