História What's the flavor? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Kim Seokjin
Visualizações 17
Palavras 1.270
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - First chapter


Estava frio. Era uma sexta-feira de novembro e Seul gelava em 6°C.

Tomei um banho quente e estava decidida a ficar em casa embaixo das cobertas, provavelmente lendo ou assistindo alguma série. 

Saí do banheiro, vesti uma camiseta branca longa, um shorts de pijama preto com um palmo de comprimento acima do joelho. Estava frio, mas aquele apartamento era confortavelmente agradável. Exceto a sala, ali era um gelo, quase não ficávamos lá nos dias frios. 

Sim... Nós. Vim pra Seul com a missão de morar com sete pessoas que hora ou outra me deixam de cabelo em pé, mas que fazem com que eu me sinta parte da família. Nunca me senti tão bem acolhida como eu me sinto aqui, os meninos realmente me fazem participar de tudo e sempre me pedem opinião sobre tudo. Eu realmente sou uma pessoa de sorte. Por ser mulher e ser mais velha que cinco deles, sou tratada quase como se eu fosse uma entidade.

Minha função aqui? Fazer com que eles tenham vivência com a língua inglesa e que possam aprender com o dia-a-dia. No começo era difícil, meu coreano não era tão bom, o inglês deles não era muito diferente. Exceto por Kim Namjoon. Ele foi nosso excelente tradutor por, pelo menos, dois meses. 

Eu sinto um carinho imenso por cada um deles, um amor imensurável. Mas, só de pensar que um dia eu terei que deixá-los, meu coração começa a doer e eu começo a sentir as lágrimas chegarem.

Após sair do banheiro, me dirigi pra cozinha. Eu estava afim de tomar chá gelado, sim, chá gelado no frio. Eu odeio chá quente. 

Ao chegar me deparo com Kim Seokjin sentado na mesa da cozinha.

- Jin oppa, o que faz aqui? Não vai sair com os outros?

- S/n, e eu que pensei que já estivesse dormindo. Não, decidi não ir. Minha cabeça dói.

- Ah, como se você não me conhecesse. Não durmo antes da 1h da manhã. Quer que eu te faça um chá quente? Pode ajudar na dor.

- Eu já tomei um comprimido, obrigado! Não quero te incomodar.

- E quem disse que é incômodo? Vamos, me faça companhia.

Ele sorriu e assentiu com a cabeça. Ele tinha o sorriso mais encantador que eu já tinha visto na vida. Seokjin era lindo! Sua pele era impecável, seu olhar era penetrante, seus dentes eram perfeitamente alinhados. Seus cabelos castanhos eram lisos e extremamente macios. Desde o dia em que conheci Jin pessoalmente, eu passei a acreditar em príncipes encantados. Ele, definitivamente, era um.

Coloquei uma chaleira pra esquentar, enquanto isso fui preparar meu chá gelado. Eu e Jin ficamos conversando sobre coisas da vida. Ele mencionara o quanto estava feliz pelo novo papel que havia ganhado em um dorama que prometia ser incrível. Disse à ele o quanto eu estava orgulhosa e feliz, afinal, seu sonho sempre foi ser ator.

- E como você vai conciliar a vida árdua de ator com a vida de idol?

- Tenho pensado nisso todos os dias, mas sinto que consigo dar conta. Finalmente me deram a chance e não posso desistir agora, mesmo que eu durma só 5 horas por dia - ele sorriu. Era visível a felicidade e satisfação em seu rosto. Jin estava feliz e aquilo me deixava feliz também.

- Fico muito feliz por você, oppa! Você merece todo o sucesso do mundo - sorri orgulhosa. Ele me olhava fixamente nos olhos enquanto conversávamos, aquilo era o suficiente pra me deixar completamente desconcertada. 

