História What Now? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Jikook, Namjin, Romance Policial, Suspense, Taegi, Vhope, Yoonmin
Exibições 125
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


PA-BAM
Hello 'w'
Boa leitura^^

Capítulo 9 - I Hate You


Fanfic / Fanfiction What Now? - Capítulo 9 - I Hate You

Jungkook nem pensou duas vezes antes de voar pra cima de Suga. 

- Você prometeu, seu desgraçado! Tínhamos um trato! - o mais novo dizia apertando cada vez mais forte o pescoço de Suga, que tinha em seus lábios um sorrisinho debochado. 

Jimin, ao ver o que Jungkook ia fazer, soltou um grito e tentou puxar o maknae. 

- Jungkook! Para! Não faz iss... - Jimin foi bruscamente interrompido por um empurrão forte, e sentiu sua cabeça ir em direção ao chão. 

- Você não é inocente também! - Jungkook disse com uma voz carregada de ódio. - eu vi tudo, Park Jimin. Você estava todo felizinho dando para esse traidor sujo.

Suga soltou um riso idiota, que fez Jimin o olhar com uma expressão apavorada. 

- Calma, moleque. Por que não se junta à brincadeira? 

Jungkook ficou com tanto ódio acumulado dentro de si que agarrou Suga pela camisa e o jogou o mais longe que pôde. Suga soltou um som abafado de dor quando suas costas deram um encontrão com a parede. O grito esganiçado de Jimin tomou o lugar. 

- Suma daqui. Agora. - Jungkook disse, alertando Jimin, que saiu correndo e chorando. 

Suga agora estava no chão, tossindo sangue por algum motivo. Não levou muito e Jungkook o chutou bem no meio da barriga, o deixando sem ar.

- Não reclame se seu amado Taehyung pagar por isso. - o maknae soltou com veneno na voz, e se virou para sair. 

Jungkook mal teve tempo de chegar no corredor de seu quarto e sentiu uma dor lancinante na nuca. Ele se desnorteou por alguns segundos e sentiu outra dor terrível, dessa vez em seu pescoço. 

Ao conseguir recuperar o foco da visão, Jungkook soltou um grito sufocado. 

Suga estava com um corte em cima da sobrancelha que sangrava muito, manchando todo o lado esquerdo de seu rosto, porém sua expressão estava contorcida numa mistura de ódio, ira e mágoa, seus olhos faiscando com raiva.

Suga havia se irritado. 

- Você não ouse sequer tocar em um mínimo fio de cabelo dele. - Suga disse numa voz que fez Jungkook congelar. 

- Por que eu não posso? - o mais novo riu, ignorando a dor lasciva em seu pescoço, que era causada pelas mãos de Suga. 

Suga ficou tão irado que adquiriu uma força sobre-humana e conseguiu erguer Jungkook pelo pescoço, apertando até ver o garoto com dificuldades para respirar.

- Se você ousar tocar nele... -Suga deu um sorriso psicopata. - Acho que Jimin vai precisar de um novo namorado. Que palavras ele diria em seu velório? 

Jungkook havia começado a ficar cada vez mais pálido, soltando sons sufocados e aterrorizados, desesperado em busca de ar, mas Suga apenas riu.

- Escuta aqui, Jeon. - o mais velho sorriu de maneira sádica. - Eu só não mato você aqui e agora porque você é minha ferramenta de observação. Mas não abuse e me agradeça por te manter vivo.

Dito isso, Suga soltou Jungkook, que caiu no chão tomando respirações apressadas e desesperadas, sentindo seus pulmões doerem ao receberem ar novamente. 

- Você foi avisado. Espero que eu tenha sido claro. 

Jungkook sentiu-se tão humilhado, tão usado, tão traído naquele momento, que já havia decidido. 

Poderia morrer, mas ele ia usar Taehyung. 

Machucando Taehyung, ele machucaria Suga. 

Era a vingança perfeita.

 

 

 

No outro dia...

- J-Jungkook... p-para... - Taehyung dizia chorando muito. Ele não acreditava que seu melhor amigo estava fazendo aquilo. 

