História What lovers do - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Taeyeon, Tiffany
Tags Fluffy, Taeny, Te Amo Maroon 5, Vai Nessa, What Lovers Do, Yuri
Visualizações 133
Palavras 1.547
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Fluffy
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vai nessa.....................

culpa dela eu estar escrevendo essa fanfic, grr (na verdade é culpa do Maroon 5 com uma música top demais, quem quiser ler ouvindo ela, vou deixar o link nas notas finais hihi, acho que fica uma vibe legal~~)

mas taeny é lindo demais e, bom, eu to pra fluffy então só vamo rs

espero que gostem ♥

Capítulo 1 - I love you, Pumpkin


Taeyeon tamborilava os dedos na cintura conforme o ritmo da música, nem um pouco incomodada com o ônibus lotado em que estava. Por mais que o choro de criança e as conversas desnecessárias sobre futebol a incomodasse, só de saber que veria Tiffany dali há poucas horas já a animava por completo.

Seria o aniversário de um ano de namoro das duas e a Kim estava ansiosa para seguir o cronograma de sempre: passar o fim de semana inteirinho na casa da Hwang debaixo das cobertas assistindo Hora de Aventura e comendo pizza, além do fato de poder roubar beijinhos dela sempre que quisesse.

Sorriu, estava com tanta saudade de Tiffany... Era frustrante que as duas morassem longe uma da outra e só pudessem se ver nos fins de semana que Taeyeon não trabalhava ou quando a folga das duas, por pura sorte, caía no mesmo dia. Ela nem se lembrava mais do cheiro da namorada direito (mentira, Taeyeon não esqueceria o perfume com cheirinho de chiclete de Tiffany nem em um milhão de anos).

Estava tão imersa nos próprios pensamentos envolvendo um balde de frango frito e Tiffany que quase perdeu a parada, saindo do ônibus sob o olhar carrancudo do motorista e das senhorinhas que se sentavam na frente, mas o que ela podia fazer quando estava prestes a abraçar o amor de sua vida inteirinha e dizer, toda pomposa, que amava Tiffany Hwang hoje e daqui a um milhão de anos.

Clichê, mas era isso que namoradas faziam, não era?

Quer dizer, Taeyeon nunca tinha entendido direito essa coisa de namoro. Quando era pequena, pensava que era dar as mãos com alguém que gostava e beijinhos na bochecha, que nem sua mãe e seu pai faziam. E, bem, ela gostava de fazer isso com Tiffany desde que elas eram pequenas - a sua sorte era que Tiffany também gostava.

Por mais que as duas se conhecessem desde o pré - Tiffany foi a única menina que teve coragem de se aproximar de uma Taeyeon tímida com sua fantasia de Batman - as duas só tinham começado a namorar assim que terminaram o ensino médio. Em partes pelo ex-namorado de Tiffany, em partes porque Taeyeon nunca teve coragem de se declarar diretamente até a Hwang lhe roubar um beijo na formatura.

Foi o primeiro e o melhor beijo que Kim Taeyeon ganhou na vida. E o sorriso que Tiffany deu quando se separaram, com os olhos formando um risquinho digno de Brook de Pokémon, fez o coração de Taeyeon pular tão forte no peito que ela achou que teria um ataque cardíaco ali mesmo.

— Você está atrasada.

A falsa voz de brava da Hwang fez Taeyeon dar um pulo, tentando desesperadamente esconder a caixa com os chocolates favoritos dela atrás de si, deu um sorriso sem graça para a namorada, que já revirava os olhos e dava espaço para a Kim entrar.

— Mas eu nem apertei a campainha... Estava espiando pelo olho mágico de novo, não é? — Taeyeon murmurou com um sorriso de canto, fazendo Tiffany revirar os olhos antes de a puxar para um selinho rápido e um abraço apertado, ou seja, a melhor forma de dar boas vindas já existente no mundo. — Boba, eu comprei seus chocolates favoritos!

— Por que? — Tiffany perguntou enquanto fechava a porta. — É natal?

— Quase. — Taeyeon respondeu tirando a mochila das costas e enfiando a caixa de chocolates ali dentro, ainda que Tiffany já tivesse visto, ela não planejava entregar para ela ainda. — Hoje é 9 de Dezembro, dia do Alcoólatra Recuperado, da morte de um republicano que eu não sei o nome e... — fez suspense, abrindo um sorriso que ela esperava de coração que fosse sexy — nosso aniversário de um ano de namoro!!! Fora isso, nada.

— Palmas. — a Hwang disse sem emoção, indo em direção a Taeyeon e roubando mais um beijo da namorada, daqueles bem lentos, do jeitinho que Taeyeon gostava. — Você é muito boba, Pumpkin.

— E você é minha, Honey Bunny.

De novo: Clichê.

Taeyeon gostava sobre como o relacionamento delas parecia certo desde o início, mesmo que de vez em quando elas brigassem por uma calcinha roubada ou uma olhada de mais de dois segundos na nova colega do trabalho.

Mas era isso que namoradas faziam, certo?

— Tá, chega de conversa. — Tiffany comentou se desvencilhando do abraço da Kim para ir em direção ao sofá cama, já repleto de almofadas fofinhas e o cobertor mais quentinho da casa. — Vem, vamos começar a assistir esse negócio.