A chaleira começou a apitar avisando que a água já havia fervido. Abri o armário em busca dos chás. E é claro que eles estavam no lugar mais alto, onde eu não alcançava. Não sou baixa, mas também não sou a mais alta do mundo. Fiquei na ponta do pé, apoiei minha mão no balcão e nem me esticando toda tive sucesso. Em questão de milésimos de segundos, quando pensei em pedir ajuda ao Jin, ele já estava atrás de mim, com a mão em cima da minha que estava no balcão e a outra no alto, puxando a caixa de chás pra fora. Seu corpo colou no meu, quase foi possível sentir o seu coração bater em minhas costas. Sua respiração descia pesada perto da minha orelha e corria lentamente pelo meu pescoço. Foram os segundos mais demorados de toda a minha vida.

Após descolar nossos corpos, Jin se virou de frente pra mim, apoiando as costas e as duas mãos no balcão. Sorrindo, ele disse:

- Prometo deixá-los num lugar mais acessível da próxima vez.

Eu corei. Como ele conseguia agir tão naturalmente depois do que havia acontecido? Ainda sentia minhas pernas tremerem de leve.

Ri timidamente e perguntei: 

- Qual sabor prefere?

Ele pensou por poucos segundos e logo decidiu:

- Frutas vermelhas. É um dos melhores, você deveria experimentar.

Sempre fui uma pessoa adepta a experimentar coisas novas e mesmo odiando chá quente, decidi que iria tomar um gole.

- Ok, certo. Você venceu, eu aceito experimentar um gole.

Enquanto conversávamos mais um pouco, nossos chás ficaram prontos. Ele adoçou muito pouco o chá de frutas vermelhas. Jin sempre foi preocupado com a saúde e quase nunca exagerava no açúcar e sal.

Após terminar de adoçar, ele estendeu as duas mãos me oferecendo sua xícara. O cheiro era bom e atrativo. Peguei a xícara com cuidado e provei um gole. Era realmente delicioso.

- Não te disse? - Ele riu pegando a xícara de volta.

- Sim, é realmente ótimo. Porém, prefiro o meu matte com limão.

- Você não tem jeito! - Em meio a um sorriso, ele mordeu o lábio inferior e passou seu polegar na minha maçã do rosto, que muito provavelmente estava vermelha pela situação. Por que eu me sentia daquela forma? Eu estava com as pernas trêmulas, estava sentindo meu rosto quente e não tinha coragem de encará-lo com os olhos. Que droga, o que está acontecendo comigo? Eu já tenho intimidade com Seokjin, ele sempre me tratou dessa forma, mas por que me sinto tão... Estranha?

Perdida em pensamentos, ouvi Jin me perguntar:

- O que pretende fazer agora a noite? Estou sem sono e gostaria de assistir alguma coisa, um filme, uma série ou apenas ficar conversando... 

- Acho uma ótima ideia, também não tenho sono. Vamos ficar na sala, ligamos a TV e ficamos conversando. 

Fomos em direção à sala. E lá, como sempre, estava gelado. Jin, assim como eu, também estava de roupas curtas. Ele vestia uma camiseta preta simples, um pouco mais justa ao corpo, o que deixava sua silhueta perfeita a mostra. Ele vestia também uma bermuda de moletom cinza.

Sentamos um ao lado do outro no sofá e começamos a olhar canal por canal, nada parecia tão interessante pra uma sexta à noite. 

- Como está a cabeça, oppa? Parou de doer?

- Sim. Porém estou com frio - ele disse passando as mãos nos próprios braços. - Quer que eu pegue um cobertor pra nós?

Fiz que sim com a cabeça enquanto dava meus últimos goles no chá. 

Jin logo apareceu com um cobertor que aparentava ser bem quente. Ele colocou o cobertor sobre as minhas costas primeiro, sentou-se ao meu lado e se enrolou no mesmo. Pra ficarmos mais aquecidos, ele sugeriu que eu sentasse mais próxima dele. Fiz sem hesitar e logo nossos corpos estavam se tocando de novo. Nossos braços e pernas roçavam cem porcento do tempo. Até que fui surpreendida por algo inesperado. Jin me disse que ainda estava com frio e que eu precisava ficar mais perto. Logo ele passou seu braço esquerdo pelos meus ombros e me puxou mais pra perto. Sem ter onde apoiar minha mão direita, acabei recostando a mesma na perna esquerda de Jin. Ele pareceu não se importar.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...