- Calado. - o mais novo disse rindo.  Já que ele quer guerra, vamos dar guerra a ele. 

Taehyung não podia raciocinar direito. Se sentia sujo por estar gostando, mas ao mesmo tempo, odiava a si próprio. Afinal, ele estava traindo seu namorado, mesmo que este tenha desaparecido. 

- M-mas... ele quem, Jungkook?! - Taehyung disse desesperado. Queria sair dali a qualquer custo. Mas Jungkook havia o amarrado em um bastão de metal, que estava machucando o garoto. 

- Taetae, você sabe que eu te adoro, mas ele quis assim. - Jungkook jogou Taehyung com tudo na cama do mesmo e o vendou e tampou sua boca com algo estranho, que parecia... ah, não...

Não parecia. 

ERA um daqueles instrumentos de tortura sexual.

Taehyung gritava abafado, sem conseguir se mover nem falar nem ver nada, mas Jungkook apenas ria. 

Taehyung sentiu Jungkook apoiar uma das mãos em sua cabeça, o apertando contra o colchão. Ao mesmo tempo, sentiu o garoto abrindo suas pernas, e corou muito, ao mesmo tempo que sangrava, suava e chorava. Jungkook estava literalmente fazendo-o derramar sangue, suor e lágrimas. 

- Ah, Taetae, é uma pena que você não pode falar agora. - Jungkook riu.- queria que você dissesse algo para a pessoa que te ama. 

Taehyung gritou abafado ao sentir Jungkook entrando em si. E seguindo aquela lógica, o mais novo estava gravando aquilo. 

- Nossa, como você é apertadinho... O Hoseok não te fodeu o suficiente? - Jungkook riu e investiu fortemente contra o garoto, que sentia uma dor terrível lhe tomando conta.

Taehyung sentiu Jungkook investindo cada vez mais rápido, forte e profundamente dentro de si, e gemia de dor cada vez mais, seus gemidos sendo abafados pelo que quer que estivesse em sua boca, que soltava mais saliva a cada segundo. 

- Ah... agora... - Jungkook retirou aquilo da boca de Taehyung, que se sentiu aliviado, porém ainda se sentia horrível. - Diga algo para seu querido, Taehyung. O criminoso que se apaixonou por você. 

Taehyung se sentiu péssimo ao perceber de quem Jungkook falava. Mas gritou ao sentir Jungkook indo mais profundo e se desfazendo dentro de si, logo depois retirando seu membro de dentro do garoto e espalhando seu esperma por todo seu corpo. 

- S... Suga... M... Me... S... Sa... Salve.... P... Por... Favor... - Taehyung disse fraco. 

Jungkook soltou uma risada terrivelmente sádica e tomou os lábios do garoto, envolvendo sua língua na dele.

- Espero que tenha gostado do show, Suga. - Jungkook riu, e Taehyung desmaiou de fraqueza e dor.

Ao acordar, Taehyung se viu preso com correntes e grilhões, totalmente nu, em um quarto escuro e frio. Se sentia horrível.

Fora abusado pelo seu melhor amigo.

- Ah, acordou. Bem, eu trouxe alguns remédios para você. Meu plano não era te machucar. Era usar você para machucar Suga. - Jungkook disse entrando na cela de Taehyung. 

- Como você o conhece? - Taehyung disse com uma voz fraca.

- Não é óbvio? - Jungkook riu.- eu sou da Dope. Suga me mandou trabalhar na delegacia para te espionar. 

Novamente, Taehyung se sentia traído. 

- Eu te odeio.

 


Notas Finais


ATENÇÃO
O abuso e estupro são representados nessa história como um tema fictício, porém isso é algo real e acaba com a vida de muitas pessoas todos os dias. As que não morrem, ficam traumatizadas a vida toda.
Diga não ao abuso sexual! Se sofreu ou conhece alguém que sofre, não fique calado. Denuncie. Abuso é crime e ninguém merece sofrer algo assim.


~XOXO♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...