Taeyeon sorriu, sem nem pensar duas vezes antes de tirar os sapatos e se jogar ao lado da namorada, se aconchegando no colo dela e aproveitando do carinho manhoso que Tiffany fazia em seus cabelos. Às vezes era bom só estar daquele jeito, sem precisar falar muita coisa só porque o momento dizia por si.

Fazia ela se lembrar quando era criança e ainda podia pedir para as pessoas ficarem sem vergonha nenhuma, quando ela se juntava com seu irmão mais novo na cabana feita de lençóis e os dois contavam histórias um para o outro - geralmente de terror, sempre envolvendo alguma faca ou uma coruja piando alto demais - e, quando o pai chegava para chamá-los para dormir, pedia que ele ficasse e dormisse com eles no chão duro entre os lençóis convidativos demais sob suas cabeças.

Com Tiffany, ela sentia que podia pedir para que ela ficasse sem medo também. Ainda que soubesse que nada era para sempre, alguma coisa dentro de si sentia que a Hwang ficaria em sua vida para todo sempre, e talvez fosse isso mesmo. Mesmo que elas terminassem um dia, Taeyeon ainda a guardaria no coração pelo resto da vida. Não seria um término que apagaria todas as lembranças boas que elas tinham.

— O que você tá pensando? — Tiffany sussurrou baixinho no seu ouvido.

Taeyeon sorriu.

— Sobre como Kiwi do Harry Styles fala sobre ter um bebê e o clipe tem cachorros e crianças em uma guerra de bolinhos. Tipo, a vida realmente tem sentido? Será que estamos vivendo ou apenas existindo?

Tiffany revirou os olhos, dando um tapinha de leve na testa da Kim, que a olhou feio mas acabou rindo depois.

— A música não fala exatamente sobre ter um bebê — Tiffany respondeu pensativa. — É uma metáfora, eu acho. Quer dizer, ele também fala pra não se importar, então....

— Confuso, mas me recuso a pesquisar a tradução dessa música. Lembra aquela música que você tava viciada e ficava cantando todo dia, mas no fim ela falava sobre masturbação? — Taeyeon riu — Você ficou com cara de tacho por uma semana.

— Ainda guarda um valor sentimental no meu coração. — a Hwang respondeu colocando a mão no peito em um gesto teatral. — Eu ainda te amo, Oohyo, mesmo você comparando pizza com siririca.

Taeyeon gargalhou: — QUE HORROR, TIFFANY! Não foi assim que eu te criei, garota! Anda, volta a assistir o desenho, vai.

— E você?

— Eu vou dormir, né. Já que certa pessoa fica fazendo carinho no meu cabelo e me deixando usar seus lindos seios de travesseiro....

— Você só fala merda, Tae. E, se for um problema, eu paro ué...

— Não! Eu não disse para parar. — a Kim resmungou com um biquinho, pegando uma das mãos da Hwang e colocando sobre a própria cabeça. — Te amo! — disse sorrindo, que nem naqueles doramas que as duas assistiam juntas todas as noites pelo Skype.

Tiffany revirou os olhos: — Você é clichê demais... Não, nós somos clichês demais. E eu também te amo, Pumpkin.

— I love you, Honey Bunny.

 

Era aquilo que namoradas faziam?

 

Com Tiffany, era mais do que andar de mãos dadas e dar beijinhos quando tinham vontade. Era mais do que as palavras bonitas que elas trocavam o dia inteiro ou dos momentos de tesão onde a única coisa que a Kim pensava era que queria os dedos dela mais fundo. Namorar com Stephanie Hwang era conversar sobre besteiras do dia-a-dia como se fosse pauta do jornal nacional, era discutir sobre quem queimou o bolo quando o culpado na verdade foi o gato de rua que elas tinham adotado juntas e era o filho não-oficial delas (já que o oficial era o Hamster de Tiffany que não aparece na história, muito prazer, Bilbo). Era mais do que discutir porque eram das casas de Hogwarts diferentes uma da outra ou de chalés diferentes no acampamento meio-sangue. Era muito mais do que concordarem que fanfics de Harry Potter boas estavam fanfics e que elas precisavam aprender tailandês para assistirem mais filmes gays sem legenda.

Namorar com Tiffany envolvia mais do que os beijos quentes quando elas iam a boates para dançar e tomar algumas com os amigos, era mais do que as piadas de baixo calão e das briguinhas irritantes por um ciúme que só existia para concordarem que uma pertencia a outra e era assim que era. Não que elas pensassem o tempo todo que iam durar para sempre, só era legal ter em mente que, naquele momento, elas tinham todo o tempo do mundo só para elas.

Namorar com Tiffany Hwang era como fazer bolo, Taeyeon nunca tinha certeza se a receita daria certo mas, independente do resultado, ela ainda podia lamber a massa da tigela.

 

— I love you, Pumpkin. — murmurou entregando a caixa de chocolates para Tiffany.

— I love you, Honey Bunny.


Notas Finais


musiquinha bolada: https://www.youtube.com/watch?v=5Wiio4KoGe8

pra quem não entendeu a parada do Pumpkin, Honey Bunny: https://www.youtube.com/watch?v=PvMxbRCBalk

amo vo6 e obrigadinha por lerem aaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...