História What Is Reality - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Lu Han, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Sebaek, Xiuchen
Visualizações 16
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu dei um recomeço a toda história, resolvi fazer de um jeito diferente do que já comecei, espero que gostem, de verdade, e prometo me empenhar mais no próximo capitulo para mais palavras.

Capítulo 1 - "Querido Diário"


Fanfic / Fanfiction What Is Reality - Capítulo 1 - "Querido Diário"

Oi, meu nome é Byun Baekhyun, e você, você é o meu querido diário, acho que talvez eu invente um nome para você, eu acho tão clichê o "querido diário" parece que estou falando com algum namorado.

Ahh namorados, eu tive, todos foram totalmente problemáticos, mas o Jongin foi o pior, sabe "querido diário" acho que a mamãe ter comprado esse diário foi algo bom, assim minha história fica conhecida antes de eu morrer.

Sim, morrer, pode ser meio estranho nos conhecermos assim, mas sabe, eu quero me matar, e como sei que se alguem ler isso vai ficar curioso, eu vou lhe contar como aconteceu, acho que posso começar com o dia que eu conheci ele, acho que ter ficado curioso sobre ele foi a pior escolha que já tomei na minha vida, mas enfim, chega de enrolar e vamos logo a nossa longa história.

Tudo começou no dia que os garotos me chamaram para sair, já que eu tinha feito 15 anos, eu me lembro de ter realmente animado, principalmente quando minha mae me deu dinheiro e me disse para me divertir, eu tinha a permissão de beber somente um copo, eu sabia somente de olhar para si, mas ela dizia claramente que eu não deveria pegar ninguém sem estar completamente sóbrio, eu acho que fui um idiota em descumprir isso.

Eu me lembro que eu estava me arrumando no espelho da sala, eu estava nervoso, não sabia o porque mas provavelmente era pela presença de SungBon, ahh SungBon, deve estar curioso certo diário? vou lhe dizer quem é esse belo homem.

Flash-Back-On

Parei de arrumar meus cabelos ao ouvir a voz calma e doce de minha mãe me chamando um pouco ao fundo, ao que eu achava ser a cozinha, e fui calmamente até lá, vendo a mais velha procurando algo dentro de sua bolsa.

-Omma, a senhora me chamou? -Me aproximei curioso da mesma, pensando que talvez ela houvesse perdido algo de importante, fazendo uma preocupação crescer em meu interior - perdeu algo Omma?

-Não meu anjo... Eu só estou procurando e..... Pronto, achei filho, pega isso pra você, vai precisar de algo para gastar com os seus amigos.

Olhei assustado quando minha Omma me estendeu uma nota de R$100,00 junto de mais algumas de R$20 e R$50, como eu poderia aceitar aquilo? Aquele era quase todo seu salario no emprego, como ela podia estar me dando algo com esse sorriso?

-Omma.. Eu... Eu não posso... Isso é seu e..

-E eu estou te dando Baekhyun, você é meu filho, e eu, como sua mãe, estou te dando esse dinheiro pra você se divertir com os seus amigos, então não recuse sim? Seja um bom menino

Senti meus olhos se encherem de lágrimas ao ter todas aquelas notas nos meus dedos, e sem esperar muito tempo, apertei minha mãe em um abraço, beijando suas bochechas diversas vezes

-Obrigado, obrigado Omma, sério, muito obrigado - Agradeci com um sorriso de orelha a orelha, que faziam minhas bochechas até mesmo doerem - eu prometo que vou devolver tudo o que eu gastei pra senhora Omma.

Falo e me curvo suavemente na sua frente logo voltando a postura ereta, ouvindo uma buzina do lado de fora da casa que acabou me arrancando mais uma risada por ouvir varias vozes gritando o meu nome pra ir rápido

-Acho que, já está na hora.

-sim filho... Tome cuidado e se divirta.

-Pode deixar! - Dei mais um abraço em si e logo me despedi saindo de casa guardando o dinheiro no bolso, sendo recebido por um abraço de ombro de Sungbon - ate agora você não me disse que filme iriamos ver Bonnie, se for alguma filme de terror eu vou voltar pra debaixo das minhas cobertas!

-Aigoo, vamos lá, não vai ser tão aterrorizante assim okay? Eu prometo e se caso a princesinha sentir medo, eu deixo você segurar minha mão.

-Que tal se eu apertar sua garganta? -Pergunto irônico batendo no braço do mesmo antes de sair de braços cruzados até o carro, aumentando a velocidade dos passos só para me fingir de irritado, contendo um riso ao ver que ele começava a pedir desculpas envergonhadas -Agora eu estou muito bravo, não quero mais falar com você, baka.

-ommo, vamos lá Baek, me desculpe uhm? Eu te compro o que você quiser, um sorvete, um açaí, o que você quiser!

Olho com uma falsa indignação e paro de andar colocando a mão em seu peito, fazendo ele parar confuso com a minha reação, tombando a cabeça devagar

-está tentando me comprar com comida? Olha... Sinto lhe informar que eu como muito okay?

-Você devia parar sabia? - Olho pra ele confuso e ele logo me da um abraço de urso, me arrastando até o carro -Se ficar com as apostas de comida, eu vou fazer você virar um bolinho fofo, e eu quero isso.

-Ayahh, eu não vou ficar gordo, quer acabar com as minhas chances de achar alguma namorada?

-Eu serei seu namorado, então não irá precisar se preocupar!

Flash-Back-Off

Bonnie realmente não sabia como eu ficava quando ele me dizia essas coisas, eu sentia meu peito pular forte, e queria beija-lo ali mesmo, onde estivéssemos, por que, eu amava ele, eu amava todo o seu jeito, eu amava ele completamente

Flash-back-on

-n-nao diga isso.

Pedi envergonhado logo entrando no carro, me sentando ao lado dos garotos que estavam entretidos mas não perderam a chance de me zoar por estar corado, mas depois de muito insistência, SungBon ligou a música e logo estava formando um karaokê ali

Flash-back-off

Eu poderia chamar aquele belo karaokê desafinado, como karaokê da morte, ai foi o começo de tudo querido diário, mas agora eu vou indo, até mesmo os monstros precisam de algum descanso, mas lhe prometo, irei lhe contar o resto amanhã, e espero não te decepcionar


Notas Finais


Estão gostando? Me digam no comentários amores
kisss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...